Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Deus é do Sporting.

Drake Wilson, em 06.03.17

 

20296253_N7oiZ.jpg

 
“Qual a coisa mais importante para o Homem? Se a maior necessidade do Homem fosse o dinheiro, Deus ter-nos-ia enviado um Ministro da Economia. Se fosse a protecção, Deus teria enviado um Chefe de Polícia. Se fosse um emprego melhor, Deus teria enviado um Ministro do Trabalho. Se fosse a Saúde, Deus teria enviado um Médico. No entanto, por Ele entender que o mais importante é a própria relação do Homem com Deus, enviou-nos o Salvador Divino…”

 


A febre de Sábado à noite – Como no Sporting as coisas geralmente começam

 

Em inequívoca manifestação de intenções por parte dos associados, Bruno de Carvalho foi com quase 90% dos votos, reeleito este Sábado como Presidente do Sporting. Uma esmagadora vitória sobre a outra candidatura, que deixou a nú dois factos de análise: Carvalho tem do seu lado a larga maioria dos adeptos, e estes, emocionalmente ligados à sua mensagem, quase que por unanimidade rejeitam qualquer contestação à sua obra. Um invulgar estado de graça, diria, que não requer grande ciência para ser explicado: em 4 anos debateu-se tudo menos Sporting. Nomeações, Árbitros, Vouchers, Doyen, Benfica, etc… tudo isto gerou a desgastante ilusão de que tudo o que corre mal em Alvalade advém de um alheio que intenciona sempre em prejuízo do Clube. Enquanto os adeptos recebem estas pistas e procuram pelo infame sabotador, gera-se uma onda de solidariedade ao Presidente. Assistimos a isto no final da época passada, como se assistiu agora, quando Bruno de Carvalho se dirigiu ao palanque no alto de uma tribuna improvisada, após o resultado eleitoral. Viva o Sporting, porque a culpa nunca é nossa.


Hoje, é notório que o adepto sportinguista vive em torno de um estado psicótico de perseguição – já não se discute Sporting, discute-se sim o “Inimigo da Semana”. Qualquer voz discordante que se imponha ou candidato que surja, logo é considerado como anti-Sporting. Anti-estabilidade. Anti-Bruno de Carvalho. Assim, se dúvidas existirem, elas que se dissipem: neste Sábado, não existiram eleições. Existiu sim uma solene manifestação de apoio ao actual Presidente por parte dos adeptos. Isto revela o vazio no qual o Clube se encontra – esta mobilização dos adeptos em torno do escrutínio eleitoral deveu-se, essencialmente, a uma dívida de gratidão que estes sentem para com um homem, e não para com o Clube. Assim, não terei pejo em afirmar que Bruno de Carvalho vai estar muitos anos no Sporting, provavelmente mais do que o próprio João Rocha. A efígie de Bruno de Carvalho tornou-se já indissociável do nosso Sporting Clube de Portugal, em definitivo, para a maioria dos adeptos. Carvalho é hoje, uma espécie de Deus.

 

A azia de Domingo à noite – Como no Sporting as coisas geralmente acabam.

 

Apesar da minha contribuição para o Sporting ser feita de bom grado, tanto pelos anos de associado como pelo Camarote que detenho no Estádio, não consigo sentir empatia por este nosso “estado da nação”. Trata-se de uma prosaica distância entre o gostar do Sporting, e o gostar deste Sporting em particular. Confesso que, entre a qualidade dos croquetes disponibilizados pelo Catering de José Eduardo ou o trovar de uma versão contrafeita de Sinatra antes de cada partida, o resultado do jogo com o Guimarães torna-se um mal menor nesta noite de Domingo. Já tudo isto para mim é um frete. Chego a casa, “puxo” a programação para trás e assisto à conferência de imprensa de Jorge Jesus. Fala o iletrado sobre o meu Sporting, um tipo que ganha 7 Milhões para falar do passado, da falta de estrutura, do FC Porto e do SL Benfica. Ok, chega de Futebol. A minha família é mais importante do que isto.

 

É por isso que me choca a falta de honestidade intelectual dos adeptos. A nossa vida tem sido constantemente a mesma, onde se termina um Sábado em apoteose e um Domingo em tristeza. São 20, 30, 40 anos disto. Os mesmos adeptos que legitimam a vitalidade do Sporting pela tremenda mobilização ao voto, não comparecem nas Assembleias Gerais, não têm opinião quando esta seria importante, nem distinguem um Resultado Líquido de um Rendimento Operacional. Os adeptos andam embebedados com a mesma conversa de sempre, como se entre conversa e acção não existisse diferença. Diz Bruno de Carvalho, mais uma vez, que os adversários até tremem… Provavelmente tremem com o Dom de um homem que só reconhece o âmago da derrota em cada pelouro no qual se senta. Seja no banco de suplentes da equipa de Futebol, ou no banco de qualquer empresa de construção.

 

Eu sou filho de alguém importante. De Deus, por exemplo.

 

Não gostaria de terminar este texto sem relembrar uma das inúmeras demonstrações de pedantismo por parte de Bruno de Carvalho, nomeadamente a alusão constante da obra do seu Tio-Avô. "Colando-se" frequentemente à sombra de José Pinheiro de Azevedo (que por sua vez ficou na sombra de António Ramalho Eanes – foi para mim um dos maiores portugueses de todos os tempos – nas eleições de 76), a Bruno de Carvalho fica-lhe mal tamanha paridade. Carvalho não tem nem obra nem mundo para este efeito. Se fosse inteligente, o Presidente do Sporting poderia referir alguém mais próximo, como por exemplo o meu estimado Vítor Rabaça Gaspar, seu primo. Vitor Gaspar, que foi um dos homens mais inteligentes que passou por algum Governo da nossa República, um dia disse acerca de Bruno de Carvalho, ao semanário Sol: "Nós eramos muito amigos, mas quando ele ficava de trombas ninguém lhe podia dizer nada. Já não me dou com esse indivíduo, desde os tempos da faculdade que ficou com a mania que é o maior e eu não gosto de gente arrogante (...) a mim é que ele não me oferecesse o cachimbo de água marroquino e os charutos cubanos como costuma fazer às pessoas que recebe em casa dele."

 

Com algum humor, descobri que tenho algo em comum com Bruno de Carvalho: os charutos. Estes, juntamente com um Courvoisier, são uma bela maneira de passar o tempo enquanto a bola rola no relvado. Fica a sugestão ao Presidente, para o dia em que decidir abandonar o banco onde se senta. De suplentes, diga-se, para bom entendedor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


33 comentários

Sem imagem de perfil

De jotapê a 06.03.2017 às 10:16

PARA MEMÓRIA FUTURA

BRUNO DE CARVALHO
APÓS A VITÓRIA ELEITORAL
“”"Em primeiro lugar, boa noite a todos os leões e leoas aqui presentes",

"hoje foi uma grande vitória daquele que
é o maior clube de Portugal

que é o maior clube do mundo,
o Sporting Clube de Portugal".

"Bardamerda para todos aqueles
que não são do Sporting Clube de Portugal".

AOS RIVAIS PARA ACORDAREM PORQUE O SPORTING

"ESTÁ AQUI PARA FICAR"
E PARA "LIDERAR"
PORQUE TODOS JUNTOS "SOMOS MAIS DE 3 MILHÕES E MEIO".

“HOJE PUSEMOS PORTUGAL EM SENTIDO.

GERÁMOS UMA PREOCUPAÇÃO MUITO GRANDE
(NOS NOSSOS ADVERSÁRIOS).

O SPORTING TEM DE SER “O PRIMEIRO EM TUDO”.

PS1-Parece que o Florentino Peres do Real Madrid
ainda não parou de tremer e de bater os dentes
e o Filipe Vieira há duas noites que não dorme

eheheheheheheheheheeh

PS2-enquanto isso o Bardamerdas
dormiu descansado rodeado de almofadas

ehehehehehehehe

mais 4 anos de taxo garantido
pela carneirada

eheheheheheheheh
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.03.2017 às 10:35

Tem o mau hábito de escrever comentários em letra maiúscula. So voltar a fazer, apagarei tudo.
Sem imagem de perfil

De heraldo carmo a 06.03.2017 às 17:03

Vá lá deixe-se de brincadeiras, onde é que V.Exª ia encontrar coragem para apagar um comentário que maltrata de Bruno de Carvalho!!!
Modéstia a mais também é vaidade.
Saudações Leoninas
H.C.

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.03.2017 às 17:09

Comentários a "maltratar" o presidente são infrequentes, enquanto que comentários a "maltratar" quem ousa criticar o presidente têm sido às centenas, a maioria com a pior linguagem possível.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.03.2017 às 17:10

P.S. Esse outro leitor já foi editado por mim várias vezes.
Sem imagem de perfil

De Manuel Pedro Pinto a 06.03.2017 às 10:28

Enquanto não me disserem preto no branco quantos sócios, quantas pessoas votaram, realmente em cada um dos 2 candidatos, continuo a dizer que as eleições no SCP são uma treta, em sistema de castas, de feudalismo, com nobreza, clero e povo.

A verdade verdadinha é que votaram 18.700 pessoas e o candidato vencedor teve, obteve 75.000 votos. Ou seja, até podemos supor que em número de votantes, de pessoas que realmente nele votaram, o Vencedor até teve a minoria... mas derivado ao sistema de eleitoral vigente, acabou por ganhar.

Em Democracia, em pleno séc. XXI isso não é correcto. Sim, já sei, nos EUA o Trump também teve, obteve menos votos e ganhou.. Lá está, o Sistema não é correcto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.03.2017 às 10:32

Meu caro,

Não venha desvirtuar a temática central do post. Já referiu esta questão várias vezes. Se surgirem mais comentários neste contexto exclusivo, apagarei todos.
Sem imagem de perfil

De Manuel Pedro Pinto a 06.03.2017 às 11:06

Meu caro RG já lhe disse que o Blogue é seu, e pode, deve apagar, cortar o que achar, aprouver de mais inconveniente. Pode.

Eu nunca engoli o vosso actual Presidente, desde que ele mentiu e insultou o meu clube.. E se eu já não o 'engolia' antes nem com molho de tomate, agora, depois de ele me mandar à bardamerda, então sempre que puder, irei tentar desmascará-lo. Aqui ou onde for. Eu não confundo o SCP, os adeptos sportinguistas com esse avantesma!!

O tal que diz que ama o SCP, quando na verdade ama mas é aquilo que o SCP lhe proporciona. Porque se tivesse perdido ia para o Fundo de Desemprego!!

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.03.2017 às 11:09

Não refuto o seu direito a ter opinião, simplesmente não quero que seja expressa aqui fora de contexto. Apenas isso.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 06.03.2017 às 12:22

Caro Manuel,

O seu conceito de democracia não é um melhor, nem pior conceito de democracia do que o dos EUA. Mas não é por isso que o sistema eleitoral dos EUA não é "democrático".

O mesmo podemos dizer do Sporting, sendo certo que eleger um presidente de um clube desportivo não é, em bom rigor, um exercício de democracia. O clube é perfeitamente livre de estipular as suas regras, que aliás são, no caso do Sporting, facilmente compreensíveis. Já viu se 100.000 benfiquistas se fizessem sócios do Sporting no dia antes da eleição, para irem votar no Luis Filipe Vieira como presidente do Sporting, sob promessa deste de pôr termo à atividade futebolística? No seu conceito de "democracia", este cenário era admíssivel.

SL
Sem imagem de perfil

De Manuel Pedro Pinto a 06.03.2017 às 14:08

Meu caro, escusa de dar, inventar desculpas de mau pagador... eu não questiono a liberdade de cada Clube poder fazer e aprovar os Estatutos que bem quiser. Aquilo que eu digo, é muito simples: Em Democracia, 1 sócio 1 voto.

É só ISSO que defendo. Nos clubes, na politica, na vida... cada pessoa é um ser por si só uno e autónomo, aqui e na China. No FCP, SLV ou SCP !!

Essa a minha forma de ser e de estar. E por ISSO digo, que não foi uma vitória 'esmagador' do BdC que se calhar até teve menos pessoas, menos sócios a votar nele.

A dúvida ficará para sempre. Votaram 18.700 pessoas, seres humanos, sócios. O vencedor teve 75.000 votos. Não pode !!
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:44

Boa tarde Manuel Pedro Pinto.

A sua opinião vai ao encontro de um recente texto do colega Nação Valente, deveras exemplificativo desta situação. Independentemente de tudo, Bruno de Carvalho ganhou as eleições de modo inquestionável.

Sinceramente, incomodou-me mais o debate (que debate?) no canal oficial do Clube do que os 75.000 votos de Bruno de Carvalho.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 06.03.2017 às 10:32

Caro Drake Wilson,

Excelente texto. "Apenas" isso !!!
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:44

Estimado Rui, obrigado!
Sem imagem de perfil

De José Santos a 06.03.2017 às 10:57

Caro Drake Wilson,

Muito obrigado pelo seu texto. Um exercício de enorme lucidez e racionalidade.
Revejo-me a 100% nas suas palavras.

Um abraço,
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:46

Boa tarde José.
Obrigado pelas palavras. A mesma lucidez e racionalidade são-lhe reconhecidas nas intervenções.
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 06.03.2017 às 11:17

Excelente texto.
Sinto nele algo de dramático, o que compreendo perfeitamente.
Neste permanente sobe e desce de estados de espírito, em que geralmente a euforia é muito mais curta que a depressão, se vão passando os dias, as semanas, os meses, os anos...
Parece-me que os "deuses" não querem nada com o Sporting...
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:49

Boa tarde João, estou de acordo consigo.
Em termos de Drama, já não bastava o País que temos... com algum humor.
Sem imagem de perfil

De CFB a 06.03.2017 às 11:17

Ainda não tinha lido o Camarote após as eleições, e devo dizer que este excelente texto do Drake "abriu-me o apetite".

Quantos aos resultados, são o que são e os sportinguistas são soberanos. No que toca à intervenção e à expressão inspirada em Pinheiro de Azevedo, entristece-me que o desporto em geral esteja constantemente a ir parar à sarjeta arrastado pelo futebol, e que o futebol, desporto que muito aprecio, seja motivo de tanta estupidez, à falta de melhor palavra. Não sou adepta do Sporting nem fiquei ofendida; para mim é como se alguém me mandar badamerda no trânsito, fico na mesma como a lesma. Mas fico atónita como a esmagadora maioria dos sportinguistas que me rodeiam justificam e concordam com a atitude do Presidente, como se ele fosse uma entidade divina infalível.

Pessoas como o Bruno de Carvalho só têm dois caminhos: ou corre muito bem, ou corre muito mal. Nunca existirá meio-termo. Não sei o que o futuro reserva, mas uma coisa é certa: o respeito é algo incrivelmente frágil, e conquista-se, não se força. Porque se forçarmos nunca conseguimos respeito: ou conseguimos medo, ou conseguimos asco.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:53

Boa tarde CFB.

A sua participação é agradecida. Leva-me a acreditar que a maior parte de nós dá demasiada importância ao Futebol. Em Portugal, vigora o culto do atraso intelectual no que à competitividade concerne. Considera-se que para se ganhar, tem de se ser feio, porco e mau.

Uma espécie de paleolítico contemporâneo.
Sem imagem de perfil

De CFB a 06.03.2017 às 17:18

Boa tarde Drake,

"Paleolítico contemporâneo" é, sem dúvida, a melhor descrição que já li!

Mas subscrevo na totalidade; talvez por ser um fenómeno de massas e fomentar tanta paixão, o futebol acabe por cair na irracionalidade e despertar o primitivo. E quem com isso ganha milhões aproveita-se de massas adeptas que, movidos a emoção, racionalizam pouco.

Um fenómeno cultural que, na minha modesta opinião, só terá tendência a piorar, especialmente se, em vez de se seguir um clube, um símbolo, seguimos pessoas. As pessoas são efémeras... os símbolos e os valores não.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 06.03.2017 às 12:23

Entendi o desgosto do D.Wilson.... E nao somos só dois!!
É comum à maioria, repito, maioria sim, à maioria !!.. Tenho a plena certeza, mas a sociedade portuguesa leva-nos até estes sentimentos contraditórios.
O exemplo maior está na reeleicao contundente do Bruno!!
Assim foi a eleiccao do JEB, Sousa Cintra, J.Goncalves..

1-- Culpa maior: Dos croquetes, betinhos e notáveis (sou obrigado a utilizar estas expressoes, para melhor se entender)
O Sporting cresceu em todas as direccoes da sociedade, mas por sua vez a cúpula nunca entendeu isso e nada fez por integrar, saber conviver com a "populaca".
A "populaca" hoje em dia também tem direito a voto. E sem a "populaca" jamais um clube poderá ser grande.
Esta é a principal razao porque especialmente após o 25 de Abril, o Sporting se foi afundando, no que diz respeito a títulos e poder nos meios futeboleiros.
Os adversários, à muito que perceberam isso e os croquetes, betinho e notáveis sportinguistas continuaram de nariz empinado.
Reparemos e analisemos a campanha do Pedro MR.. Foi igual à do Bruno; betinha no seu conteúdo!!
Reparemos como se comportam Barroso, D.Ferreira e outros que tal; notáveis do alto do su pedestal e os croquetes que se acomodam.
Claro está, a populaca fez ruido!!
Até o JJ aprendeu os tiques e discurso de betinho LOOOOOOLL!!.. mesmo que nao saiba expressar-se.

2-- O Bruno, betinho barato entendeu isso e aproveitou a onda. Bem aproveitada, diga-se!!.. Populismo!!
Mais parece o tio do Barroso ou o amigo de esse tio. O famoso ex-prisioneiro.
Mas, a forma betinha de se expressar está lá, em toda a sua dimensao. Arrogante, vexante, nao integrativa, mas ilusória !!
Eu é que sei, eu é que posso, eu é que sou.. etc.


P.S. Tenho a certeza que a maioria, a grande maioria dos sportinguistas "populaca", nao se reve no Bruno, nem na obra supostamente feita.
Mas, os notáveis e os seus interesses particulares, os croquetes acomodados, os betinhos e os seu discurssos vexantes e menosprezo, levam a "populaca" a demonstrar o seu inconformismo, apoiando o que lhes parece mais correto, ainda mesmo que saibam que nao é o certo.

É o Sporting que temos e grande parte a sociedade actual portuguesa!!!
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 06.03.2017 às 12:37

Muito bem Carlinhos Xará, gostei a valer!

Subscrevo e assino por baixo!!
Beijinhos e boa semana.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 06.03.2017 às 14:04

Excelente Carlos!
Um abraço
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:57

Nada a acrescentar ao seu comentário, bem profundo e explícito, caro Carlos.
Sem imagem de perfil

De Carlinha MR a 06.03.2017 às 12:31

Oh Drake, parabéns por mais um texto fantástico...com a sabedoria, o conhecimento, a lucidez e o realismo de sempre.
É um gosto ler os seus escritos e este teve uma nota inicial que me encheu as medidas!

Grande abraço excelente leão, bem haja!
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 06.03.2017 às 16:56

Gosto em tê-la de novo por perto Carlinha. Um abraço para si.
Sem imagem de perfil

De Júlio a 06.03.2017 às 14:43

Afinal, com grande pena minha, não somos diferentes.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 06.03.2017 às 14:50

A capa de hoje do jornal I demonstra bem a grandeza do Sporting de BdC.

https://www.vercapas.com/capa/i.html

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo