Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fora do jogo

Naçao Valente, em 08.11.17

 

Captura de tela 2014-03-24 às 11_34_27.png

  

No tempo em que o futebol não era transmitido directamente pela televisão, íamos ao estádio ou ouvíamos os relatos na rádio. Nesses tempos, já míticos, o jogo passava-se dentro das quatro linhas e não havia comentadores avençados, verdes, azuis, ou vermelhos, nos painéis de todas as estações televisivas. Liam-se as análises à segunda-feira nos jornais desportivos e discutíamos o jogo à mesa do café. Depois, íamos à nossa vida, que o homem também vive de pão.

 

Hoje temos futebol de domingo a domingo. Todos os dias se joga na imprensa desportiva e sobretudo nos múltiplos programas de debate na televisão. Discutem-se lances, escalpelizam-se imagens de jogadas até à exaustão,de forma obsessiva e sem qualquer efeito prático, porque todos nós, adeptos, só as conseguimos ver com a cor dos olhos do nosso clube. E sobre a mesma jogada, conseguimos arranjar argumentos para puxar sempre a brasa à nossa sardinha. Os programas desportivos e os seus 'paineleiros' estão a transformar o futebol numa actividade tão ou mais alienante que a religião mais fundamentalista. No entanto por detrás destes senhores está quem atira a pedra e esconde a mão, o dirigismo dos clubes que os patrocinam. E não sejamos ingénuos, são todos.

 

E como se isto não fosse pouco, temos agora as máquinas de comunicação dos clubes, principalmente dos chamados três grandes, a debitar impropérios, acusações, suposições, insinuações, sobre os adversários e sobre a arbitragem que, naturalmente, não é impoluta. A culpa nunca é da equipa que joga mal, nem do treinador que erra na táctica, na estratégia e no treino, nem da estrutura desportiva e dos seus responsáveis. Vivemos no tempo do virtual e não do real. Uma coisa é o que se passa, outra é a que nos é fornecida pelas máquinas clubísticas, através dos "média". Análise fria e rigorosa, sentido crítico não existe. Adeptos somos cada vez mais seres pensantes que não querem pensar, mas apenas reproduzir o discurso dos seus líderes.

 

Às vezes, tenho saudades desse futebol genuíno de pontapé na bola, que não é mais que recordação. Este futebol, fora do jogo, afasta-me cada vez mais do prazer de ver jogar à bola. Este dirigismo que não vive para o futebol, mas do futebol, causa-me urticária. Cada dia que passa sinto-me mais longe deste mundo de vale tudo, uma espécie de pão e circo moderno. Por este caminho para onde vais futebol?

 

P.S.: Nunca fui adepto de alianças entre dois clubes como intuito de prejudicar um terceiro, mas com o mal dos outros posso eu bem. Por isso, não gostei de ver o meu clube entrar nesse jogo viciado que apenas irá beneficiar um dos aliados.Quando a luta entre os aliados se torna acesa é certo que acabarão por partir a palha a coices. É o que poderá acontecer entre o Sporting e o Porto. Segundo uma notícia que vi no Record, as picardias já começaram. Não é nada que não fosse previsível e não havia necessidade. Mudam-se os tempos, vêm os que se apregoam de diferentes, mas continua tudo na mesma, ou arriscaria a dizer, muito pior.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


38 comentários

Sem imagem de perfil

De PSG a 08.11.2017 às 10:27

Eu não mudava uma palavra, plenamente de acordo.
Sem imagem de perfil

De antonio a 08.11.2017 às 12:36

+1
nao mudava uma unica palavra
Imagem de perfil

De PSousa a 08.11.2017 às 10:32

Assino por baixo caro Nação Valente.
Eu sou a favor do VAR para a verdade desportiva, mas vão sempre existir "erros"!
Em tempos assistia a esses programas ditos "desportivos" mas que não fazem mais do que andar à "porrada" e a mandar bocas uns aos outros sobre lances que a olho nu parecem uma coisa e ali, com vários ângulos, slow motion e outras coisas mais se consegue ver que a unha do dedo do pé ou que o cabelo coloca o jogador em fora de jogo! Enfim...modernices! Neste futebol moderno já não consigo assistir a esses programas, sou sincero que só via um quando estava o nosso "futuro presidente" (advogado).
Clubites, é isso mesmo cada um vê o lance à sua "cor". Nos casos em que vemos 2 milhões de repetições, pois em campo... a olho nu, esqueçam! Erraríamos tanto ou mais do que aqueles que lá andam!
Saudações Leoninas
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.11.2017 às 15:11


caro PSousa,
Diz bem, vão sempre existir erros. O problema é quando se aproveitam esses erros para criar um ambiente de "cortar à faca" o que é preocupante. Já há quem peça a intervenção do Governo. O futebol não é isto.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 08.11.2017 às 10:44

Ô tempo do futebol genuino tem muito que se lhe diga.
Possivelmente por ser tao genuino e nas maos de muitos ingenuos é que atraiu toda a escumalha parasita e grandes mentes crimïnosas por ser facil manejar e reinar estratagemas ilicitos que fazem ganhar milhoes .

Depois da pandilha do Pinto da Costa o futebol nunca mais poderia ser igual e nao poderâ mais voltar ás mais de ingenuos que o pensem como genuino porque nao o é e nunca foi.
Ja os calabotes reinavam na surda.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.11.2017 às 15:16

Caro Julius,
A informação que possuo é que esta "desbunda" permita-me o termo, quase só existe em Portugal. E se já houve Pinto da Costa, agora há muitos candidatos a esse comportamentos e isso é assustador.
Sem imagem de perfil

De Bento Jesus Carvalho a 08.11.2017 às 10:46

Caro Nação Valente,

Também eu subscrevo inteiramente o seu belíssimo post, com o qual me identifico plenamente.
Grande Abraço
Sem imagem de perfil

De ZaraTosta a 08.11.2017 às 11:13

Grande texto. Assertivo e sem necessidade de mais considerações. Parabéns e desculpe a veleidade de o assinar por baixo!
Cordiais cumprimentos de um benfiquista que opina num blogue sportinguista.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.11.2017 às 15:19

Obrigado. Há adeptos com bom senso em todos os clubes.
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 08.11.2017 às 11:24

Eu também sou contra alianças. Neste caso não acho que exista uma aliança entre SCP e FCP. Acho é que há um assunto especifico (os emails) em que o FCP atacou o SLB e o SCP não se pronunciou.

Mas não tenhas duvidas que o SCP irá atacar o FCP se este começar a querer voltar ao poder que agora pertence ao SLB.
Sem imagem de perfil

De PSG a 08.11.2017 às 13:36

Isso, as reuniões não foram feitas....foi tudo uma ilusão.
Sem imagem de perfil

De O Cid a 08.11.2017 às 15:14

Foi tudo uma ilusão sim senhor.
Nem as reuniões privadas nos quartos dos hotéis foram realidade.
Tudo uma ilusão...colectiva.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.11.2017 às 15:21

Mike Portugal,
Essa questão do poder tem muito que se lhe diga. Ressuscitasse o Sporting os cinco violinos...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 08.11.2017 às 11:37

Eu cresci com jogos de futebol na RTP2 e a ver os resumos no Domingo Desportivo.... que saudades!

O futebol hoje é um negócio de Milhões, e a maioria das pessoas revê-se nesta visão.... eu não!! Eu não encaro o meu clube omo uma empresa que visa o lucro ou somente os resultados desportivos, eu vejo o meu clube como uma instituição desportiva com valores de formação humana, de ecletismo e essencialmente uma forma de estar na vida e no desporto distintas dos restantes clubes. Essa dita diferença do ser sportinguista, tem-se vindo a esbater....

Acho normal a picardia entre clubes, acho normal existirem programas de televisão onde os adeptos dos clubes discutem.... o que eu não acho normal é ser uma discussão cartilhada e orquestrada pelos clubes (uma espécie de marketing para se falar mal dos outros) e pior que isso, esses programas existem praticamente todos os dias, e em vários canais.

Falta programas de desporto com comentadores imparciais, com análises aos lances polémicos de forma imparcial, faltam programas com resumos de futebol jogado (p.ex, nós em Portugal não vemos nada sobre a II Liga...). Eu algumas vezes acho que muitos dos que falam de futebol.... não gostam de futebol!
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 08.11.2017 às 12:04

Schmeichel,

A mentalidade Portuguesa nunca foi pela paixão do Futebol e sim pelo clube. E isso não é novo, já vem desde há muitos anos.

A questão dos programas desportivos acontece porque a comunicação mudou de paradigma há vários anos, devido às redes sociais e à globalização, primariamente. Neste momento tens orgãos de comunicação que apenas existem para sobreviver e que mal conseguem ser sustentáveis (não só os jornais desportivos).

Os próprios clubes não são sustentáveis e isso leva as pessoas a querer a todo o custo, estar sempre por cima. Usam a comunicação para fazer guerra com outros, causando assim uma maior fraqueza no adversário e artificalmente aumentando a sua própria força.

Isto não poderá ser mantido por muito mais tempo !!
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 08.11.2017 às 12:59

Sobre a mentalidade portuguesa, só não concordo com a visão de que é só em Portugal..... eu diria que é mais uma mentalidade latina.... Espanha, Itália, Grécia, são bastante semelhantes à nossa.

Já vivi em Inglaterra e em França, e posso dizer em particular no caso inglês, que é uma cultura virada para o desporto na sua globalidade.... vês uma SkySport News e dão resumos da First Division (equivalente à nossa 2ºB....).... vais a um Pub e estão a dar vários tipos de desporto..... em cidades de 50mil habitantes, tens assistências médias de 15/20mil espectadores.... as pessoas interessam-se muito pelo jogo, são conhecedoras.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.11.2017 às 15:27

Schmeichel,
Concordo consigo, O Sporting foi e tem de ser uma instituição com valores de formação humana. Hoje é uma instituição em desespero para ganhar o campeonato. Mas o desespero não é o melhor caminho.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 08.11.2017 às 11:52


Vou fazer uma confição

Eu raramente vejo um jogo na TV portuguesa, assim analiso o jogo com os meus olhinhos :))
Eu raramente vou a um estádio grande com cânticos desinteressantes e programados.
Eu não assisto a programas de xoxa.
Etc., etc.,
Eu adoro a bola, o futebol.
Eu gosto imenso de uma boa conversa em torno da bola. Da incrível diversidade de opiniões. Por exemplo: Camarote Leonino.
Eu todos os fim de semana assisto a dois, três e por vezes quatro jogos ao vivo, mais três ou quatro en volta ao mundo via TV. Desde as Américas até Europa.
Sim, vou ver futebol!!
Juniores, terceira e quarta ligas ou primeira liga de algum país de menor dimensão futbolistica.
O ambiente é fantástico.. O povão no seu melhor e genuíno.
Sim, assisto a treinos de equipas grandes e super grandes.

O primeiro que faço quando estou nalgum país estrangeiro, é visitar esses pequenos clubes. Analisar diferenças, viver por dentro. Não há muito tempo na Alemanha fui ver um jogo da sétima liga. Um jogo especial nessa região.. 1.200 pessoas!!.. Que loucura.
Nas Caraíbas, assisistir a um jogo com enquanto as crianças a correr felizes e aos saltos. Até a minha esposa nada futeboleira quando vai comigo(raramente) se diverte. LOOOOOOOOOLL!!..
A maior e divertida experiêcia dela foi no Estoril-Praia vs. Camacha.. Quanto nos rimos!!!.. Palhaçada à portuguesa. Foi lindo. (Já contei essa história aqui no Blog)

Resumo; gosto de ser feliz o mais que possa. Não ser programado..
Mas, não estou contra as modernices como lhe chama o PSousa.. :)) Elas são necessárias.
Seja um estádio enorme, seja treinos à porta fechada, seja tecnologia, sejam as somas exorbitantes que hoje em dia se falam
Mas sim, contra o espalhafato inútil!!!

Viva
Nação Valente
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 08.11.2017 às 15:31

Carlos N.T.

Sempre assertivo e bem humorado. Como diz o ditado, "nem só de pão vive o homem". E viva o futebol que nos dá prazer.
Sem imagem de perfil

De Nando a 08.11.2017 às 12:15

Hoje em dia a informação é tanta que desinforma e o adepto deixa de ter opinião própria como outrora e segue aquilo que a sua "igreja" diz.
Cada um de nós tem que saber que após o apto final, o único espaço extra de informação que pode ver e ouvir são as declarações de imprensa dos intervenientes.
Após isso, é desligar a televisão de tudo o que seja futebol ate ao próximo jogo, pois a partir desse momento não há mais futebol, há sim um conjunto de indivíduos que se divertem com o tempo de antena e que infelizmente molda o pensamento dos adeptos mais fracos.
Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 08.11.2017 às 12:22

Muito bom texto.
Subscrevo.

O nosso futebol vive num estado de nojeira completa.
E todos os dias é atirada lenha para a fogueira.
Ontem Bruno de Carvalho não resistiu a atacar o Benfica na Web Summit, um evento que não tem qualquer relação com estas guerras.
Nuno Saraiva atacou o Braga com insinuações graves e descabidas.
F.J. Marques divulga correspondência privada, obtida por vias ilegais e supostamente comprometedora, todas as terças no Porto Canal.
Pedro Guerra envergonha todos os benfiquistas à segunda feira na TVI24.

Processos atrás de processos, troca de acusações, obsessão doentia pelos rivais, competição permanentemente manchada pelos próprios intervenientes, com os patrocinadores a verem tudo isto acontecer sem se preocuparem.

Deve ser a lei da sobrevivência. Vale tudo. São três a lutar por um único lugar, investindo o que têm e o que não têm para o conseguir. Alguém ficará pelo caminho e em situação ainda mais grave do que aquela em que já se encontra.
E o povo aplaude...

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo