Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpg

 

(...) Com o quarteto defensivo leonino a realizar uma soberba exibição e a chegar para o fluxo ofensivo leonino, esperava-se que a Juventus abrandasse para o Sporting voltar a pegar no jogo. E o melhor elogio que se pode fazer é que a formação de Jorge Jesus controlou muito bem a segunda parte... até que chegou o maldito minuto 77 em que Coentrão é assistido e Jesus substitui-o de imediato por Jonathan Silva. O internacional português, quando se aprestava para reentrar, ficou estupefacto quando percebeu que já não fazia parte do jogo.

 

E maldito porquê? Porque Jonathan comprometeu inapelavelmente no lance do segundo golo dos italianos, ao deixar-se antecipar por Mandzukic ao segundo poste quando tinha ganho a posição e isto numa altura em que o clube de Alvalade parecia melhor no jogo. Depois Doumbia, que entrou após o segundo golo da Juventus, esteve perto de fazer o empate no último lance da partida, naquela que foi a grande oportunidade leonina em todo o jogo.

 

O Sporting não merecia perder? Talvez não - voltou a perder no campo e a deixar boa imagem, o que não dá pontos. Ainda assim, olhando para os números do jogo, para a soberba organização defensiva e para a qualidade da exibição de Rui Patrício, a Juventus esteve mais perto do triunfo.

 

Isto começa a ser um padrão que Jesus precisa de resolver porque há comportamentos repetidos. Dos 12 golos sofridos em encontros oficiais nesta época nove foram na segunda parte e seis nos últimos dez minutos. Há aqui um padrão que pode ter que ver com uma quebra mental, física ou com um misto destas duas situações. Uma situação que merece análise por parte de Jorge Jesus.

 

A qualificação para os oitavos-de-final não está hipotecada mas urge vencer a Juventus em Lisboa e isso não parece uma missão impossível.

 

Bruno Pires, Diário de Notícias

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:46

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.10.2017 às 08:53

Concordo muito com este post.... factor determinante a saida do Coentrão e a entrada do Jonathan, por muito voluntarioso que seja, comete muitos erros na marcação.... outro aspecto tem a haver com a quebra fisica das equipas de JJ nos ultimos minutos dos jogos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.10.2017 às 10:50

Eu vejo mais quebra "mental" do que "física".
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.10.2017 às 10:56

Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.10.2017 às 11:01

Faz lembrar um pouco a nossa equipa de andebol, a qualidade técnica e física está lá, mas em muitos períodos a quebra mental deita tudo a perder.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.10.2017 às 10:55

Não há quebra nenhuma física!!
Há sim uma quebra organizativa.

Diz i autor que J. Silva comprometeu.. e todos dizem o mesmo..
Quem comprometeu foi JJ
Num outro Post o amigo Albuquerque diz acertamente que já são uma quantidade enorme de jogos perdidos assim desta maneira.
É verdade e todos nós sabemos isso.
Pois, eu agora pergunto: foi culpa do J. Silva??..
Quero dizer também com isto, foi sempre culpa de quem de outro qualquer J. Silva?

Analisemos este dato..
Todos nós temos a sensação de não ter suplentes à altura dos titulares.
Porquê??..
Quebra fisica, J. Silva, jogos à quarta - feira, falhanço do Bas Dost, frango do R. Patrício, William que só lateraliza, Adrien que se foi, Slimani não está..
Quanta desculpa injusta
Para que temos um treinador tão caro???
Resposta: para poder pagar à comunicação social.. e embelezar a figura do mestre, do tácticas, etc...

Jornalistas, tirem cá p'ra fora...
Em jogos a sério quantas vitórias tem o senhor dos anéis?
Só jogos nacionais com grau de dificuldade elevado.
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 19.10.2017 às 11:04

O Coates fez um jogão
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.10.2017 às 11:09

LOOOOOOOOOOLL!!
Jogão, também não.. Teve lá duas ou três que podiam ter dando para o torto.
Mas esteve bastante, muito bem, sim

Um jogador mediocre também tem direito a fazer um Jogão
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.10.2017 às 11:04

E agrego aqui em defesa do J. Silva..

Se a mesma jogada fosse no campeonato português, estariamos agora aqui a discutir uma possível falta do Mandzukic.. Com toda a certeza!
É só ver a repetição da jogada..
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.10.2017 às 11:12

Concordo com o facto de que nem tudo é sorte e azar.... houve talvez um desequilibro organizativo que permitiu a vitória da Juventus.

Mas continuo a bater que naquele golo, um bom defesa esquerdo nunca teria permitido aquela entrada do Mandzukic....

Tens razão quanto ao ordenado do JJ não se justificar perante os resultados alcançados.... não posso argumentar contra esse facto!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.10.2017 às 11:21

-"um bom defesa esquerdo nunca teria permitido aquela entrada do Mandzukic...." -

Estou de acordo ainda que não seja a 100%
O cruzamento foi de tal ordem perfeiro que só um avançado de menos qualidade não tiraria vantagem..

Mas, a minha resposta ao Schmeichel é: pois sai ao mercado e compra-nos um dos pouquíssimos Laterais - esquerdo que há!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo