Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como a imprensa desportiva funciona

Rui Gomes, em 19.08.13

 

 

Esta é a foto publicada no jornal inglês

 

O diário desportivo "A Bola" aparece esta segunda-feira com uma reportagem sobre Tiago Ilori intitulada "Liverpool não desiste da contratação de Tiago Ilori", onde cita uma outra reportagem no jornal "Liverpool Echo" onde é indicado que o emblema inglês acredita que vai conseguir garantir a contratação do central de 20 anos.

 

Visitamos o acima referido "Liverpool Echo" que contém duas reportagens sobre esta temática, uma pelo Mirror e outra pelo Express. Visitando este último, deparámos com o seguinte:

 

«De acordo com A Bola o clube português está agora receptivo a vender Ilori depois de não ter conseguido assegurar a renovação do jogador de 20 anos.»

 

Tudo isto leva à pergunta: Qual é a origem e a veracidade da notícia, quando um órgão noticioso refere outro como a fonte e esse outro refere o primeiro de igual modo ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2013 às 15:06

Mais um.
Sem imagem de perfil

De sergiom a 19.08.2013 às 15:57

Boa pesquisa Rui, era espetar isto nas ventas destes pasquineiros.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.08.2013 às 16:29

Caro Sergiom, é assim que os pasquins diários sobrevivem num país tão pequeno, infelizmente.
Sem imagem de perfil

De Fredy a 20.08.2013 às 01:08

Mais um excelente trabalho do Sr.Rui a filtrar lixo emanado pelos pasquins aqui do Burgo.

Não tive oportunidade de ler as entrevistas do Bruma a 2 deles.
Já li uma opinião de um blog(http://anortedealvalade.blogspot.pt/2013/08/sobre-as-entrevistas-de-bruma.html)

Gostava de saber a sua opinião sobre as mesmas caso tenha tido oportunidade de ler.

Partilho de grande parte da opinião do autor deste post em relação à estratégia que está a ser seguida pelos representantes do Bruma.

Tive oportunidade de ler uma das frases que dizia qualquer coisa como "se soubessem o que eu recebi no Sporting nestes últimos 7 anos não me chamavam interesseiro".
Quanto a mim esta frase é por demais ofensiva ao Sporting e sinceramente não vejo a hora de o vender caso a decisão da CAP seja favorável. Infelizmente para mim reintegrar o Bruma seria extremamente contraproducente para com a união do grupo actual.
Bom, já me alonguei demais...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.08.2013 às 03:17

Caro Fredy ,

Não li as entrevistas de Bruma porque não me interessam mas também porque entendo que não relevantes.

Estamos perante uma situação que inédita pelo sensacionalista conflito que provocou, mas que em níveis mais moderados está e estará sempre ligada a um clube de formação como o Sporting. Num lado temos a entidade empregadora que investiu durante anos visando um eventual retorno desportivo e, se possível, financeiro, e com pelo direito a ambos por esse investimento, tanto de capital como de recursos humanos. No outro lado temos o atleta que é um ser humano e que a partir de um certo ponto da sua carreira também direito a escolher o seu rumo e a colher os frutos do seu talento. Não há uma solução ideal, mas sim um entendimento entre as partes para ambas poderem lucrar do seu empenho. Acho que o caso não foi bem tratado desde o primeiro dia e deveras agravado entretanto pela posição de força assumida pela Direcção. Bruma também não está a justo nem a mostrar gratidão pela oportunidade que milhares de jovens gostariam de ter e não têm. Na minha opinião ele devia ter renovado com o Sporting por verbas adequadas ao seu talento e o Sporting não devia exigir dele prorrogação por mais do que três ou quatro anos, no máximo.

De certo modo opinamos no escuro porque não sabemos ao certo as verbas que estão sobre a mesa, das duas partes. Acredito que ambos estejam a exagerar nas suas exigências em sentido oposto.

Essa sua declaração dos "7 anos" não faz grande sentido em termos de salário devido à sua idade, mas também não sabemos as suas condições de vida e até que ponto o Sporting o auxiliou nesse sentido.

A exemplo de alguns jovens que já renovaram por 5 e 6 anos, se fosse meu filho e havendo talento acima da média, nunca recomendaria um contrato tão longo porque o deixaria totalmente à mercê do clube com remuneração que nunca será melhor do que razoável porque o Sporting não tem condições para pagar mais.

No final das contas, duvido muito que ele saiba já decisão, como infere o outro blogue, mas deverá ter determinadas garantias dos seus representantes para o efeito. Não estou muito optimista quanto a uma decisão favorável ao Sporting, mas se for, acho que devia renovar com o jogador por verbas adequadas pelo enorme potencial para um retorno significativo a curto prazo. Se ele continuar a progredir ao nível do que já mostrou, irá valer uns bons milhões. Talvez o Sporting deveria considerar conceder-lhe uma percentagem do seu passe para compensar o salário não tão elevado como ele desejará.

É um assunto muito complexo mas debater em comentário, mas esta é a minha opinião.

Cumprimentos

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo