Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




«O meu primeiro dia como presidente do Sporting foi memorável. Ver a alegria daquela gente toda foi fastástica. O clube vivia momentos muito difíceis, a situação era negra, os jogadores já não recebiam há sete meses e os funcionários há nove. Liquidei tudo a toda a gente, voltou a haver esperança de que as coisas iriam, a partir dali, correr bem. No dia 1 de julho de 1993, entrei no estádio de Alvalade com o Paulo Sousa e o Pacheco depois de terem abandonado o Benfica. O estádio encheu-se, vivemos três semanas de grande intensidade, o país parou. Preocupei-me sempre em dar o melhor aos atletas. Mandei construir novos balneários com todas as condições e mandei vir dos Estados Unidos as mais avançadas máquinas para o departamento médico. Tinha uco Silva. Tinha uma boa relação com os jogadores e era muito amigo deles. Brincávamos muito, mas também quando perdíamos tinham que levar com o meu mau feitio!

Na tribuna de Alvalade vivi uma situação única no futebol português: consegui juntar no mesmo jogo o Presidente da República, Mário Soares, e o Primeiro Ministro, Cavaco Silva. Por regra, ou ia um ou outro, nunca os dois ao mesmo tempo. Quebrou-se a tradição! Sentei-me no meio dos dois.»

 

* Do livro «Estórias d'Alvalade» por Luís Miguel Pereira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:18

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De A. Santos a 07.01.2013 às 17:11

Um presidente carismático, que pecou pela sua irrequietude constante, pensando no melhor para o clube. Queria aproveitar os melhores treinadores, os melhores jogadores, enfim... Queria tudo!... Uma ambição desmedida, mas que merece o nosso apreço, pela sua entrega de alma e coração ao serviço do Sporting.

Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.01.2013 às 18:10

Caro A. Santos,

Como já deve ter percebido, acompanhei e lidei com este presidente muito ao perto. Fez muita coisa boa e pecou, sobretudo, por querer ser ele a comandar o dia a dia do futebol, sem compreender patavina da matéria. E, depois, o seu acto histórico: despedir Bobby Robson com a equipa em 1.º lugar. O maior mérito, talvez, ouviu as pessoas e as recomendações certas e juntou um lote de grandes jogadores que, infelizmente, não conquistaram tanto como era esperado.

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De A. Santos a 07.01.2013 às 19:03

De facto naquela altura, tivemos talvez a melhor equipa dos últimos 25 anos, e só não ganhámos títulos, porque o sistema a norte do Mondego estava no seu auge... Anos de vergonha!...

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 07.01.2013 às 19:07

Sem dúvida, um factor preponderante.

Cumprimentos

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo