Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Debate livre (6)

Rui Gomes, em 27.02.15

 

media_p18nb6eri38jcf7ifqb1mb814bd3.jpg

 

A partir de hoje, haverão mais oportunidades a "debate livre", para disponibilizar ao leitor a oportunidade de abordar qualquer temática do seu maior interesse. Veremos, então, a receptividade por parte dos leitores e também o efeito em eliminar os "off-topics" que continuam a surgir, apesar dos meus repetidos pedidos nesse sentido.

 

A ânsia evidenciada ontem por parte de alguns era tão enorme, que os levou quase a ignorar o tão importante embate com o Wolfsburg, para comentar, "off-topic", a notícia sobre o comunicado da Sporting SAD à CMVM, relativamente à recuperação de percentagens de passes de 13 jogadores.

 

Esta poderá ser uma das temáticas de hoje, em que o leitor até poderá contribuir para uma melhor clarificação da operação, especialmente perante adeptos como eu que não estão muito por dentro destes assuntos.

 

Segundo o que foi reportado à CMVM, a Sporting SAD passou a deter a totalidade dos direitos económicos dos futebolistas que integram o "Sporting Portugal Fund", num investimento global de 12,65 milhões de euros:

 

André Carrillo (20%), André Martins (40%), Chaby (2,5%), Cédric Soares (25%), Diego Capel (20%), Diego Rubio (15%), Diogo Salomão (25%), João Mário (15%), Zézinho (25%), Nuno Reis (15%), Seejou KIng (40%), William Carvalho (40%) e Wilson Eduardo (40%).

 

Uma excelente notícia, indubitavelmente, mas que carece de algumas informações adicionais para se verdeiramente compreender o seu significado e o impacte financeiro na SAD e no Sporting:

 

1. Além do que já tinha sido levado a cabo (ou está a ser levado a cabo) com a Holdimo, era a minha impressão que esta recuperação de percentagens de passes estava integrada no processo de reestruturação financeira;

 

2. No caso de William Carvalho, há muito que se fala que a Sporting SAD já era detentora da totalidade dos seus direitos económicos, mas, evidentemente, só a partir de agora é que passará a ser;

 

3. Partindo do princípio que a Sporting SAD não tinha o "cash flow" para efectuar esta operação com o Sporting Portugal Fund, qual é a origem dos fundos, ou haverá, então, um crédito lateral para a viabilizar ?... Ainda, a exemplo do que sucedeu/sucederá com a Holdimo, o pagamento ao Fundo será efectuado através de acções da SAD ?

 

Esta não é uma área do meu maior conhecimento e, por isso, estas questões me parecem pertinentes. É a minha esperança que os leitores venham a esclarecer o assunto, concretamente. E quando digo "concretamente", excluo suposições e conjecturas. 

 

Com tudo isto, o leitor continua livre de abordar qualquer outra questão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:39

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


42 comentários

Sem imagem de perfil

De L a 27.02.2015 às 09:11

Está-se mesmo a ver. O William é nosso outra vez e era muito difícil, porque o Sporting é nosso outra vez. Difícil é ter vergonha na cara!
Sem imagem de perfil

De J. a 27.02.2015 às 10:14

???
Não percebi!

É um vergonha o clube ter recuperado % do passe não só do William, mas também do Carrillo, Cédric, João Mário ou Rubio, entre outros?

Não me resta qualquer dúvida que neste momento o Sporting é mais dono de si, do que era há uns anos atrás.
E isso deveria deixar qualquer sportinguista orgulhoso.
Sem imagem de perfil

De Leão da estrela a 28.02.2015 às 00:53

Gostava que fosse mesmo o Sporting mais dono de si mas, parece-me que a expressão correcta será: o Álvaro Sobrinho é agora mais dono do Sporting
E isso é arrepiante
Sem imagem de perfil

De PSousa a 27.02.2015 às 09:52

SL
Penso que se está a tomar as decisões certas, sendo ou não ideia de BdC aplaudo a iniciativa dos jogadores serem 100% do SCP ou pelo menos que o passe seja 75% ou mais nosso para podermos decidir a sua venda ou não!
Vamos no bom caminho? Eu espero que SIM!

Nota: Grato Rui Gomes... por haver mais espaços destes...
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 27.02.2015 às 11:09

Não sou também o mais entendido nestas questões, mas esta operação já era conhecida - presumo agora que tivesse ficado concluida

Respondendo ao Rui, creio que esse dinheiro vem de um emprestimo obrigacionista de 30M, ou melhor tinhamos um emprestimo obrigacionista de 20M a vencer e fez-se novo mas de 30M para pagar esse e fazer essa operação

Claro que é bastante positiva porque só os 40% que recuperamos de William pode chegar para a pagar

O Sporting e apesar dos enormes cortes que tem feito em termos de custos, continua a ter um exercicio operacional negativo - presumo que na ordem dos 20M/ano

Esses 20M tÊm de ser compensados de alguma forma - uma é pelas receitas da L.C. , outra pela diferença entre as vendas de passes de jogadores e claro que para ter algum lucro significativo, não podemos ter % pequenas dos jogadores

Creio que na area futebol, esta foi se calhar a melhor medida até agora, estamos a investir na equipa

Ha quem critique a politica desportiva desta direcção, mas e ao contrario de um passado recente, o Sporting tem agora nas suas fileiras jogadores valiosos e que podem render muito não só desportivamente como financeiramente e essa valorização tem sido conseguida, sempre tendo lucro nas compras/vendas de jogadores.

Para o ano, diz-se que temos SLimani prometido e que não conseguimos segurar William - so nestes dois negocios é perfeitamente possivel encaixar 50M, numeros há pouco tempo irreais para o Sporting e que permitem margem para reforçar devidamente o plantel
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 18:33

Caro Iorda9,

Só agora tive ocasião para considerar a sua explicação, que, aliás, não compreendo.

O Sporting fez novo empréstimo obrigacionista de 30 milhões para pagar o outro de 20 milhões e o resto ficou para esta operação de 12,65 milhões.

Não estou muito por dentro disto, mas não há juros a pagar ? Seja anualmente ou no termo do empréstimo ?

Creio que a sua explicação não explica tudo sobre esta operação.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 21:32

P.S. Remeto-o para a explicação detalhada do Leão 1906, um pouco mais em baixo nos comentários.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 27.02.2015 às 11:51

Deixo aqui um análise à politica de BdC relativamente aos passes de jogadores.

Enquanto vemos o Porto a comprar 20% do Brahimi e 30% do Aboubakar; e o Benfica a comprar velhos (Jonas e Julio César); o Sporting tenta comprar novos talentos e pelo menos 90% do passe, tentando desta forma valorizar os jogadores e depois ganhar o maior valor possível com uma transferência...

Podem criticar, mas digam uma alternativa a esta politica? dizem os criticos que deveríamos ter comprado menos, mas melhores... esquecem-se é quanto é que ganham de ordenado esses jogadores ditos melhores... (a titulo de exemplo o Ricardo Costa, pediu 800mil/ano).

Estou totalmente a favor desta politica, que cria condições de sustentabilidade futura para o clube, não pensando simplesmente a curto prazo, como tinha sido feito no passado. Existem coisas para melhorar, como é óbvio, mas genericamente cada ano que passa, temos uma equipa melhor e cada vez com mais experiência, e é assim que se cria uma equipa... aos poucos... e não contratando Elias e Pongolles!!

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 13:37

Fervor desmedido, como sempre caro Schmeichel.

Uma coisa é comprar jogadores de acordo com as possibilidades, outra, muito diferente, é comprar mais de 30, em época e meia, onde só uma mão cheia se aproveita. E depois vir argumentar que foi bem feito porque são baratos.

Eu, enquanto sportinguista, não tenho ilusões sobre o futuro do meu clube. Os dias de glória do passado nunca serão repetidos, apenas e tão só porque não temos condições para isso. Vamos continuar neste percurso do "quase" chegar lá, de competir para lugares secundários e talvez uma "tacinha" de vez em quando.

Para a época que vem vamos perder o Nani, e se William e Slimani também saírem, pensa, porventura, que é com ilusões que vamos preencher estas vagas ?
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 27.02.2015 às 13:50

Rui vamaos colmatar olhando para dentro e tambem olho para o mercado la fora.

Em agosto de 2013 ninguem sabia quem era o slimani. Ate me lembro do escandalo nos adeptos do sporting ir buscar um avancado por 300mil euros. Hoje em dia sabemos o seu valor.

William tambem antes da pre epoca de 2013 era um "NOBODY". Diziam impossivel um puto regressar do cerccle brugge e pegar na equipa. Falavam que ia ser outro Renato neto!!

Quanto ao nani nos ja sabiamos que o contrato era valido ate 30junho. Se calhar se o manchester vier para negociar o william.....podemos tentar ficar com ele mais 1ano com os mesmos termos. Basta aver interesse de todas as partes...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.02.2015 às 14:02

Rui

Se sairem esses 3 jogadores encaixamos muito dinheiro

Espero que se aproveite parte desse dinheiro para reforçar a equipa

O proximo defeso será mais um importante teste à capacidade desta direcção - vamos ver como se sai
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 27.02.2015 às 14:11

Peço desculpa por não me ter identificado
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 16:19

Como já disse a outro leitor, passamos a vida a evocar o caso de Slimani, que é uma excepção à regra e não a regra.

O William foi grande novidade para aqueles adeptos que só acompanham a equipa principal. O seu potencial já tinha sido bem identificado e chegou o seu momento, muito por mérito de Leonardo Jardim que o orientou e lhe deu a confiança para elevar o seu jogo ao patamar seguinte.

O Tobias, para muitos, também era um "NOBODY" até há poucas semanas, no entanto já era bem conhecido e o seu talento bem identificado. Muito do processo de evolução de jovens tem a ver com timing, oportunidade e aproveitamento por que quem de direito.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 27.02.2015 às 13:58

Rui Gomes,

Voltou a não perceber... eu comparei a politica do Sporting com a do Porto e Benfica, não disse que era uma politica perfeita...

Afirma: "Uma coisa é comprar jogadores de acordo com as possibilidades, outra, muito diferente, é comprar mais de 30, em época e meia, onde só uma mão cheia se aproveita. E depois vir argumentar que foi bem feito porque são baratos."

Claro que importa se são baratos ou não... que eu saiba, quando BdC foi eleito estávamos falidos, portanto para ir buscar jogadores tinham de ser jogadores baratos, e como é óbvio a probabilidade de serem jogadores top, é baixa... mas deixo aqui uma lista de 12 jogadores que no total custaram 12.3M€. Proponho que me informe um exemplo de um clube que tenha feito melhor...

- Slimani (300mil €)
-Tanaka (750mil€)
-Montero (2M€)
- Dramé (livre)
- Gauld (3M€)
- Nani (empréstimo)
- Rossel (1M€)
- Ewerton (empréstimo)
- Paulo Oliveira (1.5M€)
-Jefferson (800mil €)
- Jonathan Silva (2.6M€)
- Mauricio (350 mil€)
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 16:12

Eu é que não compreendo ?... O que interessa comparar a nossa situação à do SLB e FCP ? Não temos é que nos preocupar com a nossa casa.

O ponto que referi acaba por ser confirmado pelo Schmeichel . Eu não disse que se devia comprar jogadores caros, até porque não temos meios para isso, mas também andar a comprar à dúzia não é solução. São todos "baratos" mas, em conjunto, entre passes e salários despende-se muito dinheiro.

O Schmeichel fala assente em um fervor que não corresponde à realidade, no contexto desportivo. Esta equipa que temos agora, para elevar os seus patamares competitivos, necessitava de manter os melhores que tem e adicionar nunca menos de três outros com a capacidade para fazer a diferença. Não sinto optimismo algum que isso irá acontecer.

Evocamos o caso de Slimani vezes sem conta, mas casos como o dele não são a regra, mas sim a excepção à regra.

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 27.02.2015 às 17:00

O que é isso de um jogador fazer a diferença?! Paulo Oliveira não faz a diferença? Jefferson não faz a diferença? Slimani, etc, etc.
Os jogadores mais caros de sempre do Sporting (teoricamente também vinham fazer a diferença...) Elias, Tello, Pongolle... Não vá por ai... os jogadores que fazem a diferença, temos de os comprar lá fora ou com 18 anos ou ir buscá-los à nossa formação, porque depois torna-se incomportável as suas aquisições.

Você tem de se decidir qual o modelo mais benéfico para o Sporting, e dado que não tem dinheiro, existem estas 2 opções :

- jogadores contratados baratos (mas com ordenados baixos e alta percentagem de passe, o que nos permite mantê-los mais tempo)

ou

- jogadores de fundos (com ordenados elevados e baixa percentagem de passe, sendo o controlo sobre esses jogadores praticamente nulo)

Outra questão que se esquece na sua análise, é que após a chegada de BdC, houve uma razia nos jogadores presentes no Sporting (quer pelos altos salários, quer pela falta de qualidade dos próprios), pelo que a saída desses jogadores obrigou à contratação de um grande nº de jogadores até para a equipa B.
Pessoas que põe nessa famosa lista das 30 contratações falhadas jogadores como Gazela, que custou 25 mil euros, só podem estar a querer desinformar os sportinguistas...
E não me venham com a história da aposta na formação, porque é esta a Direcção do Sporting que mais apostou na formação... o ultimo exemplo Tobias, já que segundo o que li de certos sportinguistas, tinham preferido a contratação de Ricardo Costa (estou a falar de opiniões em Dezembro... agora é fácil falar).

Volto a repetir, não é perfeito, mas não encontro clube em Portugal com uma politica tão de futuro como a nossa... e claro que é importante comparar-nos ao Benfica e Porto, afinal, é com eles que competimos...

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 18:00

Dá uma resposta tão longa fora do contexto do que eu comentei, especialmente com as eternas e já cansativas comparações.

Quem percebe de futebol reconhece, sem dificuldades, que esta equipa necessita de 2/3 jogadores com a capacidade para fazer a diferença para atingir um patamar competitivo mais elevado. Podemos não ter a capacidade financeira para isso, mas é o que é necessário, desportivamente, para fazer essa diferença. Se não compreende este argumento, nada mais lhe posso explicar.

Isto até não é uma crítica à actual política da SAD , é simplesmente a realidade no contexto meramente desportivo.

Eu não me esqueço de nada na minha análise. Não estou é disposto, nem tenho disponibilidade, para escrever respostas aos comentários ainda mais longas que os textos dos posts .

P.S. Eu falo em jogadores "com a capacidade para fazer a diferença" e o caro evoca apostas falhadas do passado. Argumento sem nexo, quase como se esses jogadores não existam no futebol. Dou-lhe um simples exemplo do nosso rival: Salvio, Enzo Pérez e Gaitán, todos jogadores com essa capacidade e que o Sporting não tem os meios para contratar. É isto que eu queria dizer, evocando somente a vertente desportiva e não a financeira.

Sem imagem de perfil

De Balajic a 27.02.2015 às 21:57

Caro Rui,

Poupe o seu latim. É uma discussão que não leva a lado nenhum.

Por um lado, porque esta direcção não tem uma "política" nem um "modelo" para nada. Nem sequer para o futebol. Por outro lado, discutir com o interlocutor em questão (devia ser o que estava hoje de serviço) é como "malhar em ferro frio"...

Acho piada ler que esta direcção foi a que "mais apostou na formação" quando não existe "aposta" nenhuma.

Por vontade do presidente, quem jogava era os "pernetas" que ele foi buscar (basta recordar aquela conferência de imprensa em que ele "anunciou" ao treinador quais seriam os "reforços de Inverno"). Jogam estes pois são os jogadores melhorzinhos que temos, porque aquilo que foi contratado só seria titular no Arrentela.

Rui Patrício, aposta desta direcção? Cédric, aposta desta direcção? Adrien, aposta desta direcção? André Martins, aposta desta direcção? João Mário, aposta desta direcção? Quando muito deste treinador...

O William é "aposta da direcção"? Aposto que o presidente nem o conhecia...Nas camadas jovens jogava a 10 e, por vezes, a 8. No Cercle jogava a médio direito. Leonardo Jardim "criou" o melhor médio defensivo português. Tivesse sido o JJ a fazê-lo e teria dado "n" entrevistas e reportagens...

E o Tobias Figueiredo? Aposta? Quando o "desterraram" para o Reus? Ou quando o treinador se viu forçado a "lançá-lo aos lobos" porque o Maurício foi vendido, o Sarr é um caso perdido e o central comprado em Janeiro veio lesionado? Isto é que é uma "aposta"?

Resta quem? O Carlos Mané?

E o Bruma, o Ilori, o Dier, o Zezinho, o Betinho, o Rúben Semedo (outro "desterrado" em Reus), o Alexandre Guedes, o Zezinho?

Para além disto tudo, basta ver as revoluções e o "entra e sai" constante da formação e os resultados das camadas jovens (em que, pela primeira vez desde que me lembro, os juvenis não foram apurados para a fase final) para vermos a tal "política de futuro" que existe...
Sem imagem de perfil

De HY a 27.02.2015 às 22:17

"Eu, enquanto sportinguista, não tenho ilusões sobre o futuro do meu clube. Os dias de glória do passado nunca serão repetidos, apenas e tão só porque não temos condições para isso. Vamos continuar neste percurso do "quase" chegar lá, de competir para lugares secundários e talvez uma "tacinha" de vez em quando."

Rui, eu compreendo o que quer dizer, e até aceito que os dias de glória do passado não voltarão, se com isso se está a referir aos 4 campeonatos seguidos dos 5 violinos. Mas a sua conclusão, essa, jamais a aceitarei. Com brunistas, croquetes ou seja quem for, o Sporting é grande demais para aceitar tal destino. Se trabalharmos com competência e paciência, o nosso dia chegará, mais tarde ou mais cedo. Se não acreditasse nisso, não seria sportinguista!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 22:38

Bem... a minha referência era aos períodos de maior glória do Sporting, em que tivemos excelentes equipas e conquistámos títulos diversos, e não exclusivamente aos 5 violinos.

O dilema é uma questão de consciência em cada um de nós. Na minha, claro que desejo o regresso às conquistas e às boas equipas de futebol, simplesmente não vejo isso no nosso futuro e até nem sou uma pessoa pessimista.

Não me considero menos sportinguista por isso e, no meu caso pessoal, até é uma condição mais salutar, porque hoje em dia raramente me enervo a ver jogos, como era o meu estado constante durante muitos anos.

Em resumo, desejo mas encaro com mais serenidade, e creio realismo, o que se consegue a menos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 23:02

P.S. Não sei bem, talvez que "estado de espírito" seja um termo mais adequado ao que eu sinto.
Sem imagem de perfil

De HY a 28.02.2015 às 17:00

Nem pretendi insinuar que era menos sportinguista por isso, faltaria.
Nos últimos 40 anos ganhamos 4 campeonatos. Dá um por década. Antes, entre 60 e 80 ganhávamos uma média de 1 em cada 4 anos. São duas fases nitidamente inferiores ao que sucedeu antes. Deixamo-nos ultrapassar, tivemos dirigentes menos capazes, cometemos muitos erros e fomos menos aldrabões do que os outros. Mas o potencial continua a existir. Talvez tenhamos menos capacidade agora, mas não tem de ser um mal eterno. O futebol é muito volátil. Nos infelizmente, acrescentamos volatilidade, com as nossas mudanças constantes, de treinadores, de dirigentes e até de paradigmas. Dizemos agora que esta direcção está a gerir muito mal a formação, mas há uns anos houve um presidente que decidiu que deixaríamos de nos basear na formação para tentar imitar o modelo entreposto de jogadores de elevado potencial dos fruteiros. Viu-se o que deu....

Temos que saber o que queremos e suportar as consequências. Se queremos jogar com 8 jogadores da formação não lhe podemos exigir o mesmo que a oito internacionais A quase veteranos. Há que ter paciência e. Muita competência, porque temos (agora) menos dinheiro. Mas quando temos dinheiro, infelizmente, somos mestres em esbanjá-lo. Mas nada disto é inevitável. Consigamos nos estabilizar a presença na liga dos campeões, e tudo poderá mudar gradualmente.

A primeira coisa a fazer seria para de dar tiros nos pés... Mas parece que é sina. Até os nossos jogadores-caçadores conseguiram dar tiros nos pés...:-))
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2015 às 19:42

HY, uma das poucas ocasiões, rara até, que estamos em perfeita sintonia. Temos uma diferença fundamental, claro: o HY acredita neste presidente e eu não, apesar de algumas coisas que têm sido bem feitas.

Mas, pelo que sei, ele é um homem de baixo carácter e com o passar do tempo isso é cada vez mais aparente. Sei, inclusivamente, que salvo aquela mão cheia de lacaios que se ajoelham perante a sua pessoa, ele está cada vez mais a sentir dificuldades em ter quem esteja disposto a trabalhar com ele.

Muito disto, e mais, fundamenta a minha menos do que risonha visão sobre o futuro do Clube. Se estiver enganado, ficarei muito satisfeito, pelo Sporting.

Entre muitas outras coisas, detesto ver o nome do Sporting subvalorizado para dar destaque ao Bruno. Hoje, nas capas dos diários, sobre o relatório e contas da SAD, as letras "gordas" não eram SPORTING, mas sim a foto de Bruno de Carvalho.

Enfim... sei que não estamos de acordo nisto, mas lamento que seja a realidade.
Sem imagem de perfil

De HY a 28.02.2015 às 22:07

Oh Rui, desculpe lá mas desta vez quem meteu o Bruno ao barulho foi o Rui, não eu :-)

Parecia-me que a discussão estava noutro plano. Muito para lá deste ou outro presidente. Seja quem formo P do Sporting a realidade do clube é a que é até mudá-la acho que terá de ser como disse atrás. Os presidentes passam ( ultimamente até depressa demais) e o clube fica. De resto, eu acredito tanto neste como noutros, até me darem razão para não acreditar mais. E tanto quero que esteirada bem como o quis em relação a outros. O que não percebo, ou não concordo, é com essa...nem sei que lhe chamar, onda, crença, que alguma sportinguistas têm - e há muito pior do que o Rui, reconheço - de que este não pode fazer bem. Se alguém confunde isso com ser brunista...então já terei sido ...ista de todos os presidentes, pois apoiei todos até perceber que passaram a fazer parte do problema e não da solução (e isso aconteceu com poucos, deixe que lhe diga). E penso que é o que se passa com a maioria dos sportinguistas. O Rui lá dirá, mas eu conheço-o e sei como isto vai acabar. Pois, eu não conheço e prefiro esperar para ver. Critico quando acho que está mal, aplaudo quando acho que está bem.

Mas o problema do nosso sporting vai muito para lá de um ou outro Presidente. Oxalá este, e os seguintes, nos façam recuperar caminho. Ainda não há muitos anos tínhamos um presidente (ou mentor de presidentes, não me lembro em que fase foi) que assegurava que estávamos a construir as bases para sermos o mais poderoso clube português. Saiu tudo furado. Vamos,mas é recuperar devagar o nosso lugar e melhorar cada vez mais e um dia havemos de ter a sorte do nosso lado. Importante é estar em condições de a aproveitar ... E não a deitar imediatamente fora, como infelizmente temos vindo a fazer quase sempre quando o sucesso nos sorri.
Afinal, o Rui lembra-se da situação em que o Porto estava quando voltou a ser campeão em 78? Quem diria o que veio a seguir?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2015 às 22:35

Caro HY,

Concordo genericamente com o que afirma.

A única razão que mencionei o Bruno é porque ele está intimamente ligado ao presente do Clube e, por consequência, com impacte no seu futuro.

Concordo que tudo isto vai muito além de presidentes, mas é por de mais óbvio que, como líderes, a sua influência é enorme.

Acredite que no meu caso concreto, não se trata de não "gostar" de BdC. Não o respeito (e também não confio nele) porque entendo que o seu comportamento mesmo antes de chegar à presidência não é merecedor do meu respeito. Se acabar por fazer um trabalho positivo em prol do Clube, ficarei satisfeito, pelo Clube, mas a minha opinião dele dificilmente mudará.

P.S. Eu não sentiria prazer e qualquer orgulho em partilhar das proezas do Sporting, caso fossem conseguidas pelos mesmos meios que o FC Porto conseguiu muitas (não todas) das suas.

Sem imagem de perfil

De HY a 01.03.2015 às 12:14

200% de acordo com o PS, Rui. Só queria dizer que, futebolisticamente, as coisas podem mudar muito, mesmo quando a situação parece sem saída. Mas não através "desses" métodos. O que ainda torna a nossa tarefa mais difícil....
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.03.2015 às 13:41

Mas também não podemos ser "anjinhos" como já fomos em duas ou três ocasiões ao longo desta época e meia.
Sem imagem de perfil

De HY a 01.03.2015 às 16:56

De facto. Precisamos descobrir o nosso novo Manolo Vidal!!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 01.03.2015 às 17:17

Mas, mesmo descobrindo-o, não podemos ter um presidente a interferir constantemente, especialmente um presidente que não se identifica, minimamente, com futebol, às raízes.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 27.02.2015 às 23:14

Caro Rui Gomes, se o chateio com as minhas respostas, não precisa de responder... afinal sou um mero brunista...

Mas aprendo muitas coisas neste blog, por exemplo que o mérito da escolha dos 2 treinadores não é de BdC (que talvez deveriamos ter ficado com Jesualdo...); também aprendi que no tempo de GL, se jogava com 8/9 da formação no 11 inicial...; portanto BdC nada mudou no Sporting, está tudo igual... as mudanças que existem foram só mérito dos treinadores!!

Quanto ao resto, ficou-me na retina esta sua frase, senão se importar, vou me relembrar para discussões futuras...
"Isto até não é uma crítica à actual política da SAD , é simplesmente a realidade no contexto meramente desportivo." pelos post e comentários que leio, não parece...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 23:55

Meu caro,

Onde é que eu indiquei que me incomoda ?... Cada um de nós tem a nossa maneira de debater as coisas e, por vezes, certas afirmações não devem ser levadas à letra, mas somente como parte integral da "discussão". Se me ouvisse discutir estas questões com os meus melhores amigos, ficaria convencido que somos inimigos.

E não tem necessidade de ser cínico comigo, porque eu sou uma pessoa muito frontal. Só me deve confrontar com aquilo que eu afirmo e não com o que outros dizem.

Essa minha frase que cita, é apenas nesse contexto específico, ou seja, quando eu insisto que necessitamos de 2/3 jogadores com a capacidade para fazer a diferença, é uma realidade, creio, inegável, por qualquer pessoa sensata, mas creio que não temos a capacidade financeira para tal.

No post não existe qualquer crítica à actual Direcção, se houvesse, não haveria ambiguidade alguma da minha parte. Como é possível agora confirmar através do comentário do Leão 1906, eu tinha a sensação que esta compra dos passes em pacote à Sporting Portugal Fund fazia parte da reestruturação financeira, e faz.

Eu comentei há dias, e não foi em resposta a si, que a contratação de treinadores, jogadores, etc. envolve sempre um misto de mérito e sorte. Por vezes, nas nossas vidas particulares, fazemos a decisão certa mas que sai errada, e o inverso também é verdade.

Como o Leão 1906 diz, e bem, com mais dinheiro disponível reduziríamos as probabilidades de erro, quanto a jogadores, mas nunca é uma garantia. Sempre que abordamos esta temática recordo prontamente a contratação de Fernando Torres ao Liverpool, pelo Chelsea , salvo erro por cerca de 60 milhões. O resultado está à vista e ele já regressou ao Atlético de Madrid.

Por fim, com a minha usual frontalidade e sinceridade, a acusação que lhe tenho dirigido é que se deixa levar, excessivamente, pelo momento e pela sua grande simpatia para com o actual líder. Dito isto, está no seu pleno direito, obviamente.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 28.02.2015 às 01:01

Caro Rui,

Queria destacar que o Sporting tem uma equipa muito jovem, e para se ser campeão,concordo consigo em que precisamos de jogadores com mais qualidade/experiência. É sabido que um jogador atinge o seu máximo entre os 26/29 anos,e quantos do nosso 11 têm essa idade? Rui Patricio, Nani e o Tanaka. O resto são tudo uns putos... por exemplo o Tobias e João Mário, o ano passado estavam na equipa B!

O Sporting agora já tem um equipa base, por isso espero uma mudança na politica de contratações futura (por exemplo quando BdC chegou, não possuíamos um único ponta de lança na equipa A...era necessário quantidade) por isso, creio que o objectivo para o ano seja a manutenção da maioria dos jogadores possível (nalguns casos vai ser difícil...) e reduzir o nº as contratações, mas aumentar em valor. Esperemos para ver...
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 27.02.2015 às 13:29

A recuperacao dos passes foi inevitavel. A sporting fund(bes) tinha prazo ate 2016. O fundo queria despachar esses passes e tiveram que vender em "pacote" em vez de um por um. Por isso o valor foi mais baixo. €12.6m foi um valor bastante bom pelas percentagens dos jogadores.

Eu acredito que o sporting podia dar a proxima venda do william como garantia dos €12.6m. Nao sei se tivemos que dar o dinheiro a pronto pagamento.

Uma coisa mais interessante foi... lembrar que o benfica pagou ao bes €29m por estes passes.... acho que o sporting saiu melhor no negocio com o bes

http://visaodemercado.blogspot.co.uk/2014/09/benfica-investe-quase-30-milhoes-para.html

Sem imagem de perfil

De m1950 a 27.02.2015 às 14:07

Gostava apenas de dizer que temos um bom plantel , com carências devidamente identificadas mas temos muita qualidade nos jovens e muito potencial idem. Os mais talentosos do clube são os mais novos e daí a nossa dificuldade em obter títulos , pois aos 20 erram mais do que seria desejável para quem ambiciona ter títulos.

Ontem vimos aquela que é potencialmente a melhor dupla de centrais do clube desde há muitos anos para cá , vão precisar de jogar e jogar para se consolidarem , temos jogadores sub22 como João Mário , Gauld , Jonathan , Rubio , William , Tobias , Oliveira , Mané, Iuri , Mallmann , Rabia , e os ex-juniores Palhinha e Chico Geraldes (mais preparados que os outros) , resumindo existe riqueza dentro de portas que com uma boa gestão de recursos humanos , os títulos serão inevitáveis , agora para os manter no clube será preciso dinheiro , acho que o investimento em vez de se focar em contratar deve ser em aumentar a massa salarial de forma a garantir-nos um verdadeiro projeto que não deixe sair jogadores essenciais para podermos rivalizar com FCP e SLB.

É importante para o SCP que os jogadores atinjam o ponto de maturidade competetiva a jogar pelo SCP , e não saiam verdes mas sim maduros e com estatuto consolidado.

O treinador tem de compreender o projeto e tentar maturar o mais rapidamente o maior número de jovens possível , porque o SCP pode apresentar falta de experiência mas nunca falta de qualidade com este plantel que me parece ser demasiado desvalorizado pela comunicação social.

Gostei de ver que Gauld já é parte integrante da equipa , e espero por Mallmann e Rabia que tem de dar espaço ao Palhinha na B .

Há um jogador de fora que se chama Labyad e sinceramente se vimos Carrillo evoluir porque não este ?? É uma questão diretiva , e penso que se ganhamos o caso Doyen(ficamos com 100% do passe) temos aqui um bom ativo para rentabilizar seja financeiramente pois tem mercado ou então aproveitar desportivamente.

Não tivessemos vendido o Arias eu diria que tinhamos praticamente quase tudo no plantel , pois a lateral direita é uma carência desta equipa, temos riqueza agora tem de ser bem gerida para tirarmos frutos.

Nenhum sportinguista deve desanimar e é preciso ter sempre em conta a realidade global do clube e a riqueza que possuímos dentro de portas , este falhamos na Europa mas o teste de stress foi ultrapassado na minha opinião e é mais calo que a nossa equipa ganha.

VIVA O SPORTING!!
Sem imagem de perfil

De Luis Franco a 27.02.2015 às 14:13

Exellente resumo mas tambem so gostava de acrescentar que MUITOS dos nossos jovens tem contratos ate 2018,2019 ou 2020 o que significa que estam "seguros" dos tubaroes e vao ter tempo de valorizarem ainda mais!
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 27.02.2015 às 15:36

Com Arias teríamos quase tudo no plantel. E, só por curiosidade, qual é o "quase" que falta ?
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 27.02.2015 às 20:20

A aquisição dos passes ao Sporting Fund foi incluído no a acordo de reestruturação financeira conforme se pode ver aqui:

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR52871.pdf


De que saliento :

"No seguimento dos comunicados divulgados ao mercado em 12 de Abril de 2013, 21 e 30 de Junho de 2013, a Sociedade informa que teve hoje lugar a assinatura do Acordo Quadro de Reestruturação Financeira entre, por um lado, a Sporting SAD, o Sporting Clube de Portugal (SCP), a Sporting SGPS, SA e a Sporting Património e Marketing, SA (SPM) e, por outro lado, o Banco Comercial Português, SA e o Novo Banco, SA.

...........

"Cumpre igualmente informar o mercado que, nos termos previstos no identificado Acordo Quadro, a Sporting SAD, dando cumprimento a um objectivo de gestão estratégico da Sociedade, exercerá o direito de opção de aquisição da totalidade das Unidades de Participação (UP’s) do SPORTING PORTUGAL FUND, o que lhe permitirá recuperar a totalidade dos direitos económicos relativos a 17 jogadores que compõem a actual carteira do SPORTING PORTUGAL FUND (parte dos quais já foram alienados pela Sporting SAD), pelo montante total de 12,65 milhões de Euros."

Em relação ao empréstimo obrigacionista:

"Este acordo contempla também a disponibilização de uma linha de crédito intercalar, no montante de 20 milhões de Euros, com vista ao reembolso do actual Empréstimo Obrigacionista, “Sporting SAD 2014”, com vencimento em 22 de Novembro próximo."

Em relação ao empréstimo obrigacionista gostaria mais que tivéssemos tido capacidade de emitir as obrigações no mercado a investidores privados.Inicialmente o montante era de 30 M e estaria acordado com os bancos que seria uma emissão privada-declarações de Carlos Vieira à Sporting TV-mas provavelmente reconheceu-se que não haveria condições para tal.

A verdade é que assim é possivelmente mais vantajoso para nós pois os encargos serão menores:juros mais baixos e prazos mais dilatados entre outros.
O mesmo com a compra dos passes dos jogadores.

A banca,tão aviltada,tem sido a "lifeline " desta direcção.

O problema são as nossas obrigações e como os gregos também agora descobriram,há limites e condições ao que podemos fazer com o dinheiro dos outros.

Em relação ao tema levantado atrás,é evidente que adquirimos jogadores baratos e apostamos na formação porque não há dinheiro.
Mas mesmo que houvesse nunca está garantido o sucesso de um jogador.
Vejam-se os casos de Falcão no MU e Bale no RM.

Mas é mais fácil acertar se as garantias forem maiores,mas esses jogadores são caros.
De uma coisa estou certo,só poderemos competir seriamente com os nossos rivais quando formos capazes de gastar o mesmo ou semelhante a eles.

Os orçamentos vão baixar mas mesmo assim vamos ter que fazer um esforço considerável para chegar ao patamar financeiro em que os outros dois estão.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 27.02.2015 às 20:25

"...e apostamos na formação porque não há dinheiro."

Clarificar só este ponto.Apostaríamos sempre na formação mas como se vê em muitos dos os clubes formadores e por muitas razões é sempre necessário complementar com jogadores não formados no clube e é aqui que o poder aquisitivo é importante.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 27.02.2015 às 21:26

Caro Leão 1906,

Agradeço as explicações que adiantou. Queria-me parecer que algo não estava bem clarificado.

Sobre os jogadores, já sabemos o que é necessário mas que alguns adeptos não reconhecem.
Sem imagem de perfil

De Leão da estrela a 28.02.2015 às 01:10

Caro Rui
Gosto destes debates livres
Por questões profissionais nem sempre consigo acompanhar o camarote leonino com a regularidade que gostava e, se calhar o que vou dizer já foi feito e sendo assim peço que esqueça. (vou fazer uma introdução para depois referir o que gostava de ver aqui debatido)
Quando falamos no plantel actual, estamos a falar duma realidade que nos pode levar diria até 2020 (mais coisa menos coisa). Este plantel é formado por muitos jovens que vieram da formação e depois mais alguns jogadores que foram contratados.
Mas, neste eu estou muito preocupado com o que pode ser o Sporting de 2020 em diante. Explicando o que quero dizer: sabemos que o Sporting para sobreviver tem de continuar a gerar bons jogadores nos escalões de jovens e que alimentem a equipa A.
Desde a entrada desta direcção, os resultados na formação são medíocres (reparem que este ano em juvenis nem fomos para a 2ª fase e, no casos dos juniores começámos a fase final a perder em casa com o Gil Vicente!!!!!!!). É nítido que não há uma estratégia e visão para o que deve ser a academia e como a mesma pode ser o garante do futuro do Sporting. Sei que os apoiantes desta direcção dizem o pior de FSF, JEB e GL mas, parte do plantel actual são jogadores oriundos das camadas jovens dos tempos em que o sporting era presidido por um desses 3 presidentes (só para s menos atentos referir que em juniores fomos campeões em 2004/5; 05/06; 07/08; 08/09; 09/10; 11/12 - ou seja em 8 campeonato ganhámos 6)
Preocupa-me que continuando esta situação por mais 2 anos, sejam 4 anos perdidos, que podem representar para o clube graves problemas a partir de 2020 pois, não havendo jovens a virem da academia, resta-nos ter de comprar jogadores.
Não ponho em causa que Slimani ou Jefferson ou Paulo Oliveira ou mais alguns foram boas contratações mas, fico "aflito" com a total falta de visão e aposta na formação.
Em resumo, talvez fosse interessante debater este tema
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.02.2015 às 01:24

Caro Leão da Estrela,

A sua preocupação é bem fundamentada, considerando que existem muitas dúvidas, neste momento, sobre o estado estrutural da formação.

Tentando não ser tão pessimista, é a minha esperança que o que há a corrigir seja levado a cabo em um próximo futuro, precisamente, com diz, e bem, para não hipotecar o futuro.

Preza-me que aprecia o "debate livre". Vai surgir com mais frequência e é sempre bem vindo com as suas opiniões.

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Leão da estrela a 28.02.2015 às 01:48

Caro Rui

Deixo-lhe uma sugestão dum outro tema a debater: modalidades amadoras.
Na minha análise dos últimos 2 anos

Futsal - muito bom

Andebol - médio (não se ganharam campeonatos mas algumas taças/supertaças)

Hóquei - melhor do que no ano passado mas, custa-me ver o sporting a ser goleado em casa pelos lampiosos e, estarmos em 6º lugar do campeonato

Atletismo - preocupante que este fim de semana ficámos em 3º no Nacional de Pista Coberta. Em cross não ganhámos nada. Não nos podemos esquecer que fomos anos e anos a maior potência do atlestismo nacional e, fomos anos e anos a maior potência europeia de crosse.

Acho que valeria a pena debater modalidades amadoras, até porque o
Sporting vai para lá do futebol

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo