Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estórias de Alvalade - Alves Barbosa

Rui Gomes, em 08.12.12

«Eu era campeão nacional e o António Baptista campeão de juniores e fomos convidados para desfilar em Alvalade em representação do Sangalhos. Como tinha que treinar para o Tour que aí vinha, fui de bicicleta até Lisboa, com o meu pai a meu lado na motorizada, e regressei de bicicleta. Se disser aos corredores de hoje que fazia duzentos e tal quilómetros de treino num dia, descanso no outro e no seguinte fazia mais duzentos e tal quilómetros...em 1956!

Mas adiante...

 

A festa em Alvalade foi bonita. Para além do público que enchia as bancadas, as istas de ciclismo e atletismo estavam pejadas de atletas que tinham participado no desfile. O Sporting acabou por perder 3-2 com o Vasco da Gama e houve uma coisa que me impressionou muito: foi o comportamento do Carlos Gomes, guarda-redes do Sporting, que quando parou o jogo, agarrou na bola e começou a discutir com o árbitro. Ele estava com a bola debaixo do braço e o jogo parado! Eu até pensei: «Este gajo é maluco! Então está cá o Presidente da República e o gajo pára o jogo!» Tenho impressão que o Presidente da República se levantou lá do camarote. É que o Carlos Gomes parou o jogo! Foi desde a baliza, a passo, com a bola debaixo do braço, até ao meio campo para discutir com o árbitro! Recordo-me perfeitamente dele a discutir com o árbitro e a dizer que não metia a bola no meio campo! Ele era um guarda-redes fora-de-série, mas um contestatário do caraças.»

 

* Do livro «Estórias d'Alvalade» por Luís Miguel Pereira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:42


2 comentários

Sem imagem de perfil

De A. Santos a 08.12.2012 às 07:37

Caro Rui Gomes,

"Estórias" interessantes de outros tempos, que nos deixam deliciados pela sua "ingenuidade e pureza"...

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 08.12.2012 às 11:24

Caro A. Santos,

O Alves Barbosa era o nosso ídolo lá no Bombarral, terra do ciclismo. O Carlos Gomes tinha a tal «pancada» que todos os grandes guarda-redes têm, mas em dose dupla. Já a vida particular dele foi a mesma coisa.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo