Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

Por força das circunstâncias do Sporting e muito mais ainda pela sua própria personalidade, é impossível esperar que Bruno de Carvalho passe um único dia sem falar publicamente, no entanto, seria prudente, e benéfico, tanto para ele como para o Clube, que aprendesse a nunca dizer tudo o que pensa, e a pensar tudo o que diz, para não ser acusado de primeiro falar, depois agir e, por fim, então, pensar.

 

Exemplos deste seu tipo de postura são inúmeros desde que assumiu a presidência do Sporting, mas para o caso até não interessa, já que o que se pretende evocar neste texto são algumas das suas palavras pela recém-visita à Madeira, onde mais uma vez surgiu a disparar em todas as direcções. Até admitiremos que tem tido algumas intervenções úteis e oportunas na defesa dos interesses do Sporting, embora duvide que mentes mais sensatas considerem que esta foi uma das suas mais brilhantes ocasiões:

 

«O Sporting tem um série de jogadores em fundo, como era mais do que sabido e tem presença nos vários relatórios. Tentamos fazer sempre os melhores negócios possíveis. Não tem nada a ver com nenhum jogador em especial. Já recuperámos os passes de muitos jogadores, uns na totalidade outros em grandes parcelas. Fala-se muito no William Carvalho. Mas ele é jogador do Sporting, tem contrato por mais cinco anos, esta Direcção fez um aposta muito forte no jogador, que andava a rodar no estrangeiro. Ele está reconhecido, gostamos bastante dele. É um brilhante jogador e não tenho dúvidas nenhumas que devia ser titular da Selecção Nacional. Não temos interesse nenhum em vendê-lo.»

 

A sua afirmação que esta Direcção já recuperou os passes de muitos jogadores é, no mínimo, discutível, mas como não me dei ao trabalho de averiguar os detalhes dessas supostas transacções, também não refuto a disposição, na totalidade. Assim de memória, sei que sobre os principais activos da equipa principal, tudo se mantém como ele encontrou quando assumiu a liderança do Sporting: Rui Patrício - o clube detém 65%; Marcos Rojo - 25% (em Outubro de 2013 tinha sido possível recuperar uma percentagem, mas não foi feito); William Carvalho - 60%; André Carrillo - 30%; André Martins 60%; Wilson Eduardo 60%; o passe de Eric Dier foi recuperado pela Direcção anterior e muito embora Carlos Mané tenha renovado até 2018, não averiguei qual a percentagem do seu passe que é da pertença do Sporting. Estes números podem sofrer alguns variáveis, pela minha faltosa memória. 

 

O segundo ponto, e ainda não o principal motivo deste texto, refere-se à "aposta muito forte" alegadamente feita por esta Direcção em William Carvalho. Em abono da verdade, foi o mesmo tipo de aposta que foi feita em cerca de vinte outros jovens da formação, com a diferença que o William chegou ao Sporting em 2006 e tem vindo a ser um "produto" em desenvolvimento, tanto na Academia como através de cedências no estrangeiro. Mérito, sem dúvida alguma, para Leonardo Jardim que cedo identificou o seu progresso como futebolista e integrou-o, logo a partir do primeiro dia, nos trabalhos da equipa principal. É indiscutível que o seu treinamento tem contribuído, e muito, para o crescimento do jogador nesta fase crucial da sua carreira.

 

Por fim, a razão de ser deste escrito: «É um brilhante jogador (William Carvalho) e não tenho dúvidas nenhumas que devia ser titular da Selecção Nacional». Seria perfeitamente aceitável se tivesse dito que o jogador merece ser chamado à selecção para o Mundial 2014, agora mandar recado ao seleccionador que "deve ser titular", é imprudente, desrespeitoso e oferece o potencial para repercussões, especialmente para o jogador e, por associação, tanto para o Sporting como para a própria selecção, especialmente considerando quem é o seleccionador neste momento. Neste sentido, Bruno de Carvalho perdeu uma boa oportunidade para pensar antes de falar, ou então, ficar calado, algo que ele é incapaz de fazer, evidentemente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:58

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


43 comentários

Sem imagem de perfil

De manuel a 23.03.2014 às 06:47

Após uma vitória importantissima, lá vem o senhor do camarote destacar (criticar) de novo as declarações de Bruno de Carvalho. Sintomático!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 07:17

Significa, portanto, que enquanto houver vitórias Bruno de Carvalho pode fazer e dizer os disparates que quiser. É isso ?

Sem imagem de perfil

De jose carlos guinote a 23.03.2014 às 09:41

Inoportunas declarações que, como refere, costumam "condicionar" uma personalidade como Paulo Bento em sentido desfavorável. Mas, parece que o Presidente do Sporting está a preparar a massa associativa para um muito próximo anúncio da venda do passe do jogador. Parece-me que os esforços -não tenho dúvidas que terão sido feitos esforços - para recuperar parte do passe do jogador entregue aos fundos terão fracassado.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 10:58

Os prazos para os mesmos terão passado há muito, por conseguinte, o custo é mediante o actual valor do jogador no mercado.
Sem imagem de perfil

De Sardinha a 23.03.2014 às 11:33

Quais os prazos para recuperar jogadores de que falam? Por quanto?
Onde é que isso está estabelecido e onde é que foi formado público?

Tenho curiosidade porque a informação relativa a fundos, seus contratos, valores de referência, cláusulas de resgate, etc, é muito pouca.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 11:49

Pelo facto de a informação ser escassa, não implica que não existam prazos pré-estipulados, dado que quase todos os contratos com os fundos têm essa disposição. O que nós não sabemos, concretamente, é as datas e as percentagens que podem ser adquiridas. Já não me lembro como se soube, mas viemos a saber que o Sporting poderia ter recuperado 25% do passe de Rojo em Outubro por um valor pré-acordado (salvo erro 1 milhão), mas que não o fez por falta de liquidez.

Uma análise generalizada neste momento sobre os contratos de investimento que foram celebrados há dois anos indicam forçosamente que quaisquer prazos que existiam deixaram de ter validade. Isto, porque faz sentido, pela norma destas operações.

A exemplo, a anterior Direcção recuperou a percentagem alienada do passe do Eric Dier mediante um prazo desses, mas não fez o mesmo com outros.
Sem imagem de perfil

De Luis Santana a 23.03.2014 às 13:02

Li até ao 2º paragrafo... sinceramente, este blog já chateia com tanta intervenção duvidosa. Enfim, o que se pode dizer. Desde dos tempos da afirmação da candidatura do BdC que não via tanta actividade neste blog. E quando sair os resultados da auditoria... meu deus nem quero pensar os múltiplos posts que iram aparecer aqui.

Bom, o que interessa é que o Sporting tem estado bem. Com isto, não digo que podem fazer o que quiserem do Sporting quando este ganha, mas pergunto eu, e quando nem sequer ganha?! podem?!

Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 15:33

Meu caro, ainda bem que tantos milhares que visitam este espaço diariamente , há muito, prestam-se ler os artigos muito além do segundo parágrafo.

Se não gosta e não tem opinião construtiva a apresentar, tem uma solução óbvia : não visite. Tão simples como isso, dado que se dispensa o seu tipo de oratória.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.03.2014 às 20:44

Não fui mal educado, não fui indelicado, nao sou desejado?!

Quase todos os dias, faço o "giro" do costume. Ora abro o pc, e passeio pela blogoesfera leonina, sempre com atenção a tudo o que se passa. Todos dizem mal, todos dizem bem. Agora é impressioante ao ponto que o seu blog chegou. Não sou brunete nem lambuça ou lá o que quiserem chamar. Sou Sportinguista com muito orgulho. Mas esse tipo de acusações já chateia.

Vocês podem ter lá as vossas dúvidas... é incrivel é que vão ter sempre algo para pegar. Por isso eu digo, quando o sporting tava na penúria... não via sequer um post crítico (se bem me lembro).

Agora querer passar que é o detentor da justiça e que para si é tudo muito estranho, qual velho do restelo. Posso não saber tanto como o senhor, mas digo-lhe uma coisa, à muito que não se via um Sporting assim, felizmente para uns infelizmente para outros.

Saudações Leoninas
Sem imagem de perfil

De Luis Santana a 23.03.2014 às 20:45

Esquecime de colocar o nome.

Sim, eu não preciso de me esconder!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 21:01

Deve estar confuso com os blogues mas, de qualquer modo, apenas visa o debate ideológico e não sobre os factos.

Mas, já agora, agradeço que indique, especificamente, o último post em que critiquei o "Bruno", e não é que eu tenha qualquer receio de o fazer quando entendo ser merecido.

Se pretende debater os específicos de qualquer temática, apresente os seus argumentos, uma vez que este outro tipo de troca de opiniões é perder tempo e energia.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 23.03.2014 às 13:11

Todos nós concordamos que a afirmação é mais que verdadeira

William Carvalho tira o lugar a qualquer outro medio defensivo neste momento e se Paulo Bento não o quiser chamar ou colocar a titular, ninguem o consegue convencer do contrário, mas também não me parece que o afaste de proposito por causa destas declarações - que sinceramente me parecem perfeitamente normais.

BC fala muito é certo e nem sempre o devia fazer, mas na minha humilde opinião (que ao contrario de muitos é completamente isenta e não está refem da minha simpatia ou antipatia para a sua pessoa) desta vez não vejo que tenha passado as marcas

Se William sair é pena, mas é uma venda muito boa apesar de só recebermos os 60%

O que eu gostava de saber é por quanto "vendemos" os tais 40%" e porque o fizemos se simultaneamente se pagava salários milionários a supostas vedetas que não o justificavam minimamente.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 23.03.2014 às 15:24

Fala-se (não sei se é totalmente verdade) que esses 40% foram vendidos por cerca de 300/400 mil €. Dois ou três salários mensais de Jéffren, por exemplo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 15:49

"Não sei é verdadeiramente verdade", só se deve a não estar bem informado. Tenho à minha frente o comunicado do SCP à CMVM de 18 de Agosto de 2011, para esse efeito. Nessa data foram comunicadas a alienação dos direitos económicos de 8 jogadores, entre eles William Carvalho: "40% por 400 mil euros".

Onde reside a sua dúvida e o que é que isto tem a ver com os salários do Chico ou do Manel ?... São duas questões distintas.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 23.03.2014 às 22:51

Simplesmente não tinha a certeza do valor, nem tinha tempo para o ir verificar.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 15:42

Em primeiro lugar - embora a sua opinião não seja surpresa alguma - o ponto da questão não se o que ele disse sobre o William corresponde à realidade do momento, mas sim que não compete a um presidente de um clube mandar recados ao seleccionador nacional através da comunicação social sobre quem deve ser titular ou não. Se não compreende isto, lamento.

Aqui não está em questão os salários milionários ou não que foram pagos a A, B ou C - não é mais do que atirar areia para os olhos relativamente à indiscutível má gestão do passado recente - mas sim a percentagem do passe de William e outros que foram vendidos a fundos, cujas percentagens não foram entretanto recuperadas por não haver liquidez suficiente para o fazer. Se também não compreende isto, lamento.

Sem imagem de perfil

De iorda9 a 23.03.2014 às 17:00

Relativamente aos recados - tem a certeza que prejudicam ? num caso não muito diferente o silencio em relação ao moutinho - foi assim tão produtivo ?

Em relação aos fundos - não estou por dentro dos prazos - não sei se seria possivel resgatar esses 40% ou se ainda o é

Mas sei que não podemos na minha opinião culpar esta direcção por não ter a liquidez necessaria, para o fazer - sabe muito bem qual era a situação financeira do Sporting há 1 ano atrás e no esforço que se está a fazer para a recuperar

Por isso só o facto de se parar de vender partes de passes de jogadores para se pagar ordenados milionarios (sim por na realidade é isso que acontecia) é por si um bom indicador - melhor ainda claro seria recuperar esses passes, mas lá chegaremos, espero
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 17:19

Se ler bem o post , nenhuma crítica é dirigida à actual Direcção sobre a alienação de percentagens de passes de jogadores, mas sim àquilo que Bruno de Carvalho diz publicamente, parte à conveniência que não explica a verdade toda, e a outra parte, sobre o William , que nunca devia ter dito.

O problema com muitos é que não conseguem ver as árvores pela floresta, porque mal se menciona o "Bruno" vêm logo ao "ataque" e, neste caso, sem fundamento algum.

O caso de Moutinho, pós-facto e não em antecipação, fez parte de uma conspiração em que Queiroz foi o principal cúmplice, e devia ter sido denunciada por todos os meios na altura, embora houvesse sempre o receio de envolver a Selecção em polémica na véspera do Mundial 2010.

Nada mas absolutamente nada indica que o William não vai ser chamado à Selecção. Se será titular ou não depende exclusivamente do seleccionador, no devido momento de decisão, sem influências das "bocas" de presidentes, seja do Sporting ou de qualquer outro clube.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 23.03.2014 às 14:14

Convinha, face à visibilidade pública dos comentários, que houvesse a preocupação em apurar factos, antes da critica a uma qq declaração do presidente.

BdC refere-se, obviamente, à recuperação dos passes em posse da Holdimo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 15:44

Claramente para si e para mim, que estou informado disso, mas não para todos. Além do mais deveria especificar os jogadores, as percentagens e os modos muito "especiais" dessa alegada recuperação, como bem sabemos.
Sem imagem de perfil

De L a 23.03.2014 às 17:56


Ai o Bruno é que resgatou a percentagem dos passes? Se soubéssemos todos o calibre da arma íamos já a correr comprar mais munições.
Sem imagem de perfil

De M a 23.03.2014 às 17:29

Quanto às percentagens de passes recuperadas, julgo que BdC se referia ao negócio com a Holdimo, da transformação das penhoras de percentagens de passes que detiam em capital social da SAD. Quanto ao resto dos activos particionados, posso dizer-lhe com absoluta certeza que, por exemplo, em relação aos 40% de William Carvalho detidos pelo Sporting Portugal Fund, não existe qualquer estipulação de preço de recompra nem sequer há cláusula nesse aspecto, pelo que, a fazê-lo, terá que ser negociado ao sabor dos gestores desse Fundo, que se sabe bem quem são.

Quanto ao assunto central deste post, posso anuir que BdC fala demais e nem sempre bem. Mas também lhe posso dizer que é preferível a um qualquer "papa-açordas" (desculpe-me a expressão) que se mantenha quedo e mudo em relação a tudo. Foi essa postura que nos levou a perder o raio de acção nos órgãos deciores do Futebol português.

E, um tanto em off-topic, o Vítor Pereira diz que já encetou demarches para a defesa dos coitadinhos dos árbitrozinhos inocentes e pseudo-moralistas. Perdoa-me a ofensa, mas parece-me que o digníssimo pseudo-sportinguista Vítor Pereira enceta é demarche... à ré!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 17:50

O negócio da Holdimo é uma muito menor fatia dos investimentos de fundos em activos do Sporting, como bem sabemos, e foi tratado não através de liquidez nossa mas sim pelos meios que indica.

Não foi esta sua (do Bruno) declaração que me motivou a escrever o texto, embora não aprecie o facto do presidente apresentar as coisas à conveniência, que acabam por enganar quem não está devidamente informado.

O acordo sobre a percentagem do passe de William , e de outros, não terão cláusulas especiais para a recompra, mas há diversos outros activos no plantel que têm, a exemplo de todos os que estão com a Quality Football Ireland e ainda uma outra empresa cujo nome me escapa agora. A razão, como sabe, é para permitir a recompra com valores pré-estipulados dentro de determinados prazos. No caso do William , sem cláusulas excepcionais válidas, a recompra teria de ser negociada face ao valor actual do jogador no mercado, ou seja, xxxx milhões.

O presidente fala e sempre falou demais, embora tenha tido algumas intervenções oportunas e nunca se deve calar perante a defesa dos maiores interesses do Sporting. O problema é que ele procura o mediatismo quase diariamente e nem sempre acertado, que leva com que ele e o clube percam credibilidade. Sobretudo, mandar recados ao seleccionador nacional sobre quem deve ser titular na equipa, é no mínimo ridículo.

Parece que Vítor Pereira e o José Gomes da APAF só se preocupam com a defesa do elemento quando envolve o Sporting, de resto passa tudo em branco. Cada um de nós poderá opinar sobre o porquê desta disposição.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 18:17

Caro M, para ser justo ainda vou um pouco mais longe. A falar, acho muito bem que o presidente tenha afirmado que "Não temos interesse nenhum em vendê-lo", em referência ao William, por uma defesa de posição negocial, sabendo ele muito bem que se alguém cobrir a cláusula de rescisão, a decisão está fora do controlo do Sporting, salvo o jogador não aceitar ir para o clube comprador. Neste caso concreto do Manchester United, confirmando-se, não se prevê essa recusa por parte do William, porque além de ir para um dos maiores clubes do mundo, se não o maior, irá receber mais num mês, em salário, do que recebe actualmente do Sporting num ano inteiro.
Sem imagem de perfil

De M a 23.03.2014 às 19:33

Obviamente. Mesmo que não batam a cláusula mas andem lá perto (como se fala dos 37M £ do Man. U.td FC) o Sporting não tem forma de o segurar, salvo se o próprio recusar, o que é para lá de improvável.

Salvo recompra até lá dos tais 40% ou menor percentagem, o Sporting só terá direito a qualquer coisa como 27M €, e o fundo que investiu apenas 400 mil € recebe 17M €, o que só me demonstra os porquês destes fundos existirem. Não sei se, mas pelo menos espero que haja um qualquer acordo do Sporting com o banco que gere esse fundo para que os lucros sejam subtraídos à dívida.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 19:58

Bem, não tenho conhecimento de causa directo, mas duvido que haja um qualquer acordo especial com o BES. Até porque ainda está por explicar como foi resolvido os 1,750 milhões de euros que investiu no André Santos que entretanto foi para o Guimarães a custo zero, 1 milhão com o Salomão que nunca verá retorno, 800 mil com Renato Neto que fica livre no dia 1 de Julho de 2014, William Owusu - 400 mil - que foi dispensado e, possivelmente ainda mais alguns casos que não me dei ao trabalho de averiguar. Por conseguinte, o fundo arrisca e perde quando tem de perder, mas com casos como o de William recuperará. Isto, visto de fora para dentro, sem informação especial.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 20:09

PS: O Sporting Portugal Fund terá perdido com o Jeffrén com o investimento de 1,375 milhões. Ainda tem investimento com: Capel, Carrillo, Rinaudo, Diego Rubio e Chaby. Os últimos números que eu vi sobre a soma do investimento deste fundo no Sporting é de 11,500 milhões de euros. Não há lucros à vista.

Terá lucrado alguma coisa com Ricky 15% e Insua 15% e perdido com Arias 4% e Coelho 5%.

Enfim, muitas contas...
Sem imagem de perfil

De M a 23.03.2014 às 21:06

Rui,

Com toda idoneidade, um dia que tenha tempo, disponibilidade e paciência faça as contas. Todas. Verá que entre o deve e o haver, os fundos NUNCA perdem. É um cancro sanguessuga que se criou com a desculpa esfarrapada da liquidez imediata, uma capuz para os problemas dos Clubes, um atirar as dívidas de barriga para a frente.

E dito isto, estes negócios podem ser benéficos para ambas as partes, mas não vendendo toda a matéria a retalho, como se foi fazendo nos últimos anos. Assim, como foi feito, resolveram-se problemas a curto.prazo e aumentaram-se exponencialmente os problemas a médio/longo-prazo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 22:01

Não clamo que perdem, na soma dos negócios, mas têm forçosamente de perder em alguns para compensarem então com outros. É apenas lógico.

A dificuldade com as nossas conclusões é não temos acesso aos dados todos nem às condições dos contratos celebrados entre clubes e fundos.

Eu considero que os fundos foi das piores coisas que apareceram no futebol, porque permite aos clubes viverem além dos seus meios e inflacionam o valor dos jogadores.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 23.03.2014 às 23:00

A recuperação da percentagem dos passes na posse da Holdimo seria feita no processo de reestruturação com os bancos no âmbito do qual a Holdimo passaria a deter 20% do capital Social da Sporting,SAD.
Como se pode constatar no último RC, a estrutura acionista não mudou,pelo que essa entrada ainda não se deu,como muitas outras situações previstas ainda não ocorreram,como a fusão com a SPM,a emissão das VMOCs,etc.

Lê-se no referido comunicado,nomeadamente:

"É firme convicção do Conselho de Administração da Sporting SAD que a reestruturação financeira em curso assenta em pressupostos económico
-financeiros aceitáveis e exequíveis e será aprovado pelos financiadores, pelo que a continuidade das operações da Sociedade se encontra assegurada
, tendo em consideração que as medidas previstas na reestruturação em
curso visam permitir à Sociedade, por um lado, aumentar os seus capitais próprios e, por outro lado, dotar a Sociedade dos meios financeiros necessários à gestão da sua atividade."

Portanto,para o não especialista como eu percebe-se que a reestruturação vai sendo implementada,e que é um processo,que todos esperamos que chegue a bom termo.Portanto também não sei muito bem que valores de passes é que o Sporting já recuperou.Mas isso caberá ao presidente esclarecer.

Ver:

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/PCS48777.pdf

Em relação ao William,temo que não possamos recuperar qualquer percentagem dos 40 alienados,mais não fosse,pelo tempo decorrido.

PB tem um temperamento muito especial,mas mesmo ele penso que não terá coragem de não levar William.Se entretanto for vendido,não só irá ,como muito provavelmente,será titular.Tem um upgrade automático de estatuto.
Se calhar por saber que o jogador já não será nosso é que BdC fez aquelas afirmações.Vá-se lá saber.

Fora do tema:boa vitória do Sporting,sem deslumbrar.Fez o resultado que teria feito em Setúbal com uma arbitragem normal.
Mas atenção,Jorge Sousa fez uma arbitragem habilidosa.Mas foi suficientemente inteligente para não cometer erros grosseiros,como teria ocorrido se não marcasse o penalty-tão óbvio que até o jogador do Marítimo o reconhece no final.
Portanto,tudo na mesma nesta frente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 23.03.2014 às 23:13

Tem razão meu caro, muito inerente à reestruturação ainda não levado a cabo e salvo uma explicação em detalhe por quem tem essa informação, é difícil de compreender.

Nem sequer dá para perceber quais os passes que foram recuperados, salvo porventura as pequenas percentagens detidas pela Holdimo e mesmo isso não está devidamente clarificado, em termos de assunto finalizado.

Apesar das declarações impróprias de BdC, quero crer que o William não será excluído, pelo seu valor evidente. Será que o Sporting já sabe da transferência para o Man U ?.... Pura conjectura da nossa parte, claro.

No post de análise sobre o jogo comentei o rigor disciplinar de Jorge Sousa mas, como diz e bem, acabou por não haver erros grosseiros afectar o resultado. Aqueles dois pontos de Setúbal incomodam imenso porque podíamos estar a fazer pressão no Benfica. Agora, com 7 pontos, que são 8 na realidade, estão à vontade.
Sem imagem de perfil

De M a 24.03.2014 às 16:16

Rui, quanto à Holdimo, tem aqui a notícia, cuja imagem refere algumas das percentagens de alguns dos jogadores...

http://www.maisfutebol.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13901996/1600
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.03.2014 às 16:52

Obrigado M. Isto, depreende-se, em cima das percentagens da pertença de outros Fundos sobre os mesmos jogadores.
Sem imagem de perfil

De M a 24.03.2014 às 16:57

Certo. A juntar às percentagens detidas por outros fundos, nomeadamente as Inc. da QFIL, o Sporting Portugal Fund e a Doyen Sports, que se conheçam pelo menos...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.03.2014 às 17:29

Isto leva-se a fazer duas perguntas: a primeira, será que o Sporting pagou 50% à Holdimo pela transferência de Bruma ou terá havido um qualquer acordo especial ? A segunda, sem me dar o trabalho de fazer as constas, quantos jogadores das equipas A e B é que pertencem ao Sporting 100% ?... Até receio a resposta !
Sem imagem de perfil

De M a 24.03.2014 às 17:52

Quanto a Bruma e Ilori, já havia sido acordada a incorporação da Holdimo no cap. social da SAD do Sporting, portanto parece-me que o Sporting terá aí tido direito à totalidade dos direitos económicos dos dois (de momento, não me lembro se qualquer outro fundo que não a Holdimo detinha qualquer percentagem sobre o passe dele).

Quanto à sua 2ª questão, também desconheço. Não deve ser muito difícil conseguir apurá-lo mas, sinceramente, sadismo e masoquismo não é muito comigo!

A propósito do assunto, e devido à troca de comentários com o L, noutro post acima, estive a ler por alto o regulamento do Sporting Portugal Fund, e eis que me deparo com isto:

http://i.gyazo.com/a8fe146ebb98f606519a4f17e3e5cca3.png

E isto (esta então é fenomenal):

http://i.gyazo.com/f08ec2210c9e9571e3328b43594bc90c.png
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.03.2014 às 18:32

Obrigado pela referência M. Acho isto bastante interessante e informativo e até gostaria de escrever um post sobre a temática, muito embora não seja a área de meu maior conhecimento e conforto.

Não seria útil ler o no. 9 em ligação ao no. 10, referido no primeiro link ?

No segundo, limito-me a perguntar por quem é a a "distribuiçã" é feita ? A lógic indica que será pelos accionistas do Fundo/Banco, mas para mim é um pouco confuso.
Sem imagem de perfil

De M a 24.03.2014 às 18:47

Quanto ao nº 9:

Sempre que o Fundo adquira direitos económicos relativamente a um
determinado atleta, será fixada uma tabela de referência pela Entidade Gestora
e pela Sporting SAD da qual constarão os valores que servirão de referência para
propostas futuras que sejam recebidas pela Sporting SAD para a aquisição dos
direitos relativamente àquele atleta. Os valores constantes da tabela de
referência serão iguais ou inferiores aos valores das cláusulas de rescisão que a
Sporting SAD tenha acordado com cada um dos seus atletas, e apenas se essas
cláusulas tiverem sido estabelecidas. Caso alguma proposta para aquisição dos
direitos desportivos relativos a determinado jogador venha a ser concretizada
em montante que iguale ou ultrapasse o valor de referência respectivo,
constante da referida tabela, a Sporting SAD fica obrigada a vender os direitos
desportivos que detenha inerentes a esse mesmo atleta, salvo o disposto no
número seguinte.

Os accionistas do fundo são constituintes do próprio banco. Acho que isto lhe responde à questão.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.03.2014 às 18:52

Mais uma vez obrigado M. Uma última pergunta, sem querer incomodar muito. Qual a razão que o levou a adjectivar a segunda cláusula "fenomenal" ?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.03.2014 às 18:54

PS: Um leitor deixou-lhe um pergunta no post "Sporting Portugal Fund".
Sem imagem de perfil

De M a 24.03.2014 às 19:00

Já lhe respondi!
Sem imagem de perfil

De M a 24.03.2014 às 19:04

Basicamente, porque no ponto 1 da 2ª imagem que aqui deixei diz que os dividendos que o Fundo retirar dos investimentos que fizer são capitalizáveis no próprio Fundo, para Investimentos futuros, e que esses rendimentos NÃO serão distribuídos. Mas no ponto 2 contradiz-se, dizendo que se a entidade gestora (ESAF) ou os constituintes do Fundo (que são os mesmos do banco) quiserem, os rendimentos que o Fundo obtiver PODEM ser distribuídos, parcial ou totalmente.

O que só me leva a constatar a leviandade de tal regulamento, que estipula uma coisa num ponto, para no ponto seguir tornar inócuo o ponto anterior...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 24.03.2014 às 19:10

Concordo que torna inócuo mas não é invulgar, tratando-se de bancos ou outras instituições do género.

Agradeço as explicações muito informativas.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo