Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

imageXC4Y6X1O.jpg

 

Foi com sentido humor que li as considerações desta terça-feira do candidato Pedro Madeira Rodrigues, acusando o ainda presidente do Sporting de apenas pretender "show-off" com o pacote de sugestões que fez público ontem, sobre a arbitragem. Humor, porque como indico no título do post, acusar Bruno de Carvalho de exibir o seu ego na praça equivale a acusar um peixe de nadar. É o seu milieu natural, que ele procura alimentar, de uma forma ou outra, 24/7.

 

Antes de transcrever as declarações de Pedro Madeira Rodrigues, aproveito o ensejo para indicar que não perdi mais do que escassos minutos a analisar as propostas de Bruno de Carvalho, especialmente depois de verificar a sua exigência para a implementação imediata do vídeo-árbitro. Isto, porque eu não apoio o uso desta tecnologia, pelo menos nos termos em que está a ser considerada, além de ser por de mais evidente que é um processo moroso, pelo enorme impacte que terá no jogo, potencialmente até negativo, e que a FIFA, mais propriamente dito, o International Board, não oficializará mundialmente num futuro próximo.

 

De qualquer modo, eis o que o candidato à presidência do Sporting teve para dizer sobre o que Bruno de Carvalho preparou no seu "escritório" favorito do Facebook:

 

«Mais uma vez recorre-se ao Facebook, mais uma vez de forma espalhafatosa. Podiam decidir-se estas questões através de uma reunião, em locais próprios, e não com este 'show-off'.

 

O Sporting perdeu quatro anos ao afastar-se dos órgãos de decisão, e depois queixamo-nos, que é isso que temos vindo a fazer e que só nos prejudica. Temos de nos saber defender, coisa que Bruno de Carvalho e a sua equipa não têm feito ao longo dos últimos anos.

 

O levantamento da acção em tribunal contra o antigo presidente José Eduardo Bettencourt, é a decisão certa e volto a frisar que acções similares contra outros dirigentes devem ser resolvidas dentro do próprio Sporting, sem espalhafato».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:59


55 comentários

Sem imagem de perfil

De jc a 10.01.2017 às 14:40

boa tarde
relativamente á questão do video arbitro os ultimos casos no futebol portugues, nomeadamente a questão dos ultimos penalties não assinalados ou assinalados erradamente e toda a discussão que deu na opinião publica e mesmo as opiniões divergentes de supostos experts vem mostrar que no caso dos penalties pelo menos dificilmente o video arbrito poderá ser aplicado sem evitar a mesma discussão.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 14:46

Isso e o impacte na fluidez do jogo, a minha principal preocupação.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 10.01.2017 às 16:04

Na minha opinião, o vídeo-árbitro poderia ser introduzido de forma gradual, ou seja, numa primeira somente para decisões relacionadas com grandes penalidades e atos que possam ser considerados violentos. Posteriormente, e consoante os resultados dessa primeira experiência, o mesmo poderia vir a ser alargado a outros aspetos do jogo.
Tenho algum receio que a introdução da tecnologia possa trazer novos problemas. Acredito que os jogadores e os treinadores possam utilizar o vídeo-árbitro para ganhar vantagem, quebrando a fluidez do jogo. Adicionalmente, a introdução da tecnologia retira o prazer e a emoção de debater as decisões do jogo, principalmente num jogo entre rivais. Estão a imaginar um Sporting-Benfica sem discussão sobre arbitragem? Para além do debate que se perde, a própria atmosfera do jogo será consideravelmente diferente. É importante que se tomem as decisões certas sobre a utilização ou não das novas tecnologias, mas não a qualquer custo. O futebol pode ficar desvirtuado e perder o seu encanto.
Sem imagem de perfil

De João Ferreira a 10.01.2017 às 22:16

Caro José Santos, eu sou de opinião contrária. A discussão ou debate sobre eventuais erros dos árbitros é aquilo que não tem nada a ver com futebol e que menos interesse contém.
O futebol seria muito mais puro, interessante e teria mais beleza se se cingisse apenas ao que sucede no jogo e não com interpretações subjectivas sobre aquilo que as imagens mostram ou que adeptos mais ou menos facciosos se recusam a ver.
O futebol não é isso. O futebol são os golos e a criatividade, a técnica dos jogadores e a competência dos treinadores. A beleza está aí.
Tudo o resto é como a gordura e os ossos que se afastam para as bordas do prato para servirem de comida aos animais.
Sem imagem de perfil

De sangueverde a 10.01.2017 às 18:54

Olhe caro Rui eu já disse outas vezes aqui no seu blog que sou o mais possível a favor do vídeo arbitro, para mim tudo o que seja tirar decisão aos senhores árbitros eu apoio. Mas nessa questão que levantou da fluidez de jogo, o que melhoraria imenso esse aspeto seria o cronometro parar sempre que a bola não está jogável, pois evitaria nós passarmos os jogos a ver os jogadores da equipa que mais lhe agrada o resultado a atirarem-se para o chão e a pedirem assistência medica e...., enfim a queimarem tempo de todas as maneiras que puderem, para depois no fim vermos os árbitros a darem sempre os tradicionais 4-5 em casos muito excecionais 6-7 minutos de compensação, nem que se achassem necessário diminuíssem o tempo total de jogo para 80mt, ou 70mt o que fosse, mas o cronometro a parar quando a bola não está jogável, aliás é assim na esmagadora maioria ou quase totalidade dos desportos por tempo, só no futebol(ou quase) é que existe essa aberração de o arbitro depois compensar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 19:09

Meu caro,

Eu insisto nisso há muitos anos, muito embora reconheça que tem implicações drásticas para o jogo. A exemplo, porventura, com o relógio a parar sempre que o jogo parar, é muito provável que 90 minutos sejam excessivos. Teria de haver uma redução para 60 minutos.

O futebol é uma modalidade com características únicas, já para não evocar a paixão a que se associa pelos adeptos. Mexer no que fundamentalmente funciona há mais de um século, é correr grandes riscos e a FIFA é extremamente cautelosa precisamente por isso.

Eu consigo viver com os erros dos árbitros, em geral, o que é significativamente diferente de aceitar de boa fé muito do que ocorre em Portugal. A realidade nua e crua é que onde houver participação de seres humanos, nada é infalível. Será que nós queremos mesmo que a "discussão" seja tirada do futebol ?... Não sei...
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 10.01.2017 às 19:20

Boa noite,

Não sei se isso de parar o cronómetro seria bom para o futebol, teríamos jogos de quase 3 horas ou mais, com os foras, os pontapés de baliza e afins,

Isso depois seria usado para outras coisas, por exemplo como não há timeout's, os treinadores mandavam um jogador simular uma lesão, para chamar os seus jogadores ao banco e afinar estratégias e falar com eles..... uma lesão até ser tirado em condições de campo, estamos a falar de 1 ou 2 min.

A fluidez do jogo é uma real preocupação, no video árbitro, mas por isso, as decisões têm de ser rápidas de ser tomadas, e tem de haver vários angulos e vários árbitros a verem a mesma jogada, para a decisão ser tomada em questõ de no máximo 15/20 seg.

Por exemplo a mão de Pizzi contra SCP (a 2ª), a imagem só foi mostrada no fim do jogo, durante todo o jogo, ninguém se tinha apercebido e nas repetições nunca mostraram a imagem de frente, apenas a de trás.

Mas já que estamos a falar da luidez do jogo, o que se passou no SCP B x Braga B, tambem estragou a fluidez do jogo. O auxiliar demorou quase 15 seg ou mais a marcar um fora de jogo inexistente, porque estiveram á conversa e decidiram-se pelo fora de jogo, quando antes estavam a correr para o meio campo.

Entre eliminar completamente ou 90% dos erros de arbitragem, e a fluidez do jogo, prefiro eliminar os erros de arbitragem.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 19:28

Digo isto com o máximo de respeito: isso é ter visão curta. Ou será que vislumbra levar apenas 15 segundos por cada vez que o vídeo-árbitro for consultado ?

O problema do adepto, em geral, é que não consegue antever o eventual impacte no jogo. Já o disse e repito, se desejam perfeição, então devíamos ter robôs a arbitrar os jogos, eliminar completamente a participação humana.
Sem imagem de perfil

De carlsberg a 10.01.2017 às 19:40

Eu não falo de video árbitro, como aconteceu no mundial de clubees, onde se parava o jogo, para se rever o lance.

Eu falo, num conjunto de pessoas(árbitros) que estão cada um a ver um conjunto diferenciado de câmaras, que na hora podem indicar ao árbitro principal se é falta, penalty ou não, agressão ou não, fora de jogo ou não!!

Tudo isso pode ser feito em apenas 15/20/30 segundos, sem parar o jogo!! Por exemplo, um video árbitro poderia ter marcadao grande penalidade no lance do Pizzi, já com a bola no meio campo do SCP no contra ataque do Benfica.

E isso não afecta tanto a fluidez do jogo. Aliás na Holanda os testes têm tido até bastante sucesso.

Mas já lhe expliquei que na minha opinião, entre ter um jogo com quase nenhum erro de arbitragem e um jogo com muita fluidez, prefiro o que tenha menos erros de arbitragem.

Mas como ainda não existem robots.... temos de arranjar formas de terminar com estes erros humanos.... mas sempre para o mesmo lado!!


SL
Sem imagem de perfil

De Oceano Vermelho a 10.01.2017 às 19:59

O problema é que serão sempre humanos a tomar uma decisão.

No caso que cita a título de exemplo, houve uma divisão de opiniões, sendo que a maioria apoiou a decisão de não marcação de penaltis.

As pessoas esquecem-se que várias leis dos jogos dependem da interpretação que o árbitro faz daquele lance em concreto.

Eu aconselhava as pessoas a lerem os casos em que as tecnologias são aplicadas para perceberem bem a questão.
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 10.01.2017 às 20:55

Oceano Vermelho,

Está equivocado, a maioria decidiu que a 1ª mão de Pizzi não era penalty, mas a 2ª era.

O problema aqui é que as imagens da Benfica TV apenas mostraram as imagens da 2ª mão no fim do jogo, o que levou a algumas interpretações em erro. Aliás em todo o tribunal de O Jogo, apenas fala da primeira mão, pois quando escreveram para o jornal, ainda não tinham visto todas as imagens.

Mas o erro não irá acabar, as pessoas são humanas, mas temos de acabar com estes erros que mudam a história toda de um jogo.

SL
Sem imagem de perfil

De sangueverde a 10.01.2017 às 20:23

Amigo, isso de simular lesões e enquanto se assiste o jogador, o treinador aproveitar para dar indicações à restante equipa, já acontece e com a agravante de depois o arbitro compensar se "estiver para aí virado". É claro que neste sistema o tempo de jogo teria de ser ajustado, mas eu julgo que melhoraria em muito o jogo em si. O amigo veja por exemplo a questão dos guarda-redes terem de ser assistidos dentro de campo obrigatoriamente, eu compreendo a logica da lei, que tenta evitar ter um jogador de campo que ir para a baliza enquanto o gr seria assistido, no entanto o meu amigo acredita que a realidade resultante dessa lei seja que, sei lá, por aí uns 80% das ditas lesões dos gr são fingidas apenas para queimar tempo. Não acredita que seja assim?
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 10.01.2017 às 21:01

Acredito e concordo plenamente com tudo o que diz.

Apenas digo que esses casos aumentariam, de cada vez que um treinador quisesse mudar de estratégia ou dar uma conversa com os jogadores.

E servia mesmo até para descansar jogadores, pois como o cronómetro pararia, quem estivesse contente com o resultado e quem estivesse descontente com o resultado, usariam essa estratégia, quando agora quem faz isso de perder tempo apenas é quem está contente com o resultado.

SL
Sem imagem de perfil

De Implacável a 10.01.2017 às 14:41

A mim preocupa-me que PMR - á semelhança do que é constantemente, repetidamente e enjoativamente acusado BdC - apareça todos os dias na comunicação social e ainda não tenha apresentado uma única ideia...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 14:47

Quantas vezes ele necessita de informar o Implacável que apresentará o seu programa no dia 19 ?
Sem imagem de perfil

De Implacável a 10.01.2017 às 15:03

Então - usando do vosso critério -, porque procura ele tanto mediatismo? Não está na moda dizer-se que se trabalha enquanto outros falam?...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 15:16

Meu caro, não falo por ele e nem sequer sei as suas intenções, mas creio que a ideia é de dar "sinais de vida" enquanto prepara o que eu entendo ser a parte fulcral da sua campanha. É apenas um processo lógico e natural.
Sem imagem de perfil

De Implacável a 10.01.2017 às 15:21

Talvez um pouco exagerado - é que é todos os dias - mas, EU, considero-o de certo modo normal. O problema e que muitos, por aqui, o consideram abominável quanbo... praticado por BdC! E agora...
Sem imagem de perfil

De José Santos a 10.01.2017 às 14:47

Boa tarde Rui,

Plenamente de acordo com as palavras de Pedro Madeira Rodrigues. Acontece que o Facebook é o local onde BdC pode dar azo à sua escrita criativa, apelar às massas e colocar fotografias em que acompanha Adrien na maca e dizer coisas como "A diferença entre um Presidente que está em todos os momentos, quer sejam bons, quer sejam maus, para os outros do passado que simplesmente ficavam no camarote".

Sobre a questão da arbitragem, foi divulgado que BdC não estará presente na reunião convocada pelo Conselho de Arbitragem. Quer dizer...o homem grita, grita, diz que tudo está mal, escreve uma ideias sobre apitos no Facebook e depois não marca lugar nesta reunião? É assim que se luta por causas?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 14:57

Boa tarde José Santos,

Na realidade, nada disto é novidade alguma. O seu único objectivo é passear o ego na praça pública e, para esse fim, qualquer tipo de propaganda satisfaz o efeito.

Aproveito o ensejo para reiterar - não sei se leu o comentário que escrevi - para o felicitar pela sua soberba participação no debate de ontem no post que deu destaque às suas próprias considerações. Excelente !!!
Sem imagem de perfil

De José Santos a 10.01.2017 às 15:05

Rui,

Obrigado pelas palavras. Não foi tarefa fácil...foi trabalhoso, mas foi um prazer. Pena é que as pessoas se desviem em demasia dos temas. Fiquei a valorizar ainda mais o trabalho que a vossa equipa (e em particular o Rui) têm nestas "coisas das internets".

Um abraço
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 15:11

Caro José Santos,

É de facto um processo muito trabalhoso e que nos ocupa muito tempo. E, na realidade, a efectuar uma moderação a "pente fino", uns quantos comentários seriam editados, precisamente, como indica, para não desvirtuar a temática abordada no post.

Apesar de alguns quês e porquês, preza-me verificar que temos um dos melhores espaços na blogosfera para debate. A participação de leitores como o caro José Santos muito contribui nesse sentido.

Um abraço amigo
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 15:00

P.S. Sob a arbitragem, já estou cansado de dizer que gritar na praça nada vai resolver, hoje e sempre. O problema é que Bruno de Carvalho não tem capacidade para mais.

Para ser sincero, também ainda não sei se Pedro Madeira Rodrigues terá essa capacidade, mas, por enquanto, só podemos apreciar o presente. Logo veremos o que o futuro nos apresentará.
Sem imagem de perfil

De Rui Carvalho a 10.01.2017 às 15:42

Bom, de referir que essa reunião especifica se destina exactamente a resolver a postura Bruno Carvalhista, não me parece que o próprio tivesse muita vontade de lá ir "levar nas orelhas".
Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 10.01.2017 às 15:10

Espalhafatoso é o que disse sobre o nosso diretor do Futsal Miguel Albuquerque aqui no blog o Sr. City Lion. Essa é que é a verdade.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 15:12

A sério ?... Vou tentar não perder muito sono a ponderar essa questão. Obrigado !
Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 10.01.2017 às 15:26

Talvez se eu fizer chegar a outros blogs o Rui não tente desvalorizar tanto a situação.
Porque o caro amigo só desvaloriza o que lhe convém.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 15:49

Nem sequer começo a começo a compreender o que pretende com esta sua afirmação.

Eu assumo uma posição muito simples; dou a minha opinião e defendo-a enquanto acreditar que tenho razão. Nada mais !

Se me perguntar se eu aprecio quem surge quase sempre com "bocas" venenosas, como é o seu caso, não aprecio.

Sou muito frontal, digo sempre o que penso, vario apenas o estilo das minhas apresentações. Quem liga comigo sabe sempre da minha posição.
Sem imagem de perfil

De jpinto a 10.01.2017 às 15:15

Não queria que o que vou dizer fosse entendido como uma "declaração politica" porque não o é e sobre as eleições não me apetece dizer nada - cada um que fique com a sua e quem for socio que vote conforme bem entender.

Sobre as propostas do presidente acerca das arbitragens - não vejo para já que o video-arbitro resulte (acho que foi um autentico fiasco no mundial de clubes) mas há lá propostas que fazem todo o sentido, ja não falando claro no sorteio dos arbitros.

O que me parece muito importante é a questão dos observadores, porque na minha opinião não existe uma clara corrupção (no sentido de dar directamente € a arbitros para favorecerem ou prejudicarem determinados clubes) mas existe um condicionamento que resulta das notas dadas pelos observadores.

Qualquer arbitro que tenha o azar de errar um lance a favor do Sporting tem automaticamente nota negativa e o contrario já nao acontece - o arbitro do Benfica-Sporting teve nota bastante positiva.

Na minha opiniao esta é uma questão muito importante e já se vem verificando há muito tempo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 15:21

A questão fulcral aqui é que há questões que devem ser referidas na praça pública, mas quando chega à hora da verdade, quaisquer propostas reais e consequentes tomadas de decisão terão lugar no seu próprio fórum.

Para poder influenciar quem nesse fórum participa, é imprescindível saber-se mexer nos proverbiais corredores do poder. É assim que as coisas se fazem.

Tudo o resto é mesmo "show-off". Aliás, Bruno de Carvalho tem plena consciência disto. Fala e fala e depois não marca presença nos eventos onde as decisões são tomadas.
Sem imagem de perfil

De Hraky a 10.01.2017 às 15:43

Touché!
Sem imagem de perfil

De jpinto a 10.01.2017 às 16:25

O Sporting não é só o presidente.

Acho que cabe a todos nós denunciar e discutir todas estas situações que prejudicam o nosso clube
Sem imagem de perfil

De Hraky a 10.01.2017 às 16:37

Vai denunciar o k? Os penaltis por marcar contra o Benfica? O Golo mal invalidado ao Boavista? O fora de jogo do Alan Ruiz? os penaltis do Coates? o Fora que não foi marcado?
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 16:57

Golo mal invalidado ao Boavista? Fora de jogo de Ruiz? Está boa.
Sem imagem de perfil

De Hraky a 10.01.2017 às 16:59

Tem razão...só vale rever quando é mal assinalado para o SCP...ponto 12.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 10.01.2017 às 17:19

+1 Lampião ... k praga!
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 17:23

Está a gozar? Houve nenhum golo invalidado ao Boavista.

Quanto ao fora de jogo de Ruiz, está a falar de um pé que está adiantado. Em caso de dúvida, deixa-se seguir. Erro perfeitamente natural.

O que não é natural é deixar-se passar o penalti de Pizzi, que até originou o golo dos lampiões.

Ou o penalti no último minuto para a Taça da Liga, com uma simulação grosseira após contacto.

São erros cruciais em momentos decisivos e não areia para os olhos de erros compreensíveis como supostos penaltis de Coates ( em Setubal após uma mão de Edinho, que passou em claro ) , foras de jogo mal assinalados a Campbell, penaltis de televisão no Sporting-Braga, com prejuízo do primeiro, lançamentos de linha lateral marcados ao contrário.

Quer mais exemplos de erros cruciais em momentos decisivos?

A falta sobre Schelloto no lance do 3-3 em Guimarães ou o escandaloso penalti não assinalado sobre César, contra o Nacional.
Sem imagem de perfil

De Hraky a 10.01.2017 às 17:27

Fala no jogo do Guimarães também há um penalti por marcar...no jogo do Boavista é discutível, mas usando a sua argumentação do fora de jogo, devia ser golo...Reclamações todos têm, grave é escamotear o eclipse em que a equipa do Sporting passa em muitas situações do jogo, principalmente quando o Adrien não joga.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 17:40

Essa é boa. A bola não entra, conforme foi comprovado e a validação de um golo por passar ou não a linha de baliza, nada tem a ver com as recomendações no fora de jogo. Só se valida quando há certeza absoluta.

E é penalti, em Guimarães, porque o diz? Deve ser naquela linha que todos os lances duvidosos contra o Sporting têm que ser marcados.

E não escamoteio problemas internos nenhuns. O Sporting tem-nos e de sobra, no que a esta época e ao futebol diz respeito. Mas não é a ausência ou presença de Adrien ou questões análogas que podem servir para branquear questões que afectam a verdade desportiva. Ou esses problemas servem para justificação para assaltos à mão armada?

Ou tem duvidas que o próprio estado actual da equipa do Sporting, mesmo com esses problemas, seria muito diferente se na Luz tivesse havido uma arbitragem capaz, que não tornasse um penalti claro num contra ataque dos vermelhos? Já nem falo do penalti do Semedo.
Sem imagem de perfil

De antonio a 10.01.2017 às 18:44

Se fosse marcado na Luz lá vinha o William ou o Adrien falhar o penalty... :P

Não, agora a sério, não vale a pena queixar-se de situações pontuais que podem ou não ter afetado o resultado final. Situações destas há muitas e às vezes beneficiam uns e outras vezes beneficiam outros.

Ou acha que o atraso atual se explica apenas por causa dos árbitros? O ano passado a perda de 9 pontos para o Benfica também foram os árbitros?
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 18:57

Ver jogos do Benfica em Guimarães e Paços, no ano passado, sff.

E isto para não falar no jogo do título.
Sem imagem de perfil

De antonio a 10.01.2017 às 19:06

Eu vi e também vi outros jogos onde o Benfica foi prejudicado. E também vi vários jogos onde o Sporting foi beneficiado e prejudicado. Tudo normal até aqui.

No tal "jogo do título" também a expulsão do Sanches não significa que tivessem ganho/empatado. Nem os cartões por mostrar a William e companhia afetaram o resultado.

A incompetência desportiva desta época (ao nível de planeamento e execução) está à vista. Não vale a pena esconder isso atrás dos árbitros. Não é novidade, o ano passado foi igual.

Boa sorte para o resto da época!
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 19:26

Nada disso.

Erros pontuais acontecem. A favor e contra. É futebol.

Contra o Tondela, em Aveiro, JP faz um lançamento de linha lateral dentro de campo que resulta num penalti e depois golo. Erro compreensível. Incompreensivel é que o golo do Tondela seja marcado com a mão e em fora de jogo.

Como incompreensivel é que em Guimarães, sejam perdoados 2 penaltis claros contra o benfica ( há 1 terceiro, mas esse duvidoso ) e uma expulsão ao Eliseu.

3 ou 4 erros determinantes no mesmo jogo e sempre a favor de uma equipa? Isso já não é natural.

A mesma coisa no Paços Benfica. Penalti inventado sobre Jonas, penalti perdoado sobre Bruno Moreira e um golo em que Jardel faz falta e assiste Lindelof.

Outra vez, vários erros com influência no resultado, sempre a favor da mesma equipa.

Jogo do titulo. Penalti sobre Adrien de Mitroglou, de Lindelof sobre Slimani e aquela palhaçada da não expulsão de Sanches e que motiva a expulsão de Adrien por protestos, quando estava no banco.

Ah.

E a época passada nada tem a ver com esta. No ano passado o Sporting jogou e muito à bola. Foi muito competente, o que é diferente de ser perfeito.

Agora não é por estar a jogar pouco e alguns tiros nos próprios pés, que tal apaga a vergonha do jogo na Luz, onde o Sporting disputava a liderança e quando na jornada seguinte, o Benfica ganha na Amoreira com um penalti assinalado por mão na bola, quando o defesa do Estoril faz um carrinho com os braços no chão a servirem de apoio.

"Critérios"

Sem imagem de perfil

De antonio a 10.01.2017 às 19:37

O que afirmou no seu penúltimo parágrafo está precisamente de acordo com as regras do futebol. Se o árbitro entender que há intenção de tocar a bola com a mão deve apitar. E assim foi.

Cada um vê os lances com as palas que tem por isso esta discussão é inútil.

Já percebi que para si o Sporting só não foi campeão e (provavelmente) não o será este ano devido ao habilidoso trabalho dos árbitros. Assim não vão longe...
Sem imagem de perfil

De MarcoI a 10.01.2017 às 19:44

E assim se prova - o caro lion nunca falha nestas coisas- que o video-àrbitro nao vai resolver nada ( do pouco para que serve ) pois è muito complicado um qualquer adepto tirar as lentes verdes, vermelhas, azuis, amarelas etc.

Para os adeptos o nosso clube foi prejudicado 20x, beneficiado 1 e meia, e o rival beneficiado em todos os jogos do campeonato e prejudicado nos jogos em que ganhou 6-0, para diafarçar.

E temos sempre razao, que Deus nos castigue se nao!

Futebol...

Quanto às propostas de BdC, qualquer puto da 4a classe fazia juz às mesmas, chega a causar vergonha alheia
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 20:04

Eu até raramente comento arbitragens, veja lá. Não gosto é de ser tomado como parvo.

Quanto às propostas de BdC, são nada de novo. Várias delas resultam de uma proposta de trabalho apresentado pelo clube na Liga e na AR, há 2 ou 3 anos.

E várias delas em implementação ou a implementar. Curioso, não é?
Sem imagem de perfil

De Manuel Fernandes Torres a 10.01.2017 às 17:03

«Foi com apurado sentido de humor que li as considerações desta terça-feira do candidato Pedro Madeira Rodrigues, acusando o ainda Presidente do Sporting de apenas pretender "show-off"»

O 'ainda' Presidente?!

Só se o SCP perder em Chaves para a Taça e para o Campeonato, porque senão vão ter de o gramar ainda mais uns meses até cair de maduro em Junho, como as cerejas!!

É claro, óbvio que o sr Bruno e Azevedo aproveita todos os instantes para se pôr em bicos de pés, para aparecer. Ele sabe-a toda. Ainda ontem aqui o disse. Ele quer é manter o seu emprego, custe o que custar, senão a seguir vai para a fila do IEFP!!
Sem imagem de perfil

De Hraky a 10.01.2017 às 17:20

http://videos.sapo.pt/nkhU5DGP1gZDTVz8VZM3 ... por favor não o tirem de lá
Sem imagem de perfil

De Amaf a 10.01.2017 às 18:04

Não sendo adepto fervoroso de BdC, reconheço o mérito da sua gestão em alguns aspectos, mas também reconheço os exageros noutras acções, com as quais obviamente não posso concordar.

Dito isto, permitam-me discordar das declarações de PMR que refere a forma "espalhafatosa" e o "show off" como foram apresentadas estas questões relativas à arbitragem.

Para os mais esquecidos, recordo que estas propostas na sua essência não são novas, são as mesmas, que foram apresentados nos locais certos, as pessoas certas e que resultaram em .... nada! Não houve espalhafato nem show off, houve reuniões que participaram muitos clubes, houve reuniões com a estrutura do futebol e acabou por ser apresentada na AR uma proposta do Sporting tendo em vista melhorar o futebol Português (não era só a arbitragem).

A discussão que numa fase mereceu a concordância e apoio de muitos clubes, acabou esgotada quando liderados por PdC e LFV os clubes resolveram que mais importante que as reformas seriam as pessoas e destituíram o presidente da liga na altura .... mas isto já é outra discussão.

Se quiserem posso transcrever essas propostas que foram apresentadas pelo Sporting, trabalhadas pelos clubes, no final de 2013, inicio de 2014 e cujo resultado foi publicado no jornal Sporting, tendo sido antes disso apresentado entre outras instituições na AR.

Isto para concluir, tratar as questões nos locais certos, parece não se coadunar com ambiente actual do futebol português.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 18:19

Como é e foi evidente. Mas há quem pense que os outros não têm memória.
Sem imagem de perfil

De Profeta a 10.01.2017 às 19:06

Para quem acusa este candidato de só apontar defeitos ao BdC quando ainda não apresentou soluções, eu até acho que é normal que primeiro comece por apontar os aspectos negativos deste actual mandato, porque se ele estivesse satisfeito com a gestão do Sporting, não se candidatava.

Quero ver é num confronto cara a cara num debate. Ai se irá discutir o que foi este mandato e o que será o futuro. Será que o BdC quererá ir a um debate? Há rumores que apontam para um "não". A ver vamos...

Ah, e a auditoria que o outro quer pagar?
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 10.01.2017 às 19:16

Lol

Rumores levantados por quem? Olha logo BdC, que adora camaras e debates.
Sem imagem de perfil

De smoker a 10.01.2017 às 19:15

Boa tarde a todos

Só quero recordar que as propostas são 11, só se está a discutir o video-arbrito....

Aquilo que o Rui diz faz todo o sentido: 2 meias partes de 30 mt ao cronometro!!

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 10.01.2017 às 19:21

Especialmente se considerarmos que o tempo útil de jogo, em média, é pouco mais do que isso.

Mas a FIFA há muitos anos que recusa esta consideração, precisamente por alterar o jogo drasticamente.
Sem imagem de perfil

De smoker a 10.01.2017 às 20:43

Tem outra vez razão.
Analisando o tempo util é essa a conclusão. Acho que que se estaria a fazer vir ai de cima a qualidade das equipas e jogadores. É certo que em termos espaciais há grandes diferenças. Mas as modalidades coletivas com os tempos cronometradas tem muito bons ritmos (hoquei, futsal, etc).

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo