Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Carlos Mané renovou o contrato com o Sporting e consta

que a seguir será a vez de João Mário. Oxalá !

 

 

ng4501411.jpg

Depois de um tempo em que se “venderam” os melhores talentos de uma geração formada na Academia (Ilori, Bruma e Dier) para equilibrar o orçamento e que, por outro lado, se tornou evidente o fracasso competitivo da generalidade dos jogadores contratados por serem “jovens, baratos e de elevado potencial”, saúda-se a nova orientação estratégica da Direcção.

 

O acordo alcançado em Março com Matheus Pereira revelou que terminara o tempo em que o clube apresentava aos jogadores uma minuta do contrato-tipo. Talvez esta afirmação seja exagerada, mas sabe-se o que acontece quando uma ideia se instala e se espalha. Daí afirmar-se que jogadores com maior estatuto estariam muito reticentes a renovar e mais predispostos a abalar para outras paragens.

 

Todos os sportinguistas reconhecem que é de grande complexidade gerir a relação contratual do clube com os seus atletas mais promissores ou que já alcançaram um determinado estatuto desportivo. Um descuido… e fica-se de mãos a abanar. Há muitos empresários atentos a boas perspectivas de negócio e bastantes clubes dispostos a servirem de barriga de aluguer. E jogadores com a cabeça cheia de promessas aliciantes e de carreiras de sonho.

 

Perante este quadro, não é à martelada e com ameaças de pôr jogadores recalcitrantes a aparar a relva que se defendem os direitos e os interesses inalienáveis do Sporting. É com inteligência e bom senso que permitam alcançar um acordo conveniente e justo para as duas partes, para além de um gabinete jurídico competente e de um saudável ambiente sportinguista.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


29 comentários

Sem imagem de perfil

De PSousa a 31.07.2015 às 15:31

SL
Caro Leão Zargo, excelente POST. No entanto acrescento que se calhar as tais ameaças e os murros na mesa dão agora aso a contratações mais equilibradas para todas as partes.
É evidente que a via mais "inteligente" e de bom senso é a que vai vencer...
E até estou de acordo consigo de que inicialmente a direcção do SCP, pelo seu presidente, e com o feitio que todos lhe conhecemos, não teve as melhores posições para com alguns jogadores e treinador (MS). Mas só um "burro" não altera as suas atitudes e posições... ele foi aprendendo, mas também foi dizendo que para negociar com o SCP é preciso ser diferente do passado.
Atenção, que não digo que no futuro a direcção e ele façam mais "guerras" e tenham mais atitudes menos boas.... por exemplo se o caso Carrilo continuar a se alongar no tempo. Espero que não!!!!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 15:46

PSousa
O aspecto central do post refere-se a isso mesmo: a correcção de uma estratégia que seria nefasta para o clube.
A renovação de Carrilo constitui um desafio para a Direcção no que se refere à sua capacidade negocial e apresentação de uma proposta aliciante ao jogador. Receio que o FC Porto esteja atento ao que se passa e que procure dar um "chito". A
A construção de uma grande equipa também passa pelos "mind games"!
Sem imagem de perfil

De PSousa a 31.07.2015 às 15:51

Continuo a estar de acordo consigo.
Os Mind Games tb são essenciais e necessários para um bom negócio.
Ainda assim o passado recente deu-nos alguma "força" com os braços de ferro que foram criados. E eu acho que esta direcção aprendeu um pouco e "ouviu" as criticas que foram feitas e alterou um pouco a maneira de "ser", vamos ver até quando! Eu espero que por muito tempo.....!
Quanto ao Carrilo só quero mesmo que renove e que melhore a sua mentalidade de dar tudo nos jogos e não só em alguns!
Sem imagem de perfil

De Zé P. a 31.07.2015 às 15:39

"Talvez esta afirmação seja exagerada, mas sabe-se o que acontece quando uma ideia se instala e se espalha."

O Goebbels não diria melhor! :)
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 16:01

Como é habitual o Zé P pretende puxar a conversa para a brincadeira, mas não vou por aí.
Sem imagem de perfil

De Zé P. a 31.07.2015 às 16:05

Admita lá que esta frase lhe saiu mal, vá. Não custa nada e só lhe fica bem. :)

Já agora, em relação ao post, 90% de acordo, e... pena que não se lembre dos tempos em que Marco Caneira era posto a trabalhar sozinho (sem sequer acompanhamento dos preparadores físicos), por exemplo. :)
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 16:10

Zé P
Se quer trocar impressões comigo tem de retirar essa do Goebbels. Está muito enganado no que me diz respeito.
Sem imagem de perfil

De Zé P. a 31.07.2015 às 16:18

Só lhe disse que aquela frase é digna do livro de propagandismo do referido senhor. Não o retiro, porque o é, de facto. Fazer-se verdade incontestável pelo simples facto de se instalar e espalhar uma ideia era precisamente o objectivo-mor do Sr. Joseph. E, como bem sabemos, pouco era, afinal, verdade...

Até o Zargo consegue aceder que a aquela sua frase não saiu da forma que quereria. Por muito que, agora, não o queira ou não o possa anuir.
Sem imagem de perfil

De Nunes da Silva a 31.07.2015 às 15:46

Está para cair algum santo do altar!...
Sem imagem de perfil

De PSousa a 31.07.2015 às 15:56

Eh eh eh eh!
Não! Eu acho que não vai cair nenhum santo... mas acho que como a direcção do Sporting possa ter aprendido com os erros, alguns dos autores dos POST também aprendem.. não com os erros mas com a forma de abordar os temas... nem tudo o que achamos ser, o é... nem tudo o que se lê ou se ouve se pode tomar como certo. Devemos sempre ouvir todas as partes ... uma das regras fundamentais e principais do jornalismo...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 16:08

Nunes
Aqui não há santos e altar é uma expressão desproporcionada pois trata-se apenas de questões terrenas.
Há um ponto em que estamos de acordo, que é o facto das obsessões retirarem-nos o discernimento. Para começar não está nada mal!
Sem imagem de perfil

De carlos a 31.07.2015 às 15:47

Parece que finalmente temos lá alguém que entende minimamente do assunto e que delineou uma estratégia minimamente coerente e realista. Pena que se tenham perdido 2 anos sem apostar nos nossos jovens para andar a contratar entulho, mas mais vale tarde do que nunca. Aguardo com serenidade uma eventual auditoria a estas trinta e tal contratações feitas nos últimos anos. Não acredito que não possam ter havido pessoas a meter comissões ao bolso, ninguém é assim tão incompetente.

Em relação ao mané, a primeira renovação de jeito conseguida por esta direção em 2 anos, fico muito feliz, embora gostasse de ter noção dos valores. Mas já conhecemos o jogo de cintura desta direção
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 15:58

Carlos
Saúda-se a nova orientação estratégica que terá a marca de Jesus. Pelo menos é lícito considerar isso, até pelo afastamento de Inácio. Pelo menos, quando se analisa a lista de contratações nestes dois anos de BdC.
Sem imagem de perfil

De Zé P. a 31.07.2015 às 16:08

"a primeira renovação de jeito conseguida por esta direção em 2 anos"

A sério? Não se lembra de mais nenhuma? Sei lá, Gelson Martins, Iuri Medeiros, Domingos Duarte, Matheus Pereira, sei lá, tantos... valha-lhe o Memofante, homem! :)

Já agora, quanto aos valores, posso dar-lhe a certeza absoluta que não passou de 200 mil anuais para mais de 1M € anuais, como um certo protegé, há uns 3 anitos...
Sem imagem de perfil

De Petinga a 31.07.2015 às 16:29

LOL
Que dizer da renovacao de William Carvalho, entao?

Ele ha com cada comediante...
Sem imagem de perfil

De J.Pinto a 31.07.2015 às 16:28

Concordo no geral com a ideia do post, mas cada caso é um caso

Mané já renovou 2X com BC (uma na altura dos chamados contratos minuta) e outros há que não sei que interesse tinham em renovar

Duvido por exemplo que Dier, Ilori e Bruma renovassem pelos valores apresentados a Mané - mesmo deste ultimo contrato

Mas concordo que se deva valorizar e acarinhar mais os jogadores da formação - tem que incutir neles um factor emocional que os puxe para o nosso lado na altura da renovação

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 16:40

J Pinto
Concordo com a sua opinião. No texto sublinho a complexidade da gestão das relações contratuais com os jovens jogadores, principalmente os que atingiram um patamar competitivo mais elevado. Todos conhecemos a acção dos empresários aliciando os atletas com propostas aparentemente fantásticas.

Cada renovação deve ser inserida no seu contexto temporal e cada jogador constitui uma realidade própria. Assim, Ilori, Bruma e Dier constituem, por si, um caso específico. No entanto, penso que a Direcção não procurou verdadeiramente um acordo contratual com os atletas, optando por receber o dinheiro por causa da situação financeira do clube.
Depois, para justificar a saída dos jogadores, lançou sobre eles a ignomínia apresentando-os como calculistas e interesseiros. Acredito que a verdade estará algures entre a versão da Direcção e dos jogadores.
Sem imagem de perfil

De Zé P. a 31.07.2015 às 16:48

Se sobre o Dier até se pode admitir isso, sobre os outros dois não aceito essa sua apreciação. E mesmo sobre o Dier, muito haveria por dizer. Não quanto a ele, mas em relação ao senhor seu pai. Adiante...

Bruma (bem, na verdade não foi ele, foram os seus dois capangas, Babuíno Gomes e Catió Baldé, mas adiante...) pediu exactamente o mesmo valor ao Sporting que aquele que o GalaSATAray já lhe havia oferecido. Ora, isto não é demonstar vontade de ficar, já que o Sporting nunca poderia pagar quase 2M € limpos a um jogador como Bruma (que havia feito apenas uma dúzia de jogos na equipa principal e, pese embora o potencial que lhe era reconhecido, não havia provado ainda nada que se visse.

E quanto a Ilori, bem, quanto a Ilori, aquele entrevista ao jornal O Jogo nunca me irá sair da cabeça. "Ficaria dois anos sem jogar se fosse preciso", ou algo deste género. Por tudo quanto é mais sagrado, só um demente pode dizer isto, e só um inocente, perante isto, pode julgar que a vontade de Ilori era, afinal, permanecer. E mais, que o anti-Cristo do coreano é que fez tudo por se ver livre deles...

Vamos lá ter um pouquinho de memória...
Sem imagem de perfil

De Petinga a 31.07.2015 às 16:37

Cada caso e um caso, e os tempos mudaram.

Em 2013 o Sporting estava financeiramente e emocionalmente falido. Para alem disso, toda a gente - mas mesmo TODA A GENTE - estava habituada a servir-se do clube, oferecer contratos e negocios em que o maior prejudicado era o Sporting, e os empresarios e demais intermediarios sabiam que ali estava uma presa facil para acordos estapafurdios.
Portanto, quem representava Ilori, Bruma e Dier dificilmente poderia aceitar outra coisa que nao fosse a continuacao daquilo que ja conheciam. Isto é evidente.

Em 2014, talvez entusiasmados com o sucesso consideravel das contratacoes de 2013 (um defeso em que se gastou muito pouco, se correram poucos riscos e os dividendos foram significativos), os dirigentes entusiasmaram-se com a possibilidade de comprar talento jovem para valorizar. Havia mais dinheiro, gastou-se mais. Mas nem sempre bem. E falhancos como Slavchev ou Rabia saem bem mais dificeis de engolir que Magrao ou Welder. Mesmo assim, conseguir vender quem falhou (Sarr) a um preco aparentemente superior ao de custo mostra como as coisas mudaram.

Este ano, percebida que esta a licao, avancamos para atletas mais caros e estabelecidos. O risco aumenta e muito. Veremos o resultado.
Quanto a renovacoes, a politica e a mesma de sempre. Renovar primeiro por valores accessiveis ao clube, prevendo aumentos e melhorias conseguinte os jovens cheguem ao plantel principal e adquiram outro estatuto. Assim possa continuar e melhorar. Carrillo nao deve tardar.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 16:47

Petinga

Estamos de acordo sobre a especificidade de cada caso, a importância de inserir cada contratação ou renovação no seu contexto temporal e que a realidade é dinâmica e que implica uma permanente adequação estratégica. Até aí estamos de acordo.

Repare nesta lista que lhe apresento e nos respectivos valores envolvidos. Penso que com a excepção de Paulo Oliveira, mais nenhum pode ser considerado uma contratação razoável. Mesmo Gauld. Entretanto, soube-se que há jogadores a ganhar 5 muil euros, ou nem isso, como Mané e J. Mário.

Paulo Oliveira = 1 milhão de euros = 71.000/mês
Junya Tanaka = 700.000 euros = 50.000/mês
Ryan Gauld = 2.500.000 euros = 178.500/mês
André Geraldes = 800.000 euros = 57.000/mês
Oriol Rosell = 1.000.000 euros = 71.400/mês
Simeon Slavchev = 2.500.000 euros = 178.500/mês
Naby Sarr = 1.000.000 euros = 71.400/mês
Sem imagem de perfil

De OCR a 31.07.2015 às 17:30


Como se pode ver na lista que apresenta, todos esses jogadores têm custado ao Sporting 9,5M€ por ano em salários e só um deles (Paulo Oliveira, que recebe 1M€/ano) chegou à equipa principal!

Agora fica-se à espera que os habituais venham argumentar com quanto custaram os fiascos no tempo do GL, como se o BdC tivesse sido eleito para fazer igual.
Sem imagem de perfil

De Zé P. a 31.07.2015 às 17:36

OCR,

O Zargo não se refere aos salários. E se se refere, está completamente errado.
Sem imagem de perfil

De m1950 a 31.07.2015 às 17:24



Ponto 1 : Pobre Sporting que os melhores talentos da formação joguem hoje no Real Sociedade , sejam banco do Tottenham e andem emprestados por um Liverpool moribundo. Ponto 2 , se foram vendidos para equilibrar contas , ainda bem que assim o foi , pois precisávamos de sair da uma situação em que quase fechávamos portas , para a posição diria mais confortável onde estamos hoje.

Toda a gente sabe porque estes 3 miúdos saíram : dinheiro e o próprio prestígio na altura do Sporting.

Depois o ponto fulcral , quando se fala em mudança de estratégia e não se considera se há ou não mais capacidade financeira comete-se um erro.

A principal forma de atacar uma casa com contas como as que tinha o Sporting é o saneamento que teria de passar por uma redução e reorganização da estrutura de custos, o Sporting fê-lo nos últimos 2 anos e conseguiu sucesso financeiro e sucesso desportivo tendo em conta o seu atual enquadramento. O Sporting num ano em que teve receitas da champions , manteve o orçamento do mesmo ano em que nem à Europa foi. Ou seja foi criando condições de robustecer a sua saúde financeira. Hoje parte para uma política de investimento , visto que a política retracionista tem limites , hoje investe em contratar jogadores experientes para mesclar com os talentos que já tem em casa.

Será que esta estratégia poderia ter sido seguida mais cedo ? Duvido , pois senão teria sido feita , mas esta é apenas uma forma de oposição , focar e expor os erros ao limite mesmo que estejam corrigidos.

Quando se fala nas 30 contratações (já avisei para acrescentarem Mallmann) , será uma verdadeira rasteira para o ano , onde teremos mais de metade da equipa composta por jogadores contratados por Bruno de Carvalho , a não ser que os oposicionistas queiram que joguem 30 contratações no campo. A falácia destas 30 contratações , esconde a equipa B , jogadores vindo de teste por um ano , entre outros , cujo os custos não afetaram o melhor resultado de sempre da SAD do SCP , que desde que esta direção entrou só apresenta resultados operacionais positivos.

O mais engraçado é que este texto era para falar de Mané , e nada disse , mas deixe-me ajudá-lo , o Mané era também um dos jogadores em risco , e o BdC conseguiu negociar com ele através de um pedido expresso de Jardim , e não foi necessário ameaçar o jogador , o Mané faz parte da geração de Bruma e Dier , hoje Mané que foi lançado na equipa principal , com o seu contrato seguro até 2018... é aumentado e valorizado por estar a ser assediado por outros clubes que lhe poderiam pagar mais.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 17:33

Permita que lhe diga que não comenta o post. Até porque, reconheci a complexidade de gerir as relações contratuais com os jovens talentos, a necessidade de inserir no contexto contratual cada negociação, a especificidade de cada caso e a dinamicidade da realidade institucional e competitiva.

O que me interessa é a defesa dos direitos e dos interesses inalienáveis do Sporting. O resto é propaganda própria de agência de comunicação.
Sem imagem de perfil

De m1950 a 31.07.2015 às 17:52

Não comento o post de facto , porque o autor esqueceu-se de comentar o título , aliás pareceu-me pretexto sim para soltar algo que tinha de ser solto , e não falo de nenhum descuido , parece-me sim uma rotina. Fala de agências de comunicação e propaganda , acredito que certamente saberá melhor do que eu sobre o que fala , tenho em conta a exaustiva repetição de nomes e temas , que não é nada mais que um truque de comunicação.

Gostaria de saber onde neste texto está escrito algo sobre a renovação do Mané ?

- Tem haver com Bruma , Ilori e Dier que foram vendidos para equilibrar as contas ???

- Tem haver com o contrato minuta de Matheus Pereira ?

- Tem haver com marteladas e ameaças a jogadores ?

"O que me interessa é a defesa dos direitos e dos interesses inalienáveis do Sporting. O resto é propaganda própria de agência de comunicação."

Defesa dos interesses inalienáveis de quem mesmo ?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 31.07.2015 às 19:38

m1950
O título do post é "A propósito da renovação de Carlos Mané". Sendo assim, no contexto do título, faço algumas breves considerações sobre a problemática da negociação contratual com as jovens estrelas saídas da formação e a sua complexidade.
Creio que é um texto honesto e que não entra pela demagogia. A concordância ou discordância é outro assunto.

Obviamente que me refiro aos direitos e interesses do Sporting que, parece-me, se devem compatibilizar com uma negociação conveniente e justa para as duas partes (clube e jogador).
Sem imagem de perfil

De OCR a 31.07.2015 às 17:58


"A principal forma de atacar uma casa com contas como as que tinha o Sporting é o saneamento que teria de passar por uma redução e reorganização da estrutura de custos..."

Pois, mas não foi a apregoar essa política antes das eleições que ele se fez eleger e portanto sabia muito bem na situação em que se encontrava o Clube! Preferiu antes prometer a torto e a direito que já tinha investidores imediatos para cerca de 20M€, sabendo antecipadamente que era mentira. Procedeu tal e qual como um político de baixo nível.

Se estes tais cerca de 20M€ que prometeu tivessem entrado nos cofres do Sporting, nunca teria tido necessidade de aplicar a austeridade e de vender certos jogadores por preços irrisórios, só para fazer face às dificuldades que sentiu e prejudicar a competividade da equipa principal logo no primeiro ano.

A sua falta de capacidade financeira era tal, que correu mesmo o risco de ver a sua continuidade no poder, conforme foi dito pelo Zé dos Tachos, na análise que fez na bolha no principio de Janeiro último, onde contou as dificuldades que o BdC teve na altura com o Ricciardi.

Você como outros tentam passar por cima dos factos e impor uma outra retórica que não tem nada a ver com o que se passou, mas não passará!

Sem imagem de perfil

De m1950 a 31.07.2015 às 18:14

Vamos ver se a gente se entende.

Na altura das eleições , era quase um pressuposto ter 25M na mão para ir a eleições , e obviamente ninguém os tinha , 5M para acabar a época e 20M para pagar a Holdimo. O Sporting transformou a dívida da Holdimo em ações e aumentou o capital que permitiu hoje escapar ao fair play da Uefa pelas contas negativas anteriores.

Os 5M foram desbloqueados por Ricciardi que era Padrinho de outra candidatura , que dizia NIM a uma provável venda da maioria da SAD , a qual hipocritamente alguns oposicionistas teem vindo a referir que vai acontecer QUANDO VOTARAM NA PERDA DA MAIORIA DA SAD. Ricciardi que deu o voto de confiança a Bruno , hoje reconhece a sua competência e deixou-se de croquettices , ele e muitos verdadeiros sportinguistas mesmo inicialmente desconfiados de Bruno , tendo a campanha nojenta que fizeram , acabaram por perceber que o que mais interessa é que haja competência no Sporting e isso eleve o nosso nome que foi deixado na lama , chegando ao ponto de sermos comparados ao Braga e tentarem tirar a Grandeza do nosso nome.

Mas você acredita que alguém injeta 20M num clube com a desordem em que estava o Sporting , estamos a falar de quê ? Monopólio ? Quem foram os jogadores vendidos por preços irrisórios ?

A competitividade da equipa que saltou de 7º para 2º e não foi mais longe porque a arbitragem do Benfica não deixou ? Fez-se mais com menos nesse ano...



Sem imagem de perfil

De OCR a 31.07.2015 às 19:00


"Na altura das eleições , era quase um pressuposto ter 25M na mão para ir a eleições..."

Ah!Ah!Ah!Ah!Ah!

Hoje foi a segunda vez que me ri com a retórica brunista!...

Ó homem! Tenha vergonha e ponha um pouco de tento na língua! Porra! Não acha que já é demasiado?!

Eu já aqui apresentei provas como estas por várias vezes, mas você(s) pensa(m) que se esquece com o tempo e que o passado recente não conta, quando lembram constantemente o mais antigo.Veja e analise onde chega o seu descaramento em falar em pressuposto!...Tudo sobre promessas de investidores.


http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=810783

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=689581

http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=753291

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=2440165&page=-1


E então esta!...

"Mas você acredita que alguém injeta 20M num clube com a desordem em que estava o Sporting , estamos a falar de quê ?"

Precisamente por isso, pela situação do Sporting, é que a "pêta" que o BdC enfiou aos seus apaniguados com a promessa dos investidores imediatos foi ENORMISSIMA, do tamanho do Cristo-Rei! Vocês estavam tão fanatizados por ele, que nem sequer viram que o que prometeu era demasiado grosseiro para ser verdade e ser aceite por alguém com dez reis de juizo na tola!

Você já não diz "coisa com coisa"! Você é mais um que se sente "encurralado" pelas posições que tem defendido e agora não encontra a porta de saída!






Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo