Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Campeonato Nacional de Juniores

Rui Gomes, em 31.01.15

 

DOYVNN9M.jpg

 

A equipa de juniores do Sporting terminou a primeira fase do Campeonato Nacional com uma derrota, por 2-1, pela visita a Leiria, mas já estava garantida a passagem para a segunda fase. O golo leonino foi marcado por Ever Gómez.

 

Concluída, então, a 22.ª e última jornada da primeira fase, eis os oito clubes apurados:

 

Zona Norte

 

FC Porto - 51 pontos

V. Guimarães - 44

Rio Ave - 43

Gil Vicente - 40

 

Zona Sul

 

Benfica - 60 pontos

Sporting - 40 (12 vitórias/4 empates/6 derrotas)

União de Leiria - 35

Nacional - 35

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:28

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Zargo a 01.02.2015 às 10:49

Os sub-19 concluíram a 1ª fase atrás do Benfica. No entanto, esta mesma geração da Formação do Sporting quando era Sub-17 terminou a 1ª fase do respectivo campeonato à frente do Benfica!

Admito que só por si, este indicador, tem um valor relativo e não permite uma avaliação qualitativa global do trabalho que é desenvolvido na Academia.
No entanto, podemos concluir que a estrutura que António Carraça começou a implantar no Benfica em 2005 está a dar resultados significativos. A acção de António Carraça, que goza de elevada autonomia, incidiu nomeadamente nas seguintes áreas:
- Departamento de Prospecção;
- Estruturas técnicas para cada geração de formandos;
- Gabinete de Psicologia.

Enquanto o Benfica acumulou know-how o Sporting desperdiçou-o. Só nestes últimos anos saíram ou foram dispensados técnicos experiente e com currículo no Clube como José Lima, Bruno Freitas, João Martins e Luís Filipe Gonçalves. Bento Valente abandonou porque considerou que não tinha autonomia para exercer o cargo que desempenhava.
Por exemplo, José Lima foi tri-campeão Nacional no Sporting e Luís Filipe Gonçalves foi tetra-campeão Nacional pelo Sporting e, agora no FCPorto lidera confortavelmente a competição Sub-15A em que participa.

Sem imagem de perfil

De m1950 a 01.02.2015 às 11:44

António Carraça ou o Armando Carneiro ?? Não está a fazer confusão ?

Estes sub19 , foram os mesmos que perderam o campeonato em casa contra o Vitória de Guimarães. São uma geração fraca como as seguintes que entraram , embora os juvenis eliminados sejam uma boa equipa e eram na minha opiniao muito bem orientados pelo melhor treinador da nossa academia , o Telmo Costa.

O problema aqui esteve no scouting do Sporting e não só , houve a má gestão , de se contrarar penso que 14 jogadores... o que obviamente baixa a qualidade técnica média da equipa , pois não são formandos ao mesmo nível tático pelo menos , daí apareceram os Zés Turbos e etc.

Há um texto muito lúcido de alguém que esteve por dentro e sabe o que se passou , muito mais que Andrés Figueiredos que apenas querem notoriedade no Sporting a todo custo.

Não necessita de ter conta para aceder a este texto , o problema da formação do Sporting é conjuntural e vem de há muito tempo , sendo que agora pagamos apenas retroativos de uma gestão descuidada e ao abandono. Desde deixar entrar gente da formação do Benfica que veio roubar know how e irem embora para o Benfica outra vez no seguinte , entre outras palhaçadas.

https://pt-pt.facebook.com/cortina.verde/posts/736987869710780
Sem imagem de perfil

De Zargo a 01.02.2015 às 13:10

m1950

Concordo com algumas considerações que faz e discordo de outras, o que é natural.
A análise sistematizadora de João Ruas na Cortina Verde é lúcida e corresponde no essencial à realidade dos factos. Repare que o JRuas revela profunda decepção por aqueles que ele designa por “acomodados” continuarem em 2013-14 a condicionar e prejudicar a evolução e adequação do Departamento de Formação do Sporting. Essa decepção abrange também Bento Valente, André Carreira Figueiredo e outros que, em contextos diferentes, também foram afastados pelos “acomodados” que permaneceram em funções com o beneplácito da nova estrutura directiva do Sporting. A decepção é ainda maior porque muitos deles acreditaram que com Bruno de Carvalho a Formação do Sporting iria, finalmente, ser reformada e adequada a uma realidade sempre em mudança.

Referi-me a António Carraça pelo seu papel entre 2005 e 2013. Podia e devia ter citado Armando Carneiro pelas funções que desempenha actualmente.

Fala dos “Andrés Figueiredos” que querem notoriedade. O m1950 sabe que isso não é argumento que se utilize um debate. É como aquela história dos tachos que os croquetes viram voar. Está ao nível de eu afirmar que o Inácio e o Virgílio estavam à rasca e agarraram-se ao poleiro. Este tipo de argumentação inquina a conversa e impede um diálogo frutífero.

Já que refere o André Carreira Figueiredo e para troca com o excelente texto de JRuas, cito uma parte de uma análise sobre a Formação que ele postou no Facebook:

“É um "mito" que o Sporting seja um "papa-troféus" na formação? Se calhar agora que se perdeu a competitividade desportiva é conveniente passar para a massa adepta essa imagem de que o Sporting não conquistava títulos...
1) Entre a inauguração da Academia em Junho de 2002 e o final da época 2013 o Sporting só nos 3 escalões nacionais conquistou 15 em 33 títulos possíveis (portanto uma taxa de sucesso de 46%). Nesse mesmo período o FC Porto só conquistou 9 títulos (27%), e o Benfica apenas 8 (24%).
2) Quantos Tri-Campeonatos de Juniores houve nos passados 75 anos? Apenas 3, pois é um feito raro, o penúltimo foi do FC Porto no final da década de 70, e o mais recente foi o Sporting em 2007-10 com José Lima (Geração de 1989), José Lima (Geração de 1990) e... José Lima (Geração de 1991).
3) Quantos Tetra-Campeonatos de Juvenis houve nos passados 50 anos? Apenas 3, pois também esse é um feito muito raro. O penúltimo foi há 25 anos e foi do Benfica, enquanto o mais recente foi do Sporting em 2003-07, e foi da autoria de Luís Martins (Geração de 1987), João Couto (Geração de 1988) , João Couto (Geração de 1989), e Luís Dias (Geração de 1990).
4) Quantos treinadores existem que foram Tetra-Campeões nacionais de Iniciados? Só conheço um, chama-se Luís Gonçalves e ao serviço do Sporting foi campeão em 02/03 (Geração de 1988), em 03/04 (Geração de 1989), em 05/06 (Geração de 1991), e em 07/08 (Geração de 1993). Hoje infelizmente para os Sportinguistas o Mister LG comanda os Sub-15 do FC Porto, e comanda bem, até ao momento em 18 jogos obteve 18 vitórias e com 86 golos marcados possuem "apenas" o melhor ataque do país.”

Como vê, m1950, se há “coisas” que não estavam perfeitas em anos anteriores, fica-se com a inevitável sensação que se agravaram ultimamente.
Cordialmente
Sem imagem de perfil

De m1950 a 01.02.2015 às 13:54

E agradeço que tenha partilhado esse texto , mas de facto não posso respeitar quem procura notoriedade a todo o custo , eu já vi vários textos desse senhor e estão seriamente muito inquinados , numa ideia "agora é que está tudo mal" e se não muda de postura certamente não terá credibilidade pelo menos no que toca a minha parte.

Todos os seus textos são "desde que BdC ali e acolá" , quando o problema é profundo , e tem muito com uma espionagem e sabotagem que foi feita a nível de scouting e do know how do Sporting , que se paga agora , ou ele vai-me querer convencer que os miúdos jogam mal porque o Bruno é o Presidente ?

Espero simplesmente que ninguém mexa nos metodos da Academia , nem haja revoluções a nível metódico , e aqui falo da componente física e de treino , e até mesmo na psicologia.

Uma das coisas mais notáveis que vemos é que , os miúdos do Sporting respondem de forma muito forte quando são chamados a sénior ou quando são lançados, muito mais que os do SLB ou do FCP. Vejo muitas vezes na formação miúdos sportinguistas a estarem em desvantagem , apenas pelo físico mas sei que depois nos séniores essa vantagem é anulada , e o crescimento dos jogadores na Academia é o melhor.

Não compreendo como Abel é contratado para treinador da , não compreendo este desleixo com Barão e agora um treinador de pontinho como o João de Deus , não sei o que faz o Boa Morte na formação do SCP.

Precisamos sim de técnicos e scouting de qualidade , não queremos que BdC seja desleixado e entregue a amigos , como se a formação fosse automática , depois isto aconteceu quando meteram lá os Sá Pintos e Paulo Bentos , mesmo tendo estes sido bem sucedidos , não se admite que ser treinador da academia seja uma rampa de lançamento para ex-jogadores. A falta de seriedade começou aqui , e sim a esperança é que BdC trave isto.

Agora não me venham dizer que os miúdos jogam mal porque o Bruno é que lá está , Bento Valente contratou os 14 jogadores para os juniores , e o Lima quem viu os jogos dos juniores sabe perfeitamente , e mesmo nos ultimos anos , vemos que as equipas do Lima nada jogam.

Tendo em conta o forte investimento do Benfica no Scouting e na contratação de jogadores , pois o Benfica não tem melhores formandos que o Sporting , eles teem é o melhores jogadores dos escalões que foram contratados para aumentar o nível do Seixal e dar-lhe nome para poderem começar a ganhar nas escolhas dos pais dos miúdos. Antes tinham de pagar o dobro para ter um jogador que iria para o Sporting , hoje os miúdos escolhem o Benfica. Essa foi a estratégia.

E no Sporting foi o desleixo , mas não começou agora , e infelizmente não estou a ver a ser travado agora , mas não é sequer honesto intelectualmente o que tenta passar esse senhor André Figueiredo.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 01.02.2015 às 16:43

m1950

Somos ambos sportinguistas e pretendemos o sucesso do nosso Clube. Esta é a premissa fundamental neste nosso diálogo.

O m1950 refere que “espero simplesmente que ninguém mexa nos metodos da Academia , nem haja revoluções a nível metódico , e aqui falo da componente física e de treino , e até mesmo na psicologia.” Sim, há aspectos que no essencial permanecem como grandes princípios orientadores da actividade da Academia, como gestão dos recursos humanos, política de contratações e dispensas e renovações de jogadores. Tudo o resto muda. Se a sociedade muda, se a legislação competitiva é alterada, se as infraestruturas evoluem, se o mundo se globaliza, se a ciência evolui, então um Departamento de Formação de Futebol não pode ficar parado no tempo. Não é mudar por mudar para parecer que se é todo modernista. Muda-se porque à nossa volta quase tudo muda e porque o conhecimento científico na área do treino e da psicologia evolui, o modelo organizacional tem de responder a novos desafios e as estruturas funcionais correspondem a novas realidades.

A Formação do Sporting é dirigida por Virgílio Lopes, Director-Geral de Formação, por Francisco Barão, pelo psicólogo Miguel Sampaio e por Pedro Venâncio. Estas pessoas, independentemente do seu sportinguismo, não possuem “saber fazer” para estar no topo da pirâmide estrutural que diride e responde pela Formação do Sporting.

O m1950 diz que não sabe como é que o “Abel é contratado para treinador” para treinador dos juniores”. Eu pergunto: como é que o Boa Morte que treinou um ano as camadas juvenis do Fulham merece a contratação para treinador dos juniores?
É fácil imaginar que a realidade competitiva desportiva, biomececânica e psicológica, cultural e sociológica da Inglaterra é muito diferente da nossa, mas isso não impediu que Boa Morte avançasse de imediato para treinador dos juniores.
No entanto, o Lima que foi tri-campeão nacional pelo Sporting foi despachado e o Abel que tem formação académica superior na área do Desporto e a carreira desportiva que todos conhecemos igualmente não serve!

Permita que considere que o m1950 é tremendamente injusto com o José Lima que trabalhou na área de Formação do Sporting desde 2006 e foi campeão nacional de juniores nas épocas de 2007-08, 2008-09 e 2009-10. Depois, foi por duas vezes adjunto na equipa principal e foi Coordenador da Formação. Para além de tudo isso, é sócio do Sporting há cerca de 30 anos.

Conheço o André Carreira Figueiredo e vejo-o como um sportinguista profundamente empenhado na vida do seu Clube. É um indivíduo de carácter, com grande frontalidade nas relações pessoais e profissionais, coragem física e resistência psicológica, para além de possuir invulgar competência profissional que decorre da sua formação académica. Não temos de gostar todos uns dos outros, mas André C. Figueiredo não merece, na minha opinião, alguns dos adjectivos que o m1950 utiliza para o classificar.

Questina se “os miúdos jogam mal porque o Bruno é o Presidente”. Obviamente que não. Poderia responder a brincar e dizer que o BdC ainda não se senta no banco nos jogos da Formação. A coisa é mais séria e vasta. Decorre do trabalho de organização e planeamento a jusante e a montante de cada jogo. E, nesse aspecto, a actual estrutura directiva está a falhar em absoluto.

Para concluir, direi que considero que o sucesso de BdC como Presidente resultará da capacidade construir e planear um projecto que corresponda à realidade e à cultura do nosso Clube, o que implica a criação de um modelo de gestão sustentado financeiramente, uma equipa competitiva que lute por títulos, um sector de formação bem sucedido desportivamente, a persistência do ecletismo desportivo e uma estrutura directiva, técnica e desportiva solidária, coerente e competente. A recuperação da identidade do Sporting é um elemento fundamental, que decorre do sucesso das premissas referidas anteriormente, na medida em que constituem o elemento aglutinador, integrador e mobilizador de todos os sportinguistas.

O que se passa, em inúmeros aspectos, é precisamente o oposto. Para além de divisão dos sportinguistas, receio pelo futuro do clube, incapacidade de antecipar problemas, ameaças a quem não vai ao beija-mão.

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De Zargo a 01.02.2015 às 17:32

m1950

Rectifico "biomecânica" e não "biomececânica", para além da frase "O que se passa, em inúmeros aspectos, é precisamente o oposto. Para além da divisão dos sportinguistas, o receio pelo futuro do clube pela incapacidade de antecipar problemas e por ameaças a quem não vai ao beija-mão."
Sem imagem de perfil

De m1950 a 02.02.2015 às 01:13

Se ler tudo o que disse , ve que não falei apenas de Abel mas também de Boa Morte.

O Abel e o Lima são treinadores fracos , não se viu a nextgen onde fomos eliminados pelo Aston Vila com erros táticos do Abel , e perdemos nessse ano a final de juniores , e ele chorou porque Dier e Bruma não jogaram quando eramos muito superiores aos outros. O Lima teve excelente equipas quando foi tri campeão , a geração do William e Cédric , a geração de João Mário , enfim , tinha melhores recursos do que hoje. Também é responsável pela contratações dos 14 jogadores , viu-se várias vezes nos jogos dos juniores uma falta de qualidade tremenda e um treinador completamente incapaz de dar a volta ao texto. O problema é que Boa Morte não é melhor.

Não vejo tal como você competência na maioria da estrutura da formação do SCP para estarem nesses cargos , e tanto Venancio como Barão e Vírgilio são todos do grupo do Inácio , não sei se sabe mas eram todos colegas de equipa.

Não entendo também João de Deus , a sua ideia de jogo nada tem a ver com a academia e ainda hoje viu-se , parece que o Sporting fora , vai sempre jogar pateticamente atrás da linha da bola.

Não está nada a ser melhorado com a chegada de BdC , além da reformulação do departamento de scouting chefiado pelo Aurélio Pereira.

Comete-se o erro de se achar que o Sporting é tão bom que pode ter qualquer treinador.

Quando ao André Figueiredo eu respeito a sua simpatia , mas não aceito opiniões , de "desde 2013" e outras comparações absurdas como com o tempo de Vale e Azevedo , está a fazer oposição com o conhecimento que tem da formação , mas não é honesto em falar que o desleixo não começou agora.

Sendo que o Benfica e o Sporting focam o seu scouting na zona sul , é natural que no mesmo espaço que é quase um jogo de cadeiras , se um clube investir e tiver mais competencia que o outro , a outra formação irá ressentir-se.

Quero dizer que BdC levou com a batata quente e a reação não está a ser a melhor , mas não é causador dos problemas da Academia , sem esta premissa não me interessa sequer o que diz o André Figueiredo.

Quanto ao Sporting deve haver união não em torno do BdC e das suas manhas e manias , mas sim dos interesses do Sporting , eu por mim tinhamos lá um boneco , desde que fizesse o necessário estava bom. É por isto que não tenho nada contra BdC , repare, imagine que levava a sério a brincadeira dele quando falava dos "velhos", como era ? Por um sentido de estado , eu prefiro ignorar qualquer disparate que BdC diga ou faça , desde que não vá contra os interesses do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.

Sinto clube a melhorar , principalmente no seu orgulho , está mais competetivo , mas vamos pagar retroativos de muito do que foi feito e isso só pode ser ultrapassado com união dos Sportinguistas , há muitos perigos a nossa volta para andarmos em tricas. Financeiramente estamos a andar , deportivamente estamos a crescer , a nível de clube o desinvestimento nota-se e temos de dar a volta , mas passo a passo e todos a remar para o mesmo lado.
Sem imagem de perfil

De Zargo a 02.02.2015 às 12:46

m1950

Surpreende-me que seja tão definitivo relativamente a um treinador que foi tri-campeão nacional pelo Sporting e e campeão nacional pelo Alverca em 2001-02. No Sporting dois treinadores conseguiram um feito único na história do futebol de Formação:
- José Lima foi tri-campeão em juniores com as gerações de 1989 (2007-08), 1990 (2008-09) e 1991 (2009-10);
- Luís Gonçalves foi tetra-campeão em iniciados com as gerações de 1988 (2002-03), 1989 (2003-04), 1991 (2005-06) e 1993 (2007-08).
Como se verifica o JLima foi campeão com três gerações de atletas juniores, tendo as de 1989 e 1991 sido campeãs de iniciados. O JLima nunca foi "Jebista", "Godinhista" ou "Brunista". Sempre foi Sporting. Por isso incomoda muita gente que anda por aí “encostada”. Depois da experiência angolana o JLima regressará a Portugal e oxalá que o seu destino não seja o Benfica ou o Porto.

O Boa Morte tem tudo para provar. Discordo da sua contratação essencialmente porque havia treinadores na Formação aptos a pegar nos juniores, concretamente, Pedro Gonçaves tri-campeão regional em iniciados B e campeão regional de juvenis B ou João Martins, adjunto dos juniores. Para além do mais nada aconselharia que alguém há muito afastado da realidade competitiva portuguesa, sem interacção com os restantes elementos técnicos da Academia e desconhecedor de metodologias específicas do treino em Portugal assumisse a função de treinador da fase final do percurso de formação dos atletas.

O João de Deus teve uma carreira mediana como jogador, mas tem conhecimentos elevados na área da metodologia do treino e da preparação física. Sabe, pelo menos teoricamente, o que é a Formação num clube como o Sporting. Creio que o seu sucesso depende da capacidade de se integrar e da disponibilidade para o integrarem no Departamento de Futebol. Aguardemos.

De facto é muito grande a concorrência entre o Sporting e o Benfica na área da Formação. Quem for capaz de propor o “melhor” capta os atletas mais promissores. O Sporting tem argumentos fortes, nomeadamente uma maior possibilidade de integração na equipa profissional. O Benfica terá os seus argumentos, mas o que importa é focarmo-nos naquilo que somos capazes de fazer.
Sobre o André Carreira Figueiredo fica o meu lamento que alguém com o seu percurso profissional, conhecimentos na área da psicologia desportiva e integridade pessoal não tenha lugar na área de Formação do Sporting. É porque o nosso Clube está muito bem servido de profissionais nesse âmbito.
Aliás, por alguma razão ele é sistematicamente referido por pessoas afectas a BdC que depreciativamente o designam por “Guru da Formação”. O curioso é que quase toda a gente com quem ele trabalhou considera que o ACFigueiredo é invulgarmente competente naquilo que faz!

Lembro-me perfeitamente do Sporting com o Barão a defesa direito, o Virgílio a médio e o Inácio a defesa esquerdo. O Venâncio entrou em 1982, quando o sportinguista Inácio se pisgou para o Porto do Pinto da Costa. Por essa razão Inácio e Venâncio nunca foram colegas de equipa. Por essa altura foi construída a bancada nova em Alvalade onde eu adquiri o meu primeiro lugar cativo: sector 27 fila 35 número 40!

Os sportinguistas estão unidos em torno do Sporting, mas não estão (e nunca estarão) unidos a BdC. Não vejo que isso seja um problema, pois quem exerce o poder necessita de ser confrontado com uma oposição forte e activa. Aliás, creio que não constitui preocupação para BdC que, pela sua personalidade, é mais fracturante do que polarizador. O que preocupa BdC é que pessoas como ACFigueiredo que o apoiaram se tenham afastado.
Permita que acrescente que não me recordo de BdC nas lutas difíceis pela renovação do Sporting antes de 20010-11. Foram outros que deram a cara e o tempo para que a actual estrutura directiva conquistasse o poder em 2013.

Um abraço sportinguista

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo