Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

Na concentração da selecção sub-21 da Escócia, Ryan Gauld teceu algumas considerações sobre a sua estada no Sporting até este ponto:

 

«Definitavemente, o Sporting é o clube ideal para mim e estou feliz por ter feito esta escolha. Dizer que fui "rebaixado" é falso. Era este o plano desde o início. Eu não estava preparado para a primeira equipa. Há uma enorme diferença entre esta Liga e a Liga escocesa.»

 

«Vai demorar mais do que algumas pessoas pensam. Estamos a falar de uma equipa da Champions. Há uma atenção especial aos detalhes, em termos de forma e de material. Desde a formação, o futebol é completamente diferente. É mais rápido, mais difícil, mas é uma boa maneira de jogar futebol.»

 

«Algumas pessoas podem pensar que, por ser a 2.ª divisão, o estilo de jogo é mais relaxado, mas a verdade é que é muito exigente do ponto de vista físico. Da forma como vejo as coisas, vou continuar a trabalhar do modo que tenho feito. Acredito que a minha evolução será cada vez mais rápida.»

 

«Eles tinham um plano para mim desde o início, porque a adaptação é uma das partes mais complicadas neste tipo de situações. Têm sido impecáveis ao darem-me tempo e o não apressarem este processo.»

 

«Foi um pouco ridículo ouvir o valor da cláusula de rescisão na primeira vez que fui a Lisboa, mas é óbvio que tudo faz parte de um projecto, de um plno que o Sporting tem para mim. Se tivesse de corresponder a este valor no imediato seria algo completamente diferente, mas nesta altura estou apenas focado em adaptar-me ao clube e em ser feliz.»

 

«Nani ? É uma loucura pensar que ele não jogava no Manchester United. Só demonstra a qualidade que o plantel deles terá de ter, porque é fácil de perceber, até pelos treinos, que Nani é um jogador fenomenal. Como é óbvio, ele fala muito bem inglês e já conversámos várias vezes. Além do mais, Nani faz sempre questão de saber se está tudo bem comigo e se estou a adaptar-me bem ao Sporting.»

 

«Sei tudo o que preciso (da língua portuguesa) para utilizar em campo e relacionado com futebol. Estou lentamente a adquirir a capacidade de conversação. Vou começar a ter aulas, qundo regressar desta viagem. Adaptei-me rapidamente. Um pouco mais difícil, no início, era estar sozinho, longe de casa. Mas, havia sempre pessoas e visitarem-me, regularmente, o que torna tudo mais fácil.»

 

«Após algumas semanas a viver na Academia, procurei casa à volta e em Lisboa, mas encontrei esta aldeia silenciosa (perto da Academia) e pensei que, para começar, era o ideal para mim. É calma, relaxante e não tem o caos e o trânsito de Lisboa. Isso é melhor para mim. A aldeia é mais parecida com aquilo que estou acostumado. Dundee é uma cidade muito movimentada, mas, nos arredores, sem tráfego ou ruído.»

 

«Aqui raramente sou reconhecido, como sucedia com frequência n Escócia. A área é muito diferente, em termos de dimensão, pelo isso ainda não aconteceu.»

 

Muito embora haja sempre algo de "politicamente correcto" neste tipo de declarações, não há causa para duvidar da sinceridade do jovem escocês. Aparenta estar com os pés bem assentes no chão e a encarar este novo desafio na sua vida com tranquilidade. Achei especialmente interessante ele próprio afirmar que ainda não está preparado para integrar a equipa principal e que a sua actual situação faz parte de um plano para a sua evolução gradual. Esperamos que seja de facto assim, porque se há talento, especialmente ao nível que acompanha a sua reputação, esse talento, mais cedo ou mais tarde, virá ao de cima.

 

Como já tive razão de referir em diversas ocasiões, não compreendi a gestão de Marco Silva durante a pré-época, mas não vale a pena insistir nessa tese. Vamos esperar para ver o que Ryan Gauld tem para contribuir para o Sporting. Para já, aparenta ser agora claro que nunca constou de um reforço para a equipa principal no imediato, contrário à expectativa inicial, que, em abono da verdade, nunca foi devidamente esclarecido pela SAD.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:26


12 comentários

Sem imagem de perfil

De J a 03.09.2014 às 15:36

Acho que do texto retiro especialmente a parte que fala de Nani.
Claramente um exemplo de profissionalismo e dedicação á profissão.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 03.09.2014 às 16:13

A atitude do jovem é exemplar, mas não deixam de existir questões sobre o seu processo de desenvolvimento na equipa B.
Sem imagem de perfil

De Diogo Ubaldo a 03.09.2014 às 16:03

Esta entrevista é muito interessante pelo que o pequeno Gauld diz: sempre foi o plano, não vejo como despromoção, o futebol em Portugal é diferente e mais rápido, etc.. Do ponto de vista pessoal, mostra inteligência e isso será importante para a sua evolução.

Mas do ponto de visto desportivo, esta entrevista é um verdadeiro duche escocês.

Imaginem que se chamavam Iuri Medeiros ou Filipe Chaby. Ganham substancialmente menos apesar de serem 1 ano mais velhos, o vosso "plano" colide com o do pequeno Gauld (para que ele jogue, têm de ficar acompanhar no banco... o que é facilmente demonstrado pelo número de minutos jogados de cada um) e hoje acordam e vêem o pequeno prodígio escocês - que por acaso até treina convosco e vocês não acham que tenha muito mais talento que vocês, mas que nitidamente ainda tem de se adaptar a este futebolzinho à beira mar plantado - escarrapachado nas bancas dos jornais por Portugal inteiro.

Não se perguntariam: por que raio não me foram entrevistar a mim?!

Nem pensariam: "ora bolas, nem dinheiro, nem oportunidades e nem reconhecimento!"?

Ou colocando a questão de outra forma: esta entrevista protege os interesses de quem? Alguém acredita que o jornalista do Record se lembrou de pegar no telefone e ligar ao Gauld, ou que o Gauld se lembrou de dar uma entrevista sem perguntar ao seu clube?

É a máquina da YounGNutella e associados a funcionar, sem olhar a meios e sem pensar nas consequências. Não admira que haja tantos que queiram pôr-se ao fresco.

E vamos também tentar ignorar o facto do Gauld ter jogado a avançado centro nos 2 últimos jogos...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 03.09.2014 às 16:12

Há muito de verdade no que diz. Também reparei que ele já foi colocado a avançado, o que não aparenta contribuir para a sua evolução.

Do que tenho visto da equipa B parece-me uma situação muito confuse, no mínimo.
Sem imagem de perfil

De Tony a 04.09.2014 às 11:01

Têm que dar ao dedo. Esperemos que todos continuem a ganhar ritmo a jogar com gente grande e que tenham uma evolução rápida para podermos ver a sua magia (quer dos Portugueses quer do Escoçês) na equipa principal o mais rápido possivel.

Mas há que dar tempo ao tempo e, na minha opinião, dar tempo de adaptação na segunda liga é uma estratégia muito interessante para proteger os jovens durante o periodo em que se têm de adaptar ao futebol sénior (ou doutro país). Os que passarem essa fase/teste serão muito provavelmente promovidos á equipa principal.

Testarem-no a avançado é realmente curioso, uma vez que o Ryan não parece ter essas caracteristicas (não sei se fez essa posição no Dundee), mas sempre pode ser que se cozinhe ali um novo Beto Acosta ;) (é claro que se for para forçar e desperdiçar um 10 de 1a qualidade é um erro crasso)

Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 03.09.2014 às 18:36

Gostei da entrevista de Ryan Gauld.
Humildade e outras palavras que tais podiam ser usadas para o definir.
A questão é a seguinte: está este jogador a ser bem gerido?
Na minha opinião...não.
Gauld veio para Portugal como um histórico magnífico.

Em 2013/14:

35 J em 43 possíveis(81,3%).
26 a titular(61,06%).

Golos:8
Assistências:11

Se tivesse 24 ou 25 anos estávamos a dizer que era o nosso nº 10.

Era jogador para ser integrado progressivamente na equipa principal-como CM e outros.
Jogaria na Taça da Liga, na Taça de Portugal e mais progressivamente no campeonato e LC.

Mas não,joga na equipa B...full time.
E o que se tem visto?Um jogador com uma boa atitude coletiva, bem no processo/transição defensiva-faz carrinhos e tudo.

Em termos ofensivos ,muito pouco.
Vê-se que tem ideias interessantes. Antes da bola chegar "sente-se " que já sabe o que vai fazer ...mas faz muitas vezes mal.É sobretudo um organizador de jogo, raramente procura o passe de rotura e o drible-raramente vai para cima dos adversários, procurando o 1X1- e remata pouco.
No único golo marcado a bola ressalta num adversário.

Mini-Messi? Bem, se alguma coisa encanta em Messi é a maneira fácil como ultrapassa os adversários, tão natural que até parece fácil.

Mas enganaram-se?...Não.

O que é feito deste Gauld, onde a sua capacidade como desequilibrador é mais enfatizada?

https://www.youtube.com/watch?v=r82dqQRvyKU

e deste,onde a sua capacidade coletiva é mais focada:

https://www.youtube.com/watch?v=lRbzyIQW-xY

O jogador que vemos no Sporting é um jogador diferente, menos confiante.

Do próprio Gauld:

«Eles tinham um plano para mim desde o início, porque a adaptação é uma das partes mais complicadas neste tipo de situações. Têm sido impecáveis ao darem-me tempo e o não apressarem este processo.»

Talvez...não tão devagar?
Sem imagem de perfil

De Leão1906 a 03.09.2014 às 19:19

A estatística refere-se à 1ª liga escocesa.O jogador jogou no Dundee United,como penso ser do conheciment0 geral,que foi o 4ºclassificado da Scottish Premiership o que valoriza ainda mais o seu desempenho.
Sem imagem de perfil

De Tony a 04.09.2014 às 11:06

Ele próprio diz que o futebol é diferente e que se está a adaptar...

Enfim, se jogasse como o Messi numa liga como a portuguesa custava para cima de 50M...

Tal como referiu, há ainda muitos erros na transição ofensiva que se ocorrem na segunda liga não vão ser menos na primeira. Esperemos que encontre o seu equilibrio e mostre essa grande superiodidade que todos parecem achar que ele tem (básicamente depois de verem videos no youtube noutra liga numa equipa que ele teve o tempo para se integrar sem haver cadelas apressadas)
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 04.09.2014 às 20:53

Evidentemente que o jogador não foi contratado pelos vídeos do Youtube.
Para os adeptos estes vídeos são muito interessantes mas são o "best of" dos jogadores.
Calculo que o jogador tenha sido observado frequentemente e a sua contratação tenha sido muito ponderada.

Por exemplo, no ano passado, o nosso rei das assistências foi Wilson Eduardo,com 7 ...e o 2º foi o mal amado dos blogues, Diego Capel, com 6.
Carrillo teve 3...em todos jogos.

Gauld realizou quase tantas assistências como WE e Capel juntos.
Não foi ao acaso que pagaram quase 4 M pelo jogador.
Mas também é óbvio que Gauld tem mostrado muito pouco nos B, ao ponto de me parecer que está regredir.
Algo tem que ser repensado aqui.
Sem imagem de perfil

De Tony a 07.09.2014 às 01:02

Não sei como é que pode avaliar que ele está a regerdir, desde que é a primeira vez que joga em Portugal. Se não se conseguir impor na segunda liga muito dificilmente se irá impor na primeira.

A liga portuguesa é bastante competitiva em termos de jogo a jogo, por muito que nós gostemos de dizer que tem um nivel baixo (o estilo não é o mais bonito de certo). Os niveis fisicos são bastante avançados e a disciplina tática a defender (autocarro á frente da baliza) é bastante bem montada. A qualidade de jogadores também não é assim tão baixa (basta ver a quantidade de jogadores que estiveram no mundial nas principais equipas e que fizeram a adaptação á europa em Portugal, e que passaram a titulares de equipas de topo assim que foram transferidos.)

O mal amado da moda é o André Martins, que é um jogador que faz muito pela adversidade que encontra em campo (são poucas as jogadas que ele não está 1 para 2)

Sem imagem de perfil

De jose a 03.09.2014 às 20:03

Estive a ver uns videos do Ryan Gauld e o miúdo parece mesmo bom, tem toques e dribles e passes à Messi, Pena não ter remate, terá que ganhar mais massa muscular.

Gostava que fosse entrando uns minutos...

Também é verdade que no youtube são todos bons... eheheh

https://www.youtube.com/watch?v=ENP2jsMO0UE

Sem imagem de perfil

De Tony a 04.09.2014 às 11:09

Não me parece de descartar que, caso ele mostre uma evolução positiva e uma adaptação rápida, possa jogar nuns jogos da taça da liga ou algo do gênero...

Esperemos que se esse for o caso, que seja quando ele estiver preparado e tiver mostrado que está á altura, porque no youtube é mesmo só vedetas...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo