Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

alemanha_arbitroabandona15950d7d.jpg

 

O Borussia Dortmund venceu o Bayer Leverkusen por 1-0 num jogo que ficou marcado por um acontecimento insólito: o árbitro abandonou o encontro durante cerca de 10 minutos.

 

O Dortmund já vencia quando um lance provocou muitos protestos de jogadores e treinador do Bayer. O técnico Roger Schmidt foi expulso, mas recusou-se a abandonar o campo e acabou por ser o árbitro a fazê-lo.

 

Os regulamentos apontam para a penalização com derrota mas, após uma conversa com dirigentes, o árbitro Felix Zwayer voltou e jogaram-se os 15 minutos finais.

 

O Borussia Dortmund venceu mesmo por 1-0 e manteve o segundo lugar, a oito pontos do Bayern Munique. O Bayer Leverkusen está no quarto posto.

 

Borussia e Bayer são os adversários de FC Porto e Sporting na Liga Europa.

 

Caso surpreendente, especialmente na Alemanha, mas serve para sublinhar que situações insólitas não acontecem somente em Portugal. Muito embora este mesmo caso, em solo português, entre duas equipas de topo, daria para preencher páginas noticiosas durante pelo menos três meses.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:14

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.02.2016 às 19:12

"Os regulamentos apontam para a penalização com derrota mas, após uma conversa com dirigentes, o árbitro Felix Zwayer voltou e jogaram-se os 15 minutos finais."

O árbitro voltou, mas e o Schmit saiu ou não?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 21.02.2016 às 19:20

Foi expulso, não voltou.
Sem imagem de perfil

De Mike Portugal a 21.02.2016 às 19:50

Ok, obrigado.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 21.02.2016 às 20:09

O árbitro foi mariquinhas !! Nao havia razao para tal...... por isso foi obrigado, obrigado ;) a continuar o jogo.
Inclinou o campo.. e bem inclinado.!!!!
Era só ver o Rudi Völler (Leverkusen) na TV, deitava fumo por as orelhas e fogo.... Parecia um portugues, especialmente um nosso bem conhecido.. LOOOOOLL !!

Voces acham que em Portugal os árbitros sao maus, na Alemanha é igualzinho . Só que nesse país, a partir de terca-feira ninguém mais fala do árbitro... inclusive os jornais..
Tratam estas coisas diferentemente.
Todos os fim-de-semana há palhacada igual que em Portugal..

P.S. O Bayern é o clube mais favorecido !! Todos sabem disso...
Quem treina o Bayern arrisca-se a ser campeao... na Alemanha dizem, e é verdade!!!!
Por isso eles estao todos contentes, por o Guardiola ir embora..É que na Liga dos Campeoes nao sao... tao... favorecidos :)))))
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 22.02.2016 às 11:05

Carlos,

Se fosse o JJ... é porque era uma besta!!

Gostei da atitude de Roger Schmidt... mostrou cojones... acho que o futebol é um desporto podre... enquanto o resto das modalidades já estão num patamar de verdade desportiva com acesso às novas tecnologias, no futebol continuamos a ver mergulhos para a piscina, golos em fora de jogo, e está tudo bem... o problema é ainda não terem percebido que um jogo de futebol é visionado por milhões, e é apitado 3 seres humanos... situação que poderia ser facilmente corrigível com acesso ao visionamento de imagens televisivas.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 22.02.2016 às 12:23

"""Se fosse o JJ... é porque era uma besta!! """

Ahh !! Porque ???
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 22.02.2016 às 13:55

JJ já por diversas vezes foi acusado de desrespeitar o árbitro só porque está completamente exaltado com os jogadores.... já, Roger Schmidt, o treinador da moda na Alemanha, "caga" literalmente para a expulsão do árbitro, e no pais das regras afinal também se fintam essas mesmas regras... se fosse JJ treinador do Sporting a fazer isto, ou os árbitros faziam greve ao Sporting, ou o jogo acabava logo ali...
Sem imagem de perfil

De LionClaw a 22.02.2016 às 00:44

Não há qualquer regra que permita ao árbitro fazer isto!

Interlúdio:

O árbitro ordenou a expulsão de Roger Schmidt do banco do Bayer 04 Leverkusen, sem nunca lhe dirigir a palavra - facto que está na origem da recusa deste última em abandonar a área técnica. Meramente, informou o 4.º árbitro da decisão e, posteriormente, o capitão da equipa lesada (no caso, o Bayer 04 Leverkusen).

Fim do interlúudio.

No máximo, o árbitro estaria intitulado a convocar os delegados ao jogo, expondo-lhes a situação/decisão e impelindo estes a, em caso de recusa liminar do sancionado, convocar o chefe da equipa de stewards ou, em último caso, a polícia, para que este fosse removida do campo de jogo.

Ou, pelo menos que se saiba, é isto que está consagrado. Conclui-se portanto que a equipa de arbitragem, ao interromper indevidamente o jogo por causa de uma situação técnico-disciplinar, incorreu num abuso de autoridade (ou de soberania - ajusta-se melhor).

Foi na Alemanha, como podia ter sido na Swazilândia. A gravidade doa cto seria a mesma...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo