Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

mw-860.jpg

 

Quebra da equipa

“Sabia que a equipa não tinha capacidade para ser uma equipa com velocidade de jogo e intensidade defensiva. Além dos jogos que temos tido foi viagens, mudanças de horários e os jogadores não são máquinas. Entrámos muito fortes, fizemos dois golos e a equipa continuou com essa vantagem até ao intervalo. Na 2.ª parte fui jogando com o cansaço dos jogadores, que davam sinais para sair: a uns fingi que não ouvia, a outros que não via. Foi um mês de Agosto diabólico sempre com vitórias, felizmente”.

 

Vídeo-árbitro

“Acabámos por ganhar este jogo com um final cardíaco. Marcámos o 3-1 e não vale, depois o 2-2. O lance do Piccini, do 3-1, está fora de jogo um palmo. Agora o que era o 2-2, onde há vários jogadores do Estoril e o fiscal de linha não vê... Estão dois jogadores um metro fora de jogo e o fiscal de linha não vê? Tem de haver video-árbitro, mas os árbitros assistentes têm de ser chamados à responsabilidade. São coisas fáceis. Não viu, tem de começar a treinar mais, como os meus avançados: tem de ver melhor as coisas”.

 

William

“Não foi só o Wiliam. O Adrien também. Sim, tem uma fractura nas costelas, parece. Parece não: tem. Ausência de William? Esteve lesionado, não tem treinado tanto quanto eu achava que era importante. Achei que não estava em condições físicas para poder jogar”.

 

Mercado

“Enquanto não houver nada concreto, o William estará pronto para o próximo jogo. Também é depois de 31 de agosto. Espero que quinta-feira chegue rápido para termos mais equilíbrio. Parece que não tem importância, mas isto mexe com o grupo”.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:07

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Leila Coutinho a 28.08.2017 às 07:52

Valeu o VAR mas a equipa nao pode encostar logo cedo só porque está a ganhar. Ainda falta muito trabalho, falta consistencia defensiva e por muito que nao queiramos ver ou admitir o meio campo ainda nao faz esquecer William e Adrien. JJ tem razao que dia 31 chegue depressa.

SL
Sem imagem de perfil

De Diogo a 28.08.2017 às 08:26

Falta consistência defensiva? É das poucas coisas que seguramente não falta.

SL
Sem imagem de perfil

De Leila Coutinho a 28.08.2017 às 13:08

E por isso sofremos para ganhar o jogo...

Falta pois, se os médios não ajudarem nada serve ter um bom quarteto defensivo, a defesa do resultado parte do topo. Posse de bola, gestão do jogo e não passar o que que se passou quando o Estoril começou jogar à bola.

SL
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 28.08.2017 às 09:47

Em relação aos 2 fora de jogo de ontem, é preciso distinguir as dois..... o nosso fora de jogo é um fora de jogo muito difícil para o fiscal de linha, é em cima dele e por poucos centímetros..... já o fora de jogo do Estoril não deveria ser necessário o VAR, estão dois jogadores adiantados, tendo ainda como auxilio a linha da grande área.

É por isto que digo que o VAR é importantíssimo para o Sporting.... por exemplo no jogo benfica-Braga, o fiscal de linha não teve duvidas a anular 2 golos ao Braga, em situações muito mais difíceis de analisar.

Admito que tendo em conta o VAR, os fiscais de linha tenham indicações para deixar correr o jogo em caso de duvidas, já que a jogada poderá ser sempre revista pelo VAR....
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 28.08.2017 às 10:13

Bom ponto Schmeichel.

Uma vez que o VAR pode anular ou confirmar foras-de-jogo que dêem em golo, eu, se fosse árbitro deixaria sempre andar o jogo como fez ontem o árbitro e depois logo se anula se for esse o caso. Penso que isso é melhor para o jogo em si do que marcar imediatamente o fora-de-jogo e depois ver que não era e assim perde-se o golo que seria marcado.

Em relação aos penalties, eu, se fosse árbitro faria ao contrário, ou seja, assinalaria sempre penalty (em caso de dúvida) e depois pediria ao VAR para ver se era mesmo, ainda antes do jogador o marcar. Se fosse, deixava marcar, se não fosse o jogo era reposto onde estava.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 28.08.2017 às 10:58

Em relação aos penaltys, acho que um bom exemplo foi o que se passou no jogo Genova-Juventus, com 2 penaltys marcados por VAR.... o árbitro não assinalou, mas mal o jogo parou, foi visionar os lances no VAR.... porque eram lances duvidosos. O árbitro só deve marcar se forem lances inequívocos.

Isto é tudo uma questão de habituação ao VAR, e a arbitragem terá de se adaptar a esta nova forma de arbitrar....
Sem imagem de perfil

De LeaoCovilha a 28.08.2017 às 11:23

Creio que vai muito depender da forma como cada árbitro vai interpretar os lances, sendo que tanto o deixar andar os lances como o marcar logo pode dar azo a injustiças, dado que tanto o deixar jogar como o cortar lances logo vai originar leituras diferentes perante os jogadores, adeptos, etc. Agora, embora seja completamente irrealista e de difícil aplicação, o que deveria ser obrigatório era o critério de todos os árbitros ser igual, ou todos cortarem as jogadas ou todos deixarem seguir e, até ver não me parece ser isso que é seguido.
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 28.08.2017 às 13:20

Bom dia,

O Schmeichel comentou o seguinte:
"Admito que tendo em conta o VAR, os fiscais de linha tenham indicações para deixar correr o jogo em caso de duvidas, já que a jogada poderá ser sempre revista pelo VAR...."

E o Mike Portugal respondeu o seguinte:
"Uma vez que o VAR pode anular ou confirmar foras-de-jogo que dêem em golo, eu, se fosse árbitro deixaria sempre andar o jogo como fez ontem o árbitro e depois logo se anula se for esse o caso. Penso que isso é melhor para o jogo em si do que marcar imediatamente o fora-de-jogo e depois ver que não era e assim perde-se o golo que seria marcado.

Em relação aos penalties, eu, se fosse árbitro faria ao contrário, ou seja, assinalaria sempre penalty (em caso de dúvida) e depois pediria ao VAR para ver se era mesmo, ainda antes do jogador o marcar. Se fosse, deixava marcar, se não fosse o jogo era reposto onde estava."

Queria apenas informar que apesar de eu pensar como vocês, que a equipa de arbitragem, com o VAR formam uma equipa e essa será avaliada como um todo, logo é preferível deixar jogar ou assinalar ou não penalty ou golo(visto que estes lances são todos revistos), eles não o podem fazer!!

O VAR ao corrigir os árbitros (assistentes, ou principal) acaba por os prejudicar!! Estes erros apesar de corrigidos, irão ser contabilizados, para a nota final, que será má, da equipa de arbitragem!!

SL
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 28.08.2017 às 13:57

Carlsberg,

Isso não tem sentido.... o VAR é um complemento à arbitragem.... não um castigo!

Se é como diz, percebo agora a razão pela qual o VAR em Portugal ter pouco acção... eles protegem-se uns aos outros.... já que o VAR também são árbitros...

O que tem sentido é a arbitragem ter uma postura de deixar jogar os lances duvidosos (tal como diz a lei do fora de jogo...), e utilizar a tecnologia para ajudar a tomar a decisão mais correcta.... toda a gente tem de perceber que a arbitragem antes do VAR, acabou.... vivemos no século XXI, a tecnologia faz parte do jogo e tem de ser visto como um auxilio, e não uma punição por uma má decisão no terreno.... o que importa é que a verdade desportiva prevaleça!
Sem imagem de perfil

De Carlsberg a 28.08.2017 às 14:22

Schmeichel,

Concordo plenamente consigo, eu próprio no meu circulo de amigos, comentei isso,se eu fosse árbitro assistente, não marcava foras de jogo, de golo eminente, nem aqueles que tivesse nem que fosse uma pequenina duvida, deixaria seguir, e dps o VAR actuaria repondo ou mantendo a verdade desportiva.

Mas infelizmente não é assim!! O Pedro Henriques, explicou isso tudo num programa da Schmeichel SPORTTV+, onde indica que caso errem, e se o VAR corrigir ou não, serão penalizados na avaliação, na mesma.

De qualquer forma diga-se que houve verdade desportiva para ambos os lados. Se o VAR não existisse, o SCP faria o 3-1, e provavelmente mataria ali o jogo.
O VAR repôs a verdade desportiva e permitiu ao Estoril, ter aqueles 4 min finais de grande pressão sobre o SCP!!

Mas parece que aos 39 min há penalti sobre Bas Dost, que o VAR decidiu que não era!!

SL
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 28.08.2017 às 11:45

Olha aqui uma série de comentários bem pertinentes...
Até eu concordo com o Schmeichel
Mas o VAR não é só importante para o Sporting. Deverá ser para todos...
Sem imagem de perfil

De Zeca a 28.08.2017 às 16:16

Foi so mais uma perola da personagem
Sem imagem de perfil

De sangueverde a 28.08.2017 às 09:53

Queria salientar que o grande "mestre" disse também na conferencia de imprensa que nos últimos 20mt tinha 5 jogadores completamente esgotados a pedirem para sair e ele apenas com uma substituição para fazer. Ficámos então a saber que o nosso treinador para alem de o grande mestre da tatica, é também um grande democrata, pois se tem 5 jogadores cansados a pedirem para sair e não pode satisfazer os 5, então não satisfaz ninguém e mantem os 5 lá dentro até ao minuto 92. Então tinha alguma graça ter 5 jogadores cansados e meter um fresco e continuarem em campo 4 cansados, isto ou é para todos ou não é para ninguém....Brincadeiras à parte....continuo achando que com este homem (JJ), dificilmente lá chegaremos, ainda que tenhamos eventualmente os melhores jogadores.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 28.08.2017 às 10:18

LOOOOOOOOOOLL!!..
Fantástico!. Alguma coisa há que dizer dos árbitros. Se não falarem do árbitro, não é futebol.

Todos os golos serão revistos e analisados por esse compadre, o VAR
Quer dizer, é absolutamente igual ao litro se o assistente erra ou não!!!

P.S. Uma conclusão eu tiro... Quem tanto fala dos árbitros não percebe patavina de futebol.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 28.08.2017 às 10:31

Era mesmo engraçado, ver um árbitro com queixumes sobre jogadores ou treinadores..
Vontade não lhes faltará
Isso sim, seria futebol a sério!
Cada um queixando-se por o seu lado. LOOOOOOOOOOOOOLL!!
Sem imagem de perfil

De NMRC a 28.08.2017 às 12:15

Não é fácil para um árbitro assistente avaliar um fora de jogo quando os jogadores que estão fora de jogo estão mais próximos de si do que os da equipa contrária, sendo que o lance do Piccini é de mais difícil avaliação que o lance do Estoril, mas o VAR existe para isso mesmo, corrigir nos lances de golo caso exista algo de irregular.

Um pequeno à parte, noticia de hoje do Record e também reproduzida no Sapo Desporto, Gabigol no Benfica? Será engano?

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo