Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




  

Se ainda existiam dúvidas sobre a qualidade de liderança de José Couceiro, o debate desta noite serviu de esclarecimento, de uma vez por todas. É o único dos três candidatos - se é que se pode levar a sério Carlos Severino como candidato - que demonstra saber do que fala e, porventura de maior importância, falar do que sabe, realistíca e honestamente. Surgiram diversas tentativas de o calar durante o debate, em concerto, tanto por Carlos Severino como por Bruno de Carvalho, deixando a ideia que não convem, especialmente ao último, que as diversas matérias problemáticas do momento sejam abordadas de forma clarividente. 

Na área de superior importância, o futebol, desde o conceito e estrutura da formação ao profissional, é por de mais transparente que Bruno de Carvalho não tem mais do que uma vaga noção quanto ao tanto que será necessário levar a cabo para viabilizar a recuperação do Sporting. Atirou nomes de pessoas para o ar - caso de Freitas Lobo - que além de ter competência discutível para um cargo que até não foi definido, afirmou ontem que rejeitou o convite do candidato. Como já é conhecido, Bruno de Carvalho evocou Virgílio Lopes e Augusto Inácio sem o mínimo de indicação das funções que irão desempenhar. Acima de tudo, a sua mais irrisória apreciação - na tentativa de desculpabilizar a sua não existente ligação à modalidade, em qualquer enquadramento - foi, sem dúvida alguma, esta: «Experiência no futebol não é importante, porque nem todas as experiências são positivas.» Alguém deveria dizer isso a José Mourinho, porque é óbvio que ele não se deixou afectar por algumas das suas experiências menos positivas e ainda consegue ser considerado um dos melhores, se não o melhor treinador do mundo.

Entre outras questões, o debate serviu para confirmar - contrário a informações que têm vindo a circular, que Bruno de Carvalho, tal como José Couceiro admitiu logo a partir do primeiro dia, vai ser um presidente remunerado. Outra contenda em que há desacordo entre os principais candidatos, é que Bruno de Carvalho pretende passar o passivo de 120 milhões da SAD para o clube e José Couceiro, com lógica e razão do seu lado, opõe-se veemente a essa hábil manobra. Ainda ao que o futebol concerne, não é claro se em referência à sua pessoa ou ainda a outras da sua equipa, Bruno de Carvalho entende que «não há risco em envolver pessoas no futebol que não têm experiência de gestão de futebol.» Uma consideração que, de certo, terá deixado a audiência pasmada.

José Couceiro foi bastante explícito quanto à estrutura de futebol sob a sua liderança, como aliás sempre foi, e, esta noite, confirmou o antigo futebolista e dirigente sportinguista, Pedro Barbosa, como o elo de ligação entre a equipa profissional e a sua pessoa, como líder da SAD. Em resumo, repito, José Couceiro exibiu toda a serenidade, estabilidade e sentido de conhecimento e confiança pela forma como se apresenta como potencial presidente do Sporting Clube de Portugal. Entendo que não há margem para dúvidas quanto a isto, pese a demagogia, militância e outras «démarches» em curso, na tentativa  de vender ilusões aos sportinguistas.

 

Nota: Lamenta-se o tempo de antena que foi desperdiçado pela participação de Carlos Severino, com disparates em cadeia.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 22.03.2013 às 00:33

Legar um passivo de 120 milhões euros ao clube é muito delicado porque o clube não gera receitas assinaláveis. Como é que o clube pagaria isso? Acabaria por ter de fechar modalidades, fatalmente, e mesmo assim não chegava. É assunto a rever, sem dúvida.

Se dúvidas houvesse do conluio de Carlos Severino com Bruno de Carvalho (nunca as tive) hoje ficaram desfeitas. Até meteu política, com a costela socialista de Severino a sobressair, chamando neoliberal, não foi, ao Couceiro? Uma parvoíce pegada de um fulano que fez campanha única e exclusivamente para autopromoção à custa do clube que tanto denegriu e que mente DESCARADAMENTE aos sócios com essa estórias do Cruyff e de bancos estrangeiros. Uma burla ainda mais flagrante que a candidatura da lista B, que nem merecia que José Couceiro perdesse tempo com ele, mas levou o troco que merecia, porque é mesmo um IGNORANTE. Ignorante e parasita.

O Carvalho pois continuou o seu registo velhaco, de toca e foge, mas nem a ajuda do Carlos lhe valeu. Ficou à vista a falta de preparação para o cargo por comparação com Couceiro. Ficou à vista a falta de estofo e de maturidade no confronto com um adversário. Não há ali nada que se assemelhe a características de líder. O que existe é uma imagem, que em confrontação com a realidade, perante um competidor (e não perante uma plateia adoradora) se desfaz completamente.

Vou votar sabendo que vou votar bem. Obrigado por vires servir o Sporting José Couceiro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.03.2013 às 00:41

Subscrevo na íntegra, caro Amigo. José Couceio esteve muito bem apesar das tentativas de não o deixarem falar. Aquele Carlos Severino é nojento, desculpe o termo. Como indiquei, tempo de antena desperdiçado.

Bem, agora está nas mãos dos sócios. Foi pena não terem havido mais um ou dois debates. Seria o fim da macacada com Bruno de Carvalho e, por isso, ele andou a fugir deles. Até aquele na TV Bola para debater as modalidades, não compareceu.
Sem imagem de perfil

De sloct a 22.03.2013 às 08:24

E de forma caricata invocou um debate no Diário Económico a que o Couceiro não terá ido.

Um debate num jornal? Pode ser que sim....

E concordo em absoluto, o Couceiro foi o claro vencedor do debate, mais do que por explanação de ideias, por falta de comparência dos opositores.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.03.2013 às 08:57

Na realidade, quem não compareceu a um debate sobre as modalidades na A BOLTA TV foi ele e Carlos Severino.

Severino e BdC andam em conluio.
Sem imagem de perfil

De sloct a 22.03.2013 às 11:07

Sim, eu sei desse debate sobre as modalidades, o BC é que veio invocar um suposto debate no Diário Económico em que o Couceiro não terá estado presente.

E relativamente a esse debate sobre as modalidades ao menos o Severino ainda se dignou explicar que a Filipa Cavallieri estava num estágio da selecção de judo, o outro senhor nem isso.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.03.2013 às 11:59

O outro senhor só aborda o que lhe convem. Por isso muito ficou por explicar. Mas, para os seus apoiantes, é a grande figura.
Sem imagem de perfil

De Tiago a 22.03.2013 às 11:56

O debate foi na Económico TV, canal do Diário Económico. No qual a lista C não teve representante porque parecia mal mandar lá o Nobre Guedes. Antes de falar informe-se. Como diria Peytoreo Couceiro, "desculpa, mas tu és ignorante."
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 22.03.2013 às 23:26

Caro Tiago ou seja qual for o seu nome,

Só agora reparei que este seu comentário foi publicado, quando era a minha intenção rasurá-lo. É sempre bem vindo desde que vise debater ou comentário qualquer post, mas sem inferências pessoais desrespeitosas. Ainda não o desrespeitei e exijo o mesmo de si. Caso contrário, tem o endereço errado.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo