Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Breves do Sporting

Rui Gomes, em 08.12.17

 

abola_pt.png

 

- Bruno Fernandes estará em risco para a visita do Sporting ao Boavista, este sábado. O médio estará a contas com problemas musculares na perna direita, resultado do esforço frente ao Barcelona.

 

- Está a ser noticiado o interesse do Partizan (Sérvia) em contratar Petrovic e que até já feito uma proposta que contempla empréstimo em Janeiro com opção de compra no final da temporada.

 

- Sporting está receptivo a emprestar Tobias Figueiredo em Janeiro a um clube fora fronteiras, de modo a consolidar o seu processo de crescimento. O Leeds United, da Premier League, terá sido um dos clubes que mostrou interesse.

 

- Jérémy Mathieu já convenceu tudo a todos das suas qualidades, não obstante os seus 34 anos. A SAD pondera prolongar o seu vínculo contratual até 2020. Actualmente, com base num ano de opção, é válido até 2019.

 

- Jonathan Silva entrou numa nova fase da recuperação ao joelho direito. O argentino deixou as muletas para trás e já caminha pelo seu próprio pé. A pouco e pouco, o esquerdino vai recomeçar a andar normalmente, percorrendo distâncias cada vez maiores, sem deixar o trabalho de fisioterapia, iniciado logo após a operação. O objectivo é readquirir os movimentos padrão do joelho.

 

- A saída de Doumbia em Janeiro (ofertas da China) estará a ser ponderada pela SAD. Apesar de soluções internas, como é o caso do jovem Rafael Leão, o mercado pode vir a ser opção para a contratação de mais um jogador para a frente de ataque.

 

- O Sporting vai defrontar o secundário FC Parada na terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol feminino, ditou o sorteio realizado esta quinta-feira na Cidade do Futebol. Na primeira ronda com equipas do primeiro escalão, o Sporting de Braga, finalista vencido, vai receber o Clube Albergaria. Os encontros da terceira eliminatória estão marcados para 28 de Janeiro de 2018.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:25

 

maxresdefault.jpg

 

No program da Sporting TV, Verde no Branco, Nuno Saraiva, presume-se em nome do Sporting, comentou as "oito recomendações" que o grupo de clubes denominado G15 quer discutir em Assembleia Geral da Liga. O director de comunicação, começou por lembrar que o Sporting tem-se batido quase sozinho sobre boa parte das propostas:

 

"Boa parte das propostas, o Sporting tem-se batido quase sozinho sobre elas. Por exemplo, a reestruturação do modelo de governação da Liga. É sui generis que os clubes defendam boa parte do que o Sporting defende.

 

Estamos muito curiosos para ver que propostas de arbitragem têm para fazer, que tipo de alinhamentos pretendem ter. Apesar de muitas propostas estarem em linha com alguns aspectos que defendemos, entendemos que, no seu conjunto, não permitem adivinhar nada de bom, porque não parece que haja o desejo sério e inocente de melhorar, de facto, o que está mal no futebol português.

 

O Sporting está a ponderar seriamente deixar de emprestar jogadores aos clubes da primeira liga que subscreverem as propostas que vierem a ser feitas. Achamos que a emancipação dos clubes deve acontecer, desde que subsistam sem os três grandes, então entendemos que quem subscrever estas propostas, que não antecipamos como positivas para o futebol português, devem caminhar sozinhos sem a nossa colaboração".

 

Muito além da ameaça que deixou no ar, parece-me que há aqui alguma contradição sua, ou do Sporting, se não compreendi mal, em que por um lado declara que o Sporting chama a si a iniciativa de uma boa parte das propostas, no entanto, por outro lado, adianta que não é antecipado que estas mesmas propostas sejam positivas para o futebol português.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:02

A batalha passa às transferências

Rui Gomes, em 08.12.17

 

"Oitavos" da Champions capitalizam FC Porto para a outra guerra que o clássico abriu.

 

19668301_GZJst.jpg

Aos olhos de administrador financeiro, metade da época do FC Porto está feita. Há um ano, nem perder agora o título incomodaria muito, porque o terceiro lugar e o play-off da Liga dos Campeões davam ainda mais dinheiro. É um objectivo cumprido por Sérgio Conceição que casa bem com as finanças do clube no arame, mas casa ainda melhor com o mercado de Janeiro.

 

O FC Porto-Benfica de há uma semana não era só um jogo de futebol, nem apenas mais um clássico: era uma etapa estratégica para se chegar à reabertura das inscrições em situação de escolher entre apostar no título ou guardar as economias para a época seguinte. O resultado prático destas duas últimas semanas é que nem Sporting nem Benfica vão guardar as economias, mesmo com o desbaste que a Liga dos Campeões fez nelas.

 

Depois das batalhas nos estúdios, nos relvados, na sala do VAR, nas páginas dos jornais e nas cabeças confusas de alguns moralistas de ocasião, vai chegar a batalha mais sanguinária de todas, que é a das compras. Provavelmente, sem cumprir o primeiro objectivo, isto é, sem os 7,5 milhões de euros que o jogo com o Mónaco valeu, o FC Porto não poderia entrar nesses apertos. Ou, pelo menos, não seria com certeza mais fácil que a UEFA lhe permitisse reforços de Inverno. O que nos leva à segunda parte do desafio portista: o FC Porto versão Conceição provou que é genial a não gastar dinheiro e ninguém lhe pode tirar esse mérito, mas às vezes não ter outra opção é um descanso.

 

José Manuel Ribeiro jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:01

 

mw-860.jpg

 

Uma, duas, três, quatro, cinco: uma mão cheia de Bolas de Ouro para Cristiano Ronaldo. O português do Real Madrid que foi formado no Sporting (não me canso de repetir este "simples" facto, caso passe despercebido a algumas almas) recebeu esta quinta-feira em Paris o troféu que distingue o melhor jogador do ano para a revista “France Football”, repetindo o feito de 2008, 2013, 2014 e 2016. Iguala assim Lionel Messi, que venceu o prémio em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.

 

Numa votação exclusiva a jornalistas, de todo o Mundo, que escolhiam cinco jogadores (6, 4, 3, 2 e 1 pontos), Cristiano Ronaldo venceu a Bola de Ouro com 947 pontos, mas 276 do que Lionel Messi, que foi um confortável vice, à frente do brasileiro Neymar, este com 361 pontos.

 

O triunfo de Ronaldo, de 32 anos, já era esperado, num ano em que juntou a Liga dos Campeões ao título de campeão espanhol, vencendo ainda a Supertaça Europeia e Supertaça de Espanha. Foi ainda o melhor marcador da Champions e contribuiu de forma decisiva para o apuramento de Portugal para o Mundial de 2018.

 

Além de Cristiano Ronaldo, outros dois jogadores portugueses receberam a distinção: Eusébio em 1965 e Luís Figo em 2000. Com sete Bolas de Ouro, Portugal iguala a Alemanha e a Holanda no topo dos países com mais vitórias.

 

Cristiano recebeu o troféu no topo da Torre Eiffel, a 300 metros do solo: "Uma grande experiência, está um pouco de frio mas é maravilhoso estar aqui. Estou a viver um grande momento na carreira. Sinto-me feliz. Feliz pela época que fizemos, ganhámos a Champions e o Campeonato. Os troféus, tanto no Real Madrid como na Selecção Nacional, ajudam a ganhar estes prémios".

 

 

Já não tenho palavras para dar o merecido reconhecimento a este magnífico atleta, o melhor futebolista português de sempre e um dos melhores da história do futebol. Como português, sinto-me deveras honrado pelos seus feitos, como sportinguista, o sentimento é sublinhado de modo indescritível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:00

 

RuiPatricioCoates1.jpg

 

Rui Patrício e Sebastián Coates integram a lista de premiados do mês pela Liga: o internacional português foi eleito o melhor guarda-redes e o defesa uruguaio conquistou a distinção de melhor defesa.


O guarda-redes leonino, que arrecadou 54,96 por cento dos votos, ficou em primeiro lugar, à frente de Matheus, do SC Braga (26,2 por cento, segundo classificado) e Muriel, do Belenenses (18,9 por cento, terceiro classificado).

Já Coates, que amealhou 44,5 por cento dos votos, bateu a concorrência do antigo colega de equipa Ricardo Esgaio, agora no SC Braga (40,7 por cento, segundo classificado) e de Maras, do Chaves (14,8 por cento, terceiro classificado).

Nos prémios relativos às posições, destaque para Dener Clemente, do Portimonense, que conquistou a distinção de melhor médio (à frente de Herrera e Krovinovic) e para Shoya Nakajima, também do Portimonense, que foi nomeado melhor avançado (à frente de Brahimi e Jonas).

Os prémios são relativos aos meses de Outubro e Novembro.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:59

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 07.12.17

 

Lamborghini.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

2006 Lamborghini Concept S Roadster - Leilão 2017 - 1,3 milhões de dólares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00

 

DQdzbdrUMAEeTNM.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:32

Rumores do mercado: Mauricio Tévez

Rui Gomes, em 07.12.17

 

BwuMjSVIEAAz6W9.jpg

 

A estação televisiva TycSports adiantou esta terça-feira que o extremo Mauricio Tévez, do Newell's Old Boys, estará a ser observado pelo Sporting, podendo o jogador, de 21 anos, chegar a Alvalade a título de empréstimo. De acordo com a mesma fonte, decisivo numa eventual transferência pode ser o ex-jogador leonino Mauricio Hanuch, que de momento é o representante do futebolista da antiga equipa de Lionel Messi.

Avaliado em 1,5 milhões, Tévez estreou-se na formação principal do Newell's aos 18 anos, em 2014, tendo sido bastante utilizado nas duas temporadas que se seguiram. Contudo, em 2016/17 participou apenas em 5 jogos, 4 como suplente utilizado, com 125 minutos de jogo. Na época em curso, regista 4 jogos, também como suplente utilizado, com 58 minutos de jogo. Tem contrato com o seu actual clube até Junho de 2018.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:07

 

SGVI0FFU.jpg

 

Com ou sem fundamento, circula uma reportagem noticiosa alegando que Bruno de Carvalho e a Administração do Sporting não ficaram contentes com as opções de Jorge Jesus diante do Barcelona. A acreditar, as conhecidas opções do técnico não caíram bem internamente.

 

Em causa. muito em especial, estão os casos de Gelson Martins e Bas Dost. A dupla começou o jogo no banco e foram lançados na segunda parte do encontro. A ‘surpresa’ de Jesus não terá agradado ao presidente que queria ter tido uma equipa ofensivamente mais ousada em campo.

 

Os dirigentes leoninos entendem que frente a um Barcelona em modo poupanças, o Sporting deveria ter sido mais incisivo na procura da vitória. O facto de Messi ter começado no banco apenas dá mais crença a Bruno de Carvalho sobre este ponto de vista.

 

Bem... a notícia poderá não ter fundamento, mas nem por isso deixa de ser verdade que as "invenções" de Jorge Jesus deixaram muitos sportinguistas boquiabertos, pela negativa. Se entre estes se incluem o presidente e outros dirigentes, até não será surpreendente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:23

 

og-default.jpg

 

O Sporting vai ser cabeça de série no sorteio para a Liga Europa, que será realizado na segunda-feira, 11 de Dezembro. Entre as equipas que chegam da Liga dos Campeões, as quatro melhores nesta fase de grupos são cabeças de série, enquanto as restantes não vão beneficiar desse estatuto.

 

Para estar nessa situação, o Sporting fica a dever um voto de agradecimento ao Feyenoord que marcou já em período de descontos para vencer o Nápoles. Com 7 pontos, os leões ficariam empatados com o clube italiano, em caso de empate destes na Holanda, mas em desvantagem no registo de golos. A vitória do Feyenoord, porém, deixou o Nápoles com apenas seis pontos, fazendo com que o Sporting se juntasse ao CSKA, Atlético Madrid e Leipzig no pote dos cabeças de série.

 

O Nápoles, Celtic, Spartak de Moscovo e Borussia Dortmund vão direitos para o pote das equipas que não são cabeças de série no sorteio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:07

Rui Santos e os seus "mísseis"

Rui Gomes, em 07.12.17

 

wm.jpg

 

“Mas que perversidade é esta? Que submundo é este? As pessoas no futebol português não têm juízo”  

 

Analisando os castigos aplicados a Benfica e FC Porto após o clássico do Estádio do Dragão. O comentador pede penalizações mais gravosas e critica a inoperância do governo perante o clima de hostilidade no futebol.

 

“Não podemos ser meigos nem usar paninhos quentes. Isto foi um desastre”

 

Analisando a participação do Benfica na Liga dos Campeões. O comentador pensa que este desempenho revela as deficiências do plantel do Benfica. 

 

“Onze de Jesus frente ao Barcelona mostrou que o foco está no campeonato”

 

Analisando a derrota do Sporting por 2-0 no último jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões. O comentador da SIC considera que Jorge Jesus não quis arriscar e preferiu que a equipa se concentrasse mais no jogo do campeonato contra o Boavista.

 

"O video-árbitro não pode ter sido criado com a ideia de proteger o árbitro que está no relvado"

 

Volta a defender que é preciso alterar o protocolo do video-árbitro. O comentador diz que está a falhar a relação entre o video-árbitro e o árbitro de campo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:06

Os milhões da Champions League

Rui Gomes, em 07.12.17

 

chleague.png

 

Ao qualificar-se para os oitavos de final da Liga Campeões, o FC Porto encaixou mais 7,5 milhões de euros, num total de 23,7 milhões até ao momento. O Sporting ficou-se pelos 18,7 milhões e o Benfica pelos 12,7 milhões.

Falta contabilizar, no final da prova, o `market pool`, respeitante a direitos televisivos, e também não estão incluídas as receitas de bilheteira.

FC Porto


Entrada direta na Champions: 12,7 milhões
Três vitórias e um empate: 5 milhões
Qualificação para os `oitavos`: 6 milhões
Total: 23,7 milhões de euros

Sporting

Vitória no `play-off`: 2 milhões
Entrada na Champions: 12,7 milhões
Duas vitórias e um empate: 3,5 milhões
Qualificação para a Liga Europa: 0,5 milhões
Total: 18,7 milhões de euros

Benfica

Entrada na Champions: 12,7 milhões
Total: 12,7 milhões de euros
 
O FC Porto continua na Champions e está apto a ganhar ainda mais nesta prova. O Sporting vai disputar a Liga Europa, podendo também, embora em nível inferior, aumentar as suas receitas. O Benfica está completamente afastado das provas europeias e nada mais ganhará portanto.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:05

 

nintchdbpict0003714361251.jpg

 

Cristiano Ronaldo marcou o seu nono golo em seis jogos da Liga dos Campeões, esta quarta-feira, na vitória do Real Madrid sobre o Borussia Dortmund, por 3-2, tornando-o no primeiro jogador em toda a história da competição a marcar em todas as seis jornadas de uma fase de grupos.

 

Nesta fase, o jogador formado no Sporting e capitão da Selecção Nacional, bisou por três vezes; nos dois jogos com o APOEL e no primeiro frente ao Borussia Dortmund, e marcou nos dois encontros com o Tottenham.

Este nono golo da campanha, também lhe permitiu igualar Lionel Messi, com 60 golos em fases de grupos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:04

Gosta de carros ?

Rui Gomes, em 06.12.17

 

sunset-14.jpg

Um dos carros mais caros do Mundo

Aria FXE (E.U.A.) - para sair em 2019, por cerca de 800 mil dólares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00

A Champions não é um biscate

Rui Gomes, em 06.12.17

 

Nenhum grande clube português pode assobiar para o lado quando fracassa na Europa.

 

19668301_GZJst.jpg

Da Europa, falta dizer isto: não importam as discrepâncias nos salários nem nos orçamentos; não importam os nomes de craques que nos entram pelos estádios dentro a cada jornada europeia; não importa quanto crescem as diferenças entre clubes ricos e clubes pobres. Essas alegadas injustiças não mudam nada. Para as grandes equipas portuguesas, a Europa será sempre a única escapatória.

 

A Liga dos Campeões, principalmente, é um factor de multiplicação de tudo: receitas, exposição, afirmação, patrocínios, etc. Por ela se explica boa parte dos últimos quarenta anos do futebol nacional. Gerações de sucesso, até na Selecção, formaram-se nesses jogos; vários treinadores portugueses foram lá buscar uma reputação que nunca ganhariam cá dentro.

 

A Europa não é um biscate que se faz depois do serviço, nem se pode aceitar um simples encolher de ombros quando corre mal. Se chegarmos a esse ponto, no país, num clube ou nos apetites do adepto, acabaram-se a ambição e as perspectivas.

 

Tem de ser esta a reflexão perante o esforço duvidoso que o Sporting fez ontem em Barcelona e perante o zero literal que foi o Benfica (tetracampeão e cabeça de série no sorteio) nesta fase de grupos, como será também se o FC Porto fracassar hoje. Os elogios aos miúdos lançados por Rui Vitória que vão encher crónicas e noticiários, em lugar das naturais críticas por um desfecho muito negativo, dirão bastante sobre bastantes coisas.

 

José Manuel Ribeiro, jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:20

"Espero que o Sporting seja campeão"

Rui Gomes, em 06.12.17

 

luisfigo2411.jpg

 

Considerações de Luís Figo, esta quarta-feira, à margem de um evento com cerca de 350 crianças organizado pela Fundação do seu nome:

 

"Este ano não difere muito do que tem acontecido nos últimos anos. Os três grandes estão a lutar pelo campeonato. Espero que o Sporting seja campeão, que consiga ter um bom resultado no final do campeonato. Vejo bastante igualdade entre os três grandes, como demonstra a classificação, mas ainda falta muito para as decisões.


Estava na expectativa de que o Sporting pudesse ser classificado (Champions). Assim não foi, infelizmente. Mas foi um resultado que, de certa forma, se podia esperar, já que a jogar fora, em Barcelona, é sempre complicado. Mas o Sporting fez uma boa Liga dos Campeões, num grupo difícil. Em um ou outro momento não teve a sorte do seu lado e agora tem de se focar no campeonato e na Liga Europa. 
 
Acho que o Sporting, como outras equipas, têm de ter o objectivo de chegar o mais longe possível, sem terem a obrigação de ganhar a Liga Europa. Há outras equipas muito mais fortes economicamente e que têm mais possibilidades de se reforçarem. Mas muitas das vezes esse factor não é o mais importante. Acho que o mais importante é o Sporting chegar o mais longe possível. Se conseguir chegar à final e ganhar, muito melhor. Mas sem essa pressão e obrigação de o fazer".
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:32

Interesse genuino em saber...

Rui Gomes, em 06.12.17

 

20171205_162255.jpg

(Foto do leitor PSousa)

 

 

... Se os mais de 3000 adeptos leoninos que assistiram ao jogo em Camp Nou se sentiram defraudados, não pela derrota, mas sim pela exibição do Sporting.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51

 

main.jpg

 

Para ser sincero, nem me apetece comentar este jogo. Aceito perder, hoje e sempre, mas com os nossos melhores em campo a dar o tudo por tudo, e não com uma equipa significativamente condicionada pelas estratégias de teóricos - e até temos alguns aqui no blogue.

 

A ideia, se a compreendo correctamente, era de desgastar a equipa do Barcelona e, então, fazer entrar as "armas secretas" na segunda parte, para dar o "golpe de misericórdia". Entretanto, abdicou-se deliberadamente de 45 minutos da partida - só por milagre teríamos conseguido marcar um golo - com o agravante adicional de que jogámos com dez unidades em campo. Nem vale a pena nomear quem esteve dentro das quatro linhas apenas como mero corpo presente. Outra ideia genial de Jorge Jesus!

 

O Sporting alinhou de início com Rui Patrício, Piccini, Coates, Mathieu, Ristovski, William Carvalho, Battaglia, Acuña, Bruno César, Bruno Fernandes e Alan Ruiz.

 

Suplentes: Romain Salin, Fábio Coentrão, André Pinto, Palhinha, Gelson, Bas Dost e Podence. Ficaram de fora Pedro Silva, Tobias Figueiredo, Petrovic, Mattheus Oliveira, Iuri Medeiros e Rafael Leão.

 

Barcelona: Cilessen, Semedo, Vermaelen, Piqué, Denis Suárez, Aleix Vidal, André Gomes, Rakitic, Digne, Paco Alcácer e Luis Suárez.

 

Suplentes:  Ter Stegen, Busquets, Lionel Messi, Paulinho, Deulofeu, Jordi Alba e Sergi Roberto.

 

Segundo a tese acima referida, entraram Gelson Martins e Bas Dost logo a seguir ao intervalo. Tudo bem... passado uns quantos minutos Ernesto Valverde responde a Jorge Jesus com Lionel Messi e Sergio Busquets. Como ficamos ?

 

A realidade é que salvo a grande oportunidade de Bas Dost, com defesa à "queima roupa" de Jasper Cilessen, e de mais uma ou outra jogada de algum perigo, o Sporting nunca verdadeiramente se encontrou, em termos de construção de jogo e de eficácia no último terço do terreno, e com diversos jogadores a acusarem o desgaste. A entrada de Fábio Coentrão nada resolveu.

 

Bruno Fernandes foi de longe o melhor "leão" em campo. Nem sei onde encontrou energia para tanto, mas o cansaço era por de mais evidente.

 

Para o caso, não interessa que uma vitória em Camp Nou teria sido em vão, uma vez que a Juventus, como se esperava, aliás, foi a Atenas vencer o Olympiacos por 2-0. Venha a Liga Europa !

 

Nota: Quando publiquei o post, não comentei mais uma grande exibição de Rui Patrício, sem culpas algumas nos golos sofridos e deixando um registo de excelentes intervenções. Dito isto, fico logo com a sensação de causa perdida sempre que vejo um jogo com ele a pontapear frequentemente a bola.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:21

A culpa não é do jogador !

Rui Gomes, em 06.12.17

 

K6OZUV33.jpg

 

Exceptuando a parte de "honra ser feita" a Jorge Jesus, gostei deste comentário de Lídia Paralta Gomes, jornal Expresso (não, não é parente minha), sobre a performance, se é que se pode chamar isso, de Alan Ruiz:

 

"Quando quase tudo está perdido, mais vale mudar para tentar pelo menos baralhar as probabilidades. Terá pensado assim Jorge Jesus quando apostou em Alan Ruiz no onze titular do Sporting para o jogo desta terça-feira em Barcelona, onde tinha de ganhar e esperar ainda por boas notícias de Atenas. Perdeu por 2-0, com dois erros pouco comuns, e não houve boas notícias de Atenas. O Sporting muito dificilmente continuaria na Champions e o milagre não aconteceu, apesar de Jesus, honra lhe seja feita, tenha tentado de tudo, de todas as maneiras e feitios.

 

Olhando para o início da época, pode até entender-se a opção de Jorge Jesus por Ruiz. O técnico leonino quis fazer do argentino uma espécie de Doumbia, estratégia que tão bem resultou frente ao Olympiacos. Só que Alan Ruiz não é Doumbia. Não tem a sua rapidez, a sua destreza, a sua inteligência a ler lances. E o que não se entende é que Jesus não tenha percebido que por estes dias Bas Dost, que chegou a Alvalade como um grande avançado, mas sem grandes pezinhos, já é muito mais parecido com Doumbia do que Ruiz, que não ganhou um lance que fosse em velocidade, em altura, em desmarcação. Não jogou, nem fez jogar. E por isso, nos primeiros 45 minutos, o Sporting foi inofensivo no ataque".

 

O nosso bem conhecido Rogério Casanova, na sua análise humorística à performance dos jogadores do Sporting, quando chegou a vez de Alan Ruiz, publicou isto:

 

"[Nota do Editor: Esta secção do texto originalmente enviado pelo autor, além de conter uma sucessão inexplicável de caracteres em maiúsculas, pontos de exclamação, e hieróglifos avulsos, encerrava também algumas afirmações peremptórias sobre Alan Ruiz, nomeadamente ao nível das suas faculdades cognitivas, aparelho reprodutor, e odor corporal, às quais não foi possível fazer fact-checking até ao fecho da edição. Aos leitores, as nossas desculpas]".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:20

Ricky voltou a "casa"

Rui Gomes, em 06.12.17

 

img_770x433$2017_12_05_23_49_38_1341529.jpg

 

Ricky van Wolfswinkel, avançado do Basileia que deixou saudades no Sporting, admitiu que não esperava tantas facilidades nos dois jogos com o Benfica:

 

"Ninguém esperava que marcássemos sete golos ao Benfica e eles não marcassem nenhum. Tenho de admitir que foi surpreendente, tal como também foi surpreendente a campanha do Benfica nesta Liga dos Campeões, com zero pontos e apenas um golo marcado (e catorze sofridos).

Estamos contentes por ter passado esta fase de grupos e depois veremos quem vamos apanhar (oitavos-de-final). Independentemente de ganharmos ou perdermos, queremos desfrutar desta passagem e continuar a jogar bom futebol a este nível.

É sempre bom voltar a Lisboa. Sinto-me como se regressasse a casa. Adoro esta cidade".
 
Ricky van Wolfswinkel testemunhou in loco e até contribuiu para o Benfica entrar para a história como a pior equipa portuguesa de sempre na Liga dos Campeões, levando Rui Vitória a afirmar que entraram "numa espiral negativa de situações anormais na Champions".
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds