Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cartoon do dia

Rui Gomes, em 23.03.17

 

NTJM12NX.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:46

 

... Pelo menos, é o que consta nas páginas noticiosas do dia. O avançado de 24 anos há muito que é seguido pelo Sporting com as conversações a iniciaram-se antes ainda do último mercado intercalar, quando os "leões", em vão, tentaram o empréstimo com opção de compra. Contudo, apesar de o negócio não ter avançado e ter sido dado como abortado, Jorge Jesus aparenta continuar empenhado em envidar todos os esforços para contratar o brasileiro, que até já fez das suas justamente contra o Sporting na época em curso, ao apontar os dois golos pacenses na derrota dos castores (4-2), em Alvalade.

 

welthon.jpg

 

Alegadamente, Jorge Jesus tem dispensado particular atenção ao processo, insistindo para que nova ronda de negociações seja retomada com a maior brevidade possível, até porque no mercado alemão há clubes interessados.

 

Paralelamente à procura de laterais-direitos e esquerdos, posições às quais, entre outras, Jesus concede especial primazia para reconstruir o plantel leonino, surge a busca por mais uma solução para a frente de ataque, que configura Welthon como elemento prioritário.

 

A Sporting SAD aponta como objectivo negociar a cláusula de rescisão de cinco milhões de euros para adquirir o atleta, que passou pela equipa B do Braga durante o ano de 2014 e voltou do Brasil à liga portuguesa no último Verão para vestir a camisola do emblema da Capital do Móvel, ao qual está vinculado até 2021.

 

Importa referir relativamente a este processo que, além de ter de chegar a acordo com o Paços de Ferreira, o Sporting terá ainda de se sentar à mesa de negociações com um grupo de investidores ao qual pertence 30 por cento do passe do dianteiro canhoto.

 

Titular indiscutível do conjunto orientado pelo jovem técnico Vasco Seabra, o esquerdino é responsável por 16 golos em 32 partidas, 11 dos quais na Liga, posicionando-se como o sexto melhor marcador da prova.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:58

Uma escola de aberrações

Rui Gomes, em 23.03.17

 

As chicotadas formam treinadores e clubes. Uns a borrar-se de medo e os outros a crescer à toa.

 

19668301_GZJst.jpg

1. Dezassete mudanças de treinador é um número bárbaro que inclui chicotadas recíprocas: do clube ao treinador e do treinador ao clube. Mas há um número pior, por quase não existir, que é o das equipas que seguram um técnico duas épocas seguidas. Duas épocas. Fora Benfica e Sporting, havia dois casos, ou melhor, caso e meio e nem esses vingaram. No primeiro exemplo, Manuel Machado capitulou à quinta temporada no Nacional, que já era uma anomalia para os hábitos portugueses; no segundo, foi o Arouca que não teve como amarrar Lito Vidigal, porque isso também acontece: se o treinador não funciona vai embora; se funciona, vêm buscá-lo facilmente. Falta pensar dois minutos (para combinar com as duas épocas) no que isto faz ao crescimento dos clubes e à formação dos treinadores. Alguém cresce a mudar de ideias a cada seis meses? Alguém pode aprender se tiver sempre o pescoço no cepo e for obrigado a vergar-se a jogadores, dirigentes, patrocinadores e quem mais queira dar palpites? Isso forma treinadores ou relações públicas? Raramente um técnico, ou um clube, apanhado neste ciclo consegue sair dele.

 

2. Há algumas semanas, o Benfica atacou o antijogo, com toda a razão, e o FC Porto fê-lo esta semana, com tanta razão como o Benfica. Um ou outro hão de acabar a praticá-lo de sábado a oito dias, no Estádio da Luz. Vão fazê-lo porque é possível e porque, na verdade, ninguém o condena, nem o acha especialmente grave, nem condenável, quando a vítima é o outro, apesar dos comunicados. Escrevo-o porque Fernando Santos acaba de convocar o guarda-redes do V. Setúbal para a selecção A. Só falta ouvi-lo dizer "bardamerda".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:57

 

Eric Dier admitiu esta quarta-feira, num texto por si assinado no 'The Players Tribune', que viveu no Sporting um período muito complicado da sua carreira. Em causa está a temporada 2013/14, na qual, sob ordens de Leonardo Jardim, não teve as oportunidades que esperava e desejava:

«O meu período mais complicado veio antes de assinar pelo Tottenham. Aos 16 anos, fui cedido ao Everton, o que foi muito difícil para mim. Mudei-me de Lisboa para Liverpool e nos primeiros seis meses não sabia o que estava ali a fazer - estava totalmente perdido. Naquela idade acabas por duvidar de ti mesmo. Dás tanto pelo futebol, mas não sabes se ele te dará algo em troca. É uma espécie de lotaria.

 

img_770x433$2017_03_22_20_28_18_1240985.jpg

 

Depois, na minha última temporada no Sporting mal joguei. Na minha primeira época enquanto sénior estive várias vezes no grupo principal, mas depois chegou um novo treinador e não tive grandes oportunidades. Foi um período horrível, provavelmente o meu pior, pois não sabia o que iria acontecer. Sabem, jogar em Portugal é um pouco diferente em relação a Inglaterra. As coisas podem tomar maus caminhos muito rapidamente.

Foi complicado para mim, mas no Verão um treinador novo chegou, o Marco Silva. Foi fantástico comigo no mês que estivemos juntos e, a certo ponto, não pensava noutra coisa para lá de tentar começar tudo de novo no Sporting. Até que o Tottenham apareceu quando eu menos esperava. Foi uma oportunidade que tinha de aproveitar e felizmente correu tudo bem».
 
A título de curiosidade, esta época, no Tottenham, Eric Dier participou até este momento em 37 jogos, 35 como titular, acumulando 3118 minutos de jogo (média de 84,2 minutos por jogo). O Tottenham está em segundo lugar na Premier League.
 
Aos 23 anos, pela selecção "A" da Inglaterra, já regista 15 internacionalizações.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:56

  

O Sporting começou da melhor maneira a fase de apuramento do campeão no nacional de andebol, ao ir ao Pavilhão Flávio Sá Leite vencer o ABC por 27-25. Os ´leões` contaram com a inspiração de Igor Zabic, com seis golos, enquanto Carlos Pasarin e Ivan Nikcevic marcaram cinco cada. Pedro Marques com seis golos e Diogo Branquinho com cinco foram os melhores no ABC.

 

17426037_10155201569572710_4506654358314172684_n.j

 

No outro jogo da noite, no Dragão Caixa, o FC Porto recebeu e venceu o Madeira SAD por 34-28, somando o 27.º encontro consecutivo a triunfar no conjunto das duas fases.

 

Ao intervalo, a equipa de Ricardo Costa já vencia por 19-15. Gustavo Rodrigues com oito golos e Nikola Spelic com seis, foram os melhores do FC Porto. No Madeira SAD brilhou Fábio Magalhães com oito golos.

 

O FC Porto lidera esta fase com 42 pontos, mais três que o Sporting e mais cinco que Benfica e ABC.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:55

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 22.03.17

 

fotos_Mercedes_benz_McLaren_SL65_AMG_400_hp_salvap

Um dos carros mais caros do Mundo

Mercedes Mclaren SL65 AMG - 250 mil dólares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

"Esperava mais do Sporting"

Rui Gomes, em 22.03.17


À margem da conferência Football Talks que está a decorrer no Estoril, Leonardo Jardim teceu algumas considerações sobre o seu momento no Mónaco e, ainda, a sua passagem por Alvalade na época de 2013/14:

 

«Confesso que estou surpreendido com o campeonato português, nomeadamente por não ver o Sporting na corrida ao título. Neste momento é uma luta a dois. No início da época pensei que iria ser uma luta a três, mas o Sporting atrasou-se. Esperava mais.

 

Tottenham_Hotspur_FC_v_Monaco_FC_UEFA_Europa_XBO1.

 

Sou um treinador capaz de me adaptar. Tenho de saber que se vou treinar um Sporting, que vinha de um 7º lugar, é jogar para ganhar jogos. O clube e os adeptos queriam era voltar a ganhar jogos. Agora estou no meu terceiro ano do Mónaco e sei que investimos este Verão. Tenho que saber que jogadores tenho e perceber que uma vez que o posso fazer, tenho de dar um bom espectáculo aos adeptos.

 

Os clubes portugueses têm forçosamente de ser formadores, porque Portugal tem sido um grande vendedor de jovens jogadores, nos últimos anos. Temos de ser um país produtor de talentos».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49

 

Aleksander Ceferin garante que enquanto estiver na presidência da UEFA "não haverá nenhuma superliga". Alguns dos maiores clubes europeus têm manifestado a intenção de criar um campeonato à parte, excluindo clubes com menor poder financeiro e gerando mais receitas, exclusivamente canalizadas para eles.

 

aleksander_ceferin_foto_fpf70005934_base.jpg

 

Outro dos modelos passa por dar mais vagas aos clubes das principais ligas, em prejuízo de outros campeonatos. Ceferin defende que "O apuramento para a Liga dos Campeões tem de ser um sonho para todos. Não pode haver uma competição fechada."

 

Considerações muito importantes do líder do futebol europeu, à margem da conferência "Football Talks", no Estoril.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:43

Como se defende um penálti !?!

Rui Gomes, em 22.03.17

 

Terá sucedido num jogo da "Premier League".

Espectacular !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36

Rotunda do Leão

Rui Gomes, em 22.03.17

 

page_1_thumb_large.jpg

 

Um dos 32 projectos que vão a concurso no Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Lisboa é a Rotunda do Leão, que ficará situada entre o Estádio de Alvalade e o novo Pavilhão João Rocha.

 

Apresentado como "melhoramento paisagístico da Cidade Desportiva do Sporting" na página "Lisboa Participa", da CML, o projecto surge na sequência daquele relacionado com o Benfica, que levou à recente inauguração do monumento de homenagem a Cosme Damião junto ao Estádio da Luz.

 

O projecto será agora alvo de uma avaliação técnica por parte dos serviços municipais competentes. Caso seja elegível, é depois submetido a uma votação e, se for um dos mais votados, poderá ser integrado na proposta de Orçamento Municipal e Plano de Actividades, até ao valor de 2,5 milhões de euros. Desde 2008, foram apresentadas 5770 propostas, com 1826 a ser submetidos a votação e 105 já concluídas, num investimento que supera os 31 milhões de euros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:25

Planeamento da nova época em curso

Rui Gomes, em 22.03.17

 

Uso o termo "planeamento" com muita cautela, porque se for algo parecido com o que aconteceu no Verão de 2016, maus dias esperam o Sporting. Dito isto, e tentando ser optimista, consta que a estrutura leonina - ou seja, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus (Octávio Machado está na foto só para "inglês ver") - já definiram os alvos que pretendem "atacar" para reforçar a equipa.

 

img_770x433$2016_08_25_10_58_25_1148342.jpg

 

A acreditar no jornal Record - hoje em dia muito bem informado relativamente ao Sporting - a superintendência leonina tem em mente seis reforços prioritários, entre os 50 na lista de potenciais: dois laterais-esquerdos, um lateral-direito, um médio para ombrear com Adrien Silva no meio campo, um avançado; tipo "falso ponta de lança", e outro ponta de lança para fazer companhia a Bas Dost.

 

Com oito jornadas até ao final da temporada e sem outras responsabilidades competitivas, esta é a altura certa para definir alvos. Pela óptica do adepto, que apenas tem acesso a tudo isto à distância e em segunda mão, não se pode minimizar o receio de ver chegar a Alvalade mais uma "carrada" de futebolistas, a maioria dos quais com pouco ou nenhum aproveitamento. Esperamos que os erros do passado, até muito recente, diga-se, tenham servido de lição.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:01

Uma corrida a dezoito

Rui Gomes, em 22.03.17

 

Imaginar que a corrida ao título se pode resolver numa jornada seria um erro para qualquer dos candidatos.

 

20199859_bZzDY.jpg

Por esta altura já todos o devíamos saber, mas a última jornada tratou de o recordar de uma forma particularmente eloquente: o título não se discute a dois, nem sequer a três, discute-se a 18. Tal como já tinha acontecido antes com o Boavista, o Marítimo, o Belenenses ou o Tondela, desta vez foram o Paços de Ferreira e o Vitória de Setúbal a fazer questão de ter uma palavra a dizer sobre o assunto, mas basta um relance pelo calendário para perceber que, até ao final do campeonato, não faltará quem queira, possa e trate de meter uma colherada na relação entre Benfica e FC Porto.

 

Até por isso, faz algum sentido relativizar a importância do clássico da próxima jornada. Relativizar, sublinhe-se, não é o mesmo que desvalorizar. O clássico é importantíssimo, talvez decisivo, mas não necessariamente por causa dos três pontos que vale no confronto direto entre os dois candidatos ao título que, pelo que se viu até agora, estão longe de estabelecer uma diferença irrecuperável seja qual for o resultado final. O Benfica-FC Porto será determinante, isso sim, para definir o estado de espírito com que ambos vão enfrentar a fase decisiva do campeonato, especialmente depois das dúvidas que esta ronda terá semeado nos balneários da Luz e do Dragão.

 

A questão é simples: faltam oito jornadas para o final do campeonato. Imaginar que tudo se resume à próxima seria um erro, para qualquer dos candidatos. Afinal, como se viu ainda agora, ninguém tropeça em montanhas.

 

 

Jorge Maia - jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:00

Futebol com humor à mistura (9)

Rui Gomes, em 22.03.17

 

0de1a52a5cf29fe3520fef6d2016c84d.jpg

 

A terceira e última série de comentários humorísticos de Rogério Casanova, jornal Expresso, sobre a performance dos jogadores do Sporting no jogo com o Nacional:

 

Matheus Pereira

Tem um excelente primeiro toque, que não é só uma função da técnica, mas também do futuro a curto prazo que já visualizou na sua cabeça. Apesar de parecer um jogador de cavalgadas, é mais um jogador de reacções instantâneas, daquelas que decorrem da colisão de um gesto com uma substância material, da perfeição frágil de um esforço retido no seu apogeu, no micro-segundo em que as condições para o sucesso já existem, mas o fracasso ainda é uma hipótese estatística. Ou por outras palavras: bom jogo! (Preciso imenso de descansar.)

 

Alan Ruiz

Depois da vitória em Austerlitz, Napoleão mandou a artilharia bombardear os rios gelados para que as tropas russas e austríacas se afogassem durante a retirada. Pode discutir-se a pertinência deste facto para a exibição de Alan Ruiz? Pode, com toda a legitimidade. Mas o certo é que Alan Ruiz viu grande parte das suas iniciativas canceladas pelos jovens sociólogos do Funchal, num gravíssimo ataque à liberdade de expressão.

 

Bas Dost

É nesta altura, de forma tão prosaicamente humilde, mas ao mesmo tempo tão óbvia, o jogador em melhor forma da equipa, que se dá ao luxo de tirar folgas prolongadas da grande área e vir atrás para fazer as melhores receções e passes do jogo inteiro. Nem sempre os seus projetos são bem sucedidos, em parte porque é obrigado muitas vezes a interagir com os colegas através do método socrático: “Não concordas, jovem Teodorus, que devias ter corrido para ali, e não para aqui?” “Decerto tens razão, Dost” (etcetera). Proponho que, daqui em diante, a cerimónia de entrega dos Prémios Stromp inclua anualmente o envio de um bouquet de rosas para a Baixa Saxónia.

 

Podence, Bruno César e Palhinha

2017 e ainda há estabelecimentos comerciais que vendem Super Bock, mas não Sagres.

 

#Parágrafo_tragicamente_não_patrocinado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:59

 

J18GG4TW.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 03:55

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 21.03.17

 

20308143_F7adQ.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

1915 Packard Model 5-48 - 150 mil dólares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

 

Bruno de Carvalho está de férias na Costa Rica, com ou sem a namorada, sob o pretexto de inaugurar uma academia do Sporting na cidade de Alajuela, perto de San José. Deixando a ideia que ainda anda em plena campanha eleitoral, concedeu uma entrevista à Rádio Actual, através da qual "vendeu" mais do seu usual mesmo que há muito nos habituou: 

 

imgS620I180737T20160909213104.jpg

«Desde que aqui cheguei que já ganhei dois pontos face aos rivais (empates do Benfica e FC Porto), por isso tenho de ficar mais duas semanas para chegar a outra classificação.

 

Não quero um Sporting diferente, quero o Sporting que aprendi a amar e a respeitar. Somos um clube com uma história monumental apesar das coisas não estarem a correr da forma que queremos ao nível do futebol. Estamos aqui a procurar jogadores que possam dar consistência a um plantel que tem de vencer muitas vezes. Nos últimos 15 anos não vencemos e isso não é o Sporting, temos tradição muito grande a nível nacional e internacional. Em 110 anos não vi um presidente preocupado com a nossa identidade. Queremos voltar a ser o topo em Portugal, somos o clube mais eclético do mundo, como já fomos, depois avançar para as conquistas europeias. Queremos formar jogadores. Queremos descobrir talentos, não somos um clube rico, não há em Portugal a mesma força de Espanha, Inglaterra ou Alemanha.

Estudávamos a Costa Rica há vários anos porque é um país que tem jogadores com muito talento. Nestes casos, é crucial encontrar pessoas que têm uma filosofia parecida com a nossa, pois estamos a falar não só na formação de jogadores, como também na formação de homens. Nesse sentido, Bryan Ruiz e Joel Campbell contribuíram para conhecermos o lado humano e a verdade é que são excelentes homens e profissionais».

 

Nada drasticamente de errado com as suas declarações e até nos surpreendeu ao admitir que as "coisas" não estão a correr bem ao nível do futebol. Quatro anos de mandato, o maior investimento na história do Sporting, tanto na compra de activos como no que diz respeito ao significativo acréscimo que a folha salarial sofreu, e apenas uma Taça de Portugal de registo, conquistada por um treinador que ele demitiu prontamente, pela... ousadia.

 

Com o terceiro lugar praticamente assegurado, o Sporting estará já a preparar a época de 2017/18, sob a suposta nova estrutura para o futebol. Veremos o que será feito nos próximos meses, mas uma coisa parece clara: com a equipa actual a jogar ao nível que se tem visto nas últimas semanas, não se irá longe, mesmo com os rivais a atravessar fases pouco promissoras. Dito isto, não devemos subestimar a mestria do melhor treinador do Planeta e arredores, devidamente secundado pelo presidente Bruno de Carvalho, que nos brindou com a promessa de  assumir uma parte ainda mais activa na superintendência do futebol. Proposição que nos deixa "mais" tranquilos...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:41

Rumores do mercado: Stefan Ristovski

Rui Gomes, em 21.03.17

 

 

Um dos mais recentes rumores noticiosos dá conta do alegado interesse do Sporting em Stefan Ristovski, lateral direito de 25 anos natural da Macedonia. Milita neste momento no HNK Rijeka, da Croácia, onde se encontra por empréstimo do emblema italiano da Serie B, Spezia. Regista 29 internacionalizações pela Macedonia.

 

Em Portugal, está a ser reportado que o passe deste futebolista custa um milhão de euros. É impossível neste momento confirmar essa informação.

 

Tratando-se de um lateral direito, a pergunta que fica no ar é se o Sporting procura uma alternativa a Schelotto, mesmo tendo Ricardo Esgaio em reserva.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36

 

Olhando para o que se passa lá fora, os treinadores não fazem e desfazem a mala tantas vezes. Nas ligas espanhola e alemã, só oito clubes já trocaram de treinador esta época, número que encolhe na Ligue 1 francesa (sete), na Premier League inglesa (cinco) e na Série A italiana (cinco). Em Portugal, apenas cinco equipas - Benfica, FC Porto, Sporting, V. Guimarães e V. Setúbal - não trocaram de treinadores, o que mostra claramente como a paciência de quem manda ferve em pouca água, num país onde os clubes têm orçamentos muitíssimo mais magros, ganham bem menos dinheiro com bilhética, receitas televisivas e desempenho nas provas do que as cinco maiores ligas da Europa.

 

A inevitável conclusão, portanto, é que despedir ou trocar sai mais caro em Portugal, apesar da menor capacidade para indemnizações e aumentos da folha salarial, no entanto, isso acaba por ser complicado de medir, pois nem todos os clubes estão cotados na bolsa e, como tal, os seus relatórios e contas não são públicos.

 

e305034a53c4f55fe1eaa5f2f1a1e480.jpg

 

Pública, e bem conhecida, é a falta de paciência que os clubes portugueses, ao mínimo amontoado de resultados que não vitórias, têm para com as pessoas que escolhem. Na primeira Liga já houve 15 trocas de treinadores entre os 13 clubes em que tempo é dinheiro, num mercado em que a divisa não é o tempo.

 

Os treinadores têm-no cada vez menos, sobretudo os que trabalham em equipas cuja vida é sobreviver e não viver à base de títulos - na segunda metade da tabela do campeonato, apenas o Vitória de Setúbal não trocou de técnico. Um em nove, portanto. Em Itália e Inglaterra, a relação é de seis em 10; em França, de quatro em 10, em Espanha, de três em 10; e na Alemanha, de dois em 10.

 

Mesmo que em níveis distintos, a paciência e o tempo parecem ser mais baratos lá fora. Por cá, os portugueses preferem negociar à chicotada. Podem ser psicológicas, mas talvez já sejam demasiadas. Salvo no caso de Jorge Jesus, obviamente, treinador bem protegido com o seu contrato milionário e o apadrinhamento temporal do presidente do Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:11

Gala Quinas de Ouro

Rui Gomes, em 21.03.17

 

Os campeões europeus estiveram em destaque na Gala Quinas de Ouro, realizada pela Federação Portuguesa de Futebol, ao arrebatarem cinco dos 29 troféus, numa cerimónia que decorreu no Centro de Congressos do Estoril e que contou com a presença do Primeiro-Ministro António Costa.

 

Cristiano Ronaldo, com o prémio Jogador do Ano, Renato Sanches, o de revelação, a Selecção Nacional A, com o troféu equipa do ano e Prémio Prestígio, e Fernando Santos, distinguido como treinador do ano, foram os elementos de destaque numa noite em que Ricardinho, no futsal, e Madjer, no futebol de praia, foram também agraciados como os melhores de 2016.

 

img_770x433$2017_03_20_22_32_38_1240139.jpg

 

Lista dos premiados na Gala Quinas de Ouro:

 

Jogadora portuguesa do ano - futebol: Ana Borges.

Equipa do ano masculina: Selecção Nacional A.

Prémio Presidente da FPF: Diáspora portuguesa.

Jogador revelação do ano: Renato Sanches.

Jogador português do ano - futebol: Cristiano Ronaldo.

Treinador do ano - futebol masculino: Fernando Santos.

Prémio Prestígio: Os 23 jogadores Campeões da Europa.

Jogador do ano - futsal: Ricardinho.

Jogadora do ano - futsal: Ana Azevedo.

Treinador do ano - futsal masculino: Nuno Dias.

Treinador do ano - futsal feminino: Teresa Jordão.

Prémio Escolar: Grupo Desportivo da Escola Básica Dom João I.

Prémio Universitário: Equipa de futebol da Universidade do Minho.

Treinador do ano - formação: Hélio Sousa.

Treinador revelação do ano: Ricardo Soares.

Prémio Vasco da Gama (internacionalização e expansão da portugalidade): Treinadores portugueses no estrangeiro.

Jogador do ano - futebol de praia: Madjer.

Treinador do ano - futebol de praia: Mário Narciso.

Prémio futebol inclusivo: Selecção Nacional de futebol de rua.

Árbitro do ano - 1.ª categoria: Artur Soares Dias.

Árbitro assistente do ano - 1.ª categoria: Rui Licínio Tavares.

Árbitra do ano - Liga Allianz: Ana Catarina Araújo.

Árbitro do ano - Campeonato de Portugal Prio: Pedro Vilaça.

Árbitro do ano - Liga Sport Zone: Eduardo Coelho.

 

Onze do ano - futebol masculino (prémio do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol): Ederson (Benfica), Nélson Semedo (Benfica), Lindelof (Benfica), Coates (Sporting), Alex Telles (FC Porto), Adrien (Sporting), Danilo (FC Porto), Pizzi (Benfica), Gelson (Sporting), Mitroglou (Benfica) e Jonas (Benfica).

 

Onze do ano futebol feminino (prémio do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol): Rute Costa (Sporting de Braga), Matilde Fidalgo (CF Benfica), Sílvia Rebelo (Sporting de Braga), Bruna Costa (Sporting), Joana Marchão (Sporting), Fátima Pinto (Sporting), Vanessa Marques (Sporting de Braga), Andreia Norton (Sporting de Braga), Jéssica Silva (Sporting de Braga), Diana Silva (Sporting), Solange Carvalhas (Sporting).

 

Jogadora revelação do ano: Andreia Norton.

Treinador do ano - futebol feminino: Francisco Neto.

Equipa do ano feminina: Selecção Nacional A.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:10

Futebol com humor à mistura (8)

Rui Gomes, em 21.03.17

 

0de1a52a5cf29fe3520fef6d2016c84d.jpg

 

A segunda série de comentários humorísticos de Rogério Casanova, jornal Expresso, sobre as performances dos jogadores do Sporting no encontro com o Nacional:

 

Zeegelaar

Uma excelente exibição que nos deve envergonhar a todos para sempre, e servir de mote para uma reflexão profunda sobre o futebol e a condição humana.

 

William

Como disse Wittgenstein, “se um leão falasse, não conseguiríamos compreendê-lo”, o que é muito bem observado. Fez alguns passes perfeitos para sítios onde os colegas, se fossem tão inteligentes como William, se teriam dirigido. Tentou fazer algumas interceções, que teriam sido brilhantes caso os adversários fossem tão inteligentes como William e executassem as jogadas que ele previu. O esgar visionário, o maxilar anguloso, silêncio, exílio e astúcia: é essa a estratégia. É o melhor jogador do Sporting, mesmo que nem sempre haja correlação entre esse estatuto e aquilo que nós, com os nossos olhares falivelmente humanos, conseguimos discernir.

 

Gelson

Está a dois meses de fazer 22 anos, e continua a viver a vida de um caloiro universitário: acorda tarde, tem de ir correr para todo o lado de forma a compensar o atraso, acaba por lá chegar primeiro, e depois descobre que não há aula nenhuma, e que tudo não passou de uma praxe – que consiste em obrigá-lo a fazer combinações com Schelotto.

 

Bryan Ruiz

Bem na distribuição lenta, tanto a esclarecer barafundas com toques de lucidez como a rasgar linhas pelo meio com passes verticais, a engenhosa alternativa ao transporte de bola que improvisou para não ter de se esfalfar a imitar Adrien com maratonas sucessivas. De certa maneira, é uma pena ter feito dois jogos tão razoáveis nesta posição. Não sei porquê, mas há aqui algo que entristece.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:09

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds