Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

logo%20FPF.jpg

A Federação Portuguesa de Futebol aceita a decisão tomada pelo Tribunal Administrativo de Lisboa no sentido de reintegrar de imediato o Gil Vicente no quadro da Primeira Liga, na sequência do encerramento do polémico “Caso Mateus”, sem qualquer intenção de recorrer da mesma.

 

Em comunicado, o organismo presidido por Fernando Gomes anuncia a “disponibilidade para proceder de imediato à alteração do contrato existente com a LPFP, no sentido de permitir a alteração da sua cláusula 4ª, nº7, de molde a possibilitar, assim a LPFP o entenda, a execução da decisão judicial”. Ou seja, a promoção imediata dos minhotos ao principal escalão do futebol português, embora sem adiantar em que contexto é que essa alteração na secretaria se irá processar.

 

O que estará a ser equacionado - pelo menos é a ideia que o comunicado aparenta sugerir - é o alargamento do actual quadro de equipas da Primeira Liga, em 2016/17, possivelmente para 20 emblemas, com a repescagem do União da Madeira - primeira formação na zona de despromoção - havendo a contingência federativa de que o campeonato volte à fórmula original de 18 clubes a partir de 2017/18.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:10

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 07.06.2016 às 11:55

Este é mais um exemplo da incompetência de quem gere o futebol português.... pensar sequer no campeonato a 20 é ridículo, quando não temos sequer capacidade para os actuais 18!

Porque não trocar o Gil Vicente com o Belenenses? não foi esse o caso Mateus? ou então esperem mais um ano, e façam descer mais uma equipa, mas não inventem por favor um campeonato a 20 equipas...
Sem imagem de perfil

De Sapo Sapeca a 07.06.2016 às 12:33

A conclusão que se tira disto tudo é que podemos estar este próximo mês a por bandeirinhas à janela, tecer loas ao Renato, dizer que vamos ser campeões da Europa e tudo e tudo e tudo...

Não há meias palavras...as instituições que gerem o futebol em portugal estão pejadas de "cancros" que enquanto não forem erradicados não iremos a lado nenhum.

Às vezes olho para este tipo de notícias e parece que estamos numa qualquer república beligerante de leste cuja lei e ordem estão em 1/2 dúzias de marmanjos.

Estar a alargar-se um campeonato que já de si é longo para a realidade dos plantéis da maior parte das equipas nacionais é um convite à continuação das negociatas e promiscuidades tão em voga e à descarada.

SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo