Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Jesus "anima" William...

Ricardo Leão, em 05.09.17

 

20624830_PEdlr.jpg

 

JJ - Alô William, daqui é o mister!

 

WC - Mister diga... Hoje é o dia dos telefonemas...

 

JJ - Ó William, era para dizer-te que tens de te acalmar. Eu sei que o presidente te deve 5 milhões de aerius e que é chato não os receberes mas isso são peaners comparado com aquilo que vais receber daqui a uns meses. Olha eu até me falta um central de reserva e estive aqui a pensar e acho que és tu que vais fazer o lugar. Não te posso prometer agora um lugar firme na equipa a titular porque o Batt está a fazer um lugar bom e tu tens andado oficialmente lesionado e, portanto, estás fora de forma, mas vais ter já uma promoção: vais ser o nosso novo capitão mesmo que estejas no banco. Anima-te pá!

 

WC - Mister...

 

JJ - Ouve-me lá ó William, tens de esquecer isto tudo, faz de conta de que nada se passou! Eu também estive para ir para o Germain mas foi tudo por água abaixo porque o meu francês não é muito bom e recuperei, tás a ver!? Vais ver que vai ser como central que vais singrar. Vais valorizar-te com a Champs! É assim que se diz, não é? Ou escreve-se com S?

 

WC - Mister...

 

JJ - Fala menos William e trabalha mais. Conto contigo! Anima-te que ainda és novo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:52

 

mw-860.jpg

 

Quebra da equipa

“Sabia que a equipa não tinha capacidade para ser uma equipa com velocidade de jogo e intensidade defensiva. Além dos jogos que temos tido foi viagens, mudanças de horários e os jogadores não são máquinas. Entrámos muito fortes, fizemos dois golos e a equipa continuou com essa vantagem até ao intervalo. Na 2.ª parte fui jogando com o cansaço dos jogadores, que davam sinais para sair: a uns fingi que não ouvia, a outros que não via. Foi um mês de Agosto diabólico sempre com vitórias, felizmente”.

 

Vídeo-árbitro

“Acabámos por ganhar este jogo com um final cardíaco. Marcámos o 3-1 e não vale, depois o 2-2. O lance do Piccini, do 3-1, está fora de jogo um palmo. Agora o que era o 2-2, onde há vários jogadores do Estoril e o fiscal de linha não vê... Estão dois jogadores um metro fora de jogo e o fiscal de linha não vê? Tem de haver video-árbitro, mas os árbitros assistentes têm de ser chamados à responsabilidade. São coisas fáceis. Não viu, tem de começar a treinar mais, como os meus avançados: tem de ver melhor as coisas”.

 

William

“Não foi só o Wiliam. O Adrien também. Sim, tem uma fractura nas costelas, parece. Parece não: tem. Ausência de William? Esteve lesionado, não tem treinado tanto quanto eu achava que era importante. Achei que não estava em condições físicas para poder jogar”.

 

Mercado

“Enquanto não houver nada concreto, o William estará pronto para o próximo jogo. Também é depois de 31 de agosto. Espero que quinta-feira chegue rápido para termos mais equilíbrio. Parece que não tem importância, mas isto mexe com o grupo”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:07

 

img_770x433$2017_08_26_19_23_42_1305751.jpg

 

«Tem sido falado para os dois clubes de Lisboa, mas neste momento, como é normal e natural, só posso de quem tenho. Estou extremamente satisfeito com o plantel que o Sporting formou e equilibrou ao longo desta pré-temporada. Como é óbvio, até ao mercado fechar não sei o que vai acontecer. É mais fácil perder do que adquirir jogadores, pois há vários futebolistas do Sporting ainda pretendidos por algumas equipas, infelizmente para mim, enquanto os nossos rivais estão sossegadinhos. Eu ainda sofro com essa situação, sem saber o que pode acontecer, mas faz parte do jogo e tenho de estar preparado para o que possa suceder. Os clubes deixam sempre o último dia para atacar os seus alvos e às vezes não dão hipótese de ter alternativas. Espero que não aconteça isso... Quanto ao Gabriel Barbosa, não vou falar, porque não é meu jogador».

Se pudesse escolher, entre manter William Carvalho ou contratar o avançado que já admitiu querer, o que escolheria Jesus? A resposta foi... assim: «Tenho de contar com quem tenho. Se puder ficar com os que tenho - sabendo que são jogadores que estão na órbita de equipas com capacidade financeira... - já ficava satisfeito. Mas isso faz parte da dinâmica financeira, para o clube ter uma estabilidade segundo aquilo que o presidente acaha que é o mais correto para o clube. Aí já não passa por mim».

 

Instado a comentar Piccini e o novo lateral direito, ainda por jogar, Stefan Ristovski:

 

«O Ristovski é um jogador que contratámos para fazer face a um lugar no qual apenas tínhamos o Piccini. Está a aprender as rotinas da equipa, a adaptar-se a Portugal e ao Sporting. O Piccini nestes jogos tem feito os 90 minutos e, na fase final na Roménia, deu a entender algum cansaço. É um jogador que, na minha opinião, é muito forte a defender. É muito difícil batê-lo a defender. O Ristovski é uma alternativa para o que possa suceder. Pode ser convocado amanhã. Estou a pensar nisso, mas só amanhã vou definir».

 

Quanto à primeira parte do comentário, Jorge Jesus a fazer o papel de vítima, exagerando, diga-se, porque se é verdade que poderá perder algum jogador até ao fecho do mercado, é igualmente factual que lhe foi dado uma mão cheia de reforços - dez ou onze, salvo erro - para melhor enfrentar a época e porventura conseguir concretizar alguns dos objectivos delienados. Não tem razão de queixa, indiferente do que ocorre com os rivais.

 

A segunda parte do comentário até é interessante, uma vez que nos permite compreender o que ele pensa de Piccini, sublinhando as características defensivas do jogador italiano. Quanto a Ristovski, não há muito para dizer por enquanto, uma vez que ainda não tivemos a oportunidade de o ver jogar. É natural, no entanto, que necessita de algum tempo para se adaptar ao seu novo milieu.

 

Só conheço do jogador macedónio aquilo que está disponível nos vídeos, e bem sabemos que essas imagens podem ser muito ilusórias. Creio, contudo, por aquilo que se viu, que se for razoavelmente a defender poderá "roubar" a titularidade a Piccini devido à vertente ofensiva do seu jogo, uma área em que o italiano é muito limitado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:08

Não há volta a dar-lhe...

Rui Gomes, em 24.08.17

 

imageMQAHRZO7.jpg

 

Mesmo nas ocasiões mais bonitas, Jorge Jesus só consegue ser igual a si próprio:

  

«A equipa está a crescer, fizemos coisas bonitas. O Sporting nunca tinha ganho na Roménia, nos meus dois anos de Sporting tem sido isto: fazer coisas que o Sporting nunca conseguiu. Só me falta ganhar títulos em Portugal».

 

O que seria do Sporting sem este homem ?... Haja paciência, embora eu já tenha esgotado a minha há muito.

 

ADENDA: Apenas no contexto da Champions, Jesus reconduziu o Sporting à fase de grupos pela segunda vez em três épocas, após ter falhado o acesso na primeira (eliminado pelo CSKA Moscovo no playoff), e está a uma presença de igualar Paulo Bento, recordista em Alvalade com três consecutivas – eliminado nas fases de grupos de 2006/07 e 2007/08, antes da ida recorde aos oitavos-de-final em 2008/09.

Será a oitava participação do Sporting na prova milionária e a 17.ª presença na mais prestigiada de todas as competições de clubes, entre as oito participações na antiga Taça dos Campeões e as sete na Liga dos Campeões.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:19

 

image.jpg

 

«Sentimos que vai ser um jogo difícil. Em alguns momentos, a nossa equipa vai ser apertada. O Sporting acredita que tem todas as capacidades e valor para passar esta eliminatória, não desvalorizando o Steaua, uma equipa conhecida na Europa. Recordo-me da conquista da Taça dos Campeões Europeus. O passado é importante em termos de história, mas não tira o favoritismo a uma ou a outra equipa.

 

Independentemente das condições do relvado, não é por aí que nos vamos desculpar com seja o que for. Se o problema que amanhã (hoje) tivermos for o relvado, temos meio caminho andado para passar a eliminatória. O estádio vai estar esgotado e acho que o ambiente vai ser bonito. Estamos habituado a esse ambiente, jogamos regularmente com 40 ou 50 mil pessoas no nosso estádio e gostamos disso.

 

Relativamente ao onze, ainda há algumas dúvidas em relação a alguns jogadores, como Mathieu, que saiu do jogo com problemas físicos. Uns têm mais facilidade em recuperar do que outros. A nossa prioridade é o campeonato. Não nos podemos dar ao luxo de fazer o que o Steaua fez, que foi poupar os titulares no campeonato. Bruno Fernandes foi importante com o V. Guimarães e pode amanhã (hoje) e frente ao Estoril».

 

Jorge Jesus, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Steaua Bucareste.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30

 

image.jpg

 

Jorge Jesus conseguiu este sábado, pela visita ao Vitória de Guimarães, como treinador da I Liga, ultrapassar pela primeira vez a 3.ª jornada do campeonato sem que a equipa que orienta sofra qualquer golo. Claro, sendo ele quem é, tem logo uma explicação na ponta da língua:

 

«O sector defensivo do Sporting está muito forte porque eu tenho privilegiado o treino do sistema defensivo nestas semanas que levamos de trabalho».

 

Até admitiremos que isto corresponde à verdade, mas também explicará, porventura, a dificuldade da equipa em marcar golos até este jogo em Guimarães.

 

Sobre a importância deste desafio e o da próxima quarta-feira, para a Liga dos Campeões, o treinador do Sporting teve isto para dizer:

 

«A Champions é importante do ponto de vista económico, mas desportivamente não é o mais importante. O que importa é o campeonato. Mas se passarmos há um reforço financeiro. Em termos desportivos é sempre complicado ganharmos uma Champions. O nosso objectivo é ganharmos títulos em Portugal».

 

Até reconhecemos alguma verdade nesta sua consideração, mas há coisas que sendo pensadas não devem ser ditas, pelo menos publicamente. Um cínico poderá ficar com a ideia que Jorge Jesus está já a abrir caminho caso o jogo diante o Steaua Bucareste não corra bem. Na realidade, o que está em disputa é a passagem para a fase de grupos e não a conquista da competição, que, não obstante o parecer do estimado técnico, é importante desportivamente para a equipa e para o Clube.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

 

20591504_3vQVJ.jpg

 

... escolhido por um presidente como Azevedo de Carvalho, a táctica é "boa" de certeza...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:07

 

img_FanaticaBig$2017_08_15_20_28_37_1302232.jpg

 
«Jogámos contra uma boa equipa, fizemos um bom jogo, defensivamente estivemos muito fortes e não conseguimos marcar. O jogo em si foi difícil, defrontámos uma equipa ao nosso nível e está em aberto a eliminatória, como estava antes. O Steaua vai inverter os papéis em relação ao primeiro jogo. Hoje tinham vantagem marcando aqui, valeria dois golos; na Roménia, marcando temos uma vantagem interessante.

 

Acredito que faremos um golo fora. É melhor empatar a zero do que com golos em casa. A eliminatória são dois jogos e é a dois que se define. Vamos partir para o segundo jogo com a mesma convicção, mesma confiança de que podemos ser apurados.

Obrigação de entrar na fase de grupos entre aspas. Há sim ambição de querer chegar à fase de grupos e demonstrámos que temos valor para disputar esta eliminatória. Não foi por falta de qualidade ou criatividade, foi porque o Steaua defendeu muito bem."

Se William estará disponível para a segunda mão, não sei, vou pensar em Guimarães».
  
Declarações de Jorge Jesus após o jogo com o Steaua Bucareste. Deixo a análise com os leitores, dado que já não sei o que dizer deste treinador que fala muito, diz pouco e faz ainda menos.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:03

 

image.jpg

 

«Precisamos que os adeptos estejam connosco até ao fim. Precisamos de estar todos unidos. Hoje, quando não estávamos a conseguir criar, os adeptos começaram a mostrar dúvidas. Quando acreditas na tua equipa, tal como eu, tens de ir até ao fim com ela, sempre. É isso que quero que os adeptos façam. Temos de estar juntos. Os adeptos são impecáveis, mas todos juntos é mais fácil. Nos últimos 16 anos estivemos demasiadas vezes separados... Temos capacidade, temos de nos juntar. Assim será mais fácil. Os nossos rivais têm coisas que nós estamos a tentar criar há dois anos».

 

Esta parte do discurso de Jorge Jesus após o encontro com o Vitória de Setúbal quase me deixou sem palavras. Sempre que se pensa que este homem já atingiu o limite do ridículo, ele consegue ir ainda mais longe.

 

Perante a pálida exibição a que assistimos, a lembrar a mediania da época passada, ele pretende colocar o ónus nas dúvidas dos adeptos ?

 

E, como se isto não fosse suficiente, põe em causa a fé desses adeptos que ao longo dos muitos anos e vários ciclos de jejum de títulos nunca deixaram de apoiar o verde-e-branco, inferindo que este estado de espírito só está a ser criado há dois anos ?

 

Por quanto mais tempo seremos obrigados a tolerar este medíocre treinador e pior ainda homem ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:59

Foto do Dia

Rui Gomes, em 04.08.17

 

treino_sporting_jorge_jesus_foto_sporting_cp11581f

Jorge Jesus explica a táctica para o Steaua Bucareste

Para variar... vai a campo o 4x2x4

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11

O homem quer mais jogadores !

Rui Gomes, em 30.07.17

 

img_770x433$2017_07_29_20_43_58_1295843.jpg

 

«O que podemos prometer é ambição e responsabilidade. O Sporting vai correr para o título com toda a força, muita confiança e muito poder. Fizemos uma boa equipa, estamos a fazer uma boa equipa, falta aqui e acolá um ou outro jogador para um plantel forte. Não chega termos 11 jogadores. Vamos fazer à volta de 60 jogos. Para isso temos de ter pelo menos dois jogadores por posição e não notar essa diferença quando se mexe.

Estamos muito atentos, o presidente é o homem do cifrão, para ver se conseguimos ter uma alternativa a Piccini. O Piccini lesionou-se porque nos últimos três jogos fez 90 minutos. Dei-lhe muita carga e teve agora uns dias lesionado por isso. Para o campeonato essa questão não se põe, mas precisamos de um lateral-direito para não ter de inventar».

 
"Falta aqui e acolá um ou outro jogador para um plantel forte"... Foram dados dez novos jogadores a este treinador, mas pelos vistos não é suficiente. O homem quer mais !
 
Se um sondagem fosse feita neste momento, a vasta maioria de adeptos questionaria o trabalho de Jorge Jesus, o que ainda está para vir e por quanto mais tempo teremos de sofrer este treinador de milhões.
 
Por muito menos, muitos treinadores já teriam sido despedidos, mas o ego do presidente e o contrato milionário que concedeu a este treinador impedem o curso mais lógico, face à evidência à vista.
 
 
Opinião do leitor Frederico Silva:
 
«A equipa não entusiasma, poucas ideias, sem rotinas, sem fio de jogo, muito pouco para um treinador que é pago a peso de ouro e que não consegue pôr a equipa a jogar futebol. Este Jesus é uma desilusão, excepção feita ao primeiro ano. Foi para isto que se foi buscar este técnico?! Quando for a doer vamos sofrer bastante! Vendemos o Paulo Oliveira para ficar com o Tobias Figueiredo?! Hoje tínhamos um central de raiz, teve de ir o William fazer uma perninha e jogou muito bem! Temos apenas um lateral direito. Isto parece de amadores! Tudo isto não me faz sentido nenhum, para uma equipa técnica que se diz profissional e que ganha milhões!».
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:10

 

img_FanaticaBig$2017_07_26_08_29_34_1294486.jpg

 

Declarações de Jorge Jesus à Sporting TV, no final da derrota frente ao Vitória de Guimarães, em mais um jogo da pré-época 2017/18:


«Nestes treinos o resultado é o menos importante, mas tem sempre alguma influência, principalmente nos adeptos. Tirámos do treino coisas interessantes, o que não foi bom foi o resultado. Quem me conhece sabe como trabalho na pré-época. O importante é dar conteúdo à equipa, condição física e intensidade. Treinar não é a mesma coisa que jogar. Dia 6 vamos estar à altura daquilo que é a responsabilidade da abertura de campeonato.

O objectivo deste treino era colocar os jogadores que fizeram menos jogos. Houve falhas de que tivemos que improvisar, por exemplo na posição de defesa-direito, o Piccini não estava em condições. Depois com a expulsão do Coates tivemos de improvisar o Palhinha como central. As referencias não são as mesmas. Tivemos uma última linha inventada, com o lateral e o central. O William e o Adrien têm um andamento completamente diferente dos outros, têm apenas quatro treinos... Mas o mais importante é que na Vila das Aves estejamos em condições».

 

Bem... a conclusão óbvia é que poucos de nós conhecemos verdadeiramente Jorge Jesus, e muito menos o compreendemos, ou seja, compreendemos o homem mas nem por isso o seu trabalho com a equipa, apesar de já se encontrar na sua terceira época ao leme do Sporting.

 

Pedimos desculpa por isso...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:35

 

ng8675368.jpg

 

Como sempre, não faltam desculpas ao nosso treinador de milhões numa tentativa de justificar o injustificável, face a mais uma pobre exibição a que assistimos. Mesmo tendo em conta esta fase "madrugadora" da época, devia-se ver alguns sinais de evolução na equipa, tanto em termos individuais como colectivos. Claramente, não é esse o caso. Continuamos com problemas defensivos gritantes que nos levou a sofrer nove golos em quatro jogos, e a construção de jogo ofensivo evidencia-se pela sua escassez. O pouco de positivo à vista tem vindo dos jovens, aqueles que Jorge Jesus pretere à primeira oportunidade. Eis algumas das suas declarações pós-jogo:

 

«O desgaste suplementar devido à longa viagem teve influência, foi uma viagem de duas horas até chegar ao jogo. Não aquecemos e entrámos completamente desconcentrados. Foi um estágio para aproximar as pessoas à equipa, conhecermo-nos uns aos outros porque há muitos jogadores novos. Claro que a organização não foi boa porque houve jogos em que tivemos de andar duas ou duas horas e meia de autocarro. Se já estávamos fatigados, ainda ficámos mais».

 

Neste contexto, seria necessário rever a organização interna do Sporting que programou este estágio, obviamente com a aprovação do treinador. Mas, mais para o caso, dois jogos consecutivos em que a equipa chega atrasada ao destino e ao jogo, por imprevistos no percurso que deviam ter sido antecipados. Quem é responsável por esta desorganização ?

 

«Trabalhámos sempre em cima de carga, os jogadores cada vez a responder melhor, hoje contra uma boa equipa. O resultado vale o que vale, porque o mais importante é estarmos preparados no dia 6, tendo mais alguma qualidade no dia 22 e 29. Mas o dia 6 é que é a valer. É aí que a equipa tem de corresponder a tudo aquilo que fizemos na pré-época».
 
O resultado "vale o que vale" por ter sido mais uma derrota, caso contrário não faltariam auto-elogios. É evidente que o mais importante está para vir, mas não pode ser uma boa indicação o que se tem visto até agora.

«Hoje tinha muitos jogadores de fora, com algumas mazelas, como o André, o Chico, o Ryan, o Iuri… o próprio Palhinha entrou com algumas dificuldades. O Pedro estreou-se e esteve muito bem. Surpreendeu-me pela positiva. O Tobias voltou a estar muito bem. O Piccini fez um jogo soberbo, independentemente de estar cansado, para ele não houve cansaço».
 
Não comento as supostas "mazelas" de André Geraldes e Iuri Medeiros, porque estes até têm jogado, mas fico perplexo perante as contrariedades sofridas por Francisco Geraldes e Ryan Gauld. Não deve ter sido pelos minutos de jogo, até porque o Ryan nunca calçou na Suíça, foi apenas um mero turista. Esta sua condição só pode derivar das "tareias" que têm levado dos adjuntos de Jesus, a treinar à parte do grupo e até num outro campo.
 
De qualquer modo, até dá para rir ele recorrer a esta justificação com jogadores, salvo o Iuri, que não fazem parte dos seus planos para a época. 
 
Piccini ter sido "soberbo" não merece comentário. Muito lutador, mas falta muito mais. Chegou a fazer algum cruzamento ?

«Foram 10 dias positivos. Quatro jogos em 10 dias que obrigou a que jogássemos carregados, pesados, as pernas pesam muito… Quatro jogos contra quatro boas equipas. Não quisemos treinar com equipas de menor dimensão, do campeonato suíço, mais fraco. Jogámos com o Basileia que normalmente é campeão. Tivemos de nos por à prova com equipas que nos obrigaram a correr mais, a trabalhar mais».
 
Sempre me constou, até por experiência própria, que o grau de dificuldade de jogos de pré-época deve ser gradual, de modo a acompanhar o desenvolvimento físico dos jogadores e a vertente técnica da equipa. A exemplo do que ele próprio programou na época passada, a sua filosofia é outra, e o resultado está à vista. E, no sábado, temos uma equipa que não deverá ser nada meiga.
 
Há muito mais para dizer, mas vou ficar por aqui para facilitar o debate dos leitores. Reconhece-se que o regresso dos internacionais, uma vez integrados, será uma importante mais-valia para a equipa. Isto, partindo do princípio que não serão vendidos. Se isso acontecer, ficamos ainda com menos razões para optimismo.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:40

Foto do Dia

Rui Gomes, em 18.07.17

 

ng8671810.jpgng8671812.jpg

Jorge Jesus a ensaiar o 4x2x4 (4x2x3x1) no treino de ontem em Nyon, Suíça

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:44

A interminável treta !!!

Rui Gomes, em 16.07.17

 

maxresdefault.jpg

 

"Estas deslocações criam identidade e cultura sportinguista

e isso é muito mais importante do que o resultado".

 

(Afirmação de Jorge Jesus após o jogo com o Basileia)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:46

Jorge Jesus finalmente mostra a mão

Rui Gomes, em 15.07.17

 

1024.jpg

 

Os métodos de trabalho de Jorge Jesus e a forma como ele lida com os jogadores, nomeadamente aqueles da formação do Sporting, torna-se cada vez mais repugnante.

 

Um planeamento muito estranho que foi elaborado, ou entretanto improvisado, para o estágio a decorrer na Suíça. Além de já ter mandado regressar a Lisboa alguns dos atletas convocados, como são os casos de Jovane Cabral e Domingos Duarte - Paulo Oliveira, como sabemos, foi vendido -, agora, marginalizou mais uns quantos.

 

João Palhinha, Francisco Geraldes, Ryan Gauld e Leonardo Ruiz treinaram esta sexta-feira à tarde à parte do restante plantel do Sporting. Os quatro jogadores não estiveram às ordens de Jorge Jesus e trabalharam na companhia dos adjuntos noutro campo.

 

A bem dizer, não é que seja surpresa alguma, salvo porventura João Palhinha, mas há muito que insisto que haviam jogadores na Suíça apenas para "inglês ver", e Jorge Jesus apenas confirmou esta disposição. Neste grupo faltou Matheus Pereira, mas não tarda muito para que outras medidas sejam tomadas. Gelson Dala ainda alimentará uma ponta de esperança, dá para conjecturar.

 

Imagino como estes jovens se sentiram a serem colocados à parte dos restantes colegas, com a muito clara mensagem 'não contamos com vocês'.

 

Só lamento os milhões que vai depositando na sua conta bancária, graças à parvoíce de Bruno de Carvalho, mas sinto muito ansiedade pelo dia que este cromo de treinador seja corrido de Alvalade. Entretanto, travo uma enorme luta com a minha consciência para não desejar o insucesso do Sporting para que esse dia se concretize.

 

P.S.: Mensagem de algum modo enigmática que Matheus Pereira publicou esta sexta-feira no seu Instagram: "Sei que nem tudo são flores, mas porquê tantos espinhos?". 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15

 

image.jpg

 

Sobre o jogo: "Mais um treino com uma equipa forte. O Valência, que é uma boa equipa, enfrentou um Sporting cansado do jogo após o com o Fenerbahçe. Não tivemos tempo para recuperar contra um adversário preparado. O Sporting fez dois jogos seguidos, uma viagem longa e ressentiu-se".

 

Sem andamento: "O importante é preparar a equipa, não é o resultado. Não tivemos andamento, porque jogámos contra uma equipa que nos obrigou a correr muito. O importante é que a equipa, quando estiver menos fatigada, consiga estar "soltinha" para corresponder ao que queremos no campeonato e, já agora no jogo de apresentação. Aí já teremos alguns dias de descanso".

 

Reforços: "Têm-se integrado bem, apesar de hoje o Bruno Fernandes estar totalmente fatigado. Nem parecia o jogador que foi ontem. Quisemos dar mais carga. Todos os que jogaram fizeram-no em dificuldade. O Valência defendeu bem, saiu muito rápido e não tivemos capacidade nem velocidade para acompanhar".

 

Emigrantes e sportinguistas: "Na pré-época é importante dar condição física à equipa, mas igualmente esta união que há com os sportinguistas que não estão em Portugal e que continuam a ter uma paixão muito grande pelo clube. Tivemos de aceitar esta calendarização para podermos estar em várias partes da Suíça".

 

Distância: "Fizemos 150 km para vir aqui jogar e depois isso nota-se nos jogadores. Nos próximos jogos? Não estaremos tão cansados. Vamos ter um dia de descanso, dará para recuperar alguma coisa. O Basileia também não é tão forte como o Valência".

 

Duas simples perguntas:

 

1.ª Quem é que aprovou o planeamento desta pré-época ? O treinador não tem a palavra final ?

 

2.ª O que é que Jorge Jesus esperava ao começar o segundo jogo em 24 horas com 8 jogadores que tinham sido titulares no jogo do dia anterior ?

 

Como já referi, devemos acautelar excessos assentes num só jogo, mas, na realidade, já vimos e ouvimos este filme do realizador Jorge Jesus e não há desfecho alternativo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02

 

19731800_10154534981506555_5526817269652280837_n.j

 

Fábio Coentrão é o reforço número 32 da era Jesus como treinador do Sporting e o oitavo da actual temporada. Finalmente o internacional português foi oficializado como jogador leonino até Junho de 2018 na condição de emprestado pelo Real Madrid, que irá pagar praticamente quase 75% do vencimento do esquerdino e que ascende a quatro milhões de euros livres de impostos - o Sporting fica responsável por 1,3 milhões.

 

Existe um padrão interessante no consulado Jesus à frente dos destinos do Sporting. Na sua época de estreia, Jesus teve direito a 12 reforços, na sua segunda temporada mais 12 caras novas, e agora, numa altura em que o mercado está longe do seu final - termina a 31 de Agosto -, já tem oito novos futebolistas para a época que se avizinha.

 

Ao todo, o Sporting gastou 56,5 milhões de euros em 32 reforços contratados na era Jesus (desde a temporada 2015-16), ainda assim bem menos do que o Benfica no mesmo espaço temporal (72,46 milhões em 30 jogadores) e sensivelmente o mesmo que o FC Porto (53,8 em 24 atletas), com a nuance de que os portistas ainda não efectuaram qualquer operação no mercado neste defeso no que toca a entradas.

 

Ou seja, estes valores vão-se aproximar, como também o Sporting continuará no mercado, principalmente se os internacionais portugueses deixarem Alvalade. E é quase certo que vão sair dois elementos do quarteto formado por Rui Patrício, William, Adrien e Gelson. Sem falar em Alan Ruiz, que, supostamente, é pretendido pelo Rubin Kazan, da Rússia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34

Jorge Jesus procura extremo esquerdo

Rui Gomes, em 08.06.17

 

É sempre causa para suspeita a origem destes apontamentos noticiosos, contudo, de vez em quando até acertam. Este último, relativamente ao alegado desejo de Jorge Jesus em ter um novo extremo esquerdo, dado que os que existem no actual plantel não lhe "enchem as medidas".

 

Jorge+Jesus+Sporting+CP+Training+Press+Conference+

 

O técnico já terá definido o perfil do jogador para esta posição: inteligente, forte fisicamente, tecnicamente evoluído. Se o jogador tiver ainda experiência internacional tanto melhor.

 

Uma das opções em cima da mesa seria a de Fábio Martins, extremo do SC Braga que em 2015/16 representou o Desportivo de Chaves, como já referimos num outro post. Desconhecemos, no entanto, se o jogador agrada a Jesus.

 

Recorde-se que o Sporting tem para esta posição três jogadores: Bryan Ruiz, Matheus Pereira e Bruno César. O costa-riquenho baixou de forma, até consta que está na lista dos transferíveis e caso acabe por ficar, o seu rendimento é uma incógnita. Uma segunda opção é Matheus Pereira, embora na minha opinião não seja um extremo natural, mas ainda é jovem e é muito provável que venha a ser emprestado. Por fim, temos Bruno César, o homem mais polivalente da equipa no desempenho de várias posições. Tem sido útil mas nunca é uma solução total, pelo menos ao nível que se deseja para um Sporting ganhador.

 

Não duvido, minimamente, que a real preferência de Jorge Jesus é ir fora fronteiras contratar uma "truta" cara mas experiente. Se Bruno de Carvalho está disposto a fazer-lhe vontade é uma proposição sem resposta neste momento.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:58

O "fumo" não desaparece

Rui Gomes, em 30.05.17

 

Ou é mesmo verdade ou, então, é a comunicação social que insiste em alimentar um caso sensacionalista para seu próprio benefício.

 

Após a recém-afirmação do presidente do Paris Saint-Germain sobre o futuro de Unai Emery ao leme do clube francês, ficou a ideia de que o assunto era, na realidade, um não assunto, e que a ida de Jorge Jesus para Paris não era mais do que uma história de ficção fruto de uma qualquer muito fértil imaginação.

 

psg-antero-henrique-deja-au-travail-avant-meme-de-

 

Dito isto, Antero Henrique chegou esta segunda-feira a Paris, devendo ser anunciado nas próximas horas como o novo director-geral do futebol do PSG e, insiste a comunicação social, continua com o nome de Jorge Jesus em carteira para o comando técnico da equipa parisiense.

 

Sabendo-se que os argumentos financeiros não são um problema para o PSG e admitindo que esta será mesmo a perspectiva de Antero Henrique, veremos, então, se ele poderá convencer os dirigentes do seu novo emblema a apostar no ainda treinador do Sporting.

 

Pode não haver fogo, mas o fumo não desaparece.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:42

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo