Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Liberdades, mordaças e trapaças

Naçao Valente, em 11.04.17

 

O senhor tenente-Coronel, na reserva, Vasco Lourenço, um militar de Abril ligado à instauração da democracia, e que prezo, mas uma espécie de cristão-novo, convertido ao brunismo, tem vindo a escrever no jornal Record textos laudatórios sobre o presidente Bruno de Carvalho. Defende o senhor tenente-coronel, a propósito de levantamento de novo processo disciplinar ao presidente do Sporting, que lhe está a ser coarctada a sua liberdade de expressão. Discordo, com todo o respeito, da sua posição.

 

ng1683093.jpg

 
O senhor tenente-coronel, sabe, ou se não sabe interrogo-me sobre a sua coerência, que não existe liberdade absoluta, incluindo a liberdade de expressão. Esta é sempre relativa e condicionada, até pela consciência de cada um. Apresento alguns exemplos de áreas onde existe condicionamento na livre expressão. No ensino, um professor se chamar burro a um aluno, mesmo com razão, sujeita-se a apanhar processo disciplinar; na justiça existem normas que não permitem aos intervenientes pronunciar-se sobre processos; no sector militar, onde o senhor tenente-coronel exerceu altas responsabilidades, existem matérias sigilosas sobre as quais existe proibição sançonatória. Outros exemplos poderia referir, mas estes são mais do que suficientes para concluir que em determinadas funções existem condicionantes devidamente regulamentadas, ou seja não vivemos no reino do cada qual dizer o que lhe dá real gana.

 

Invocar a Constituição portuguesa, em lei geral, ignorando as leis sectoriais, para justificar a verborreia do presidente, a quem se converteu, revela alguma ignorância, se não for mesmo má fé. Bruno de Carvalho não tem nenhuma mordaça. Está, enquanto cidadão, na posse de todos os seus direitos constitucionais. Pode falar livremente de política, de cultura, de economia, de finanças, de desporto. Não pode é, enquanto presidente de uma instituição desportiva, inserida numa estrutura própria, desrespeitar as normas em vigor, justas ou injustas, certas ou erradas. Ele e todos aqueles que actuam no âmbito dessas instâncias. Até podemos admitir que certas normas precisam de ser revistas, mas sejam elas quais forem imporão sempre restrições e sanções.


O senhor tenente-coronel tem com certeza guerras importantes para travar. A bem do seu prestígio e da sua coerência não tem necessidade de se meter em guerras de alecrim e manjerona. Pior, não tem que defender um estatuto especial para o um homem que apoia, colocando-o acima dos regulamentos existentes. Isso sim é um acto de privilégio que fere a própria liberdade de expressão. Não lhe fica bem defender o indefensável. E não fora a imagem de idoneidade que tenho do senhor tenente-coronel, seria tentado a pensar que obedece a uma cartilha encomendada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:06

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 11.04.2017 às 12:02

Concordo com este post a 100%. No entanto há que ressalvar uma coisa. Não há nada no regulamento disciplinar que impeça BdC de dar entrevistas que sejam fora da competição desportiva. Se fosse um flash-interview ou uma conferência de imprensa dum jogo, aí sim ele está proibido.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.04.2017 às 14:14

E o NV suporta-se em quê, para se meter "em guerras de alecrim e manjerona" ?

Também podia dedicar-se a outras coisas. Talvez á reconquista de Olivença!!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.04.2017 às 14:18

Deixo o alerta que se não se identificar será editado.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.04.2017 às 16:01

Olivença dava-me jeito, mas não estou para aí virado, até porque nunca me meti em guerras. Já o senhor tenente-coronel deve sentir a falta das mesmas. Mas mesmo enquanto sportinguista influente tem coisas mais úteis para se dedicar.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.04.2017 às 15:33

Mike Portugal,
Obrigado pela ressalva. É o que digo, desde que cumpra estritamente os regulamentos, não incorre em qualquer infracção.
Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 11.04.2017 às 14:32

Depois desta pouca vergonha toda em que está envolvido o futebol e os principais adversários do nosso Sporting o Nação Valente tem o desplante de ir para cima de Bruno de Carvalho ? Se Bruno de Carvalho se dobrasse não era Bruno Valente era Bruno Cobarde. Percebeu? Neste momento temos que lutar contra esta organização que só olha para os interesses de um clube em Portugal. temos muito tempo para tratar das questões internas.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.04.2017 às 15:44

Ângelo Pereira,
Bruno de Carvalho queixou-se da falta de liberdade de expressão. Vasco Lourenço, deu o ámen e encetou uma luta pela dita liberdade. Completamente desajustada. Reafirmo que não está em causa a liberdade de expressão em Portugal, quer para o presidente do Sporting, quer para qualquer outro presidente desportivo. Existem regulamentos que todos têm que cumprir. Na minha opinião, o dirigentes do nosso clube têm que se concentrar na sua gestão financeira e desportiva. Enquanto o fizerem têm o meu elogio. Tudo o resto é foguetório.
Sem imagem de perfil

De atitopoteu a 11.04.2017 às 15:22

fui oficial miliciano ao mesmo tempo e no último quartel onde o senhor 'tenente- coronel' esteve colocado, até ser preso no Forte após o falhado 'golpe' das Caldas a 16 de Março de 1974, o BRT na Trafaria.

quando contrariado, nos pouco democráticos e abusivos sentimentos militaristas, reagia como a generalidade dos 'chicos', os oficiais (e sargentos!) do quadro permanente, com a 'superioridade' que o posto de capitão lhe concedia !... a superior 'inteligência' provinciana, manifestada por mais dois traços doirados, em cima dos ombros.

muito diferente do grande Senhor Major Melo Antunes, igualmente Conselheiro da Revolução, com quem tive oportunidade de privar a nível particular, após a minha saída do Exército.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 11.04.2017 às 15:52

De atitopoteu,
Pois, também conheço essas atitudes por experiência própria. Se à instituição onde a liberdade de expressão é muito limitada é precisamente, na instituição militar. Como diz o ditado: bem prega frei Tomás.
Sem imagem de perfil

De atitopoteu a 11.04.2017 às 23:36

apesar de tudo e dum bem marcado provincianismo, não era dos piores.

a sério, a sério só tive uma 'pega das grandes', andei a 'namorar' a filha (a mãe também queria!), com o 'chicalhão' de um capitão, vindo de soldado.

quando começou a tentar fazer-me a 'vida negra', embora pela sala de Oficiais ninguém lhe ligasse, tive de ter uma 'conversinha' de pé de orelha com o artista.

um pouco depois deu-se o 25 de Abril e veio a saber-se que o artista era um dos 'bufos' que a PIDE mantinha no Batalhão.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.04.2017 às 18:57

Este senhor VL não é aquele "corajoso" que na Guiné fugia para debaixo dos Unimogues quando a bernarda começava a ouvir-se com violência?
Agora, imaginem, é apoiante de outro "corajoso", aquele que se pirou para Angola para não ir a Arouca. Estão bem um para o outro.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.04.2017 às 19:02

Deixo o alerta que se não se identificar será editado.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 12.04.2017 às 08:55

Tem razão, Nação Valente, na realidade é o presidente da instituição que está em causa e não o cidadão.
Bruno de Carvalho envolve-se constantemente em guerras estéreis, sem rumo nem finalidade. Sabe que assim mantém uma parte importante dos sportinguistas entretidos com o acessória, deixando escapar o essencial.

Como diz a propósito do tenente-coronel Vasco Lourenço, trata-se de mais uma cartilha. Esta é sobre técnicas manhosas para manter “ocupadas” as pessoas!

Um grande abraço

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo