Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

19809663_BAZ3e.jpg

 

Em Junho de 2013 verificou-se um despedimento colectivo de sessenta funcionários do Sporting. Como se sabe, houve rescisões por mútuo acordo e casos que os tribunais tiveram de resolver pela via contenciosa. Foi um momento profundamente traumático para quase todos, pois implicou uma ruptura muito grave com a sua vida profissional e emocional. Em geral, os funcionários envolvidos nesse despedimento colectivo eram (e são) sportinguistas e alguns exerceram funções no Clube durante muitos anos.

 

Ontem, os jornais noticiaram que a Reditus, empresa de consultoria, foi contratada para prestar serviços no atendimento aos sócios e adeptos leoninos, através da criação de um Contact Center. Num comunicado da empresa, fica-se a saber que esta foi escolhida “para a renovação da linha de apoio do clube”. Ainda no comunicado da Reditus, consta que António Rebelo, vice-presidente do Sporting para a Comunicação, Reputação e Marca, considerou que o Clube “está a entrar numa nova era”, justificando dessa forma a nova parceria.

 

Pelos vistos, foi necessário recorrer a uma empresa externa para prestar um conjunto de serviços específicos, como informações de bilheteira, pagamento de quotas, renovação da Gamebox e apoio aos praticantes das modalidades, visando a criação do referido Contact Center. Como se trata de uma empresa externa sem conhecimento da realidade do Clube, agora passou-se à fase “da constituição dos elementos da equipa” e ao “levantamento de todos os processos e procedimentos já existentes e futuros, de forma a munir a equipa de toda a informação necessária a um desempenho de excelência”.

 

É lamentável, estranho e incómodo que se realize uma parceria deste tipo entre o Sporting e a Reditus. É lamentável que se considere não haver sportinguistas com know how adequado ao desempenho desta função. É estranho que informação interna do Sporting, alguma de carácter confidencial, seja colocada ao dispor de uma empresa que, estando no mercado, também prestará serviços a outros clubes. É incómodo que, tendo o Conselho Directivo mantido silêncio sobre a parceria, os adeptos ficarassem a conhecê-la através da imprensa e de um comunicado da Reditus.

 

 

P.S.: No final de Setembro de 2015 foi assinada uma parceria entre o Sporting e a Jump, agência de criatividade e marketing digital da Reditus. O Clube recorreu à Jump para a reformulação da sua estratégia digital, que incluiu para além do site oficial, o desenvolvimento futuro da Loja Verde, o novo site das Academias de Futebol e a página dedicada aos Núcleos Desportivos de apoio ao Sporting. A Reditus está em grande em Alvalade !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:09

Novo Sporting vs. Sporting de Sempre

City Lion, em 02.08.16

 

curso-sobre-luto-com-inscricoes-abertas-na-faculda

 

O Bruno Carvalho que anda em campanha constante nomeadamente na tentativa de reabilitação da sua desgastada imagem e porque se aproximam as eleições, usando crianças e o que for preciso para isso (há coisas que se podem fazer de forma discreta), teve a lata, que seria expectável nele, de tentar aproveitar a morte do Prof. Moniz Pereira para proveito pessoal.

 

Com aquele ar alucinado que o caracteriza, fez questão de recordar uma vitória que tivemos recentemente em atletismo que atribuiu a si próprio, prometeu agora dar o nome do Professor às novas instalações do atletismo que agora prometeu acelerar e ainda escreve publicamente a dizer que o Prof. Moniz Pereira lhe mudou a vida !?!

 

Alguém que tudo fez para que o Prof. Moniz Pereira tivesse um triste fim como dirigente e que é em tudo o oposto dele, não só evita ser discreto nesta altura, o que seria natural, como ainda se põe em bicos de pés. É preciso ter muita lata!

 

Não conheço duas pessoas mais diferentes e que representam dois Sportings: vaidade vs humildade; vale tudo vs desportivismo; xico-espertismo vs sabedoria; uso do clube vs. amor à camisola; mentira vs. verdade; ordinarice vs classe; boçalidade vs. sentido de humor; individualismo vs. trabalho de equipa; chamar o mérito a si próprio vs. dar o mérito aos outros; retrógrado vs. visionário; em suma homenzinho vs. HOMEM. 

 

Bruno Carvalho representa o novo Sporting de que hoje se fala tanto especialmente naqueles tristes comunicados que insistem em envergonhar-nos e Moniz Pereira representa o Sporting de sempre - infelizmente o primeiro parece que está com mais força hoje (a parte preta da imagem que juntei a este post), mas tenho um "feeling" que o Sporting de sempre (a luz da imagem) vai ter a partir de agora ajudas extra lá de cima e que vai valer a pena lutar.

 

Viva o Sporting Clube de Portugal (o de sempre) !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:50

Breves do Sporting

Rui Gomes, em 02.08.16

 

abola_pt.png

 

- O Sporting anunciou esta segunda-feira que o sul-africano Liam Jordan vai reforçar a equipa B, com o jogador a chegar ao clube por empréstimo do Bidvest Wits University Footbal por uma época, com opção de compra, sem revelar o valor dessa cláusula.

 

- Rúben Semedo lesionou-se no sábado, no jogo com o Wolfsburgo, do Troféu Cinco Violinos - entorse no joelho esquerdo - e está em dúvida para os jogos particulares que o Sporting realiza no Algarve, com o Betis, a 05 de Agosto, e o Nice, no dia seguinte.

 

- «A chegada de Teo Gutiérrez está mais do que encaminhada. Temos tudo acordado com o jogador e com o Sporting. Falta acertar uma questão económica entre o Sporting e o jogador. Neste momento estamos à espera que eles encontrem uma solução, para podermos avançar. Já enviámos todos os documentos, o contrato, e a questão do empréstimo ao Sporting».

 

Revelação de Ricardo Carloni, vice-presidente do Rosario Central, em mais um episódio sobre e empréstimo (nem sequer é uma venda) do avançado colombiano.

 

- Reporta o jornal A Bola que Pep Guardiola (Manchester City) quer Rui Patrício e que o Sporting exige 20 milhões de euros pelo seu passe. Como alternativas, caso a transferência seja realizada, Salvatore Sirigiu, italiano de 29 anos que joga no PSG desde 2011, e Benoit Costil, francês também de 29 anos, que alinha pelo Rennes. Eduardo, é para fechar esta semana.

 

Mais dois nomes, e respectivas fotos, para o meu "mapa" da Silly Season. E ainda temos o mês todo de Agosto.

 

- Mais um nome, parte da procura por um ponta de lança: Mario Gomez, que recentemente deixou o Besiktas, onde se encontrava por cedência da Fiorentina. O internacional alemão deixou o clube turco no mês passado, declarando como causa a instabilidade do país. Aos 31 anos, está nas últimas "pernas" da sua carreira, mas mesmo assim dá para imaginar o salário que ainda comanda. Salvo por empréstimo e com o emblema italiano a assumir uma boa fatia desse salário, um jogador fora do alcance do Sporting. Segundo a imprensa inglesa, o West Ham também está interessado.

 

- Novamente o defesa-central Douglas nas manchetes, supostamente afirmando que está decidido a mudar-se para o Sporting. Um namoro que já perdura há meses e, por este andamento, é para continuar... apenas como namoro.

 

- O recém-apresentado Marcelo Meli vai utilizar o número 25 e deve entrar em acção nos jogos que o Sporting realiza no Algarve esta semana.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 04:37

Frase do Dia

Rui Gomes, em 02.08.16

 

TYW24TPL.jpg

 

«As pessoas perguntavam: “Jogaste com Cristiano Ronaldo?” E eu respondia: “Não, não. Ele é que jogou comigo". Eu já tinha participado no Mundial e ele era um jovem, pelo que dizia sempre que ele é que jogou comigo.

 

O Cristiano Ronaldo pegava na bola e não estava com meias medidas, ia para cima mesmo, sofria muitas entradas, caía, não falava nada, levantava-se, ia de novo para cima. Então nós percebíamos que ele era um menino muito dedicado nos treinos e corajoso, porque ele não tinha medo, ele sabia que ia sofrer entradas e jogava na mesma».

 

O saudoso André Cruz, em declarações à imprensa brasileira.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:36

Organização "american style"

Rui Gomes, em 02.08.16

 

SilverCloud37274129180613521069.jpg

Silver Cloud

 

 

As selecções masculina e feminina de basquetebol dos Estados Unidos ficarão hospedadas em um transatlântico durante a disputa dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

 

No período da disputa dois transatlânticos estarão ancorados no Píer Mauá, um deles praticamente exclusivo para os astros da NBA. O navio Silver Cloud tem sete tipos de suítes, além de piscinas, casino, biblioteca, bares e salão de jogos, com capacidade para cerca de 300 passageiros.

 

O navio costuma ser usado em cruzeiros pela Europa, América do Norte e África do Sul e os pacotes não saem por menos de 3 mil dólares por pessoa, podendo chegar a 10 mil. A ideia é que, além dos jogadores, o navio receba convidados de patrocinadores do basquetebol americano.

 

Para o Comité Olímpico Americano é praxe colocar as suas selecções de basquetebol longe da Vila Olímpica desde 1992, quando os Estados Unidos decidiram levar jogadores da NBA para a disputa olímpica. Em 2004, em Atenas, também utilizaram um transatlântico como hospedagem para os atletas.

 

900x312-Upsell_Escape_110315.jpg

Norwegian Getaway

 

Para os restantes elementos da comitiva - incluindo atletas e convidados - o navio Norwegian Getaway, com capacidade para 4000 passageiros e com uma tripulação de 1640, a servir fundamentalmente como um hotel.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:35

Atitude positiva de Carlos Mané

Rui Gomes, em 01.08.16

 

600.jpg

 

Carlos Mané está muito feliz por ter a oportunidade de representar Portugal nos Jogos Olímpicos e está focado no encontro de estreia, desta quinta-feira, frente à Argentina:

 

«Vamos entrar no jogo como em todos, para ganhar. Diante da Argentina vamos entrar focados para ganharmos o jogo que é o mais importante. Estar nos Jogos Olímpicos foi sempre um dos meus objectivos, estando cá vou dar tudo para representar bem Portugal.

 

É uma experiência única, nunca nenhum de nós tinha estado nos Jogos Olímpicos. Estamos bastante felizes, vamos dar o nosso melhor para representar Portugal».

 

Uma excelente oportunidade para o jovem "leão" que vai além da honra de representar Portugal nos Jogos. Sabendo que não tem sido opção para Jorge Jesus, irá decerto ter tempo de jogo e mostrar que é uma mais-valia.

 

Não deixa de ser curioso - e falo por aquilo que se tem lido aqui no blogue - que um jovem que foi sempre tão apreciado pelos adeptos é agora desvalorizado por alguns, só porque não agrada a Jorge Jesus. Eu continuo a insistir que é um talentoso futebolista com ainda enorme margem de progressão e que o Sporting não deve abrir mão dele num futuro próximo. Pese as características técnicas diferentes, faz-me lembrar Silvestre Varela, que Paulo Bento entendeu (muito mal) que não seria útil ao Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:35

Nem tudo é "encarnado"

Rui Gomes, em 01.08.16

 

naom_579f2c997e43c.jpg

 

O Sporting contratou recentemente Alexandre, um jovem de 15 anos que agora alinha na equipa de juvenis leonina, depois de ter brilhado no Clube Académico da Pontinha.

 

Mas, pelos vistos, a contratação não agrada às hostes do clube do outro lado da Segunda Circular, pela simples razão que Alexandre é filho de José Fontelas Gomes, presidente do Conselho de Arbitragem.

 

O jovem, esse, é que já respondeu, dizendo que apenas quer jogar futebol, relembrando que o facto de se ter mudado para o Sporting resulta do seu trabalho dentro de campo.

 

A bem dizer, é de acreditar que se o jovem tivesse optado pelos "encarnados" verificar-se-ia o mesmo género de manifestação dos adeptos sportinguistas. Não significa, no entanto, que de uma forma ou outra haja algo obscuro nesta situação. Mesmo sendo filho do actual líder da arbitragem, tem o direito de seguir a sua carreira como futebolista e de escolher onde irá jogar. Não significa que haja aqui algo de obscuro.

 

Curioso - ou talvez não - que a comunicação social preocupou-se prontamente em publicitar a ocorrência.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:02

 

ng7406526.jpg

ng7406520.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

A pré-época dos homens do apito

Rui Gomes, em 01.08.16

 

ng7405405.jpg

 

 

Como os árbitros se preparam para o início da Liga...

 

ng7405412.jpg

 

Chama-se a isto preparação física de militares !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:59

 

ng7405552.jpg

  

Tive o privilégio de conhecer pessoalmente o Professor Moniz Pereira há uns 2 ou 3 anos. A primeira coisa que me impressionou foi a sua simpatia e simplicidade. 

 

Voltámos a cruzar-nos uns meses depois e ofereci-me para lhe dar uma boleia para sua casa, se bem me lembro para os lados da Avenida do Brasil. Acabámos por ficar mais umas 2/3 horas à conversa (um dos meus filhos que estava na parte de trás do carro lembra-se de várias das histórias que ouviu contar). Essas horas passaram mesmo a correr.

 

Um fantástico contador de histórias, fez-me reforçar o meu orgulho de ser sportinguista e até português. Valores como o desportivismo, o trabalho, a humildade, a verdade, tudo isso me foi contando na forma de histórias com exemplos da sua vida como atleta, treinador e dirigente. Sempre com um sentido de humor contagiante. Eu bebia cada história que ele contava. Emocionei-me especialmente quando partilhou histórias sobre o Fernando Mamede (ele que também deve ser um grande homem) e o quanto gostava dele.

 

Como não podia deixar de ser acabamos a conversa a falar com grande preocupação do nosso Sporting que estava nos primeiros tempos de Bruno Carvalho, que sabíamos representava o contrário do que tínhamos falado antes (não deixou de criticar também os outros dirigentes que no passado tinham posto os seus interesses pessoais acima dos do Sporting e que não tinham a mínima cultura desportiva e concluiu dizendo, com toda a razão, que a culpa disto era de todos nós mas com esperança de ainda dar uma volta). 

 

Confesso que senti-me ainda mais incentivado para escrever neste blog e até julgo que lhe falei nisso (comecei mais ou menos nessa altura).

 

Agora que ele partiu para o céu, peço-lhe que de lá de cima ajude o nosso clube (o velho Sporting de sempre) a reencontrar-se e a voltar a fazê-lo orgulhoso de nós.

 

Ele acreditava que era preciso que o Sporting e até que qualquer clube desportivo fosse dirigido por ex-atletas ou treinadores com cultura desportiva - que essas pessoas tenham a coragem de dar a cara já no próximo mês de Março é o que eu espero e acredito.  

 

Até sempre Professor !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

 

13390628_iEojV.jpg

 

O universo sportinguista e a Nação estão de luto. Aos 95 anos, morreu o Professor Mário Moniz Pereira, o símbolo lendário do ecletismo do Sporting Clube de Portugal e do desporto nacional.

 

As mais sentidas condolências à Família enlutada, de todos nós no Camarote Leonino.

 

 

Um retrato de Mário Moniz Pereira

 

 

Com a magnitude da obra que o Professor Mário Moniz Pereira deixa neste Mundo, é curioso como nestas ocasiões nos recordamos de considerações aparentemente simples, mas de enorme e importante significado.

 

img_970x545$2016_07_31_21_51_21_1137292.jpg

  

Foi Maria Carlota Moniz Pereira - sua Esposa, também já falecida - que me marcou há uns anos com esta sua declaração de facto, sem quaisquer ornatos:

 

«Durante toda a minha vida de casada, os horários das refeições cá em casa obedecem, estritamente, aos horários das actividades do Sporting».

 

Descanse em paz Senhor Atletismo !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:20

 

1065526.jpg

 «Só há uma coisa comum a todos os métodos de treino: treinar todos os dias.

Treino todos os dias com quaisquer condições atmosféricas.

Num terramoto? Se isso acontecesse, só tínhamos

de correr sempre para baixo, em

 direcção ao centro da terra».

 

 

A história da vida de Moniz Pereira, noventa e cinco anos "bem vividos", confunde-se com a do atletismo, que amava como ninguém, e também com a do fado. Mesmo depois de fazer "quatro vezes vinte mais dez", como gostava de dizer, manteve o sorriso de felicidade e citava o refrão do fado que o celebrizou: "Valeu a pena".

 

Nos últimos anos, o ritmo de trabalho deixou de ser tão frenético e praticamente já não saia de casa, no bairro de São Miguel, em Lisboa. Quase se desligou do atletismo e teve tempo para voltar a ouvir música, como fado, de que era talentoso cultor. Um dos seus sucessos é o “Valeu a pena", que Maria da Fé celebrizou.

 

"Sempre fiz o que gosto com muita felicidade", assegurava aquele que Manuel Sérgio chamou de “maior treinador de todos os tempos”. E o caso não é para menos: 'fez' oito campeões de nível mundial e olímpico, a começar pelo lendário Carlos Lopes.

 

A 'chama' do ´velho leão', que Carlos Lopes abraçou logo que se sagrou campeão olímpico da maratona, em 1984, em Los Angeles, apagou-se hoje, suavemente, em casa.

 

Mário Moniz Pereira, nascido a 11 de Fevereiro de 1921, em Lisboa, foi a referência do atletismo nacional no pós-guerra, especialmente depois do 25 de Abril. Sempre ao serviço do Sporting, de que era sócio número 2, e muitas vezes com a 'camisola das quinas'. Mas, fazendo da defesa do atletismo uma constante, próxima da intransigência.

 

Pelo Sporting foi, sucessivamente, atleta, seccionista, treinador e, por fim, vice-presidente, a partir da direcção de Santana Lopes.

 

Acabado o Liceu, entrou para o INEF, actual Faculdade de Motricidade Humana. Já depois da II Guerra Mundial, dava aulas como assistente e iniciava os primeiros passos como treinador no clube.

 

O contacto com o estrangeiro, a partir de 1948, deu-lhe experiência. Aprender, sempre, era o seu lema.

 

A consagração, só veio depois de 1974, após muitos anos de luta e quando já centenas de atletas lhe tinham passado pelas mãos.

 

Conseguiu para os seus atletas a dispensa de meio dia de trabalho e isso foi o arranque para uma verdadeira “avalanche” de sucessos, com destaque para os títulos olímpicos e os recordes mundiais.

 

Rip PMPcl.png

(Obra gráfica de Carlinha)

 

Duro e exigente no dia-a-dia, a ponto de ganhar fama de obstinado e fanático, era venerado por quase todos que com ele trabalharam.

 

Uma coisa não se lhe podia negar: o empenho militante com que defendia os interesses da modalidade, em contraposição com o futebol.

 

Portugal vive numa “ditadura futebolística”, dizia para quem o quisesse ouvir... ele que até foi preparador físico da selecção nacional e muitas vezes era visto na tribuna da direcção 'leonina', a assistir a jogos do 'desporto-rei'.

 

Irónico, mordaz, espírito vivo, apadrinhou iniciativas como a Associação de Amizade Portugal-Portugal, uma humorada 'resposta' às associações de amizade que proliferaram a seguir à 'revolução dos cravos'.

 

O comando directo do atletismo do Sporting deixou-o após Barcelona´92. Mas o 'senhor atletismo' - como já era chamado - não esqueceu a sua velha paixão. No seu gabinete na sede do 'leão' continuava a preencher os seus caderninhos de registo de resultados, instrumento de trabalho inseparável desde há décadas. E a seguir tudo o que se passava na modalidade.

 

De vez em quando, descia à pista, afastava com diplomacia o treinador e dava o treino, cronómetro na mão, como nos velhos tempos. E nos bastidores, tudo passava por ele e analisava ao pormenor os adversários do Sporting, decidindo em última instância quem competia.

 

Quando já lhe faltavam as forças para ir até ao estádio, teve o prazer de ver o atletismo do seu clube de sempre ser assumido por um dos seus discípulos principais - Carlos Lopes, com que conquistou duas medalhas olímpicas.

 

 

Agência Lusa (texto principal)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:19

Senhor Atletismo

Rui Gomes, em 01.08.16

 

img_FanaticaBig$2016_07_31_21_55_14_1137321.jpg

 1921 - 2016

 

 

«Como é que espero ser lembrado? Isso já não me interessa nada (risos).

Tive uma vida muito bonita, porque fiz sempre aquilo que gosto, e fi-lo bem».

 

Mário Moniz Pereira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:18

Debate livre (194)

Rui Gomes, em 01.08.16

 

18552517_NAUjU.jpg

 

O principal tema do dia é, como não podia deixar de ser, o falecimento do Professor Mário Moniz Pereira. Deixamos este espaço livre, no entanto, caso o leitor pretenda abordar outras temáticas de interesse.

 

As novidades hoje são escassas, mas apresento as seguintes sugestões:

 

- Carlos Lopes acredita que os atletas portugueses que vão competir nos Jogos Olímpicos vão lutar por uma medalha que possa honrar a memória de Moniz Pereira.

 

- Hernán Barcos deve estar mesmo a caminho do Vélez Sarsfield, provavelmente por empréstimo. Confirmando-se, fica apenas Slimani, dado que Spalvis vai estar afastado até Janeiro e Gutiérrez será cedido ao Rosario Central.

 

- Indica o jornal O Jogo, que caso se verique a saída de João Mário ou Adrien, o Sporting irá contratar Nikola Vukcevic do SC Braga.

 

- Tanto o jornal do Norte como o Record noticiam hoje que o Sporting contratou Liam Jordan, um jovem médio-ofensivo da África do Sul que até já treinou no Seixal. Nunca ouvi falar neste jogador.

 

wdiag.jpgimg_467x599$2016_08_01_02_40_37_1137410.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.

Pág. 15/15





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds