Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Uma revelação extraordinária

Rui Gomes, em 27.12.12

Embora reconheça que não sou o único com uma opinião crítica sobre os mais recentes acontecimentos na nação sportinguista, designadamente a conduta do presidente da Mesa da Assembleia Geral e do seu co-líder da «revolução», Bruno de Carvalho, transcrevo aqui um artigo da autoria do jornalista António Magalhães (Record), publicada no espaço «Conversas da Bola», que sublinha o mesmo parecer, por outras palavras:

 

«O dr. Eduardo Barroso deu uma entrevista extraordinária ao jornal «A Bola». Entre as muitas ideias, já ditas e repetidas no «Prolongamento» da TVi, o presidente da Assembleia Geral do Sporting faz uma declaração grave: «Tenho a certeza que houve irregularidades gravíssimas e inacreditáveis nas eleições.» e pormenoriza: «Votaram 300 ou 400 sócios que não entraram nos computadores».

 

Um ano e meio depois, o presidente eleito para a AG faz esta revelação e lava as suas mãos. A conclusão é óbvia: ou só há dois dias teve a absoluta certeza de que houve «marosca» no acto eleitoral ou não teve a coragem para a denunciar antes nem vontade para fazer alguma coisa que clarificasse em absoluto a situação.

 

O Sporting teve assim, durante ano e meio, um presidente da AG, qual dr. Jekyll e Mr. Hyde como ele próprio admite, que tem a certeza que as eleições foram manipuladas e que cumprirá o seu mandato até ao fim, ou pelo menos até novo acto eleitoral, sem fazer mais do aquilo que fez até agora a esse respeito, ou seja, nada. Extraordinário.

 

Mais moral para dizer o que bem entende tem Bruno de Carvalho que ontem voltou a comentar o «caos em que vive o Sporting» e a dar conta de perseguições e outras tramoias. Desde as eleições que Bruno de Carvalho tem continuado a fazer frente a Godinho Lopes, capitalizando o espaço conquistado e mantendo viva a sua chama. Aprecie-se ou não o estilo, Bruno de Carvalho tem sabido gerir os seus timings, convivendo com o rótulo de aventureiro sem que isso o afecte. Aproveitando também - e naturalmente - o balanço que Barroso lhe dá, exige que os sócios definam o futuro. Se a porta das eleições for aberta, não tenhamos dúvidas que Bruno lá estará com o trabalho de casa já feito ou pelo menos muito adiantado.

 

António Magalhães

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:35





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo