Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





O jornal francês «L'Équipe» anunciou esta quinta-feira o onze do ano no qual constam quatro jogadores do Barcelona - Messi, Jordi Alba, Xavi e Iniesta, outros tantos do Real Madrid - Cristiano Ronaldo, Iker Casillas, Sergio Ramos e Xabi Alonso, Philipp Lahm do Bayern Munique, o belga Vincent Kompany do Manchester City e o brasileiro Ramires do Chelsea.

Uma escolha não só discutível mas, a bem dizer, na opinião deste observador, que faz muito pouco sentido, salvo se o critério dá prioridade de preferência às conquistas asseguradas pelas equipas em que os jogadores competiram e não à sua prestação individual. Iker Casillas está longe de ser o guarda-redes que foi durante muitos anos, tendo pelo menos meia dúzia de outros que foram superiores, a exemplo de Joe Heart do Manchester City e Manuel Neuer do Bayern Munique. Sergio Ramos é um bom defesa central, mas muito faltoso e indisciplinado, que só no Real Madrid tem como seu superior Pepe. Jordi Alba, no seu primeiro ano a titular no Barcelona não merece a distinção sobre Marcelo do Real Madrid - não obstante a sua lesão - nem sobre Bale do Tottenham. Aceita-se a escolha de Xavi - para mim o jogador que devia ter ganho a Bola de Ouro há dois anos - embora a idade já se começa a fazer sentir e por muito bom que seja, já não joga ao nível que nos habituou. Vincent Kompany e Ramires poderiam ser substituídos por diversos outros. Robin van Persie, Radamel Falcão, Edison Cavani, David Silva, Bastian Schweinsteiger e Yaya Toure, só para nomear alguns também merecedores de consideração. É tudo muito subjectivo, obviamente, mas os únicos indiscutíveis são Cristiano Ronaldo, Messi e Iniesta, não por coincidência, os três finalistas para o prémio da Bola de Ouro, que, muito indica, vai ser entregue a Lionel Messi pela quarta vez.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:59

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo