Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A propósito do SCP-Juventus

Rui Gomes, em 05.05.13

Estou convencido de que, na época de 2011-12, fomos impedidos de disputar a Liga desde seu início. Depois de demonstrado que o Sporting voltava a ter capacidade de investimento e de intervenção no mercado, com algumas contratações tiradas de baixo do nariz do SLB e FCP, e contando com o novo técnico Domingos, que havia levado o SC Braga à final da Liga Europa com um orçamento de 12 milhões de euros, o nosso Clube parecia renascido. A confirmá-lo, uma pré-época razoável, que culminou com a vitória por 2-1 sobre uma Juventus recheada de estrelas, num jogo que foi sempre dominado pelos nossos. 

 

Começa a época e, salvo erro, nos primeiros 4 jogos o Sporting é descaradamente roubado. O nível de susto do «sistema» era alto, comprova-se. Não deixam sequer os nossos jogarem a bola ou terem a mínima oportunidade de se começarem a relacionar como equipa ganhadora: matam os sonhos à partida, como aliás tem sido sempre o timbre do «sistema». A velha tática de levar o Sporting a «nem chegar ao Natal», sempre utilizada que cria o ciclo vicioso no qual nos enredamos há muito tempo: Nova equipa no início da época > Pré-época promete > Alguns erros nossos e muitos erros de árbitros levam-nos a estar fora da corrida até ao Natal >Final de época aos trambolhões > Nova equipa para a próxima época... e assim sucessivamente até ao exaurir dos recursos. A diferença em 2011 foi tudo ser tão evidente, tão claro, tão de repente, com malícia e desfacatez ouco habituais.

 

É claro que não podemos esquecer os nossos erros. Por exemplo, nesta mesma época, depois de uma sequência de 10 ou 11 vitórias consecutivas, o Sporting parecia ter renascido. Mas lá dentro a confiança em Domingos havia sido destruída. Alguém que queria ficar ser mais importante e determinante do que realmente era, alguém que queria que Domingos o ouvisse e fizesse a equipa em função das suas indicações sobre jogadores, mas a quem Domingos nunca ligou importância, foi destruindo o ambiente interno no Clube. E quando é despedido, já era Domingos que tinha perdido a paciência com quem o perseguia e não o deixava trabalhar no futebol.

 

Sá Pinto é já escolhido por estes passaritos armados em passarões. É escolhido na base da fé, sabe a quem deve o lugar e sujeita-se. Injecta coração e sportinguismo na equipa. Mas a sua posição estava minada, desde o princípio, pelo favor que deve e não tem força para se impor e decidir em total liberdade, como treinador, a equipa que virá a jogar cada semana. E, dada alguma manipulação, muita inexperiência, muito menos é capaz de preparar a pré-época em condições. O destino de 2011-12, e da própria Direcção do SCP, estava traçado. Quanto ao Sá, só desejo tudo do melhor para ele nesta passagem pelo estrangeiro. Que ganhe jogos e experiência, se fortaleça, aprenda e volte um dia para casa, para também aqui ganhar, partilhando o percurso e as vitórias com quem lhe quer bem, como é sua ambição e sempre foi o seu maior desejo !

 

* Texto da autoria de Desert Lion

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:51

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.05.2013 às 15:26

Caro Desert Lion,

Vamos por partes:

1. Não há dúvida alguma que o «sistema» decidiu «cortar as pernas ao menino antes de ele começar a andar». É tão transparente como água, sempre foi. O SCP não soube reagir, como ainda hoje não sabe.

Foi isto que os «Brunecos» da oposição na altura nunca reconheceram, por inexperiência e desconhecimento, e pela obcecação em derrubar GL e o CD. Por isso, aproveitaram todos os momentos para contribuir para aquilo que o «sistema» iniciou. Agora, através da novela Capela, já tiveram uma pequena amostra como o sistema funciona, e virá muito mais. Não é com discusos demagógicos para a plateia que BdC resolverá a contenda. Aliás, ele não tem a mínima ideia de como combater o «sistema».

2. Admitindo que o trabalho de Domingos estava a ser minado por dentro, ele devia ter tido outra postura e iniciar medidas para eliminar essa situação. Penso que ele se perdeu por muito do que se passou então e por descobrir que a pressão associada ao SCP é léguas superior à do SC Braga ou de qualquer outro, salvo o SLB e o FCP. O «peso» da camisola também afecta treinadores, não só jogadores.

3. A novela Sá Pinto tem muitos contornos, uns públicos outros não. Indiferente de todos os movimentos/influências colaterais, eu sempre o culpei, principalmente ele, pela sua insensatez e precipitação. Quando foi convidado para assumir a liderança da equipa principal, ele devia ter tido o bom senso de reconhecer as suas próprias limitações e ter respondido: «Obrigado, mas ainda não me sinto em condições para aceitar este enorme desafio. Prefiro continuar com a minha evolução na formação e o dia chegará em que eu me sinta capaz de ir para a equipa principal». Deixou-se levar pelas emoções e também pela sua ambição, mas foi uma decisão prematura e descabida, com resultados à vista.De+pois de gastar a garra, a entrega e o sentimento de coração de leão, esgotou-se e a equipa com ele. Já tinha dado sinais disso mas, para os mais atentos, a final do Jamor foi concludente. A organização da pré-época seguinte foi, para ser simpático, desastrosa. Tentei alertar para o perigo, na ocasião, mas foi tudo em vão. Ele deixou então uma equipa totalmente destruída para um novo treinador que não conhecia o clube, os jogadores e o futebol português. Perdeu-se, inevitavelmente. Aqui responsabilizo GLtotalmente, não obstante a luta que ele travava, em simultâneo, com Duque e Freitas. E as coisas foram agravas com aquele período de indecisão com Oceano ao lemo, interinamente. Nunca devia ter acontecido. Disse-o directamente na altura a quem de direito e até escrevi no jornal do SCP, sem censura alguma.

Enfim, esta temática dá «pano para mangas» e de difícil discussão, por escrito.
Sem imagem de perfil

De Desert Lion a 05.05.2013 às 21:21

Caro Rui, muito obrigado pelo comentario, vamos por partes entao.

Quanto ao sistema, estamos totalmente de acordo. Quem manda nas nomeacoes e classificacoes de arbitros sabe o que faz e para que o faz. Como ja aqui referi em texto anterior, nos tres anos em que houve sorteio para colocacao dos arbitros o Sporting foi campeao duas vezes e o Boavista uma vez. Porto e Benfica ganharam zero vezes nesse periodo. Acho que isto ja nos da uma boa ideia sobre o caminho a tomar a este nivel.

No que toca ao Domingos, de onde a situacao vinha, de acordo com o que pude perceber, nao estava ao seu alcance altera-la. Pensoq ue tomou a decisao de sair com futuro garantido, salvaguardando o seu salario ate final do tempo do contrato.

Tambem quanto ao sa Pinto estamos de acordo. Havia uma aprendizagem a fazer, que ele acabou por nao completar. Esperemos que estes tempos fora, em Clubes onde o coracao nao lhe falara tao alto, sejam tempos de crescimento e de enriquecimento em experiencia, para que possa voltar a casa com a formacao completa, pronto para nos levar as vitorias como ele sempre sonhou fazer.
Sem imagem de perfil

De António Manuel a 05.05.2013 às 16:47

Gostei do texto e concordo em geral.Mas como elemento do público,sem "inside information",gostaria que pusessem os nomes ás pessoas e até que explicitassem melhor as situações
referidas.
Também concordo com o que diz Rui Gomes.
Sabendo nós a desestabilização causada por BdC,também temos que reconhecer a sucessão de erros cometidos por GL.
GL era nitidamente um presidente impreparado para o seu lugar.Quando começava a compreender a sua função e tinha conseguido tomar o controle da situação...saiu como se sabe.
O problema dos árbitros é gravíssimo mas tem que ser entendido num contexto mais geral.
Somos também muito prejudicados na CS, com o consequente impacto na divulgação da nossa marca.
Havendo mercado para o produto e capacidade de gerar receitas-uma base de 3 milhões de pessoas que se confessam sportinguistas-temos que admitir que não é normal não haver uma exploração dessa situação pelo mercado.
Só aos nossos rivais interessa esta situação.
Os árbitros são apenas a ponta do iceberg( e provavelmente o elemento operacional) ,mas o sistema é mais profundo e alargado.
Temos que identificar e combater esse sistema ,também com a força e o poder que a nossa dimensão nos dá.
E isso viu-se com a célebre conferência de imprensa de BdC,que não serviu para outra coisa senão para pressionar os bancos.
Não deveria ser necessário(BdC disse que tinha as soluções no imediato) mas BdC soube usar a nossa dimensão social como forma de pressão e os banco não tiveram coragem para assumir o ónus de serem os responsáveis pela nossa insolvência.
Uma vez feito o diagnóstico é este o caminho que temos de seguir para combater o sistema, que não é mais que uma máquina de promoção-contra natura,pelos motivos referidos-da bipolarização no futebol profissional.
É um caminho longo mas temos que o fazer por uma questão da nossa sobrevivência como grande clube.
Sem imagem de perfil

De Desert Lion a 05.05.2013 às 21:40

Caro Antonio Manuel, muito obrigado pelos seus muito informados pontos de vista. Se me permite, passarei a comentar brevemente as suas afirmacoes.
Lamento nao poder ser muito mais claro no que se refere a pessoas, mas as situacoes foram-me confidenciadas a titulo particular, pelo que nao seria correto da minha parte vir para a praca publica falar de nomes. Posso, isso sim, falar de situacoes que acontecem vezes sem fim no nosso Clube, e que podem servir de licao para que os proximos facam melhor.
Quanto a GL estou a 100% consigo: quando agarrou o lugar estava totalemente impreparado e quendo estava preparado, obrigaram-no a larga-lo. Foi pena, mas foi responsabilidade dele, que confiou demais numa equipa que nao conhecia assim tao bem...
Tambem no que se refere aos arbitros, penso que estamos de acordo. O mesmo quanto a CS. Na verdade o Sporting nao tem nada para oferecer enquanto mais valia para estes. O Porto e o Clube da regiao Norte, pelo que oferece o dominio de uma area geografica; o Benfica e o Clube dos grandes numeros, pelo que quem esteja com ele estara sempre com a maioria. Ja o Sporting, bem, e dificil definir a identidade do Sporting a este nivel, e penso que tambem por isso perdemos muito na CS e nos orgaos de poder do futebol. Este seria um bom tema de reflexao para futuros textos aqui: como posicionar o Sporting por forma a ganharmos poder no actual contexto do desporto nacional?
Apenas uma ultima nota quanto aos Bancos e BdC: com ou sem conferencia de imprensa, haveria sempre entendimento. Os dois Bancos em questao nao estao em condicoes de mandarem 400 Mio de Euros para perdas, de imediato, o que aprofundaria muito a crise do BCP e liquidaria os resultados deste ano do BES. O entendimento poderia era ser mais ou menos favoravel ao Sporting. Uma vez que ainda nao houve revelacao oficial do conteudo do negocio, parece-me que so o final da epoca podera elucidar-nos quanto a isso.
Sem imagem de perfil

De António Manuel a 05.05.2013 às 23:58

Caro Desert Lion,muito agradecido pelos seus esclarecimentos. Não concordo com a sua expressão "Na verdade o Sporting nao tem nada para oferecer enquanto mais valia para estes(CS)".Mas percebo o seu ponto de vista e acho que é um tema fundamental e no fundo está na raiz de todos os outros.
Segundo compreendi de intervenções anteriores é alguém com conhecimento profissional dos meios financeiros e empresariais. Portanto aminha dúvida e a de de muitos sportinguistas é a seguinte: poderá ou não haver investidores para a SAD nesta altura dos acontecimentos? Ou ,na sua experiência,a sua entrada é já altamente improvável ou mesmo impossível?
Gostaria de saber a sua opinião sobre este assunto.

Sem imagem de perfil

De Desert Lion a 06.05.2013 às 09:56

Tem toda a razao, caro Antonio Manuel: pretendia eu dizer que o Sporting ainda nao soube "empacotar" a sua oferta aos media, da mesma forma que os seus rivais o fizeram.
Relativamente a muito premente questao dos investidores, estou a preparar um texto para sair em breve. Qualquer reposta que lhe desse aqui seria extensa demais, ou pouco clarificadora, dado o espaco e tipologia propria destes comentarios. Fica o meu agradecimento pela ideia e sugestao para o proximo post.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.05.2013 às 09:57

Caro António Manuel,

Pela complexidade da resposta à sua muito interessante pergunta, o Desert Lion está a preparar um texto no sentido de lhe responder, que sairá em breve.
Sem imagem de perfil

De haja luz a 06.05.2013 às 14:26

Post de qualidade!

Gostaria de fazer alguma justiça
Acho que a equipa directiva tinha qualidade.
O presidente um empresário de sucesso, o Luís,um homem do futebol que conhece bem o sistema, o homem contratações impossíveis, que se movimenta como ninguém no mercado, o PPC, elemento respeito imprescindível na estrutura, com a saída dele, desmoronou-se a estrutura, e CB para o marketing, pelo que bem demonstrando tem capacidade, mas não esteve muito bem mas críticas publicas á anterior direcção.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo