Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E a crise de resultados continua !

Rui Gomes, em 05.01.13

A crise insiste em não deparecer e, por consequência, o Sporting não consegue «arrancar» uma vitória. Esta equipa - que até esteve bem na primeira parte e acabou por sofrer um golo na única oportunidade para tal do Paços de Ferreira, praticamente ao longo dos 90 + 4 minutos - não sabe e não consegue marcar golos e, quando assim é, os resultados negativos são inevitáveis. Com o passar do tempo e o marcador a não funcionar, os níveis de confiança colectiva começam a acusar o desgaste e o desespero aumenta, precipitando individualismo a mais, passes errados e inferior eficácia ofensiva.

Uma das soluções para este estado das coisas tem forçosamente de ser encontrada no mercado de transferências de janeiro, não só quanto a um outro avançado mas, sobretudo, pela imperativa necessidade de assegurar os serviços de um armador de jogo, um #10 com capacidade para desenhar as manobras ofensivas e conduzir o esférico mais pelo miolo, algo que o Sporting tem imensa dificuldade em fazer agora. Cédric Soares, nomeadamente na cobertura defensiva, mais uma vez não justifica a titularidade, neste momento, e dá ampla razão à contratação de Miguel Lopes.

Pouco mais se pode acrescentar à »conversa», salvo aguardar a inevitável onda de críticas dos sábios e afins do universo sportinguista. Eles, acima de tudo e de todos, têm as soluções na ponta da língua para fazer com que os jogadores joguem melhor e marquem mais golos. Pela expectativa, até me custa esperar, pacientemente, mais do que escassos minutos. E...sim, uma destas soluções milagrosas passa por demitir o Conselho Directivo, como não pode deixar de ser! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:33

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De A. Santos a 05.01.2013 às 21:58

Caro Rui Gomes

A situação está a ultrapassar os limites do razoável! Aqueles jogadores têm que dar mais! Não basta ter vontade, têm mesmo que comer a relva!!!! Sinceramente, não vejo esse último esforço... A resignação apodera-se da equipa desde o inicio do jogo. Não pode ser!!!! Esta maltinha não está a respeitar o grande emblema que lhes paga, que não é pouco certamente. Vamos correr o risco de descer de divisão, o que seria uma autentica catástrofe para o nosso clube.
Vercauteren, embora tenha pouco tempo à frente da equipa, já era para se notar algum do seu cunho pessoal na mesma, o que não está a acontecer... Penso que Jesualdo Ferreira deveria já avançar como treinador principal, para tentar salvar pelo menos a manutenção. É triste para mim pensar assim, mas começo a ficar seriamente preocupado com a falta de resultados. Concordo consigo, que a situação não se resolve no imediato com mudança dos órgãos directivos, mas alguma coisa tem que ser feita, antes que seja tarde de mais... Qualquer terapia de choque terá que ser feita! Mandar uma grande parte dos "meninos" para a equipa B, e subir alguns da equipa B para a A, porque este conjunto de jogadores conforme está, não consegue ganhar a ninguém... Jamais estaria no meu pensamento, o meu Sporting chegar a este ponto.

Com muita tristeza, saudações leoninas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.01.2013 às 22:24

Caro A. Santos,

Meras palavras escassam para descrever o sentimento colectivo neste momento e pela evidência à vista, qualquer racionalidade de análise irá, forçosamente, parecer como desculpa.

Muito sinceramente, não vejo falta de empenho dos jogadores. O que eu vejo, sobretudo, é o receio de errar, a impossibilidade de jogarem inibidos e o consciente sempre à espera de um qualquer deslize que vá precipitar a derrota. Aconteceu pela má marcação de Cédric, deu golo e o estado psicológico sofre outro abálo. Eu reconheço o trabalho de Vercauteren, mas ele nãopode ir lá para dentro jogar por eles. Também me parece que depois do Sá PInto e a sua constante «guerra» no banco, este parece excessivamente passivo. Controlámos uma grande parte do jogo, especialmente na primeira parte, criámos jogadas com profundidade e perigo, démos com uma no poste e, depois, quase na única jogada de perigo, eles marcam precisamente ao cair do 45 minutos. Da bancada, é impossível tirar conclusões em detalhe sobre o estado psicológico dos jogadores. Tecnicamente, a falta de um organizador de jogo é por de mais evidente. Aquele jogador com personalidade e técnica para fazer andar a equipa... Volto ao meu argumento original, um avançado, um #10 e um central, precisa-se.

Com tudo isto caro A. Santos, com todos os erros e afins que têm ocorrido, há uma coisa que eu nunca perdoarei: a influência destrutiva em torno do Clube que afecta tudo e todos. Os dirigentes sentem-na e a equipa também. O ambiente que se vive em Alvalade de há uns tempos a esta parte, é o pior que eu já vi na minha vida. É impossível contorná-lo. O Godinho Lopes é um bom homem, mantenho, mas nesta fase crítica era indispensável um «Pinto da Costa». E onde está ele no universo sportinguista ???

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo