Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Caso Mateus... e agora ?

Rui Gomes, em 31.05.16

 

Gil Vicente FC (2).jpgmateuscasogil.jpg20702af357af5b37ff5def3259275f07.jpg

 

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa anulou a decisão de despromover na secretaria o Gil Vicente, tomada no final da temporada 2005/06, pela Comissão Disciplinar da Liga e confirmada pelo Conselho de Justiça da FPF.

O jogador angolano Mateus foi contratado pelo Gil Vicente em Janeiro de 2006 ao Lixa. Foi registado na Liga, mas o director executivo da altura, Cunha Leal, anulou a inscrição, alegando que era um futebolista amador e que não podia ter sido registado como profissional. O Gil Vicente recorreu aos tribunais civis para conseguir que o avançado continuasse a ser utilizado e, no final da temporada, o Belenenses, que tinha sido despromovido, apresentou queixa contra o emblema de Barcelos. A Comissão Disciplinar da Liga decidiu despromover o Gil Vicente, numa decisão posteriormente confirmada pelo Conselho de Justiça (CJ) da FPF. Dez anos depois, temos o Tribunal Administrativo de Lisboa a considerar "nulo" o acto do Conselho de Justiça.


A FPF e a Liga ainda podem recorrer para o Tribunal Central Administrativo e, caso esta decisão não seja confirmada na totalidade, ainda há margem de recurso para o Supremo Tribunal Administrativo. Todo este processo pode demorar mais alguns anos e só quando o processo tiver transitado em julgado é que a integração do Gil Vicente poderá acontecer. Além disso, a alteração do número de clubes das provas profissionais implica a mudança do contrato vigente neste momento entre a FPF e a Liga. E o próprio organismo liderado por Pedro Proença não tem interesse em aumentar o número de clubes além dos actuais 18 - aliás, a tendência para os próximos anos até será reduzir e não aumentar.

 

No que ao Belenenses diz respeito, é de acreditar que o impacte desta recém-decisão do Tribunal é inconsequente, uma vez que o campeonato em questão está homologado desde 2006. Hesito quanto à competência actual do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) a intervir neste processo, uma vez que não existia na altura e, porventura mais significativo, o caso já terá ultrapassado a sua jurisdição, mesmo que tivesse ocorrido em tempos recentes, uma vez que já passou pelas mãos do Tribunal Administrativo.

 

O Gil Vicente tinha exigido 20 milhões de euros de compensação pelo seu afastamento da I Liga e perante esta nova decisão, o ónus de responsabilidade recai sobre a Liga e/ou a Federação, no que ao respectivo pagamento diz respeito. 

 
Este caso nunca fez sentido algum, desde o primeiro dia, embora, a verdade se diga, comento sem ter ido consultar os Regulamentos em vigor na data da decisão original. Que tenha levado dez anos para chegar a este ponto, torna o todo da situação ainda mais ridículo. Não deixo de ficar algo perplexo pela iniciativa do Gil Vicente em levar o caso para os tribunais civis e não para a FIFA, curso que me parece mais lógico e sensato, além de ser público que o organismo que superintende o futebol Mundial não vê de bons olhos o envolvimento das autoridades civis.
 
No actual enquadramento, a Liga de Clubes e a Federação Portuguesa de Futebol só têm duas opções pela frente: a primeira implica recorrer da decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa para, no mínimo, atrasar ter que compensar o Gil Vicente financeiramente e executar a sua integração na I Liga. A segunda, aceitar a decisão, efectuar a compensação financeira e a respectiva integração desportiva. Para este fim, a Liga teria de ser alargada para vinte clubes, o que implica a recuperação de um dos clubes despromovidos - possivelmente o que fez mais pontos durante a época - ou, então, realizar um "play-off".
 
Mais um caso "Made only in Portugal"
 
_____________________________________________
 
Adenda: A opinião de Emanuel Calçada, especialista em Direito Desportivo, que reitera, por outras palavras, os dois cenários já avançados no post, sobre o que está pela frente neste longo e polémico processo:
 
 

«Efeito número um - e isso depende da forma como o juiz decidiu: a obrigatoriedade de o Gil Vicente ser reintegrado na Primeira Liga com efeitos imediatos pode ser uma das decisões. Independentemente disso, há um prejuízo financeiro e podemos fazer uma analogia em relação ao que se passou com o Boavista. O caso do Boavista foi semelhante e a consequência foi a da reintegração. Não o foi na época em causa que a decisão saiu, acabou por ser mais tarde, mas a Liga foi obrigada a reintegrar o clube e, além disso, está a ser negociada uma compensação financeira. A dificuldade estará em quantificar quanto valeu para o Gil Vicente o prejuízo causado por este mesmo acto.

 

A decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa é passível de recurso, no entanto, ou as pessoas querem que isto se resolva ou vamos andar aqui a adiar. Independentemente do direito do recurso, o mais importante é a solução do próprio problema».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:27

 

img_905x603$2016_03_07_02_07_20_518732.jpg

 

Muito mais haveria por dizer sobre a época passada, mas para não cansar os leitores fecho com este capítulo as causas da perda de todas as competições desta época e o regresso da deprimente conversa do "para o ano é que é".

 

Apesar de todos os erros que identifiquei nos últimos 3 posts, a verdade é que tivemos o “pássaro na mão” no campeonato. Sobrevivemos a muitos sustos iniciais com 6 vitórias nos últimos minutos e tivemos um arranque muito bom em termos de pontuação, apesar de algumas exibições menos conseguidas. Os pontos perdidos com o União, Paços Ferreira e Rio Ave são lapsos normais que acontecem em qualquer equipa.

 

O empate em casa com o Tondela no inicio da 2a volta já é mais inaceitável e nasce de uma falha de decisão do Rui Patrício igual à que teve na Albânia (é verdade que teve muito poucas esta época) e tivemos depois de um excessivo deslumbramento com a tranquila reviravolta no marcador. Jefferson teve um erro de abordagem ao lance de 2-2 que nos foi fatal e que o ajudou a ter ficado na “lista negra” de Jesus e estar hoje em "saldos". Jesus, por seu lado, errou ao deixar o jogo partir-se nos últimos minutos com o Sporting a jogar só com 10.

 

Em Guimarães jogámos com a pressão acrescida da novidade de já só estarmos a jogar para o campeonato (erradas as decisões na gestão da equipa em Portimão na Taça da Liga e na eliminatória com o Leverkusen e ainda tivemos um Braga muito forte na Taça) e acredito que isso pesou no momento da decisão, junto com a ansiedade de estarmos a defender o primeiro lugar de um Benfica em crescendo e que não vacilava. Slimani fez nesse jogo o seu pior da época mas nem isso explica mais um erro de Jesus ao substitui-lo por Barcos nos últimos minutos onde devíamos ter arriscado tudo.

 

Jesus fez uma gestão errada na eliminatória com o Bayer que estava perfeitamente ao nosso alcance e a termos passado acredito traria outro moral e calma à equipa. Por outro lado, cansou excessivamente Bryan Ruiz (que não vai para novo e teve uma época desgastante) e que chegou a este jogo de Guimarães de rastos, o que acredito ajudou a tirar-lhe discernimento nos finais dos jogos de Guimarães e depois no jogo decisivo em casa contra o Benfica. Aqueles dois falhanços de Ruiz em Alvalade contra o Benfica são imperdoáveis num jogador como ele (ou já agora noutro qualquer). Não é o facto de ter classe e ter marcado alguns golos, nomeadamente em jogos já decididos, e ter feito algumas assistências que me vão tirar da cabeça esse fantasma (a estes falhanços junto os de Guimarães e um em casa contra o Rio Ave). Acredito que o cansaço pode ter sido determinante mas espero que na próxima época ele tire da minha cabeça que ele é uma espécie de Peseiro (não foi por acaso que lhe ganhámos uma pré-eliminatória da Champions com um golo no último minuto).

 

P.S.: Deprimente a conversa do Octávio Machado e já não tenho paciência para o ouvir. Estou-me a preparar psicologicamente para mais uma época de declarações dos nossos "irmãos metralhas" que nos irão envergonhar a todos e que este ano estarão mais desesperados do que nunca.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00

 

greed-or-dedication-christian-hidalgo.jpg

 

Foi abordado no primeiro texto desta série, a proximidade existente a nível global entre os parceiros de sponsor e os clubes na Europa, nomeadamente o investimento que as marcas têm feito em interacção com os emblemas. Procurámos aprofundar as razões pelas quais o Sporting tem revelado manifestas dificuldades nesse campo. 

 

As opiniões dos leitores PSousa e m1950 foram unânimes: é fundamental voltar a ganhar títulos com a regularidade de outrora, assim como uma maior frequência nas competições internacionais, afim de permitir maior visibilidade ao nosso clube. Leão 1906 levanta uma importante questão: qual a verdadeira ligação dos adeptos ao clube? Reconhece ainda a fraca exploração da “marca Sporting”, lançando uma necessária reflexão não apenas sobre o trabalho da actual direcção, assim como de anteriores. A diferente génese de natureza associativa dos emblemas, nomeadamente a respeito dos nossos associados, mereceu a pertinente abordagem de Ricardo Rodrigues, que salientou a necessidade do Sporting fortalecer a sua matriz identitária. E para finalizar, mas não menos importante, o “nosso” Leão Zargo debruçou-se sobre dois aspectos essenciais: os constrangimentos de natureza económica do futebol nacional, assim como a reconhecida dificuldade que tem assistido à Direcção em tal materializar com necessário profissionalismo que se exige a uma Direcção, que amiúde revela dificuldades de abordagem ao “negócio” do futebol.

 

Para finalizar esta sequência Clube/Sponsors, até porque as preciosas intervenções dos acima citados foram esclarecedoras, remeto ao leitor um último desafio, em dois passos:

 

Passo #1) Aceda ao site do nosso clube. No imediato, identifique alguma marca presente na Home Page. É necessário percorrer o site todo para finalmente encontrar, de um modo completamente tímido, as referências ao nossos parceiros. Uma questão se eleva: estarão estas marcas ali colocadas de modo gratuito, para uma tão fraca retribuição de exposição por parte do Sporting no seu site oficial?

 

Passo #2) Aceda ao site do clube Manchester United. Proceda à comparação…

 

Assim meu querido Sporting, é difícil…

Vamos então analisar uma diferente matéria, mas igualmente importante: a dinâmica que existe na relação Futebol/Clube/Adeptos.

 

A verdadeira ligação dos adeptos ao clube

 

De acordo com um estudo global de análise estatística levado a cabo em 2015, por uma consultora norte-americana em conjunto com uma empresa europeia de recolha de dados, revelou-se que 19% da população portuguesa não gosta de futebol. Conforme apresentado pelo contrário, podemos constatar que 33% dos Portugueses são efectivamente “bastante interessados” no desporto-rei, enquanto 48% manifestam “algum interesse” numa escala de participação e contribuição ao clube nacional que mais apreciam. Deste modo, e tendo em conta que a população portuguesa anunciada pelos últimos censos em Portugal foi de 10,46 milhões de habitantes, podemos assegurar que existem em Portugal cerca de 3.45 milhões de adeptos que acompanham com elevada regularidade o seu clube. O que para a dimensão do nosso país, até é um indicador positivo. Vejamos noutros países a exemplo, quanto "vale" o mercado de adeptos de futebol:

 

Estados Unidos: 11% “bastante interessados” – 35 milhões de adeptos 

Inglaterra: 19% " – 10 milhões “

Japão: 14% " – 17,8 milhões “

Holanda: 24% " – 4 milhões “

Itália: 26% " – 15,5 milhões “

Grécia: 23% " – 2,5 milhões “

Alemanha: 27% " – 21,8 milhões “

Rússia: 24% " – 34,4 milhões “

Espanha: 41% " – 19,2 milhões “

Brasil: 40% " – 80 milhões “

Coreia do Sul: 24% " – 12 milhões “

Argentina: 40% " – 16.6 milhões “

Colômbia: 50% " – 24.2 milhões “

Recorde-se que estes valores acima descritos não representam a globalidade de adeptos de futebol no país, mas sim os considerados "adeptos com elevado interesse” neste desporto.

 

Nesse mesmo ano de 2015, um outro estudo elaborado por três distintas entidades – uma agência financeira alemã, uma marca desportiva também alemã e uma consultora inglesa – revelou-nos uma interessante demografia clubística nos vários países de toda a Europa. De acordo com os resultados, consideram-se uma percentagem de 30% de adeptos do nosso Sporting em Portugal. Em análise conjunta aos dois estudos, poderemos concluir a quantidade de adeptos efectivamente “consumidores” da marca Sporting: 1,035 milhões. Este valor é o resultado dos dois estudos independentes, mas seguramente muito valioso como suporte de análise de viabilidade económica a potenciais investidores.

 

Em conclusão: a nível interno (Portugal), existe cerca de 1 milhão de habitantes de norte a sul, que revelam elevado interesse em aplicar parte das suas economias com o Sporting, seja através das quotizações de sócio, compra de equipamentos oficiais, bilhetes de jogos, deslocações, entre outros. Com maior ou menor margem de erro, consideremos então o número "1 milhão de adeptos" como referência.

 

Denominador Investimento por Adepto

 

Imaginemos a possibilidade de todos os adeptos mais envolvidos com o nosso clube (os tais "muito interessados") aplicarem um valor anual em qualquer tipo de produto associado ao Sporting. ex: merchandising, bilheteira, entre outros. Tendo em conta as diferentes possibilidades de aplicabilidade económica da população portuguesa, vamos determinar o valor médio de 100€ por cada adepto.

(Escalão A) 1 milhão de adeptos X 100€ investidos/ano no clube = 100 milhões/ano

(Escalão B) 500 mil adeptos X 100€ investidos/ano no clube = 50 milhões/ano

(Escalão C) 100 mil adeptos X 100€ investidos/ano no clube = 10 milhões/ano

 

Consideremos então o Escalão B para a nossa análise. Cada adepto "mais ferrenho" – um universo de 500 mil – contribui em média com 100€/ano para o clube, o que representa um global de 50 000 000 €.

 

De acordo com os indicadores apresentados no relatório e contas disponibilizado no site do clube (1º Trimestre 2015/2016), a previsão de income por parte de adeptos e associados, aponta para o seguinte valor anual (previsão): 17 672 000 €...

 

Verificamos, infelizmente, um valor bruto estimado de exploração na categoria “associados” na ordem de de 17.67 milhões/ano, que de acordo com o potencial máximo de exploração do denominador “Investimento de Adeptos”, representa uns meros 18% de capacidade de exploração, perante os cerca de 1.035 milhões de consumidores da marca Sporting. O que significa que actualmente, cada adepto (do universo 1.035 milhões) gasta cerca de 17.67€ (dezassete euros e sessenta e sete cêntimos) com o clube/ano?

 

Contamos com a contribuição dos leitores do nosso Camarote a apresentarem as soluções/razões que considerem fundamentais aos seguintes factos:

 

1) Porque razão estará o Sporting a rentabilizar apenas 18% nas denominadas receitas com os adeptos, enquanto as médias de assistências da temporada transacta foram bastante elevadas? Se os adeptos "estão com o clube", porque não consegue esta Direcção do Sporting aumentar a percentagem de income?

 

2) Se Portugal tem uma das maiores percentagens de adeptos no mundo  "manifestamente interessados" em futebol – logo representa consumo –, e tendo em conta que a época terminou recentemente, porque não surgiram ainda outros parceiros a revelar Investment Appeal no nosso Sporting?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Aquilani estará de saída

Rui Gomes, em 31.05.16

 

504358470.jpg

 

Alberto Aquilani estará na lista de transferíveis do Sporting e, a acreditar no portal TuttoMercato, não faltam clubes interessados nos seus serviços, nomeadamente Lazio e Sampdoria.

 

Apesar de ser sido moderadamente utilizado por Jorge Jesus - 32 jogos, dos quais 16 como titular, acumulando 1599 minutos de jogo (17,7 jogos), com 5 golos marcados - nunca se afirmou totalmente na equipa.

 

Aquilani tem contrato até 2018 e uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros, mas não se vislumbra que uma eventual transferência venha a ser por valores muito elevados, especialmente tendo em conta que já tem 31 anos.

 

Não sendo prioridade para Jorge Jesus, é de acreditar que a sua saída será desejada pela SAD para aliviar a folha salarial.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:04

 

A UEFA revelou, esta segunda feira, a lista dos 18 melhores jogadores da edição de 2015/2016 da Liga dos Campeões. Real e Atlético de Madrid, finalistas desta edição, são os que fornecem mais jogadores ao plantel, com Cristiano Ronaldo a ser o único português a figurar na lista.

 

Esta equipa foi escolhida por um contingente de luxo composto por Ioan Lupescu, Sir Alex Ferguson, Jean-Paul Brigger, Ginés Meléndez, Mixu Paatelainen, Thomas Schaaf, Peter Rudbæk, Savo Miloševic, David Moyes e Mircea Lucescu.

 

19654885_ZbSPf.jpglongUCLenglish.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

Foto do Dia

Rui Gomes, em 31.05.16

 

img_FanaticaBig$2016_05_30_19_35_22_1108013.jpg

Treino da Selecção Nacional com direito a beijinhos ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:02

Cartoon do Dia

Rui Gomes, em 31.05.16

 

19652344_KdYsp.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:00

Para terminar o dia com um sorriso

Rui Gomes, em 30.05.16

 

13322017_10153502648576555_9118525670124562348_n.j

As "leoas" Campeãs da Europa chegaram a Lisboa...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54

 

luisribeiro1-mica pinto.jpg


O Sporting anunciou, esta segunda-feira, que chegou a acordo com o Estoril Praia para a transferência a título definitivo do guarda-redes Luís Ribeiro. 

 

Como o Sporting não esclareceu, ficamos na dúvida quanto à existência de valores neste negócio, mas fica a ideia que é mais um a sair a custo zero, com o Clube a ficar com 50 por cento de uma futura mais-valia.

 

Luís Ribeiro, de 24 anos, chegou ao Sporting em 2001. Nesta sua longa estada de "leão ao peito", cumpriu períodos de empréstimo no Deportivo de Huelva e no Feirense.

 

Esta saída, depois de ter sido revelado que Mica Pinto mudou-se para Belém. Parece que a Sporting SAD anda a fazer limpeza de jogadores associados à equipa B, que não contam para o futuro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:22

"Foram verdadeiras leoas"

Rui Gomes, em 30.05.16

 

naide_gomes_2_49304d10_664x373.jpg

 

Naide Gomes, grande "leoa" agora retirada de competição, em declarações à Rádio Renascença, manifesta a sua satisfação e alegria pela conquista do título europeu feminino de pista coberta pelas atletas do Sporting, algumas delas suas colegas:

 

«Foram verdadeiras "leoas". Lutaram, acreditaram e, quando é assim, tudo é possível. Toda a equipa técnica está de parabéns. O presidente do clube também, que acompanhou a prova. É um feito que entra para a história, é a primeira equipa portuguesa feminina que conquista o título europeu, por equipas. Para mim, também é um privilégio porque trabalho directamente com algumas delas. No geral, é óptimo para o atletismo português.

 

Apoiem mais o atletismo português, não é todos os dias que se consegue um feito deste nível. Valorizem mais a modalidade, no futuro».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15

Foto do Dia

Rui Gomes, em 30.05.16

 

ng6901117.jpg

As "leoas" campeãs da Europa

Mersin_UstBanner.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

 

image.jpg

 

Octávio Machado esteve este domingo no III Convívio dos Núcleos do Sporting do distrito de Coimbra, que decorreu em Tábua, e mais uma vez atacou o Benfica e a forma como ganhou o campeonato, na sua opinião, pouco ilícita:

 

«Houve uma campanha orquestrada, suja e trafulha que tirou o brilho a um campeonato que foi extremamente competitivo e bonito. Foi pena essa campanha de comunicação, que alimentou mentiras e que se escondeu, qual toupeira, começando logo no dia em que Jorge Jesus assinou pelo Sporting. Este ano, fomos muito melhores que os outros mas, no futebol, tal como em outras modalidades, nem sempre ganham os melhores. Mas se continuarmos neste caminho vamos ganhar mais vezes.

 

O presidente Bruno de Carvalho e o treinador Jorge Jesus fazem do Sporting um clube de que todos os sportinguistas se orgulham. Todos queremos ser campeões nacionais e espero que, nesta minha segunda passagem pelo Sporting, consiga atingir esse objectivo. A renovação de Jorge Jesus era fundamental. O Sporting recuperou o lugar a que a sua história obriga. Recuperámos o orgulho da família sportinguista e isso deve-se, em grande parte, a Jorge Jesus e ao presidente Bruno de Carvalho.

 

É uma realidade indesmentível a união em toda a estrutura do Sporting. É algo que se vive, que se sente e que deixa feliz toda a família sportinguista, para quem nós temos um reconhecimento e uma gratidão enormes por tudo aquilo que este ano nos ajudaram. O Sporting hoje é um clube estável, onde dá gosto e prazer trabalhar, especialmente depois de uma época em que ficou provado que há três candidatos ao título em Portugal.»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:41

 

6VZNUPIM.png

 O onze escolhido por Nani

 

A UEFA desafiou os adeptos de futebol a criar o melhor onze de sempre de fases finais de campeonatos europeus com destaque para a inclusão de apenas dois portugueses em cinco dezenas de opções.

 

Numa votação levada a cabo no site do organismo que tutela o futebol europeu, os internautas têm à sua disposição uma lista de antigos jogadores de futebol que brilharam em campeonatos da Europa para criar o melhor onze de sempre. Em relação a Portugal, a UEFA integrou apenas Luís Figo e Cristiano Ronaldo no leque de escolhas dos votantes.

 

Confira os nomes:

 

Guarda-redes: Gianluigi Buffon, Iker Casillas, Peter Schmeichel, Lev Yashin.

 

Defesas: Dino Zoff, Franz Beckenbauer, Laurent Blanc, Traianos Dellas, Giacinto Facchetti, Karlheinz Forster, Jordi Alba, Philipp Lahm, Paolo Maldini, Anton Ondrus, Carles Puyol, Ronald Koeman, Sergio Ramos, Frank Rijkaard, Matthias Sammer, Lilian Thuram.


Médios: Dragan Szajic, Ruud Gullit, André Iniesta, Luís Figo, Pavel Nedved, Gunter Netzer, Antonín Panenka, Andrea Pirlo, Michel Platini, Karel Poborsky, Luis Suárez, Jean Tigana, Xavi Hernández, Theodoros Zagorakis, Zinédine Zidane.

 

Avançados: Brian Laudrup, Oliver Bierhoff, Angelos Charisteas, Gerd Muller, Thierry Henry, Horst Hrubesch, Valentin Ivanov, Karl-Heinz Rummenigge, Cristiano Ronaldo, Alan Shearer, Fernando Torres, David Trezeguet, Marco Van Basten, David Villa, Davor Suker.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:12

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 30.05.16

 

Gelson RuiSantos.png

  

Rui Santos nunca foi acusado de não ter uma imaginação muito fértil e, ironicamente, por vezes até acerta com algumas das suas predicações sensacionalistas.

 

Confesso que esta ideia nunca me ocorreu, mas a essência da questão é se o jovem Gelson Martins estaria à altura do desafio caso Fernando Santos lhe tivesse dado a oportunidade. Sugestão intrigante...

 

 

 

Ilustração: CARLINHA

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:16

 

Post+Match+Press+Conferences+Germany+v+Greece+pdHL

 

Fernando Santos comentou a performance da equipa das quinas na vitória sobre a Noruega, por 3-0, em jogo de preparação para o Euro 2016, realizado este domingo no Estádio do Dragão, no Porto:

 

«Sim, nós fomos eficazes. Entrámos bem no jogo e tivemos bons 20 minutos, tendo apenas faltado um pouco de objectividade, porque controlámos as segundas bolas e o adversário não conseguiu jogar. Apenas faltou um pouco de profundidade, mas os jogadores realizaram uma longa temporada. A partir dos 25 minutos baixámos muito as linhas e perdemos posse de bola, algo que temos de rectificar. Agora, não é por ganhar por 3-0 que pensamos que está tudo bem. Na segunda parte melhorámos e tivemos mais velocidade na frente.

 

Não estou rigorosamente preocupado com a situação de Cristiano Ronaldo. Ele estará aqui no próximo fim-de-semana e com o objectivo de ajudar a Selecção, com vontade de realizar um grande europeu. O resto são questões jornalísticas.

Não sei a razão de estarmos sempre a falar de Cristiano Ronaldo ou porque dizem que dependemos de Ronaldo. Toda a gente reconhece que ele é uma peça importante nesta equipa, mas Portugal tem de pensar que pode vencer sem ele. No entanto, também não podemos dizer que sem Ronaldo também está tudo resolvido, porque ele é muito importante.»

 

Há aspectos da exibição de Portugal que agradam - três excelentes golos -, mas Fernando Santos tem razão ao afirmar que ainda há muito trabalho pela frente, até porque não devemos perder de vista que esta Noruega não é um colosso do futebol Europeu.

 

Pareceu-me óbvio na final da Liga dos Campeões que Cristiano Ronaldo não está fisicamente a cem por cento. Isto, muito além do natural desgaste de uma longa e exigente época em que realizou cerca de 50 jogos. Esperamos que a semana de descanso lhe permita total recuperação. É verdade que mais cedo ou mais tarde Portugal terá de jogar sem ele, mas esse dia ainda não chegou , neste momento, ele continua a ser um elemento imprescindível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:13

 

13327544_10153500574271555_7891403848106602429_n.j

Katarina Larsson repete a proeza ! Depois do ouro na prova sprint,

venceu, este domingo, o título europeu na distância olímpica, 30-34 anos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:02

João Grilo Campeão Nacional de Pool

Rui Gomes, em 30.05.16

 

grilo2.jpg

 

Após vencer a Taça de Portugal por equipas pelo Sporting, quinta-feira, e também o Campeonato Nacional colectivo, no sábado, João Grilo somou este domingo o terceiro título nacional de Pool masculino em quatro dias ao conquistar a Taça de Portugal, organizada pela Federação Portuguesa de Bilhar (FPB), e que decorreu no hotel Golf Mar (Vimeiro, Torres Vedras).

Três em três para o jovem de 25 anos, natural de Fernão Ferro (Seixal), que venceu na final da prova desta variante do bilhar, disputada por 32 jogadores, numa corrida em que vencia o primeiro a somar vitórias em oito jogos, sempre na disciplina de ‘Bola 8’ – a mais popular em Portugal, embolsar um grupo de sete bolas e depois a preta, com o número oito – o seu companheiro de equipa no Sporting Jorge Tinoco, algarvio (natural de Lagos), por concludente 8-4.

É também três em três para o Sporting, uma vez que às meias-finais chegaram ainda Rui Edgar Franco - batido (3-8) por João Grilo – e Jorge Tinoco, que venceu Bruno Sousa (Académica) (8-4).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:59

 

img_770x433$2016_05_29_19_45_36_1107517.jpg

 

O Sporting conseguiu hoje o seu primeiro título europeu feminino, ao ganhar a Taça dos Clubes Campeões Europeus realizada em Mersin, na Turquia, 16 anos depois da vitória da formação masculina em Vila Real de Santo António.

 

O Sporting somou 133 pontos, contra 122 pontos da equipa espanhola do Valencia Terra i Mar, que fora campeã em 2015, e 116 pontos da formação turca do Fenerbahçe, terceira classificada.

 

Na segunda jornada, menos favorável à equipa portuguesa, o Sporting juntou mais duas vitórias às sete que havia conseguido no sábado e precisamente nas duas últimas provas do programa.

 

campeas-6-compressor.jpg

Jéssica Augusto não precisou de se empregar a fundo para ganhar os 5.000 metros com dez segundos de vantagem, em 15.52,53 minutos, e na estafeta de 4x400 metros, a equipa 'leonina' triunfou em 3.36,43, novo recorde nacional de clubes.

 

O Sporting foi segundo nos 1.500 metros, através da bielorussa Svietlana Kudzelich, que na véspera ganhou os 3.000 obstáculos, e nos 200 metros, pela recentemente naturalizada Dorcas Bazolo, que ganhara os 100.

 

Parabéns "leoas" campeãs !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38

Portugal 3 Noruega 0

Rui Gomes, em 29.05.16

 

 Hino da Selecção Nacional

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:37

André Martins a caminho da Grécia ?

Rui Gomes, em 29.05.16

 

andresilva_21.jpg

 

Recém-rumores da praça noticiosa dão André Martins a caminho da Grécia, onde assinará contrato por três épocas com o Olympiacos, equipa liderada por Marco Silva. 

 

O ainda médio leonino de 26 anos termina a sua ligação com o Sporting no próximo dia 30 de Junho e pela sua quase nula utilização sob Jorge Jesus, não será nesta data tardia que a sua renovação contratual será realizada.

 

Marco Silva conhece-o muitíssimo bem, uma vez que foi o seu treinador em Alvalade durante a época de 2014/15, utilizando-o em 27 jogos ao todo, 17 dos quais como titular. Na I Liga registou 18 participações, 12 no onze inicial.

 

Já com Jorge Jesus a história é radicalmente diferente: 12 participações na época, 8 como titular, e na I Liga apenas foi uma única vez suplente utilizado, jogando 15 minutos.

 

Curiosamente, com Leonardo Jardim, na equipa que assegurou o 2.º lugar na I Liga, tal e qual como Jorge Jesus, André Martins participou 29 jogos durante a época, 26 como titular, e na I Liga 27 jogos, 24 dos quais no onze inicial.

 

André Martins chegou ao Sporting em 2002, proveniente do Argoncilhe e depois de também ter passado pelo Feirense. Durante a sua longa estada de "leão ao peito", cumpriu períodos de empréstimo com o Real Massamá, Belenenses e Pinhalnovense.

 

Sempre se lhe reconheceu talento, mas a sua estatura (1.69m e 63kg) e a agressividade do seu jogo, nunca lhe permitiram afirmar-se consensualmente nas equipas do Sporting que integrou. Confirmando-se esta transferência para o Olympiacos, será a sua primeira experiência no estrangeiro, e considerando o treinador, até será uma boa opção para dar continuidade à sua carreira.

 

Como jogador livre, sairá do Sporting a custo zero, salvo pela compensação dos direitos de formação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 1/14





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds