Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Qual será o futuro de Rinaudo ?

Rui Gomes, em 26.04.14

  

 

Fito Rinaudo foi emprestado em Janeiro ao Catania da "Série A" até ao final da época, com opção de compra por 5 milhões de euros, depois de ter renovado com o Sporting até 2016. Toda a informação que tem chegado da Itália indica que o Catania está muito satisfeito com o seu desempenho, disposição que se reflecte pela sua indiscutível titularidade na equipa: até este momento, foi titular em 13 jogos, acumulando 1059 minutos de jogo (11,7 jogos). 

 

O problema que se presenta é que o emblema italiano só terá condições financeiras para exercer a opção de compra caso assegure a manutenção na primeira Liga italiana, objectivo ainda matematicamente possível mas muito improvável. Com 4 jogos por disputar no campeonato, o Cantania situa-se em 20.º e último lugar com 23 pontos, menos 2 do Livorno e menos 5 do Bolona e Sassuolo. Na "Série A" três equipas são despromovidas.

 

Tudo leva a crer que Leonardo Jardim gosta do jogador, mas com a ascensão de William Carvalho a sua utilização na equipa principal foi reduzida ao insignificante. É difícil neste momento tentar advinhar o que o treinador terá em mente para a próxima temporada, mas com ou sem William Carvalho na equipa, não vejo a continuidade de Rinaudo no Sporting.

 

Eu fui um dos que preferia ter visto a sua permanência em Alvalade e até acho que fez falta, tendo em conta o actual plantel do Sporting. Duvido que o jogador pretenda ficar novamente no banco dos suplentes como uma ocasional segunda opção e creio que será o próprio a insistir com a SAD para que assegure novo empréstimo, se a sua cedência a título definitivo não for possível. Recorde-se que o Sporting apenas detém 35 por cento dos seus direitos económicos.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40

 

 

A renovação do vínculo contratual que neste momento liga Leonardo Jardim ao Sporting até 2015 já foi abordada pela comunicação social em diversas ocasiões, sem resposta clara, tanto por parte do treinador como do presidente do Sporting, como aliás já era de esperar. Com a classificação final do campeonato já definida e atingido o objectivo primordial do Sporting - o apuramento directo para a fase de grupos da Liga dos Campeões - é de admitir que os principais intervenientes já estejam a conversar essa importante disposição.

 

Tudo o que poderemos aqui adiantar neste momento não passa de mera conjectura, dado que pouco ou nada se conhece sobre as condições de emprego do técnico madeirense. O próprio chegou a afirmar que não veio para o Sporting por dinheiro, e quero crer que ninguém duvida da sua palavra. Dito isto, passado o primeiro ano e com amplas provas dadas, será somente lógico raciocinar que para um vínculo mais longo - porventura até 2017 - a vertente salarial, prémios por objectivos e outros incentivos do género estarão sobre a mesa. O jornal "O Jogo" noticia que foi proposto um salário de 35 mil euros por mês, metade do que Leonardo Jardim recebia do Olympiakos, mas desconhece-se o fundamento desta informação.

 

O futuro de um treinador de futebol é sempre muito incerto, porque tudo, ou quase tudo, depende dos resultados, e estes são por natureza relativos e mutáveis. Assumindo que a eventual prorrogação exigirá um maior esforço financeiro por parte do Sporting, a questão que nos confronta nesta altura é se o Clube pode ou deve assumir esse hipotético mais exigente compromisso. Por outro lado, também desconhecemos as ambições pessoais de Leonardo Jardim e não será totalmente descabido admitir que ele poderá ter voos mais altos em vista, com benefícios materiais, e outros, que simplesmente não estão ao alcance do Sporting, e preferirá não se comprometer por um período tão longo. 

 

Acredito, por fazer sentido, que uma decisão será anunciada antes das férias do Verão e que essa constará de um acordo entre as partes. Neste momento, tendo em conta a soma das circunstâncias mais pertinentes, não vislumbro um outro cenário que seja mais promissor para o Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:18

Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 26.04.14
 

 

«Já ouvi bastante gente a elogiar a competência da YoungNetwork. Acredito que Bruno de Carvalho os conheça bem e parece-me evidente que confia neles. Mas concordo que este processo podia e devia ser mais claro, pois deixa margem para levantar suspeitas.

 

Quanto a Luís Filipe Vieira, em termos de manipulação dos sócios através da comunicação social, está num grau mais avançado que Bruno de Carvalho. No Benfica de hoje, os sócios nem podem ser ouvidos, e já ocorreram várias Assembleias Gerais vergonhosas; uma por exemplo que acabou porque haviam sócios que discordavam do caminho seguido pela Direcção. Lá, os sócios são vistos como meros clientes. Por enquanto, no Sporting, toda a gente ainda pode falar nas Assembleia Gerais, ainda se promovem reuniões de sócios. E Bruno de Carvalho sempre disse que nos queria com voz activa no Clube.»

 

Leitor:  Jorge

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:18

 

Andrew Hill, editor do "Financial Times", abordou, no seu blogue, o despedimento de David Moyes e a influência de Sir Alex Ferguson no processo.

 

Como Sir Alex está agora indigitado para dar aulas na Universidade de Harvard, sobre Gestão Desportiva, é expectável que o seu assistente venha a ser o despedido David Moyes. Isto, tendo em conta que Sir Alex está muito ocupado a preparar a sua primeira prelacção: "Planeamento de Sucesso para Sucessão - Como escolher o homem ideal para defender o meu legado".  

 

As cinco principais lições desta prelecção:

 

Lição 1 - Nunca, mas mesmo nunca, aceite substituir uma lenda. Alguém vai acabar por ficar desapontado. (O Jeff Immelt da General Electric - cerca de quinze anos pós-facto - ainda está a tentar convencer os accionistas que não importa se não é Jack Welsh);

 

Lição 2 - Se tem mesmo de suceder a uma lenda, certifique-se primeiro que essa lenda já morreu ou, então, que se encontra longe suficiente ou por qualquer outro meio ocupado, de forma a que não apareça todas as semanas para ver como desempenha a função, que até recente era dele;

 

Lição 3 - Se o seu sucesso depende na qualidade da sua equipa, e a qualidade desta depende de quanto os accionistas vão investir para a manter, não aceite um cargo em que os donos estejam somente focados em reduzir custos e activos;

 

Lição 4 - Vai demorar algum tempo a convencer a equipa de que é a pessoa certa para assumir o cargo. No mínimo, assegure que tem a confiança dela para poder concretizar um dos seus objectivos primordiais - quer seja um lugar na Liga dos Campeões ou fechar o semestre operacional com o nível de receitas atingido;

 

Lição 5 - Se não pode confiar na paciência dos accionistas - em abono da verdade, um bem consumível muito mutável e em escassa dose, seja qual for a actividade - pelo menos assegure que já tem o seu pára-quedas "dourado" bem apetrechado ("à lá mode", tipo José Mourinho).   

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:10

"Milagre" Made in Portugal

Rui Gomes, em 25.04.14
 

 

Já abordei esta temática em outros escritos e decerto que voltarei a abordá-la no futuro, tanto que me repugna ver este personagem de regresso ao futebol português, assim como o seu pai, o notório "major", mesmo que indirectamente. Não deixa de ser uma ironia  hoje ser 25 de Abril e o significado desta data para Portugal, quando na realidade só neste país é que seria possível estes dois personagens andarem em liberdade na sociedade.

 

O desplante, indecoro até, de João Loureiro em proferir estas palavras:

 

«Sabemos que muitas pessoas fizeram mal ao Boavista, muitas personagens que prejudicaram o clube, mas nem nós queremos lembrar-nos disso. Preferimos centrar-nos no que há para fazer e no que conseguimos de bom.»

 

Incrível mesmo !... Mas será que há alguém que mais mal fez ao Boavista do que Valentim e João Loureiro ?... Quem é que conduziu o clube para a lama através da corrupção, que até incluiu um título nacional ? Lamento, sobretudo, que os próprios adeptos do clube enterrem a cabeça na areia, em nome da paixão clubista. Mais um caso proverbial em que os fins justificam os meios, todos e quaisquer que sejam, pela evidência à vista.

 

E... os cães ladram e a caravana passa, segundo diz o "major": «O meu filho fez um milagre". Sem dúvida...   "milagre" MADE IN PORTUGAL !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:50

Dar uma no cravo e outra na ferradura

Rui Gomes, em 25.04.14
 

 

Burro sou eu, porque sempre que penso que já ouvi tudo no futebol português, surge logo algo de novo, se é que se pode considerar "novo"; talvez mais do mesmo por discurso "novo".

 

Afirmou o presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Vítor Pereira, que os desempenhos dos árbitros durante a época ficaram aquém das expectativas:

 

«Se me perguntarem se estou satisfeito com o nível da arbitragem diria que os desempenhos globais ficaram aquém das expectativas. Admito que houve um conjunto de factores - como por exemplo a própria competitividade, cada vez os ditos pequenos são mais "grandes" - que motivou ter havido desempenhos menos bem sucedidos.»

 

Argumento absurdo ! Os desempenhos não foram o que eram desejados, mas aponta como uma das causas a maior competitividade futebolística. Por outras palavras, os árbitros cometeriam menos erros se não houvesse um campeonato competitivo e se os ditos "pequenos" se limitassem a ajoelhar perante os ditos "grandes", e por essa postura não complicarem a vida aos homens do apiito. É caso para dizer que os clubes ditos visados terão de ser notificados desta "importante" disposição, para na próxima época não complicarem tanto a missão.

 

E a parte mais pertinente das suas declarações:

 

«Olhando para os comentários de quase todos os intervenientes do jogo, e isso é recorrente ao longo dos anos, os campeões são sempre justos vencedores no final.»

 

Uma falsidade do tamanho da Torre Eiffel !!!... "Recorrente ao longo dos anos " e "são sempre justos vencedores no final" ???

 

Se o presidente do Sporting se limitasse a ler a primeira parte d oratória, até sentiria alguma satisfação pelo reconhecimento de que as suas queixas foram acertadas, ao fim e ao cabo. No entanto, lendo a segunda parte, duvido muito que evidencie a mesma satisfação, porque independente da real intenção de Vítor Pereira, está a mandar-lhe o recado, indirecto que seja, que indiferente dos pontos injustamente "subtraídos" ao longo desta época e de todas as outras "démarches" obscuras ao longo dos anos, o "campeão" é sempre um justo vencedor.

 

Como afirmei no início do texto, talvez mais do mesmo por discurso "novo", sobretudo, realçada a importância de não "beliscar" o recém-coroado campeão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:20

Frase da Semana

Rui Gomes, em 25.04.14
 

 

«É um trabalho difícil suceder Alex Ferguson, um treinador que esteva lá (Manchester United) tantos anos e que ganhou tudo o que havia para ganhar. Quem viesse, nunca seria capaz de igualar isso. Era quase um trabalho impossível. Só alguém como José Mourinho, com um enorme ego, conseguiria ganhar o respeito do balneário e ser bem sucedido, e mesmo assim seria difícil.»

 

-    Gary Lineker    -

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:20

O vai e vem da Bola

Rui Gomes, em 25.04.14
 

 

A época de 2913/14 ainda não terminou e o mercado de transferências ainda não abriu, mas nenhum destes factores impede a comunicação social de começar já com o usual vai e vem de jogadores e clubes.

 

Nem a Sporting SAD nem Leonardo Jardim vão revelar os alvos identificados para este Verão, mas visto da bancada muito indica que existem três posições que necessitam de ser reforçadas e/ou preenchidas:

 

a) Lateral esquerdo - Jefferson é o único no plantel principal e não se evidenciam quaisquer nomes na equipa B.

 

b) Médio criativo - pura e simplesmente não existe no actual plantel, muito embora seja expectável que João Mário - actualmente cedido ao V. Setúbal - vá ser chamado para a pré-época. A outra incógnita é Shikabala; desconhece-se o seu valor e até se Leonardo Jardim pretende utilizá-lo nessa posição. Salvo um autêntico achado, médios criativos não abundam e não são baratos, pelo menos se têm alguma qualidade.

 

c) Extremo - Diversas dúvidas neste sector, a começar com as possíveis saídas de Diego Capel - se houver interessados - e Wilson Eduardo, que não terá convencido o treinador. Heldon também ainda não convenceu, longe disso, mas por ser recém-chegado e haver empate de capital, não se prevê a sua saída. Temos a possibilidade de ver regressar Valentin Viola, mas desconhece-se o que a SAD tem em mente. Ricardo Esgaio decerto que terá a oportunidade de demonstrar o seu valor na pré-época, até porque também poderá jogar a lateral direito. Por fim, o francês Dramé que chegou em Janeiro e tem dado boas indicações com a equipa B.

 

Vale o que vale, como se costuma dizer, mas dois nomes têm sido ventilados com alguma frequência pela comunicação social, ambos laterais esquerdos:

 

Djavan da Silva Ferreira - Brasileiro de 26 anos, está emprestado à Académica pelo Corinthians, disposição, creio, que não facilitará qualquer negócio. Por coincidência, ou talvez não, o seu empresário é Nélson Almeida da International Foot, grande amigo da Sporting SAD. Esta época realizou 25 jogos como titular pelo Marítimo na I Liga, acumulando 2368 minutos de jogo (26,3 jogos), com um golo marcado.

 

 

Rúben Ferreira - Natural do Funchal, de 24 anos, fez quatro anos de formação na União da Madeira antes de se integrar nos juniores do Marítimo em 2007/08. Consta que não está satisfeito por não ser tão utilizado quanto desejava. Participou em 17 jogos como titular e 3 como suplente utilizado na I Liga, acumulando 1761 minutos de jogo (19,5 jogos), com um golo marcado. No Marítimo B, regista 4 jogos como titular e 384 minutos de jogo.

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:19

 

 

Ousmane Dramé, de 21 anos - faz 22 em Agosto - natural de Paris, França, dividiu a sua formação futebolística entre CFF Paris, Guingamp e o emblema italiano Pardova, por quem também já alinhou como sénior. Chegou ao Sporting pela abertura do mercado de transferências de Janeiros, depois de passagens pelo Ascoli, Lecce e Venezia.

 

Passou a integrar de imediato a equipa B e até ao momento regista participação em 10 jogos da II Liga, 9 como titular e 1 como suplente utilizado, acumulando 780 minutos de jogo (8,6 jogos) e marcando 5 golos, dois dos quais esta quarta-feira frente ao Marítimo B.

 

Ainda não o vi jogar, por conseguinte não me é possível avançar com uma opinião sobre este novo avançado leonino. É de esperar que Leonardo Jardim o integre nos trabalhos de pré-época, suscitando a hipótese de poder vir a ser um reforço para a equipa principal em 2014/15.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:26

Tanta areia para quê ?

Rui Gomes, em 24.04.14
 

 

Da mesma forma que abomino que me mintam, que me enganem com meias verdades, abomino também que me "atirem areia para os olhos".

 

Isto, a propósito do comunicado do Conselho Directivo do Sporting sobre o despedimento colectivo no jornal, que surgiu já depois de quase toda a informação relevante ser do conhecimento geral. Uma narrativa muito bem adornada, em que é indicado que os trabalhadores despedidos foram sete e não os oito originalmente noticiados, que o processo visa "uma maior optimização dos recursos disponíveis (...) com maior racionalização ao nível de custos" e ainda que o "YoungNetwork Group" foi escolhido "por nos oferecer garantias claras de que o nosso projecto será bem sucedido". Claro, nem outra explicação era esperada !

 

A parte que mais considero pura propaganda, o tal "atirar areia para os olhos", surge no último parágrafo do comunicado:

 

"O Sporting Clube de Portugal e o YoungNetwork Group acordaram, e ficou escrito no texto que rege essa colaboração, que todas e quaisquer pessoas a trabalhar no projecto Media do Clube não serão apenas simpatizantes ou adeptos do nosso emblema: serão obrigatoriamente Sócios do Sporting Clube de Portugal."

 

Absolutamente ridículo !!!.. Contrata-se uma empresa privada para um projecto, mas o profissionais dessa empresa terão de ser sócios do Sporting para trabalharem nesse projecto. Se por mera casualidade esses profissionais forem simpatizantes e/ou sócios do Benfica ou do FC Porto, por exemplo, a empresa terá de os associar ao Clube para não correr o risco de perder o contrato, ou então, terá de ir ao mercado recrutar profissionais do ramo que já sejam sócios do Sporting. E, então, serão esses profissionais de comunicação que se responsabilizarão pelo jornalismo de tudo quanto é Sporting !??

 

Não sei bem o que mais ofende: a mensagem por si ou a óbvia expectativa que os sportinguistas a considerem credível.

 

Para quem desejar dar-se ao incómodo, o comunicado pode ser lido aqui.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

O futebol da Champions

Rui Gomes, em 24.04.14
 

 

 
Há quem tenha ficado surpreendido com a postura defensiva
 do Chelsea frente ao Atlético de Madrid mas, na
realidade, o modelo de "autocarro" já é antigo.
 
 
 
Já o "tiki-taka" de Pep Guardiola aparenta ter perdido algo
na tradução de espanhol para alemão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

Depois do Ilídio temos o Emílio !

Rui Gomes, em 24.04.14
 

 

Há escassos dias escrevemos um texto em que questionámos a razão de ser da convocatória de Ilídio Vale para o estágio em Rio Maior da Selecção de Sub-20, em preparação para o Torneio de Toulon que terá lugar durante o mês de Maio. Nessa lista de jogadores convocados, não surge um único jovem do Sporting - aliás, surge Tobias Figueiredo que está actualmente ao serviço do Reus, da II Divisão B espanhola, por empréstimo.

 

Foi anunciada esta quarta-feira a convocatória de Emílio Peixe para a Selecção Nacional de Sub-17 para a fase final do Campeonato da Europa, que decorrerá em Malta entre 9 e 21 de Maio. Nessa lista surgem 12 atletas do Benfica, 4 do FC Porto e somente três do Sporting: Alexandre Silva, Pedro Empis e Pedro Silva.

 

A conclusão óbvia - se é que é assim tão óbvia - é que algo seriamente errado se passa com a formação levada a cabo numa das melhores Academias da Europa se não do Mundo. Se, porventura, o problema não reside em Alcochete, então o Sporting deveria exigir uma explicação à Federação Portuguesa de Futebol.

 

Para um observador à distância, acho isto muito estranho. Como Octávio Machado, gostaria de poder dizer "vocês sabem do que estou a falar", mas na realidade não sei do que falo, e por não saber, não compreendo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:18

O que dizem eles

Rui Gomes, em 23.04.14
 

 

«Acho que acabámos por fazer uma época muito positiva, tendo em conta, também, a época passada. Foi uma evolução brutal a nível colectivo. A nível individual acho que foi uma época de afirmação. Acabei por ser quase sempre opção e isso foi muito importante pra mim. fiz bons jogos e acho que estive a um bom nível. Sinto-me muito mais capaz do que no início do ano, por isso vejo  minha época de uma forma positiva.

Se dissesse que não teria vontade de estar entre os 23 escolhidos de Paulo Bento estaria a mentir, porque é óbvio que tal como todos os jogadores portugueses, gostaria de estar, mas não me cabe a mim decidir e vou continuar a trabalhar até ao final do campeonato para atingir esse objectivo»

 

-    Cédric Soares    -

 

Observação: Declarações do defesa leonino à margem de uma acção na Escola/Academia do Sporting no CIF, em Lisboa. Instado a comentar a sua renovação contratual, Cédric afirmou que "estamos em conversações mas isso será entre mim e o Sporting."

Não imagino que números estarão sobre a mesa, mas quero crer que dentro de parâmetros de razoabilidade, a renovação será concretizada. Salvo pelos dois jogos de castigo por acumulação de amarelos, Cédric foi totalista esta época e um dos elementos fundamentais na recuperação da competitividade do Sporting. Muito jovem ainda, tem enorme margem de progressão e não tenho dúvidas algumas que em 2014/15 veremos um jogador mais confiante e evoluído. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:46

 

 

Segundo avança a RTP e outros órgãos noticiosos esta quarta-feira - supostamente já confirmado pelo próprio Clube - o Sporting fez um despedimento colectivo no jornal "Sporting" que leva à dispensa de pelo menos oito profissionais, todos aqueles que tinham sobrevivido ao despedimento colectivo em 2013 e que tinha atingido cerca de 60 pessoas.

 

A mais antiga publicação europeia afecta a uma agremiação desportiva - fundada em 1922 - continuará a ser liderada por José Quintela, como era de esperar, mas a elaboração do semanário vai ficar a cargo da agência "YoungNetwork", que já é responsável pela assessoria de imprensa e fez a campanha de Bruno de Carvalho na sua corrida à presidência do clube. 

 

Sob o manto de redução de custos nas áreas de comunicação e marketing, este processo é inteiramente lógico, tendo em consideração o objectivo de controlar em absoluto tudo quanto é comunicações do Clube, que, como é óbvio, não pode estar dependente da criatividade jornalística de um qualquer profissional - mesmo sendo funcionário do Clube - mas sim pelas mãos de quem possa manipular a divulgação de informação dentro dos parâmetros propagandistas exigidos por Bruno de Carvalho e os seus criados de libré, José Quintela e afins.

 

Artigos de opinião assentes em liberdade de expressão já tinham praticamente desaparecido do jornal mas, a título de curiosidade, gostaria de saber se o "ilustre" Daniel Sampaio continuará a deter exclusividade especial nesse domínio.

 

Como já disse um leitor, um "mau presságio"... quanto ao futuro desta quase centenária tradição sportinguista.

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:27

Ilusão de grandiosidade

Rui Gomes, em 23.04.14

 

 

O Benfica tem uma dimensão global e ultrapassa as dimensões de Portugal.

É uma bandeira de um país a precisar de razões para celebrar.

 

-    Luís Filipe Vieira    -

 

O plantel é fantástico, é um dos cinco melhores do Mundo neste momento.

 

-    Hélder Cristóvão    -

 

Perdoem-me a indiscrição, mas com toda esta grandiosidade, é caso para perguntar o que é que andam a fazer na Liga Europa e não a disputar as meias-finais da Liga dos Campeões, onde se encontram as "outras" quatro melhores equipas do Mundo.

 

Foi o filósofo e poeta suíço, Henri Amiel, que disse:

 

"A nossa maior ilusão é acreditar que somos o que pensamos ser"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:41

 

 

1,8 mil milhões de euros é quanto valem os quatro semifinalistas da Liga dos Campeões: Real Madrid - Bayern Munique - Chelsea e Atlético de Madrid, segundo o "Football Money League" da Deloitte.

 

O Real Madrid tem o plantel com valor mais elevado - 575,3 milhões de euros - além de gerar mais receitas - 518 milhões de euros - e de gastar mais em salários - 215 milhões de euros.

 

A mais surpreendente equipa da Europa esta época é o Atlético de Madrid, sob o comando técnico do argentino Diego Simeone, que não só lidera a Liga espanhola neste momento - 4 pontos de vantagem sobre o Barcelona e 6 sobre o Real Madrid (um jogo a menos), com 4 jogos por disputar - como tenta voltar à final da mais importante competição de clubes da UEFA, algo que não sucede desde 1974 quando perdeu frente ao Bayern Munique. 

 

Apesar de contar com o plantel menos valioso  dos quatro semifinalistas - 256,1 milhões de euros - o emblema espanhol enfrenta o desafio de afastar uma equipa que vale 451 milhões de euros. Com o empate a zero no jogo da primeira mão, a missão apresenta algumas dificuldades, mas não é impossível.

 

Na outra meia-final, cujo primeiro encontro se realiza esta quarta-feira, enfrentam-se os colossos Real Madrid e Bayern Munique. Como já indicado acima, a equipa espanhola é a mais valiosa, enquanto que os bávaros, vencedores da final em Wembley na época passada com o Borussia Dortmund, estão avaliados em 493,2 milhões de euros.

 

Depois da controvérsia em redor do guarda-redes Courtois - emprestado aos "colchoneros" com cláusula que implicaria o pagamento de três milhões de euros caso enfrentasse a equipa de Londres - este jogou mesmo contra o clube que detém os seus direitos e conseguiu evitar que a sua baliza fosse penetrada. Ironicamente, o Chelsea perdeu o gigante Petr Cech, por lesão, e segundo o seu treinador não jogará mais esta época.

 

Não sou adepto de nenhum destes clubes, mas gostaria de ver o Real Madrid avançar para a final, por Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão e porque não sou fã de Pep Guardiola e do Bayern Munique. Creio que muito vai depender da condição física do Bola de Ouro português, não menosprezando a grande equipa alemã. Na outra eliminatória encontro-me dividido; por um lado gostaria de ver o Chelsea de José Mourinho avançar, mas não deixo de sentir alguma simpatia pelo "underdog" Atlético de Madrid que está a fazer uma época fabulosa, a merecer títulos. Penso, no entanto, em análise final, que a experiência dos "ingleses" e a matreirice do técnico português irão decidir a disputa, como aliás já se começou a ver no jogo na capital espanhola.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:41

Um bom presságio !!!

Rui Gomes, em 23.04.14
 

 

Estava a fazer pesquisa através do Google à procura de uma imagem que reflectisse a "liga milionária" e, sem saber bem a que propósito, surgiu esta foto. Uma circunstância meramente fortuita que considero uma bom presságio. Antes de mais... não pretendo inferir com isto que vamos vencer a Champions, não vá algum leitor sugerir essa fantástica ideia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:40

 

 

 

Um estudo da Sporting Intelligence indica as equipas desportivas que mais gastam com os salários dos seus atletas. Os ingleses do Manchester City lideram a lista do desporto mundial, com uma média de 6,46 milhões de euros por jogador por ano. O futebol lidera as modalidades colocando 7 equipas no "Top-12", com a "English Premier League" a mais gastadora.

 

Manchester City - 6,46 milhões de euros (125 mil por atleta por semana)

 

 

New York Yankees - 6,4 milhões (124 mil)

 

 

Los Angeles Dodgers - 6,2 milhões (120 mil)

 

 

Real Madrid - 6 milhões (117 mil)

 

 

Barcelona - 5,9 milhões (115 mil)

 

 

Brooklyn Nets - 5,3 milhões (105 mil)

 

 

Bayern Munique - 5,3 milhões (103 mil)

 

 

Manchester United - 5,2 milhões (101 mil)

 

 

Chicago Bulls - 4,8 milhões (93 mil)

 

 

Chelsea - 4,8 milhões (93 mil)

 

 

Arsenal - 4,7 milhões (91 mil)

 

 

NY Knicks - 4,6 milhões (90 mil)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:50

A ilusão desmedida

Rui Gomes, em 22.04.14

 

 

Alguém terá dito, algures, que a ilusão é o

primeiro passo para a decepção.

 

Contrário ao que a comunicação social cá do burgo nos quer fazer crer, acabo de verificar que o Mundo não parou pela mera conquista do título pelo Benfica. Mas... o futebol português não seria o que é, se não houvesse a tentativa de criar essa ilusão !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

O celebérrimo "Caso Calabote"

Rui Gomes, em 22.04.14
 

 

O histórico "Caso Calabote" surgiu novamente esta segunda-feira pela inevitável discussão em torno da recém-conquista do título pelo Sport Lisboa e Benfica.

 

A essência do episódio de 22 de Março de 1959 é inalterável, embora se venha a encontrar versões diversas dos seus contornos, mediante a óptica e a paixão clubista do autor.

 

Não me vou dar ao trabalho de relatar o notório caso - até porque é longo e já deu em livro - mas deixo aqui a ligação para um breve texto que encontrei no Jornal de Notícias, datado 22 de Março de 1979, precisamente pelo 50.º aniversário dos jogos que decidiram o título, entre Benfica-CUF e Torreense-FC Porto.

 

Além do mais, também esta referência ao comentário do nosso estimado leitor Pedro51, que se deu à gentileza de relatar mais alguns detalhes sobre o incidente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds