Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Apenas marketing eleitoral?

Leão Zargo, em 24.06.16

 

19722857_Du7JT.jpg

 

Há fotografias de personalidades que têm por finalidade conseguir determinar o “tempo” e o “sinal” de cada momento, o contexto em que tudo se passa: nelas, é a pessoa fotografada que estabelece a essência do acontecimento. Tudo o resto é irrelevante.

 

Verifica-se isso com a fotografia que surge na primeira página do jornal Sporting, de 23 de Junho de 2016. Bruno de Carvalho é, em simultâneo, o objecto e o objectivo, revelando a finalidade íntima de se sobrevalorizar em detrimento das outras pessoas, individualmente ou em grupo. E apresenta-se como alguém que, sendo o mentor, incorporou em si a própria instituição leonina. Coloca-se acima dela própria.

 

Mas, neste caso, trata-se de algo mais do que uma simples fotografia de representação. Constitui também um cartaz de propaganda, onde o representado, numa expressão de grande beatitude e sorriso breve, surge com um olhar vagamente lânguido, mas atento, próprio de quem vela em permanência pelo Clube e pelos sportinguistas. Há uma invulgar mensagem de cariz teológico no cartaz, revelando todo um caminho publicitário, por agora ainda insuspeito, que se abre num futuro muito próximo.

 

O egocentrismo é a característica humana que leva um indivíduo a sentir-se no direito de ser o centro das atenções e das razões. O egocentrismo exacerbado leva-o a pretender sobrepor-se a tudo e a todos. Esse egocentrismo exacerbado está muito bem revelado nesta fotocomposição que constitui a primeira página do jornal Sporting. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:37

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


32 comentários

Sem imagem de perfil

De Gonçalo a 24.06.2016 às 15:08

Embaraçante...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 15:14

Gonçalo,
uma primeira página assim é embaraçante, sem dúvida. Palpita-me que daqui a muitos anos ainda nos lembraremos desta fotocomposição.
Sem imagem de perfil

De Gonçalo a 24.06.2016 às 16:02

Sem dúvida. Se acontecer o que acredito ser inevitável, esta capa vai ficar para esta direcção como o vídeo da queda da estátua do saddam ficou para esse regime iraquiano.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 16:21

De facto, Gonçalo, sempre que se observa algo deste género fica-se com a ideia (e a convicção) de que algo está a desabar. Mas, não é bem disto que se trata com BdC, mas a certeza de que ele se convenceu de que constitui a única alternativa à catástrofe. Em suma, ou BdC ou um sucedâneo de Godinho Lopes. Daí resulta a dimensão teológica deste cartaz/página do jornal.
Acontece que a realidade é muito mais diversificada e não há apenas dois caminhos. É uma lição antiga e muitos sportinguista vão verificar isso mesmo.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 24.06.2016 às 15:16

Caro Leão Zargo,

Entendo a sua critica, mas não posso deixar de registar que BdC manteve sempre a sua imagem nestes anos, isto é, BdC não alterou a sua forma de comunicação.

Eu sempre defendi um tipo de gestão no Sporting centrada apenas numa pessoa, ao género do que foi feito por Pinto da Costa, já que na nossa cultura latina, temos tendência para colocar os assuntos sempre nas individualidades e não nas instituições.
Um clube de futebol não funciona bem com muitas opiniões, e com vários lideres, bem pelo contrário, o futebol precisa é de lideranças fortes e inquestionáveis. É essa a imagem que BdC tenta criar, e muito bem... primeiramente não mente, apenas valoriza o que feito, e saber-se vender também é uma boa característica de quem lidera!
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 15:51

Caro Schmeichel
Sou crítico de Bruno de Carvalho desde a primeira hora por não me ter inspirado confiança. Dito isto, parece-me que no que refere ao conceito comunicacional nada do que aconteceu antes se compara com esta 1ª página do jornal do Clube.
Não é por acaso que esta é uma das primeiras produções feitas pela nova equipa que tem o encargo de promover a Comunicação de BdC. Não questiono que se promova pois isso é comum, mas contesto o nível de personalização do poder que se alcançou agora.

Acredito que há sportinguistas que aprovam e até gostam, mas eu não aprovo nem gosto. Não aprecio caudilhismos e desaprovei sempre que isto aconteceu no passado.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 24.06.2016 às 17:28

A personalização do poder foi sempre a estratégia de BdC, tanto agora, como nas eleições à qual concorreu, e nas quais a maioria dos sócios lhe deu a Presidência.... nada disto é diferente do que foi feito nos últimos 3 anos, é apenas um pouco mais profissional.

Não pode ver as coisas só sobre o ponto de vista do que é o mais certo, mas sim o que melhor se enquadra na natureza de gestão de um clube de futebol, que não pode ser aplicada à restante sociedade.... é a mesma coisa que dizer que um treinador que diz asneiras está mal, pois está...! mas não é esta a linguagem do futebol?! o mesmo se aplica à gestão de clubes de futebol, não conheço nenhum modelo de gestão com sucesso no futebol que não seja baseado em algum tipo de personalização do poder.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 17:47

Schmeichel
Não se trata de haver agora uma Comunicação mais ou menos profissional. Com BdC existe uma Comunicação profissional desde o primeiro momento, personalizada em Diogo André, Mário Carneiro, Luís Bernardo, Morgado Fernandes ou até Diogo Bernardo, na Young ou na WL Partners. Trata-se de outro conceito comunicacional, de outro método.
Verifico agora a razão de terem sido afastadas pessoas que acompanharam BdC desde o primeiro momento e que produziram conceitos que, afinal, foram considerados desajustados nesta fase pré-eleitoral.

Discordo na distinção que faz entre o exercício do poder político e no futebol e a respectiva comunicação para o público. Se reparar, tem tudo muito mais em comum do que pode parecer.
Aliás, quem trabalha no futebol (e com BdC, em particular) também trabalha na política ou no comercial. É tudo mais próximo do que se imagina.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 24.06.2016 às 18:10

Esse é o grande erro da maioria das pessoas... é achar que para os clubes de futebol é bom andar-se a discutir tudo e todos, ao género da Assembleia da Republica! Isso é outra coisa.... isso é politica!
Não... o que os clubes precisam é de decisão estratégica, execução prática e de dinheiro! Muito dificilmente consegue todos esses factores, se o clube tiver uma gestão dividida e anárquica.

Os exemplos por essa europa fora, demonstram-nos que o modelo de gestão personalizado numa única pessoa é benéfico para a gestão do clube,o que não quer dizer que os sócios não tenham que ser informados.... e é exactamente isso que BdC faz. Aliás BdC deve ser o Presidente do Sporting com o mandato mais escrutinado, e o modelo de comunicação defendido por BdC é exactamente esse, o de informar os sócios!

A diferença para o benfica é que LFV não assume a estratégia de comunicação do clube, manda em oposição os lacaios do costume lavar a roupa suja na CS... mas a essência de comunicação é sempre a de dizer que LFV é um grande gestor!
Já no Sporting, a estratégia de comunicação é definida por BdC e é ele que dá a cara.... tem no fundo os ditos no sitio!
Imagem de perfil

De Profeta a 24.06.2016 às 18:18

Quem está por dentro do fenómeno desportivo actual, percebe que o que prevalece hoje em dia são as equipas, e não um determinado líder.

Um presidente só tem é que saber meter as pessoas certas nos lugares certos, saber-se aconselhar com eles, nunca deixando de ter a última palavra, naturalmente...

Agora quem vive do cargo para conseguir uma vida, é "normal" que tente ser o centro das atenções, pois tudo fará para ser reeleito. "Não me deixem cair".
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 21:44

Profeta,
perfeitamente de acordo. A boa liderança exerce-se pelo exemplo e pela partilha de responsabilidades. Mas, infelizmente, isso é algo que desapareceu do Sporting!
Sem imagem de perfil

De Oceano Vermelho a 24.06.2016 às 15:53

Desculpe, não tenho nada a ver com isto, mas não resisti: lideranças inquestionáveis?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 15:59

Oceano Vermelho,
cada um sabe de si, mas olhe que não recomendo lideranças inquestionáveis.
Sem imagem de perfil

De Oceano Vermelho a 24.06.2016 às 16:14

Leão Zargo,

A minha questão vai exatamente nesse sentido, o de que em nada pode / deve havar lideranças inquestionáveis. Até posso compreender o que a pessoa quererá significar e eventualmente ter-se-á expresso de forma menos adequada, mas o constante questionamento das coisas e da ação das pessoas é que faz mover a massa.

Mais uma vez peço desculpa por me estar a intrometer em algo que não me diz diretamente respeito.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 17:09

Oceano Vermelho,
compreendo agora o seu comentário. Concordo consigo, a impossibilidade analisar criticamente impede que constantemente se façam as melhoras escolhas. É um princípio geral que aplico em todas as dimensões da vida. E no futebol, obviamente.

Acredite que não se intrometeu e que agradeço a sua intervenção. Sabe-se que cada um dos grandes clubes possui uma história e um percurso próprios. É bom que seja assim, até pela especificidade inerente. Por alguma razão opta-se por um deles em detrimento dos outros.
Imagem de perfil

De Profeta a 24.06.2016 às 18:13

Um bom presidente impõem-se naturalmente. Ou não te parece lógico?

"Não me deixem cair"
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 21:45

Profeta
... !
Sem imagem de perfil

De J.Pinto a 24.06.2016 às 16:07

Por acaso está com cara de parvo :)

o que é que isso interessa para mim - zero

BC é como é e não engana ninguem - é narcisista, é prepontente e muito mais.

È também um mouro de trabalho e apresenta resultados - por isso da minha parte como isso vale muito mais do que a posicionamento do sorriso numa foto, terá o meu apoio, mas que está com cara de parvo, lá isso está
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 16:28

J.Pinto
Cada um de nós tem absoluta capacidade para avaliar a realidade e fazer as respectivas opções. Felizmente é assim.
No post pretendo abordar um dado novo em BdC que consiste numa abordagem comunicacional que pretende realçar a excepcionalidade da sua acção como presidente do Sporting. Muitos aperceberam-se de uma dimensão religiosa, sagrada, da fotocomposição. De certa forma, faço essa leitura.

Em tempos, houve uma fotocomposição com Godinho Lopes com um cariz semelhante. Agora, chegou a vez de BdC!
Sem imagem de perfil

De J.Pinto a 24.06.2016 às 16:40

Pois mas o que me incomodou em GL foram os pessimos resultados desportivos e financeiros e não essa capa

BC está a pensar nas eleiçoes ? provavelmente está assim como espero que a oposição também esteja a preparar uma alternativa

Gostaria de ver umas eleições bem animadas e com pelo menos mais 1 ou 2 boas alternativas válidas à actual direcção
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 17:16

J.Pinto
Sendo as eleições em Março de 2017, pode-se aceitar que há movimentações pré-eleitorais. É normal que assim seja.
BdC já anunciou que é candidato e é visível que está em campanha eleitoral. Mas, outro no lugar dele faria sensivelmente o mesmo.
E tenho a esperança de que surja um sportinguista que seja conhecedor e capaz, honesto e sério que tenha a coragem de apresentar uma candidatura que constitua uma verdadeira alternativa.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 24.06.2016 às 16:54

Caro Leão Zargo,
Uma oportuna abordagem de uma operação de marketing, e de um processo de mitificação da personagem que encarna e se confunde neste momento com o Sporting. A criação da imagem já vem sendo trabalhada com recurso à modificação do aspecto seu físico. A mensagem "o Sporting nasceu para vencer" é associada ao protagonista como se dele fosse indissociável. Para além das técnicas de venda de um determinado "produto" não terá este egocentrismo em tons beatíficos, como bem lhe chama, outra explicação?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 17:22

Estimado Nação Valente
Esta fotocomposição constitui, na realidade, toda uma concepção do exercício do poder nas actuais circunstâncias. Confesso que me espantei quando ontem vi o jornal, questionando-me como é possível chegar tão longe.
Mas, pelos vistos é sempre possível cavar ainda mais fundo. Será um misto de receio e de desespero que conduziu à produção deste conceito comunicacional? Penso que sim.
Sem imagem de perfil

De José a 24.06.2016 às 16:18

http://camaroteleonino.blogs.sapo.pt/56131.html

hehe
Sem imagem de perfil

De smoker a 24.06.2016 às 18:09

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 24.06.2016 às 18:13

Muito bom!!!

Talvez fosse bom o CityLion ver essa capa antes de ter feito o post... é que ele denomina como o culto do Carvalho!
Onde andaram esta gente toda, durante os anos todos no passado? a comer croquetes... só pode!
Sem imagem de perfil

De Miguel Dias a 24.06.2016 às 17:58

"Uma alma verdadeiramente sábia e grande coloca a honra, principal objecto de nossa natureza, nas acções e não na glória." Cícero.

Uso esta afirmação não por pedantismo ou jactância da minha parte, mas para sublinhar que, na minha opinião, esta personalização egocêntrica de Poder no Sporting Clube de Portugal não será benéfica para a Instituição, quer no presente quer para o futuro. Um Clube vive de uma conjunção de personalidades, formado pela união - nem sempre condizentes, mas colocando o bem do Clube acima da sua egoísta convicção - de diversas vontades, não pode ser resumido apenas numa pessoa por mais carismática ou excepcional que ela seja, porque a natureza humana é limitada e imperfeita, não podendo abarcar toda a sabedoria nem ser genial em todas as circunstâncias.

Quando essa personalidade carismática - ou assim ela se julga - falha ou quando a multidão deixa de acreditar nela, o vazio de poder e a consequente decadência da Instituição torna-se uma forte probabilidade.

O excelente comentário do Leão Zargo analisa para onde nos levará este egocentrismo do Bruno de Carvalho.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 21:37

Caro Miguel Dias

Há em Bruno de Carvalho uma estratégia de poder pessoal que acaba por se tornar obsessiva e prejudicar a sua própria presidência. Viciou-se em fomentar falsas polémicas, estigmatizar personagens e disseminar versões, em suma, construir uma narrativa que confirme a sua missão providencial no Sporting.

Esta 1ª página do jornal Sporting é mais uma acha para a fogueira e reveladora do medo que BdC tem no próximo processo eleitoral. Como se sabe, a obsessão e o medo são péssimos conselheiros!

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 24.06.2016 às 18:26

A mim preocupa-me mais a proposta FPF de limitar o nº de jogadores não formados no clube para 5 inscritos na ficha de jogo (no Futsal) ... a avançarem sugiro que façam o mesmo no Futebol, já que não temos culpa que outros estejam a desinvestir no futsal e o SCP não.

E andam vocês a discutir capas fotos e lipoaspirações ... têm ao menos a noção do ridículo!?

SL,
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 21:41

Sérgio Palhas
Estou convicto de que há poucos blogues sportinguistas que apresentam uma abordagem temática tão diversificada como o Camarote Leonino. Não concordará com o modelo de abordagem crítica, o que é compreensível, mas isso não lhe permite fazer um comentário ofensivo como é o caso deste.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 24.06.2016 às 21:48

LZ,

Não tenho que deixar de concordar ou não com o vosso modelo de abordagem é um direito vosso.

Agora julgo que tenho todo o direito de vos criticar no sentido que se focam apenas em BdC como se ele fosse o maior dos inimigos do clube quando no mundo real assistimos a jogos de bastidores como o que eu enunciei.

P.S: Em momento algum pretendo ou pretendi ofender alguém.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 24.06.2016 às 22:10

Sérgio Palhas
É impossível abordar toda a temática que decorre do desporto e que diz respeito ao Sporting. Sobre esta matéria mantenho o que referi anteriormente: o Camarote Leonina apresenta uma diversidade temática invulgarmente diversificada.
Bruno de Carvalho exerce uma presidência invulgarmente personalizada. É ele próprio que faz gala disso. É frequente falar da primeira pessoa no singular quando se refere ao processo decisório. Sendo assim, BdC sujeita-se ao contraditório.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo