Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A estética da fotografia (10)

Leão Zargo, em 29.05.16

 

19650505_8Op11.jpg

 Os “Cinco Violinos” (1948)

 

 

Uma imagem, um século

 

Um sopro de ar que persiste no tempo, uma condição que permanece. Uma memória longínqua, um encontro secreto de diferentes gerações leoninas. Mais do que um instante ou um fragmento, é um fio invisível que junta essas gerações. Nos “Cinco Violinos” condensa-se grande parte da identidade sportinguista porque neles imagina-se o futuro. Esta fotografia origina uma percepção invulgar da emoção pois capta a atmosfera do tempo e constitui um testemunho do acontecimento. Uma imagem, um século de História !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

Foto do Dia

Rui Gomes, em 29.05.16

 

img_770x433$2016_05_29_08_49_31_1107353.jpg

 Cristiano Ronaldo e Aurélio Pereira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:37

 

1415837518809_Image_galleryImage_Eric_Dier_of_Engl

 

Eric Dier tem o Sporting no coração e puxa do orgulho de ter representado o emblema de Alvalade quando recorda a enorme influência que o mesmo teve na sua afirmação como profissional, hoje ao serviço dos ingleses do Tottenham e respectiva selecção nacional.

 

Jesualdo Ferreira, treinador em 2013, que apostou em Dier como médio-defensivo, recebe hoje o crédito: "Teve uma grande fé em mim para jogar nessa posição. Foi um momento determinante para mim quando joguei a médio-defensivo frente ao FC Porto".

 

O actual médio do Tottenham criou 18 oportunidades de golo em 37 jogos na Premier League da última temporada, denotando uma eficácia no passe de 83% e, no remate, de 33%, dados que se juntam aos oito dribles, 84 cabeceamentos ganhos e 64 recuperações de bola, que levaram o seleccionador nacional Roy Hodgson a chamá-lo para o Europeu.

 

"Cresci em Portugal. Não penso que o seu futebol seja agressivo, é mais uma questão de inteligência. Há muitas equipas europeias que têm essa inteligência de jogo, mais do que a agressividade, e nós também temos de ser um bocado assim. Em Portugal, tive um crescimento fantástico e o Sporting deu-me todas as condições para crescer e aprender a jogar futebol. Não estaria aqui [na selecção inglesa] se não fosse pelo que aprendi com eles."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:03

 

19649479_Izz8s.jpg

 

O Sporting é um clube grande. Mas tal afirmação é efémera, se não-sustentada em factos: temos cerca de 3 milhões de adeptos, dos quais 136 mil são associados. Neste momento, somos mesmo o quinto maior clube do mundo, no que respeita à medição de adeptos pelo pagamento de quotas, de acordo com uma listagem recentemente divulgada, mas que não refere clubes como Manchester United ou Liverpool, dois dos maiores emblemas no que respeita a seguidores pelo mundo. Mesmo assim, um valor bem superior ao apresentado pelo Real Madrid. Um facto de interessante reflexão. Que no mínimo nos afasta qualquer possibilidade de nos considerarmos "pequenos", em qualquer circunstância.

 

Esta impressionante amostra de associados do clube, procede a comparações de natureza dimensional; ao longo dos últimos anos, temos assistido a um aumento de espectadores a cada jornada, reflexo da identificação dos adeptos com o momento do clube, assim como com a expectativa gerada pelos resultados da equipa de futebol. Mérito do presidente, dos jogadores, e principalmente de Jesus.

 

As prestações desportivas do Sporting, no que respeita ao futebol, não reflectiram durante décadas a nossa verdadeira dimensão. Foram demasiados anos em que se apresentou como pálida e antagónica imagem, desproporcional mesmo no que diz respeito à nossa história e aos nossos adeptos. Talvez este definhar temporal se tenha revelado como um dos maiores inconvenientes à exploração da imagem do Sporting actual, nomeadamente ao chamado Sponsorship. Ou talvez existam outros motivos por detrás da dificuldade em o nosso clube alcançar bons negócios no que respeita a este tema. Iremos então meditar sobre alguns exemplos ao nível de clubes da Europa, na época de 2015/2016. Irei referir o rival, como mera comparação nacional à nossa escala

 

Main Sponsorship (Principal Patrocinador Oficial)

 

O interesse de uma marca em apostar como Main Sponsorship num determinado clube, não está directamente relacionada com a prática desportiva, mas sim com a visibilidade do próprio clube no seu mercado regional, permitindo deste modo acompanhar o investimento e desenvolvimento de branding (marca) do respectivo patrocinador neste país. Vejamos o caso do Benfica, em que o negócio operado entre o clube português e a Fly Emirates, não foi mais do que fortalecer a presença da marca em Portugal, que desde 2012 opera voos com frequência entre Dubai e Lisboa. Não se tratou directamente com a exposição do clube nas provas europeias, embora indirectamente sim.

 

Na Europa:

 

Manchester United (Chevrolet): 69 milhões de Euros/Ano

Bayern Munique (Deutsche Telekom): 33 milhões de Euros/Ano

Real Madrid e PSG (Fly Emirates): 26.3 milhões de Euros/Ano

Ac Milan (Fly Emirates): 19.7 milhões de Euros/Ano

Juventus (Jeep): 15.8 milhões de Euros/Ano

Ajax (Ziggo): 6.6 milhões de Euros Ano

PSV (Phillips): 4.6 milhões de Euros/Ano

Benfica (Fly Emirates):10* milhões de Euros/Ano (*5,5M/base + objectivos renegociáveis)

 

Sports Equipment Sponsorship (Patrocinador Oficial de Equipamento Desportivo)

 

A aposta das marcas desportivas é interpretada de outro modo. Porque essencialmente se trata do desporto em si, estas procuram um domínio não apenas territorial, como também global. A frequência com que se adquire um veículo ou mesmo uma viagem de avião, não é seguramente a mesma com que compra qualquer tipo de equipamento desportivo, seja com propósitos de utilização, ou mesmo de coleccionismo. O comportamento dos adeptos, a nível social e financeiro, é a principal razão do sucesso das marcas desportivas. São seguidores das marcas que patrocinam os seus clubes; são compradores por excelência do merchandising associado às camisolas e demais equipamentos desportivos.

 

Real Madrid (Adidas): 140 milhões de Euros/Ano

Manchester United (Adidas): 98 milhões de Euros/Ano

Bayern Munique (Adidas): 82 milhões de Euros/Ano

Liverpool (New Balance): 35 milhões de Euros/Ano

Barcelona (Nike): 32 milhões de Euros/Ano

Juventus (Adidas): 26 milhões de Euros/Ano

AC Milan (Adidas): 23 milhões de Euros/Ano

SL Benfica (Adidas) 7 milhões de Euros/Ano (renegociados)

Sporting (Makron) 1,78 milhões de Euros/Ano

 

A realidade do nosso clube

 

Mas existe um campo onde o Sporting se revela posicionalmente débil à escala nacional e internacional: trata-se do modo como explora a sua auto-sustentabilidade. Porque razão o Sporting teve dificuldades em alcançar acordos com novos patrocinadores principais para a época de 2015/2016? E mais importante, porque continua a manifestar, ano após ano, as mesmas dificuldades de financiamento junto de parceiros que não a Banca ou operadores de broadcast ? Os números apresentados acima, temos de assumir, são constrangedores. Principalmente no que respeita ao valor negociado com a Makron.

 

Porque este tema é do interesse global de todos nós, tal como não se pretende retirar da sua discussão qualquer intuito de campanha contra o clube, gostaríamos de saber quais são as razões, para o leitor, do Sporting não ter alcançado qualquer acordo de Main Sponsorship (camisolas) em 2015/2016? Como se justifica, para o leitor a disparidade de receitas no que concerne ao negócio dos equipamentos desportivos ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:31

 

naom_50d06f2ebb321.jpg

 

Não era minha intenção voltar a comentar o caso envolvente de Paulo Pereira Cristóvão. Salvo a recém-pronunciada sentença, praticamente tudo já foi dito sobre o processo do ex-vice-presidente do Sporting. Para encerrar o assunto, citamos aqui os principais factos e algumas considerações.

 

Reiteramos, sem hesitação, contudo, que Paulo Pereira Cristóvão teve a ideia certa que pretendeu realizar pelos meios errados e, diga-se, de forma muito ingénua, especialmente considerando que foi um agente da polícia. As então suspeitas sobre o antigo árbitro José Cardinal não desapareceram apenas pelo surgimento deste processo, e tanto assim é, que nunca mais se viu ou ouviu falar da pessoa. Que a Federação Portuguesa de Futebol não se tenha dado a uma investigação profunda das suas actividades, é uma questão que fica por explicar.

 

De qualquer modo, Paulo Pereira Cristóvão foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão com pena suspensa no âmbito do processo Cardinal, pelos crimes de peculato, denúncia caluniosa agravada e acesso ilícito informático, o que deu o cúmulo jurídico de quatro anos e seis meses com pena suspensa.

 

Na leitura do acórdão, não foram dados como comprovados os crimes de danos patrimoniais, uma vez que foram considerados improcedentes. No caso dos danos não patrimoniais, que José Cardinal havia reclamado, o árbitro assistente vai receber 40 mil euros de indemnização.

 

Quanto aos 35 árbitros também envolvidos no processo, com queixas apresentadas, Paulo Pereira Cristóvão foi condenado a pagar 500 euros a cada um, o que perfaz um total de 17.550 euros. No global, o ex-dirigente dos leões vai ter de desembolsar 57.500 para indemnizar os árbitros. E, mediante esta decisão, ficou determinado que Pereira Cristóvão fica obrigado a fazer uma transferência anual de 13 mil euros e de 5.500 euros até ao último ano da pena.

 

Nas alegações finais, a 25 de Janeiro, Paulo Farinha Alves, o advogado do antigo vice-presidente do Sporting, pediu a absolvição de todos os crimes. Na parte do processo que deu nome ao caso e que se relaciona com um depósito de 2.000 euros na conta do árbitro assistente José Cardinal, para posteriormente o acusar de suborno, o advogado Paulo Farinha Alves entendia que o seu cliente devia ser ilibado.

 

De acordo com a acusação, Paulo Pereira Cristóvão terá pedido ao seu colaborador Rui Martins para ir ao Funchal efectuar um depósito de 2.000 euros na conta de Cardinal, para posteriormente o acusar de ter sido subornado antes de um jogo entre o Sporting e o Marítimo.

 

Paulo Pereira Cristóvão era também acusado de ter criado uma lista com dados pessoais de árbitros, 35 dos quais reclamaram o pagamento de indemnizações cíveis, por se sentirem intimidados com a divulgação da mesma, tendo o antigo dirigente sido condenado então ao referido pagamento de 500 euros a cada.

 

O Sporting, que foi testemunha no processo, garantiu ter dado imediato conhecimento à Federação Portuguesa de Futebol, da recepção de uma carta que denunciava um alegado suborno ao árbitro assistente que deveria ter integrado a equipa de arbitragem de um jogo seu e o Marítimo.

 

Em tribunal, Godinho Lopes, à data presidente do clube, reconheceu que sabia que era feita vigilância aos jogadores, admitindo ter sido "demasiado 'naif'" em certos aspectos, nomeadamente na delegação de competências em Paulo Pereira Cristóvão.

 

Acredito que Godinho Lopes não tenha tido prévio conhecimento da operação Cardinal, no entanto, o todo da sua óbvia ingenuidade recai inteiramente sobre a escolha de pessoas para o então elenco directivo do Sporting, neste caso concreto, Paulo Pereira Cristóvão.

 

Isto não obstante, já aqui o afirmei, logo no primeiro dia, e volto a reiterar, que nem sequer começo por compreender o que de errado ocorreu com a vigilância aos jogadores - uma das práticas mais velhas do futebol - e muito menos ainda como foi parar ao foro jurídico.

 

Um episódio lamentável que chega agora ao seu termo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:02

 

ECCpC_2015.png

 

A equipa feminina de atletismo do Sporting lidera com uma boa margem no final da primeira jornada da Taça dos Clubes Campeões Europeus, que se está a realizar em Mersin (Turquia), enquanto o Benfica é terceiro em masculinos.

 

Com uma apreciável vantagem de 17 pontos no final da jornada de hoje, o Sporting está em excelente posição para vir a ganhar pela primeira vez a competição no sector feminino, depois de ter sido segundo em 2014 e terceiro em 2011 e 2015.

 

A equipa segue com 79 pontos ao fim de 11 das 20 provas do programa, contra 62 da formação turca do Fenerbahçe e 61 da equipa espanhola do Valencia Terra i Mar, vencedora na época passada.

 

O Sporting ganhou sete das 11 provas. Foi o caso de Dorcas Bazolo nos 100 m (11,70 segundos), Sara Moreira nos 3.000 m (9.07,93 minutos), da bielorussa Svietlana Kudzelich nos 3.000 m obstáculos (9.43,05), Vera Barbosa nos 400 m barreiras (57,48 segundos), Marta Onofre na vara (4,30 metros), Patrícia Mamona no triplo (14,07 metros) e Irina Rodrigues no disco (59,81 metros).

 

Além disso, a equipa não teve quaisquer pontos fracos, já que nas restantes quatro provas se classificou entre os segundo e quarto lugares, na primeira metade entre as oito equipas participantes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:01

 

1220949_jpg.png

  

Katarina Larsson é a nova campeã europeia de triatlo sprint (entre os 30 e os 34 anos), título que conquistou em Lisboa, com o tempo de 1.07,48 horas. 

 

A triatleta do Sporting, que nasceu na Suécia (Malmö) mas vive em Portugal há alguns anos, cruzou a meta na Meo Arena na frente, após ter nadado 750 metros, pedalado 20 quilómetros e corrido outros cinco. Em segundo lugar ficou a britânica Michelle Willcocks e em terceiro a sua compatriota Anna Weaver.

 

Em 2014, nos Europeus disputados em Kitzbühel, na Áustria, Katarina Larsson tinha conquistado o título, neste mesmo grupo de idade, mas na distância olímpica (1.500 metros, 40 quilómetros de bicicleta e 10 a correr).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:00

 

0533485086949731.jpg

 

Uma final como muitas outras finais, com mais intensidade do que qualidade, acabou por ser decidida através da lotaria das grandes penalidades, com Cristiano Ronaldo - só podia ser ele - a marcar o golo que valeu ao Real Madrid a conquista da 11.ª Taça/Liga dos Campeões da sua história.

 

O jogador formado no Sporting, depois de conquistar esta competição pela primeira vez ao serviço do Manchester United em 2007/08 e, a segunda vez, por este mesmo Real Madrid em 2013/14, tornou-se assim no primeiro português a vencer a Liga dos Campeões por três vezes.

 

img_770x433$2016_05_28_23_31_58_1107267.jpg

E... para não ficar por aqui, esta é a quinta vez que Cristiano Ronaldo é o melhor marcador da competição, com 16 golos. O mais próximo dele, Robert Lewandowski do Bayern Munique, marcou 9 e Lionel Messi ficou muito longe com 6 golos.

 

Não me parece que o «capitão» esteja a cem por cento, mas veremos em breve a sua condição no Euro 2016, em representação de Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15

Sporting continua a negociar Eduardo

Rui Gomes, em 28.05.16

 

2E1D81ED00000578-0-image-a-41_1446676565314.jpg

 

Negociações continuam por parte do Sporting para tentar adquirir o guarda-redes Eduardo que pertence ao Dínamo de Zagreb e que está, neste momento, ao serviço da Selecção Nacional em preparação para o Euro 2016.

 

Está a ser noticiado que o Sporting ofereceu um contrato por duas temporadas, mas com um salário anual inferior ao que o jogador aufere no clube campeão da Croácia. Como contra-proposta, para balançar a diferença no vencimento, Eduardo terá pedido um contrato válido por três épocas.

 

Eduardo tem mais um ano de contrato com os croatas e outras propostas financeiras mais atractivas, mas o guarda-redes português quer regressar a Portugal, até para ficar mais perto da família e da mulher, a atleta leonina Jéssica Augusto.

 

Eduardo reconhecerá que com Rui Patrício no activo, o seu papel será secundário, mas pelas razões acima referidas e pelos seus 33 anos, a hipótese de regressar a casa será preponderante nas suas considerações.

 

Pelo ponto de vista do Sporting, garantirá os serviços de um guarda-redes muito experiente como alternativa a um qualquer impedimento de Rui Patrício e, igualmente importante, libertará o jovem Azbe Jug para jogar com regularidade, provavelmente por cedência a um outro emblema da I Liga.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:24

 

phpThumb.jpg

 

Depois dos empréstimos bem sucedidos de Iuri Medeiros e João Palhinha (foto), o Moreirense volta à carga pelos mesmo dois "leões", para mais um ano de empréstimo, e ainda Daniel Podence, um dos actuais melhores talentos proveniente da Academia Sporting, a jogar pela equipa B.

 

O clube de Moreira de Cónegos está dependente da palavra de Jorge Jesus que já fez saber que os três jovens farão a pré-temporada com a equipa principal. Contudo, tendo em conta o "mindset" do treinador, é improvável que os três venha a integrar o plantel "A" na próxima época.

 

Confesso que não acompanhei o trajecto de João Palhinha na época passada, mas as estatísticas aparentam indicar que foi um elemento importante na equipa, participando em 28 jogos da I Liga, 26 dos quais como titular, acumulando 2476 minutos de jogo (27,5 jogos).

 

A performance de Iuri Medeiros deixa a ideia que chegou o momento de elevar o seu nível de performance com a equipa principal, especialmente se considerarmos a ausência de extremos.

 

Com tudo isto, dificilmente os desejos da equipa minhota serão realizados.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33

Leoas são elas

Rui Gomes, em 28.05.16

 

600full-mafalda-teixeira.jpg

Mafalda Teixeira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:03

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 28.05.16

 

Pep.jpg

 

É assim que bons treinadores se fazem grandes, ou não será ?...

 

Pep Guardiola já alertou a direcção do Manchester City que irá realizar uma profunda revolução na equipa inicial dos «citizens» e pretende contratar oito jogadores para entrarem directamente na equipa.

De acordo com o Mirror, Guardiola terá cerca de 263 milhões de euros para investir nos reforços que precisa para a equipa.

O técnico espanhol defende que apenas Aguero, De Bruyne e Fernandinho têm lugar na equipa inicial e que terá de ser apurado se Vincent Kompany, que teve sucessivas lesões, estará em condições de continuar.

 

O mesmo poderá ocorrer com o Manchester United por mão de José Mourinho. De algum modo, mas em escala algo inferior, o mesmo poderá ser dito de Jorge Jesus enquanto no Benfica.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:01

 

233509_med_clube_oriental_de_lisboa_vs_sc_portugal

 

Em comunicado, a Sporting SAD revelou esta sexta-feira que Mica Pinto - lateral esquerdo e «capitão» da equipa B - foi transferido para o Belenenses a título definitivo, ficando o Sporting com 50 por cento de uma futura mais-valia. O valor da transferência, se algum, não foi revelado.

 

Mica Pinto, de 22 anos, natural do Luxemburgo, chegou ao Sporting em 2007 proveniente do Metz. Esta época foi cedido ao Deportivo de Huelva, mas regressou em Janeiro devido a ordenados em atraso.

 

Enquanto em Espanha, participou em 16 jogos, como titular, e após o regresso à equipa B apenas registou 5 jogos como titular, na II Liga.

 

Boa sorte Mica !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:01

 

35813poster.jpg

 Manchester United 2007/08  -  Real Madrid 2013/14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:00

Para terminar o dia com um sorriso

Rui Gomes, em 27.05.16

 

 Para que não hajam equívocos, esclarecemos que muito embora

o estilo seja o do Bruno, não é ele neste vídeoclipe.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:20

Quer se simpatize ou não com ele

Rui Gomes, em 27.05.16

 

D87EC5EA573F4C298C2D71E002143961.jpg

 

José Mourinho não é um homem muito simpático. Pelo menos, é essa a imagem que ele projecta pelos relvados do Mundo e é a minha experiência pessoal quando primeiro o conheci em Alvalade, era ele então um mero tradutor do malogrado Sir Bobby Robson.

 

Mas, quer se simpatize ou não com ele, não se pode deixar de reconhecer o enorme, mesmo espectacular, sucesso da sua carreira de treinador, nunca antes atingido por um português e, creio, jamais a ser duplicado.

 

Ao todo, nos seus 15 anos como treinador principal, chama a si 22 títulos: 8 Ligas domésticas, 7 Taças domésticas, 4 Supertaças domésticas, 1 Taça UEFA e 2 Ligas dos Campeões, em quatro países: Portugal, Inglaterra, Itália e Espanha.

 

Tenho uma vaga ideia de o já ter referido em um outro escrito, mas considero o seu maior feito as conquistas da Taça UEFA e da Liga de Campeões, em anos sucessivos, ao serviço de um clube português. Fantástico !

 

Agora, na sua desde sempre cadeira de sonho, numa escolha que eu creio que não foi consensual entre as figuras mais influentes do Manchester United, veremos se outros recordes estão no seu destino. Quando regressou a terras de Sua Majestade em 2013, era sua ambição suceder o lendário e amigo Alex Ferguson. Os tais influentes dos Red Devils conseguiram persuadir a Administração do Man U a optar por David Moyes, com o insucesso de registo. Desde daí, o clube tem andado a naufragar sem horizonte à vista e só a pressão dos adeptos, a necessidade histórica de recuperar um curso ganhador e uma equipa completamente à deriva pelas mãos de Van Gaal, apesar de ter conquistado a Taça de Inglaterra, fez com que José Mourinho chegasse a Old Trafford.

 

Curiosamente, Mourinho assinou ontem contrato por três épocas com o Manchester United, precisamente no dia que se assinalaram 12 anos desde que levou o FC Porto a conquistar a Liga dos Campeões.

 

P.S.: Creio que a muito badalada garrafa de vinho que Mourinho trazia na mão depois de ter assinado o contrato, foi uma oferta de Alex Ferguson, uma tradição muito antiga entre os dois amigos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28

 

hqdefault.jpg

 

Muito indica que Bryan Ruiz vai ser integrado no lote de «capitães» do Sporting para a próxima época, assumindo um estatuto semelhante ao que detém na selecção da Costa Rica, e a exemplo de William Carvalho e Rui Patrício na equipa leonina. Marcelo Boeck era um dos «capitães» no início da última época, tendo saído em Janeiro, assim como André Martins, que deverá sair este Verão.

 

Na recém-entrevista ao programa Tempo Extra, da SIC Notícias, Jesus desfez-se em elogios a Ruiz, extensíveis à experiência de Coates e Barcos. "O Bryan é um senhor a jogar, em tudo, como profissional e um exemplo para os mais novos. Pode ser um dos capitães na próxima época. Tivemos sorte na contratação. Não conhecíamos emocionalmente o jogador, tal como no caso do Coates e Barcos. São mais velhos, experientes, e com grande sentido profissional. O Bryan é um jogador que do meio-campo para a frente faz qualquer posição. Na formação jogou como ponta de lança. Conhece várias posições, também porque é muito inteligente. Enquadra-se dentro da criatividade táctica da equipa».

 

Concordo que poderá ser uma boa escolha, até porque a exemplo do que aconteceu com Adrien Silva, o estatuto poderá proporcionar alguma acrescida impulsividade ao seu jogo.

 

 

P.S.: É com um grande sorriso que escrevo esta nota, porque me ocorreu que quem não ficará muito satisfeito com esta notícia é o nosso leitor Carlos N.T., definitivamente um não fã do jogador costa-riquenho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Jose is back !

Rui Gomes, em 27.05.16

 

 

O enorme impacte do ingresso de José Mourinho

nos "Red Devils" de Manchester

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:23

 

19274155_CQIQT.jpg

 

Segundo o que está a ser reportado esta sexta-feira, o Sporting está a reestruturar o contrato de Gelson Martins. O novo vínculo contemplará um substancial aumento salarial, com prorrogação até 2022. Gelson estará actualmente a receber 100 mil euros/época.

 

A cláusula de rescisão não deverá sofrer qualquer alteração, uma vez que já está nos 60 milhões de euros, uma verba substancial em termos de mercado, mesmo tratando-se de um extremo, posição por norma mais valorizada pelos colossos europeus.

 

Confirmando-se - e é perfeitamente justo e lógico que esta reestruturação seja realizada - será reconhecimento pela época em que Gelson Martins demonstrou, como sénior, poder ter um futuro muito brilhante. Ao todo, participou em 42 jogos, 13 como titular, 29 somo suplente utilizado, com 7 golos marcados. Na I Liga regista 29 jogos, 10 dos quais como titular, marcando 4 golos.

 

Na sua ainda curta carreira, regista 44 internacionalizações em representação dos vários escalões jovens de Portugal, com 12 golos marcados. O Transfermarkt indica o seu actual valor como sendo 5 milhões de euros, obviamente muito baixo, mesmo tendo em conta que ainda é muito jovem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50

 

500755.jpg

 

«Eu quero ser campeão europeu e a equipa tem condições para pensar assim. O primeiro objectivo é passar a fase de grupos, correu bem, agora é a parte seguinte. Temos de passar a fase de grupos e depois passar jogo a jogo. Eles acreditam que podem ser campeões da Europa. Favoritos não somos, já disse que não, esses é França, tremenda, Alemanha e Espanha, depois há um conjunto que tem como objectivo ganhar, como Portugal. Se tivermos a presunção que vamos ganhar e somos os melhores, não ganhamos e temos um dissabor grande. Mas eles sabem o que têm que fazer para alcançar o objectivo. Se fizermos bem e tivermos sorte, temos condições para lutar pelos objectivos.

 

A Islândia já no Mundial foi aos play-offs, é muito bem organizada estrategicamente, escola nórdica com treinador sueco, conceito interiorizado, bons jogadores, equipa pragmática, muitos jogam em Inglaterra, é preciso ter atenção. Na Áustria, Alaba e outros trouxeram muita qualidade. A Hungria é caso diferente, escola conhecida. Vai ser um grupo muito aberto, Portugal tem obrigação de passar, acho que sim.

 

O14ZJR3R.jpg

Se André Silva cabia ? Talvez... mas a questão não pode ser colocada assim. O André Silva fazia parte desse lote de jogadores que foram observados intensamente nos últimos meses, há muito tempo que o seguimos. O André jogou dois encontros, na quinta e quarta jornadas antes do fim do campeonato e depois fui ao Dragão para vê-lo no FC Porto - Sporting mas ele não jogou, simplesmente não jogou... Para mim era muito importante ver o André nessa partida. Não é nenhuma crítica, atenção, todos os treinadores metem a jogar quem querem, não há críticas, então o José [Peseiro] de quem sou particularmente amigo. Não é por aqui, mas aconteceu com outros para além do André. Equacionando tudo, ele ficou de fora. A partir do momento em que defino que se joga sem ponta de lança, a equação é outra. Se pensasse que o modelo era 4x3x3, então tinha de levar pelo menos dois.

 

                                                                                            

                                                                                      Fernando Santos

 

Considerações interessantes do seleccionador nacional, especialmente no que diz respeito a André Silva, sem dúvida alguma um jovem muito talentoso que reune todas as condições para ser o futuro ponta-de-lança da "equipa das quinas". Pelo menos, esperamos que venha a ser, dado que goleadores lusos são uma raridade.

 

Não sei se Fernando Santos tem ou não razão, mas compreende-se o seu raciocínio. André Silva tem muito pouco tempo de jogo na I Liga e o seleccionador pretendia observá-lo diante uma defesa forte como a do Sporting. Além disso, deixa claro que Portugal vai alinhar em 4x4x2, com Cristiano Ronaldo e Nani na frente ofensiva. Éder, tudo leva a crer, só jogará a espaços e mediante as circunstâncias dos jogos. Neste sistema de jogo e a levar dois pontas-de-lança, teria de prescindir de um defesa ou de um médio para André Silva estar no grupo, e equipando, no banco.

 

Até é de admitir que possa ser melhor goleador que Éder, mas nestas competições a experiência conta muito e este último tem essa vincada vantagem. Evidentemente que este argumento é igualmente aplicável a Renato Sanches, mas esse, além de ser uma história um pouco mais complicada, jogou 28 jogos como titular pela equipa principal do Benfica, 22 na I Liga e 6 na Liga dos Campeões.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds