Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

ng8675368.jpg

 

Como sempre, não faltam desculpas ao nosso treinador de milhões numa tentativa de justificar o injustificável, face a mais uma pobre exibição a que assistimos. Mesmo tendo em conta esta fase "madrugadora" da época, devia-se ver alguns sinais de evolução na equipa, tanto em termos individuais como colectivos. Claramente, não é esse o caso. Continuamos com problemas defensivos gritantes que nos levou a sofrer nove golos em quatro jogos, e a construção de jogo ofensivo evidencia-se pela sua escassez. O pouco de positivo à vista tem vindo dos jovens, aqueles que Jorge Jesus pretere à primeira oportunidade. Eis algumas das suas declarações pós-jogo:

 

«O desgaste suplementar devido à longa viagem teve influência, foi uma viagem de duas horas até chegar ao jogo. Não aquecemos e entrámos completamente desconcentrados. Foi um estágio para aproximar as pessoas à equipa, conhecermo-nos uns aos outros porque há muitos jogadores novos. Claro que a organização não foi boa porque houve jogos em que tivemos de andar duas ou duas horas e meia de autocarro. Se já estávamos fatigados, ainda ficámos mais».

 

Neste contexto, seria necessário rever a organização interna do Sporting que programou este estágio, obviamente com a aprovação do treinador. Mas, mais para o caso, dois jogos consecutivos em que a equipa chega atrasada ao destino e ao jogo, por imprevistos no percurso que deviam ter sido antecipados. Quem é responsável por esta desorganização ?

 

«Trabalhámos sempre em cima de carga, os jogadores cada vez a responder melhor, hoje contra uma boa equipa. O resultado vale o que vale, porque o mais importante é estarmos preparados no dia 6, tendo mais alguma qualidade no dia 22 e 29. Mas o dia 6 é que é a valer. É aí que a equipa tem de corresponder a tudo aquilo que fizemos na pré-época».
 
O resultado "vale o que vale" por ter sido mais uma derrota, caso contrário não faltariam auto-elogios. É evidente que o mais importante está para vir, mas não pode ser uma boa indicação o que se tem visto até agora.

«Hoje tinha muitos jogadores de fora, com algumas mazelas, como o André, o Chico, o Ryan, o Iuri… o próprio Palhinha entrou com algumas dificuldades. O Pedro estreou-se e esteve muito bem. Surpreendeu-me pela positiva. O Tobias voltou a estar muito bem. O Piccini fez um jogo soberbo, independentemente de estar cansado, para ele não houve cansaço».
 
Não comento as supostas "mazelas" de André Geraldes e Iuri Medeiros, porque estes até têm jogado, mas fico perplexo perante as contrariedades sofridas por Francisco Geraldes e Ryan Gauld. Não deve ter sido pelos minutos de jogo, até porque o Ryan nunca calçou na Suíça, foi apenas um mero turista. Esta sua condição só pode derivar das "tareias" que têm levado dos adjuntos de Jesus, a treinar à parte do grupo e até num outro campo.
 
De qualquer modo, até dá para rir ele recorrer a esta justificação com jogadores, salvo o Iuri, que não fazem parte dos seus planos para a época. 
 
Piccini ter sido "soberbo" não merece comentário. Muito lutador, mas falta muito mais. Chegou a fazer algum cruzamento ?

«Foram 10 dias positivos. Quatro jogos em 10 dias que obrigou a que jogássemos carregados, pesados, as pernas pesam muito… Quatro jogos contra quatro boas equipas. Não quisemos treinar com equipas de menor dimensão, do campeonato suíço, mais fraco. Jogámos com o Basileia que normalmente é campeão. Tivemos de nos por à prova com equipas que nos obrigaram a correr mais, a trabalhar mais».
 
Sempre me constou, até por experiência própria, que o grau de dificuldade de jogos de pré-época deve ser gradual, de modo a acompanhar o desenvolvimento físico dos jogadores e a vertente técnica da equipa. A exemplo do que ele próprio programou na época passada, a sua filosofia é outra, e o resultado está à vista. E, no sábado, temos uma equipa que não deverá ser nada meiga.
 
Há muito mais para dizer, mas vou ficar por aqui para facilitar o debate dos leitores. Reconhece-se que o regresso dos internacionais, uma vez integrados, será uma importante mais-valia para a equipa. Isto, partindo do princípio que não serão vendidos. Se isso acontecer, ficamos ainda com menos razões para optimismo.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:40

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


62 comentários

Sem imagem de perfil

De Petinga a 19.07.2017 às 05:38

Os resultados da pré-época sao, até ver, maus.

As exibicoes também.

"Reconhece-se que o regresso dos internacionais, uma vez integrados, será uma importante mais-valia para a equipa."

Isto é um "pormenor"? Convém nao esquecer que jogamos sem 3 campeoes europeus e 1 titularíssimo. Adrien, Gelson, William, Rui Patrício. Sao 4 jogadores titulares. Nao obstante a elevada probabilidade de um deles ser transferido, sao 4 jogadores que conhecem a casa e os métodos do treinador.

"Piccini ter sido "soberbo" não merece comentário. Muito lutador, mas falta muito mais. Chegou a fazer algum cruzamento?"

Achar que a missao de um lateral se resume a ir à linha e fazer cruzamentos nao está de acordo com o futebol moderno. Onde nao gostei de Piccini foi na qualidade do passe. Demasiados passes "a queimar" e mal orientados para os colegas.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 19.07.2017 às 09:37

Nao é essa a visão correcta a fazer do Piccini , analisa so a questão tecnica quando nesta fase o que importa é saber a resposta fisica as cargas de treinos duros e aí o italiano foi dos melhores ganhou resistencia rapidamente. A questao tecnica virá nos proximos jogos.
Quanto aos passes mal guiados, Piccini tem ainda introduzido o chip anterior de jogar em equipa pequena e os passes saiem ainda automáticos principalmente para espaços mais seguros se menor risco esse chip será mudado com o tempo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 10:45

Tendo em vista todas essas qualidade dele, é curioso que o Sporting ainda ande no mercado à procura de um lateral direito ?

P.S.: Pergunte a esse "peixe pequeno" mais acima onde é que eu afirmei que a missão de um lateral é apenas ir à linha e fazer cruzamentos. Pelos vistos, no futebol "moderno", esse desempenho já não existe. Santa paciência...
Sem imagem de perfil

De Petinga a 19.07.2017 às 10:53

O "peixe pequeno" transcreveu o seu parágrafo onde pergunta se Piccini fez um único cruzamento.
Eu diria que "who cares". Um lateral pode fazer um jogo soberbo sem fazer cruzamentos. Já nao estamos nos anos 90.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 11:05

Só evidencia os seus desconhecimentos do jogo. Esta parte do desempenho de um lateral não é tudo, obviamente, mas é uma parte importante, em combinação com o extremo.

Vá ao youtube e reveja o que os bons laterais fazem...
Sem imagem de perfil

De Petinga a 19.07.2017 às 11:18

Aí está a diferença - os meus conhecimentos de futebol não advêm do youtube.
E a outra diferença é que eu não recorro a ataques "ad hominem" quando fico sem argumentos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 11:48

O caro é uma pessoa muito triste. Não consegue comentar sem "veneno". Triste mesmo...
Sem imagem de perfil

De Juskowiak a 19.07.2017 às 18:56

Caro Petinga

O consócio ao desvalorizar a importância de um lateral de equipa grande saber centrar para a área só revela um enorme desconhecimento do que é o futebol moderno.

Os meus cumprimentos e deixe lá essas atoardas que por razões de ignorância e boçalidade tanto o desprestigiam.

SL

Sem imagem de perfil

De julius coelho a 19.07.2017 às 11:24

André Geraldes nao está a altura (ainda) e necessita-se de outro lateral direito , o caso do Schelotto ainda nao está de todo resolvido o seu agente diz que ele tinha autorizaço de se apresentar mais tarde mas creio que o motivo é mesmo por a equipa tecnica nao contar com ele.
Volto á minha ideia inicial , o lateral nao foi ainda contratado porque Piccini tinha que ser primeiro testado para saber-se qual o tipo de lateral a contratar .
De todas as formas nao é de todo justo tirarmos já as conclusões finais das perfomances do Piccini quando até é dos jogadores que melhor tem respondido á fase de treinos de resistencia .
Tecnicamente parece um jogador cheio de vicios de equipa pequena tanto nos posicionamentos como nos passes sempre para zonas de menor risco um chip a ter aue mudar rapidamente.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 19.07.2017 às 15:32

Não é uma questão de chip, é uma questão de qualidade. Vá ver a reacção dos adeptos do Betis a sua saida.
No limite e um schelotto 2.0. Tenho até a sensaçao que defende pior. E tudo isto por 3 milhões.
Não acho que o Esgaio venha a ser grande jogador mas olhando para o dinheiro que já estoiramos desde que o Cedric saiu, dá—me a sensação que com ele não estávamos pior servidos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 20:35

A lamentável realidade é que Cédric nunca devia ter saído, pelo menos naquela altura, e decerto não por exigir um salário que ao fim e ao cabo até era inferior aos que vários recém-chegados estão a receber.

Bruno de Carvalho deu um grosseiro "pontapé na gramática" !
Sem imagem de perfil

De Francisco a 19.07.2017 às 08:08

Bom dia

Penso que ja se pode tirar algumas ilacoes em relacao a novos jogadores (contratados, de volta ou transitados dos BB)

Pedro Silva - Apesar de mais novo e talvez nao conseguir melhor que ser terceiro guarda redes, seria melhor rodar..posto isto se for para ficar no banco de um Boavista ou D.Aves mais vale ficar por ca.
Piscini/AGeraldes- falta muita qualidade nesta lateral direita..Piscini um pouco melhor que Schelotto a defender e atacar (o que nao e muito dificil) mas apenas isso..AGeraldes nao tem qualidade para jogar no Sporting, ponto.
APinto/Tobias - Ambos certinhos, o ex-Braga com mais experiencia e uns furos acima de Tobias..este apesar das melhorias, continuo achar que nunca ira ser um central de equipa grande, oxala esta enganado.
FCoentrao/JSilva - o primeiro esta a milhas de distancia do que ja foi e duvido que alguma x la chegue. JSilva demonstra qualidades e os defeitos de quando chegou..deveria ter rodado na 1a Liga ou pelo menos num clube europeu..
Matthieu- das piores contratacoes do Sporting nos ultimos anos (em termos de qualidade/custo). Uma contratacao sem nexo e para satisfazer caprichos..Lento, displicente e o terceiro central (em quatro) com caracteristicas semelhantes..Ficariamos mais bem servidos com Everton ou Douglas..espero estar redondamente enganado.
Petrovic - Bons rasgos a espacos, mas no geral nao me parece ser medio para um meio campo a dois..caracteristicas ali entre Palhinha e WC..defende melhor que WC mas pior que Palhinha..tem melhor jogo de pes que Palhinha mas nao chega nem de perto a WC..parece-me claramente para despachar.
Battaglia/BFernandes - Ate agora as melhores contratacoes do Sporting..BF com mais visao de jogo e criatividade que Adrien mas com menos agressividade e capacidade de choque nas transicoes defensiva. Battaglia um 8 mais de transporte que passe, sera bastante util em determinados jogos, especialmente se melhorar o posicionamento defensivo com jogar a 6.
Matheus Oliveira - outra contratacao com pouco sentido..nao pela sua qualidade, mas simplesmente que para a sua posicao 8/10 simplesmente temos bastante em quantidade e qualidade..a medio ala/extremo e sofrivel..no maximo.
Iuri - Falta-lhe algo para ser um extremo de top..nao sei bem o que, mentalidade competitiva(?!)para jogar num clube de topo?..de qualquer das formas nao sera com emprestimo para rodar que se ira resolver..emprestimo so com a perspectiva de venda ou venda a pronto, senao fica no plantel!
Doumbia - parece-me uma boa contratacao..mas nao me parece que seja para fazer dupla com BDost..pelo menos de inicio e na maioria dos jogos..
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 19.07.2017 às 09:51

Nso vou alongar-me a comentar no muito que nao concordo do que expôs mas nao resisto ao seu comentário sobre o Matthieu porque me parece de todo injusto.
Um jogador parado faz algum tempo e ja com uma idade avançada em que é mais que natural as maiores dificuldades em recuperar a sua forma física , Estão a exigir demasiado e sem nexo nesta fase .
Esperem primeiro a sua resposta aos treinos intensos que estará a ter , isto nao são maquinas de carregar em botões e começam logo a produzir .
O jogador tem que resuperar a sua confiança que só virá quando estiver bem fisicamente.
E de lento nao parece nada , falta de explosão , reação e intensiade claro que sim mas rapidez está equivocado , vi-o fazer 2ou 3 sprints na tentativa de recuperação que impressionaram.
Vamos la com calma e dar o tempo que é necessário depois cá estaremos todos para ver e analisar.
Sem imagem de perfil

De Francisco a 19.07.2017 às 10:46

Caro Julius Coelho

Permita-me discordar, mas parece-me que o julius tenha visto com atencao..ontem vi o jogador na primeira parte a perder bolas de forma consecutiva..a nao capacidade de recuperar terreno ate aceito e dou de barato..quando digo das piores contratacoes, refiri em relacao a custo/qualidade..Naby Sarr era sem duvida pior mas nao ganhava num ano o que este ganha numa semana! Para alem disso ja se viu que ele e Coates nao conseguem formar uma dupla de centrais equilibrada..vai se continuar a insistir num dupla que e lenta a recuperar posicao e que joga bem subida no relvado? Vai encostar o Coates?
Matthieu e aposta do treinador JJ..apenas e so..Gaston Silva e Doria nao serviam..era Matthieu ou nada!
O seu 'periodo ah experiencia' prova isso mesmo.

Tal como disse espero estar enganado e que Matthieu me faca engolir estas palavras...mas ou muito me engado ou Matthieu sera a pala que quebrou as costas ao camelo na relacao entre presidente e treinador.
Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 19.07.2017 às 11:34

De todo ingrato tirar conclusões numa fase inicial de pré-temporada repito quando se trata de um jogador que esteve parado algum tempo e com idade avançada o que resulta numa maior dificuldade de recuperação , naturalmente mais alongada.

Nao estou com isto a dizer que passará no teste mas nao é o momento ainda para sacar essas conclusões finais quando falta etapas importantes no programa da pré-época como os treinos que dão intensidade e explosão que acredito comecem já amanhã na academia.
Com maior intensidade os jogadores têm outro tipo de respostas mais rápidas e ganham mais confiança no que fazem , deixemos passar mais algum tempo e quando tudo isso fôr feito veremos então a sua real resposta para então se sacarem as conclusões finais.

Tenho conhecimento que o médico troceu o nariz com algumas reservas á sua capacidade física mas nesse aspecto tem estado a rsponder bem , a ver vamos.
Sem imagem de perfil

De Francisco a 19.07.2017 às 10:15

Em relacao ao plantel como um todo continuamos com algumas lacunas, principalmente na defesa..

em termos de centrais estamos pior agora que no final da epoca passada..vendemos os centrais que melhor jogavam em antecipacao e que mais velocidade tinham por dois que sao (em teoria) melhores no jogo aereo mas mais lentos..precisamos de um central com caracteristicas difertentes

nas laterais apenas pequenas melhorias em ambas as laterais..Piscini curto para uma equipa que quer ser campea, jonathan silva vai precisar de reaprender aquilo que perdeu quando foi emprestado, na altura porque se foi buscar Marvin (?!?) que agora faz parte dos dispensaveis... Fabio Coentrao sem qq ritmo competitivo, mas mesmo assim penso que estamos um pouco melhor que no ano passado em relacao a laterais ( falta um lateral direito de qualidade inegavel).

Com a provavel saida de WC e Adrien Silva precisamos de reforcar o meio campo com um 6 de qualidade. Petrovic nao ser e Palhinha penso que ainda e curto para as aspiracoes do clube..Battaglia podera ser um 6 de recurso, mas em termos posicionais tem bastantes falhas nas transicoes defensivas.

Para a posicao de medio ala/extremo penso que estamos bem servidos..aqui considero apenas Gelson, Matheus,Iuri e Podence.
Bruno Cesar e matheus oliveira vejo-os mais como jogadores de corredor central (a maioria dos melhores jogos de Bcesar o ano passado foi no apoio ao Ponta de Lanca) mas JJ quer eles no papel de JMario de 15/16..o problema e que nenhum deles tem metade da categoria e classe o agora jogador Inter.

Para jogar na posicao 10 (ou 9.5 como JJ gosta) temos Alan Ruiz, Dala e Doumbia ( alem de Podence, BFernandes e BCesar). penso que tanto Iuri como Matheus poderiam fazer essa posicao, mas JJ nao pensa assim.
Em relacao a Alan Ruiz ja nao ha paciencia, parece o mesmo molengas a jogar de cadeirinha que tivemos nos primeiros 6 meses, tem muita qualidade (passe, visao de jogo, remate) mas pouca vontade..joga a velocidade dele e os outros que esperem..uma aposta falhada de muitos milhoes..Dala penso que sera emprestado a um clube da primeira liga, precisa de minutos e nao os vai ter com JJ.
Doumbia como 9.5 no 4-4-2 (ou 4-2-4) de jesus penso que so ocasionalmente, quando tivermos que passar a um jogo mais directo.

Ponta de lanca - Bas Dost, Doumbia e LRuiz
O ultimo nao ficara no plantel (BB talvez?), Doumbia precisa de um pouco mais de tempo, mas neste ultimo jogo ja se viu algumas combinacoes entre ele-podence-iuri.
Em relacao a Bas Dost continuo com a minha ideia que este tipo de ponta de lancas nao tem lugar no futebol moderno..marca muitos golos e verdade..mas fora isso nao da nada ah equipa, nada! bola que passa-lhe nos pes fora da pequena area e jogada morta..tinha que ter indicies de aproveitamento inacreditaveis dentro da grande area para ser uma aposta viavel..para alem do mais e um jogador que nao defende (leia-se primeira linha de pressao) nao consegue esticar o jogo como Slimani por exemplo..fora da grande area basicamente ganha bolas de cabeca bombeadas pelo Rui Patricio, apenas...penso que qualquer proposta acima de 30m€ seria de aceitar.

Em termos de assimilacao de processos estamos longe do ideal..quando a equipa em 3-4-3 consegue ter melhor aproveitamento que no tradicional 4-4-2 de jesus..pouco aproveitamento de alguns jogadores..RGauld e FGeraldes sao exemplo disso mesmo.

Nem tudo foi negativo na minha opiniao..gostei bastante da aposta no 3-4-3 num jogo em que sofreste dois dos tres golos em erros individuais gritantes ( de nivel amador) penso que sera um plano b interessante, que obviamente precisa de tempo, mas principalmente, de laterais com qualidade!!

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 19.07.2017 às 12:45

Gostei do seu comentário, no entanto dispensar um jogador que na época passada foi o abono de familia da equipa com mais de 30 golos marcados só no campeonato...... enfim......
Sem imagem de perfil

De Francisco a 19.07.2017 às 16:33

Boa tarde Paulo

Em relação a Bas Dost a minha análise e puramente pessoal e nem sequer poe em causa o valor do holandês..tem simplesmente haver com o que a equipa ganha e perde com ele na equipa. Em termos de jogador de área ele é letal, talvez dos melhores avançados de área que tivemos nos últimos anos..mas "apenas" ganhamos golos na área!
Comparando com Slimani, por exemplo, marcou mais golos em menos jogos, mas também desses trinta e tal pelo menos 5 ou 6 foram de penalty (não me recordo dos números sou sincero), Slimani marcou 2 se não me engano mas com Slimani ganhávamos profundidade, tanto pela esquerda como pela direita, era capaz de jogar de costas para a baliza, recebendo a bola aguentando a pressão e depois soltando para os colegas, mesmo tendo menos técnica que o holandês para além de ser o nosso primeiro defesa, correndo praticamente noventa minutos a roer os calcanhares aos defesas..com Bas Dost nada disso se passa..fora da grande área, só serve para ganhar lances de cabeça nos pontapés de baliza de Patrício..para mim (!!) é pouco, não chega! Repito isto é apenas a minha opinião pessoal, percebo perfeitamente estar sozinho nesta análise!

Ps: vender um jogador de quase 30 anos por 3 ou 4 vezes o que pagamos (mais de 30M€) está longe de ser uma dispensa.

Como e óbvio respeito ter uma opinião contrária à minha!

Cumprimentos
Imagem de perfil

De Greenlight a 19.07.2017 às 11:49

Boa análise.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 19.07.2017 às 10:00

Acreditando no que diz o tecnico consegue chegar-se a uma lógica que as tareias fisicas têm deixado os miudos de rastos e cheios de mazelas musculares o que faz todo o sentido quando se trata de Gauld e F.Geraldes e do proprio Yuri que a olhos vistos vê-se que têm ainda defices musculares , areas a terem que continuar a serem trabalhadas.

Todas estas cargas de treinos , jogos seguidos incluindo as viagens cansativas é um programa intenso que dará os seus resultados positivos no futuro, estou convicto.
Fazem parte de uma boa pré-época e para mim uma boa pré-época tem que ser durinha.Chegei a ter jogadores que nao conseguiam dormir á noite com dores musculares ou em todo o corpo.

Isso é saude para as exigencias da epoca.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 10:39

Ele não se interessa minimamente por esses jogadores. Ponto !!!

Vem agora, como sempre, aliás, com esta conversa a querer tapar os olhos.
Sem imagem de perfil

De Bento a 19.07.2017 às 10:24

Não há ninguém que diga ao senhor treinador que os adeptos estão fartos de desculpas esfarrapadas?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 10:49

Todos os comentários são bem vindos, mas não deixa de ser curioso que publiquei um post, que não este, para permitir uma análise detalhada sobre o plantel do Sporting.

O texto de hoje tem muito mais a ver com Jorge Jesus, o colectivo e o estágio, embora haja referência a alguns jogadores.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.07.2017 às 12:32

Eu não vi os últimos 2 jogos... mas vi com o Valência e foi miserável!

A unica atenuante é saber até que ponto os jogadores estão rebentados fisicamente e no caso particular da defesa o facto de ter havido uma revolução e a necessidade de serem criados automatismos.

Mas fico de pé atrás quando vejo o JJ a cometer os erros de sempre... apostar em jogadores de sonhos antigos, não comprar laterais de valor reconhecido, centrais altos e lentos, não valorizar os jogadores da formação (p.ex o que é que o Jug faz à frente do P.Silva?!?)... fico ainda mais assustado quando vejo esta táctica dos 3 centrais e as desculpas após maus resultados.... as desculpas têm de acabar!
As condições para o sucesso existem... este é o tempo de trabalhar e não haverá mais condescendência caso não sejamos campeões com JJ.
Sem imagem de perfil

De Paulo Salcedas a 19.07.2017 às 12:49

Ainda é um pouco cedo para tirar conclusões, no entanto, treinador e presidente devem saber que esta época a margem de erro não existe e a paciência de sócios e adeptos está a esgotar-se, tem que se exigir mais de uma equipa que ano após ano investe muitos milhões no mercado, se é para fazer épocas miseráveis como a época passada vale mais jogar com os putos da formação.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 20:39

Será justo dizer que um dos grandes problemas tem sido precisamente a reconstrução da equipa ano após ano. Isto, além do factor treinador, porque não existe um verdadeiro projecto, mas sim uma enorme ambição de ganhar o título "amanhã".
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 20.07.2017 às 01:59

Isso tudo o que comenta é um facto , todos em geral pensam e sentem o mesmo sendo esta época o ultimo trunfo de JJ mas nao devemos ser nós a exagerar nessa pressão que só prejudica a equipa
.
Esse tipo de pressão será usado em disco riscado pelos comentadores rivais que irão (já começaram) pisar no mesmo diáriamente nos programas desportivos , nao carreguemos tambem nós ainda mais essa ja pesada carga.
Agora é mâos á obra e que treinador e jogadores mostrem o que valem durante a época.
Sem imagem de perfil

De João a 19.07.2017 às 13:45

O JJ depende de um pico inicial de forma como pão para a boca. Sempre foi assim. Os outros treinadores escolhem os picos de forma para alturas mais avançadas na época começando lento e acelerando até ao pico O Jesus prefere facturar pontos onde os outros os podem perder para navegar na onda do sucesso. O problema é quando os outros não vacilam e esse pico de forma inicial não serve para nada. Não é à toa que existem sempre quebras "inexplicáveis". Compreendo que com uma pré eliminatória da CL o tente fazer mas pode hipotecar uma época com este planeamento. Nunca compreendi esta maneira de actuar. As épocas são longas e quando a curva de forma desce estão os outros estão no topo, isto em alturas decisivas da primeira volta. A forma não é linear é uma onda mas o Jesus não resiste a ir com sofreguidão ao pote. Tal como em muitas outras coisas, Jesus nisto não aprende.
Sem imagem de perfil

De Aracaçu a 19.07.2017 às 14:19

Não percebo porque é que o Sr. Jorge Jesus continua sempre a jogar no mesmo sistema (4-1-3-2 ou 4-2-4), quando neste estágio podia ter apostado no sistema 4-3-3 que é bem + seguro, e s/ os internacionais portugueses que só há pouco regressaram (e não saberemos o futuro deles), 1 equipa sólida neste estágio podia ter sido a seguinte:

Pedro Silva (gk)
Piccini (ld)
André Pinto (dc)
Coates (dc)
Coentrão (le)
Petrovic (tri)
Bruno Fernandes (mc)
Francisco Geraldes (mc)
Iuri/Podence (ed)
Doumbia/Mateus Pereira (ee)
Bas Dost (pl)

Certa vez li num jornal desportivo que em off, JJ ainda treinador do Benfica disse a 1 jornalista, em resposta à Pergunta (Porque não joga em 4-3-3?) Ao que respondeu (O 4-3-3 é 1 sistema muito seguro e eu até gosto dele, mas os adeptos do Benfica merecem + (referindo-se certamente a ter uma equipa + ofensiva e goleadora)).

O raciocínio dele será o mesmo no Sproting, mas eu não quero futebol espectáculo, quero vencer jogos. Vencer sempre por 1-0 mesmo c/ menos posse de bola que a habitual? Assino já por baixo.

O Sporting joga c/ uma defesa muito subida mas isso é "suicídio" c/ 2 centrais lentos e que pouco sabem construir como Coates e Mathieu. Por isso eu que eu achava que devíamos apostar em algo + conservador, mesmo contra equipas com - argumentos, não vejo vergonha nenhuma em apostar + em transições rápidas, o que temos visto + no futebol actual é equipas grandes a ganharem jogos contra equipas de menor dimensão jogando essencialmente em transições rápidas, vejam o Chelsea por exemplo...

Cumprimentos.

Sem imagem de perfil

De João a 19.07.2017 às 14:34

As palavras de Jorge Jesus diziam que o 4x3x3 é mais fácil de anular. Mas não me admirava que agora dissesse o contrário. Se não me engano até disse que era sistema de equipa pequena.

PS: Eu não estou a criticar o 4-3-3, apenas estou a recordar as declarações dele.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 14:42

O sistema favorito dele, hoje e sempre, é o 4x2x4 ou o 4x2x3x1, que vai parar ao mesmo.

O problema com este sistema, como se verificou na época passada, é que exige jogadores com determinadas características e de valor muito acima da média, para não precipitar os problemas defensivos a que temos assistido.

Para mim, o sistema ideal para este Sporting é o 4x2x1x3, com um construtor de jogo (Bruno Fernandes) no miolo. O Sporting tem sido muito previsível, nomeadamente em Portugal. Os clubes já sabem que pela ausência de jogo pelo corredor central, a chave é tapar as aulas. Daí que se tenha visto, a exemplo, Gelson Martins frequentemente com dois e três a dar-lhe cobertura. Com a vinda do Acuña, partindo do princípio que ele vai cumprir, e com o Iuri, esta cobertura não será tão eficaz. Para alternar e manter alguma imprevisibilidade, é imperativo termos jogo pelo miolo ofensivo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 14:43

Perdão... "tapar as alas".
Sem imagem de perfil

De Aracaçu a 19.07.2017 às 14:45

Concordo caro Rui Gomes,

O segredo está na qualidade no miolo ofensivo, 1 equipa que consiga alternar qualidade nos flancos (e isso o Sporting tem) mas principalmente na penetração pelo meio-campo ofensivo, tem meio-caminho andado p/ ser 1 fortíssimo candidato a vencer troféus.
Sem imagem de perfil

De João a 19.07.2017 às 14:59

Sem dúvida, mas ainda estou à espera que ele entre pelos sistemas de três centrais o que ainda vai ser pior. São os mais difíceis e requerem rotinas que a maior parte dos jogadores não têm. Se bem que eu acho que as pálidas tentativas de um sistema de três centrais são a forma dele pedir mais uns brinquedos para aquela posição. Este sim um problema grave nele, não consegue acertar em contratações. Usa as contratações como testes de captação. Jesus e scouting são duas coisas que não se coadunam e pelos vistos ninguém resolveu isso.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 15:15

Nesse contexto que cita, há dois problemas, pelo menos é a leitura que eu faço.

Primeiro, porque o presidente aparenta fazer-lhe todas as vontades e até, de certo modo, dá-lhe "carte blanche".

Segundo, a ausência de pessoas experientes na estrutura, com os conhecimentos e a autoridade para lidar com Jorge Jesus.

Como Bruno de Carvalho (imagine-se) chamou a si o todo do futebol, já se sabe em que mãos as coisas se encontram. Só isso explica o desespero de contratações avulsas para tentar chegar ao título.
Sem imagem de perfil

De João a 19.07.2017 às 15:33

Em última instância o problema vem sempre de cima mas aqui o Jesus tem razão. Foi contratado para mandar em tudo mesmo quando toda gente sabia o que a casa gastava. Não esquecer que a razão da sua saída do Benfica estava relacionada com essa mania do controle e das carradas de jogadores que pedia e que depois queimava e pior que isso, quando a estrutura contratava jogadores que não estavam relacionados com ele arrumava com eles, caso do Nolito foi o mais flagrante.

Isso e a falta de aposta na prata da casa porque ele não consegue viver com os erros dos jogadores mesmo quando todos sabendo que de erros está a carreira dele cheia.

Eu também tenho a teoria de que ele não consegue fazer um bom balneário. Tem um núcleo duro e não dá oportunidades aos outros. Quando dá é quando precisa e calha sempre em jogos decisivos. Acaba sempre com aquele ar "viram? eu já sabia que não prestava".

Um bom treinador e formador de homens dá sempre uma oportunidade depois do erro. É com esta confiança que reforça o espírito de equipa. Afinal eles são homens como todos nós e sentem tudo mesmo que não se passe com eles.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 20.07.2017 às 02:08

Rui o 4213 é um engodo porque na pratica é o 424, com este sistema á multiplas possibilidades e desdobramentos com a equipa mais segura com 2 na posição 6 podendo um deles ser mais ofensivo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 20.07.2017 às 03:23

Julius,

Sei muitíssimo bem as diferenças entre sistemas de jogo, muito embora não se limite a isso.

O Julius gosta do 4x2x4 do Jorge Jesus, aliás, o Julius gosta de tudo de negativo que tem vindo a ser feito ao longo de 4 anos. Ainda agora defende tudo com unhas e dentes, mesmo perante evidência em sentido contrário.

Para ser sincero, não o compreendo. Este sistema do 4x2x4 é tão "milagroso", pasma todas as equipas, especialmente as mais potentes, não o usarem. Nem o "pobre" do Real Madrid, campeão de Espanha e da Europa, o usa.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 20.07.2017 às 11:41

Nao disse que gosto do sistema do JJ ou de outra qualquer equipa , gosto dele pessoalmente quando bem treinado e bem inerpretado pelos jogadores porque é o sistema que se transforma facilmente em 4213 ou no 4231
Mas quando o utilizei treinei os 2 da posição 6 que quando na posse um deles subia .
Este sistema permite jogar com posição 10 ou meter sempre 5 jogadores na zona de chegada , exigente fisicamente mas equilibrado no fecho e ofensivo ao mesmo tempo.
Abraço

Nota : Nao se iluda que defendo tudo com unhas e dentes , procuro sim dar estabilidade ás decisões tomadas e só pronunciar-me com critica quando vejo que de todo nao resultam.
Sem imagem de perfil

De Aracaçu a 19.07.2017 às 14:43

Caro João,

Pois mas durante 3 anos foi "comido de cebolada" pelo 4-3-3 do Porto, principalmente de André Villas Boas que em apenas 1 jogo conseguiu anulá-lo, mas s/ efeitos práticos já que depois perdeu a 2ª mão da meia final da Taça de Portugal a jogar em casa...

Por exemplo o Sporting de Augusto Inácio jogava em 4-2-3-1, e foi das equipas mais sólidas e letais que o Sporting teve desde 1982, ano na altura (2000) do último título. A solidez daquela equipa e eficácia também ajudou e muito a sermos campeões nesse ano. Só estou a dar 1 exemplo.

Cumprimentos..
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.07.2017 às 14:46

O 4x2x3x1 e o que eu recomendo, o 4x2x1x3 são muito parecidos e tudo dependerá da movimentação dos jogadores no terreno. Nenhuma posição é absolutamente fixa, salvo porventura os centrais.
Sem imagem de perfil

De João a 19.07.2017 às 15:27

Até com o Vítor Pereira que depois do Porto nunca mais deu uma para a caixa.

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 20.07.2017 às 02:03

Meu caro o sistema 424 bem treinado e interpretado pelos jogadores é o melhor e mais seguro sistema que existe.
Era o meu sistema preferido como treinador e nunca perdi com ele.
Sem imagem de perfil

De lol a 19.07.2017 às 15:41

Este ano o campeonato de carabina deitada e o de chincalhão aquático não foge.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo