Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Concepção errónea ?

Rui Gomes, em 27.03.13

Não sei se é apenas uma concepção errónea da minha parte ou uma incontornável realidade do associativismo, em geral, e do Sporting, em particular. Verifica-se muito entusiasmo por estas eleições terem sido as segundas mais participadas de sempre mas, pelos números disponíveis, não sinto que haja assim tão enorme razão para regozijo: dos cerca de 90 mil sócios, só aproximadamente 32 mil têm as quotas em dia e, consequentemente, só esses estiveram aptos para votar neste acto eleitoral. Desse número, pela via presencial e por correspondência, somente 16,055 exerceram o seu direito. A par do País, porventura, verifica-se muita apatia no que a participação directa concerne. Até não será justo apontar desinteresse total pelo Clube mas, evidentemente, não o suficiente para precipitar uma muito maior participação. Alíás, até não é segredo algum que o Sporting chama a si um muito maior número de adeptos, em Portugal e espalhados pelo Mundo, do que sócios. Em modesta escala, esta consideração é comprovada pelos visitantes ao blogue, com origem nos cinco continentes.

É possível, de facto, que a participação dos eleitores seja mais significativa do que eu considero, mas é por de mais evidente que fica longe de ser maciça. O sentido da satisfação expressa estará mais associado ao nível de comprometimento com o futuro do Clube que foi bem demonstrado pelos que participaram, dentro do enquadramento do melhor possível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:43

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 27.03.2013 às 22:27

Foi a maior taxa de participação de sempre num clube português, pois votaram metade dos sócios que podiam votar, o que significa que estes estavam muito mobilizados. Falta os outros. Em alturas em que não ganh,a o Sporting tem sempre muita gente que não paga as quotas. Nos últimos três actos eleitorais o universo de votantes ainda era menor que o actual. Não sei qual é a realidade nos outros clubes, mas não deve ser tão má, porque o Porto é bicampeão nacional e o Benfica ganhou o campeonato há dois anos.

Quanto ao novo presidente, é muito simples. A situação é tão grave, com tantos problemas de fundo (mas imediatos) para resolver, que rapidamente se perceberá se Bruno de Carvalho tem capacidade para ser presidente, ou não. Não há meio termo, porque em caso de falhanço vão haver salários em atraso e rescisões. E logo virão os que lá estavam dizer que com eles tal nunca aconteceria, e que a culpa foi de quem interrompeu o mandato. O que tem a sua lógica porque a anterior direcção foi forçada a sair e ainda por cima os actuais corpos sociais, em especial o presidente, não podem alegar desconhecimento, até pelo tempo que está a tentar chegar onde chegou. Fazer igual ou pior do que o antecessor é por isso inadmissível, porque para isso mais valia não ter havido eleições.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.03.2013 às 22:54

Caro Lionheart,

Há sempre muitos variáveis quanto à participação dos eleitores em qualquer eleição, mas dada pequena dimensão do SCP, em escala global, penso que deveria haver maior número.

Isso à parte, há longo que pensei para mim que assim que surgirem problemas de difícil ou impossível resolução, a reacção imediata dos principais e dos adeptos, sera apontar culpabilidades aos gestores do passado, nomeadamente GL.

Ainda não percebi, sera premature, provavelmente, a origem dos recursos financeiros de BdC, salvo a banca disponibilizar mais crédito. Isto, no que à tesouraria concerne. Qual vai ser o periodo de graça?... Não sera muito, de certo, pois as responsabilidades são imediatas, a começar com o mês de Março.

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 27.03.2013 às 23:35

Os sócios que têm mais de 18 anos serão cerca de 60 mil, portanto deveria ser esse número a poder votar, mas apenas 32mil tinham as quotas em dia em Fevereiro...

Vamos saber rápidamente se Bruno de Carvalho tem capacidade financeira ou não, porque só a banca não chega. A banca é uma "linha de vida", mas quem apresenta um plano de recuperação do clube, tem que ter mais do que isso. Foi por isso que ele ganhou as eleições, por ter convencido os sócios de que era mais inconformado do que José Couceiro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.03.2013 às 00:28

Sim, tem razão. Nem me lembrava que só maiores de 18 anos podem votar.

Ele hoje continuou com o discurso demagógico, mas rapidamente vai ter de mudar, porque lhe vão aparecer pela frente as responsabilidades e dores de cabeça.

Além do mais, irá também enfrentar questões que o obrigarão a seguir a chamada continuidade.É inevitável. Veremos a reacção dos seus adeptos, então.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo