Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mas onde é que eu já ouvi isto?

Desert Lion, em 12.02.14

 

 

 

 

 

Fredy Montero: "Temos de levantar a cabeça"...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 07:50

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


23 comentários

Sem imagem de perfil

De Lionheart a 12.02.2014 às 08:48

A brincar, a brincar, ou desemburram ou é o descalabro. O Sporting vive um momento muito perigoso, em que o seu potencial futebolístico aparenta ter estagnado, com as sequelas psicológicas do jogo na Luz (ainda bem que a maioria dos sportinguistas não viu o jogo, porque ainda foi pior do que a exibição no Dragão...), e os jogos com grau de dificuldade que aí vêm, pode haver uma derrocada, se os jogadores não se unirem e os sócios não ajudarem. No próximo jogo em casa é preciso começar a dar a volta. O público tem de ajudar, mas a equipa também de querer. Quando começamos a ouvir esta "cassete" de que é preciso levantar a cabeça, é muito mau sinal...

PS - O Benfica que não se iluda, porque o jogo de ontem foi muito enganador. Mais nenhuma equipa lhes vai dar as facilidades que o Sporting permitiu ontem, tal a miséria do nosso desempenho. O Porto também parecia uma superequipa quando venceu o Sporting no Dragão e depois é o que se tem visto.
Imagem de perfil

De Desert Lion a 12.02.2014 às 09:12

Li algures que nos últimos 5 jogos (Nacional, Estoril, Arouca, Académica e Benfica) temos uma diferença de golos de 2-3. E se e' verdade que só temos perdido com os outros grandes, não deixa de ser perturbador sentir a equipa a deslizar de produção e ver alguma resignação, quer na atitude em campo, quer nas declarações dos jogadores... Será cansaço ?

SL
Sem imagem de perfil

De Lionheart a 12.02.2014 às 09:20

Cansaço e alguma falta de confiança também, porque as coisas não saem.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 09:24

Nos últimos 5 jogos... para o campeonato. Contabilizando também a Taça da Liga, o resumo é 8 GM e 4 GS, em oito jogos, que dá, obviamente, uma muito baixa média de 1 golo marcado por jogo.

Isto deve-se a uma combinação de factores, cansaço pelos usuais 12/13 é um deles.
Sem imagem de perfil

De Octavio a 12.02.2014 às 08:49

É assim que tudo começa...
Imagem de perfil

De Desert Lion a 12.02.2014 às 09:14

Continuo a acreditar, caro Octávio...
Sem imagem de perfil

De MaxMartins a 12.02.2014 às 09:42

É verdade que apenas estivemos em campo, mas "não jogámos"...

Mas não podemos esquecer "os casos" que nos levaram as estarmos agora a 5 pontos não é...?

É que bastaria "lembrarmo-nos" do jogo com o Rio Ave, com o Nacional e com a Académica...e teríamos 1 a mais...

Nem vale a pena falar dos marcados pelo Montero em fora de jogo...porque mesmo não sendo considerados...teríamos ganho na mesma...

!º temos que ter em conta que a equipa está em formação e depois continuar a fazer a nossa parte...ou seja...: apoiando-a...!

SL
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 10:03


E talvez também fosse bom parar de apontar o dedo aos jogadores nas conferências, para além de serem poucos ainda vamos precisar de todos, como ainda se viu ontem no banco e julgo que muitos adeptos não perceberam. O Sporting não foi à Luz fazer nada que já não tenha feito em muitos jogos, com 3 jogadores diferentes. No último derby também já tínhamos sido literalmente atropelados na 1ª parte, no modelo mais habitual e sem cartões ou lesões, para reagirmos na 2ª como entramos agora. Como já entramos mal há vários jogos, a ideia passou sempre por tentar entrar mais forte e tentar marcar mais rápido com o futebol mais direto que já safou muitos jogos e depois voltar à dinâmica mais habitual, com mais posse, bastava olhar para o banco. A melhor forma de criar mais dificuldades a este Benfica passa sempre por ter muita bola porque só há uma e também foi o que fizeram até agora as poucas equipas que o conseguiram levar a cabo. Sem sombra de dúvidas que algum tempo de desnorte, muito precioso, que a nossa surpresa poderia ter criado ao Benfica também se foi com as malditas chapas que acabaram por se soltar no dia do jogo.

Quando o Sporting também acedeu a que voltasse a haver jogo correu tudo mal porque o Benfica esteve sempre muito forte e o Sporting quase nem entrou no jogo. Não tenho rigorosamente nada contra o que foi tentado, até porque e dada a desproporção de meios das duas equipas, o resultado mais certo com o Benfica esta época é mesmo a derrota. Só gostava de estar mais seguro que o treinador também não foi pressionado. E em vez dos recados ao treinador e aos jogadores de quem foi à Luz portar-se como um gatinho, leões só mesmo nos comunicados - já agora explicar o empréstimo de Rinaudo? Também não tenho rigorosamente nada contra a simples ideia de reforços, que não são só para os campeões e também já não vale a pena estar agora a discutir as opções mas tenho tudo contra a pressão do título que a inexperiência de alguns e de uma forma absolutamente indesmentível mandou para cima da equipa – e era só o que aconselhava a estar quieto, no fim faziam-se as contas do único objectivo assumido desde o princípio e do qual nunca saímos, a Champions. A necessidade de redefinir de objetivos é uma coisa totalmente diferente. Amadores. O próximo jogo é em casa e contra o último - não podia ser melhor - e não ponho dúvidas que Leonardo Jardim vai voltar a reagrupar todos no sítio e no espirito mais certo, das vitórias.

Com o Porto ou perdemos também já ontem no CD da FPF, muito renhido. Aliás, a direção do Sporting até fez questão de deixar bem claro que era o jogo mais importante ontem. Outra asneira. Ou perdemos depois em sede de recurso no CJ da FPF, à vontadinha. Também é para isto que servem os estados de graça, para evitar jogar com o Benfica outra vez esta época.
Sem imagem de perfil

De Anti-brunetes a 12.02.2014 às 10:10

Quem tem de levantar a cabeça é aquele treinador medíocre.
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Catarino a 12.02.2014 às 11:37

Bate lá no Presidente e deixa o LJ sossegado.
Sem imagem de perfil

De Balajic a 12.02.2014 às 14:07

Comecem a pensar que o mal é do treinador, comecem...

Não olhem para aquela espécie de presidente com olhos de ver, ou para o "director desportivo/empresário" ou para o director da Academia e vejam o que essas almas anda lá a fazer e depois digam que é azar, os árbitros ou que o Porto é corrupto

Agora sou eu que vos digo: olhem o que o Godinho fez ao Domingos e quem é que ele pôs no lugar dele...

Não há maneira de aprender neste clube...
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Catarino a 12.02.2014 às 14:22

Eleições já!
Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.02.2014 às 14:56

Rui, vou dar-lhe uma sugestão. Não se deixe levar pelo lugar-comum do cansaço usual pelos habituais 12/13.

Segue a lista dos 13 jogadores mais utilizados de Benfica, FC Porto e Sporting no campeonato e respectivos minutos jogados esta época, em todas as competições

1. Alex Sandro 2700
2. Jackson 2626
3. Danilo 2543
4. Luisão 2460
5. Garay 2453
6. Fernando 2429
7. Mangala 2358
8. Helton 2250
9. Enzo Pérez 2227
10. Varela 2156
11. Gaitán 1999
12. Artur 1985
13. Adrien Silva 1983
14. Lima 1968
15. Matic 1968
16. Lucho González 1960
17. Maxi Pereira 1936
18. Montero 1913
19. William Carvalho 1886
20. Maurício 1830
21. Cedric 1800
22. Otamendi 1800
23. Rui Patrício 1740
24. Josué 1680
25. Marcos Rojo 1665
26. Jefferson 1612
27. Markovic 1521
28. André Martins 1454
29. Defour 1428
30. Licá 1331
31. Fejsa 1311
32. Maicon 1305
33. Carrillo 1239
34. Wilson Eduardo 1226
35. Siqueira 1108
36. Rodrigo 1101
37. Diego Capel 1095
38. Cardozo 1064
39. Eric Dier 806

Analisando, os 13 do Sporting situam-se nos lugares 13, 18, 19, 20, 21, 23, 25, 26, 28, 33, 34, 37 e 39.


Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 15:31


Caro Pedro,

O Sporting tem muitos menos minutos de competição. E claro que um onze bem definido é das coisas mais importantes, tanto como ter mais soluções no plantel quando também forem precisas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 15:42

Grande lista Pedro. Bem, não refuto o que os números indicam, mas deve ter em consideração também que há meios diferentes de uso dos jogadores.

Não me dei ao trabalho de ver os números invidualmente por equipa.Significará isto então que o SLB e o FCP também têm feito a época essencialmente com os mesmos 12/13, tal como o Sporting.

Isto à parte, existem obviamente outras considerações que afectam o rendimento dos jogadores.

Obrigado pela informação.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.02.2014 às 16:59

Vocês insistem nas mesmas falácias.

Desgaste? Actualmente os jogadores conseguem participar em mais de 40 jogos por época. Vamos ter equipas da II Liga, com plantéis tão curtos ou menores, a fazer mais de 50 jogos e preocupamo-nos com a falácia dos 12/13 jogadores do Sporting?

Partindo do princípio que há onze titulares, ainda há um núcleo duro de suplentes que englobam dois extremos, um avançado, um lateral e um central (Dier). Nas minhas contas, são 16 jogadores. Há não muito tempo, eram os jogadores "válidos" que cada equipa tinha.

L, o que interessa que o Sporting tenha muito menos minutos de competição? Alguém chora com o desgaste dos "12/13" de Benfica e FC Porto? Não "estamos" sempre a insistir que eles têm opções e que nós é que andamos à míngua e sempre com os mesmos? O desgaste dos jogadores não depende dos minutos totais da equipa em competição, depende dos minutos de cada um.

Quando argumentamos baseados em premissas falsas, dá merda só isso. Podemos estar aqui até a vir a senhora gorda cantar sobre adejectivos qualitativos (se a equipa é boa, se joga bem, se as soluções são boas, se o presidente é mau - achei que devia mudar porque é esse o tom aqui no blog), agora sobre quantitativos tenham paciência.

Estão errados, desistam dessa ideia. Expliquem a quebra de outra forma.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 17:11

A título de curiosidade, qual é a explicação Pedro para a "quebra".
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 17:19


Caro Pedro,

Mais do que a quebra a mim até nem me custa nada explicar a qualidade do adversário ontem, que é uma coisa que parece que custa sempre muito. Da nossa parte estou tão consciente das qualidades e das limitações depois do derby como antes. Quanto a este tipo de "estatísticas" continuo a pensar que não podem ser mais limitativas, ontem voltou a bastar termos um jogador de fora para fazer uma diferença do caraças e para isso também bastava outra vez o azar de uma lesão. O Enzo não vale metade do que dizem dele hoje. Da mesma forma que não se pode pedir o mesmo rendimento durante uma época inteira a quem nunca fez sequer 30 jogos do que a quem já fez 3 épocas e por aí em diante. Um último exemplo, o Varela começou de fora lesionado, voltou, parou outra vez e voltou a voltar, passe o pleonasmo e aparece na lista como um dos mais utilizados. Não há só cansaço físico. Até podem jogar sempre os mesmos mas não deixa de ser muito diferente ter 22 soluções ou onze.
Sem imagem de perfil

De Pedro a 12.02.2014 às 17:24

Da forma mais pragmática possível, tudo se resume à bola que entra e à bola que não entra.

A quebra já teria existido se não houvesse a reviravolta com o Marítimo, se não houvesse Slimani aos 90 minutos em Guimarães, se... se...

Nos momentos que definem o jogo, a bola deixou de entrar. O mesmo Slimani que decidiu em Guimarães e Arouca teve o golo anulado com o Nacional e as duas oportunidades desperdiçadas com a Académica.

Não é "a" explicação mas ajuda. Acho que "as" explicações serão sempre mais do ponto de vista qualitativo do que quantitativo (no sentido de mais minutos + desgaste), até porque não é isso que se conclui de uma análise a três.

Sem esquecer que 2000 minutos de um Maradona em seis meses serão sempre melhores qualitativamente do que 1000 minutos de Kmet e outros 1000 de Hanuch (comparação exagerada com único intuito de facilitar a percepção do argumento)
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 17:28


E só mais uma tanga de gestão de expectativas é que já põe o lugar do treinador hoje em questão outra vez.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 12.02.2014 às 17:37

Pedro, se der uma olhadela por alguns posts da minha autoria, sempre fiz referência que a utilizição de LJ de 12/13 jogadores poderia vir a ser um factor, especialmente no campeonato de Inverno, mas não o único factor. É por de mais óbvio que há outras considerações e partindo do princípio que a equipa está fisicamente bem preparada, que eu acredito que esteja.

Além disto, podemos ter dois jogadores com os mesmos minutos de jogo e um despender muito mais energia e/ou acusar muito mais desgaste do que o outro, mediante as suas características pessoais, posição e modelo de jogo da equipa. Os extremos do Sporting acusaram, e muito, na minha opinião, o desgaste do sistema de jogo de Leonardo Jardim.
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 17:44


Caro Rui,

Uma coisa é analisar a época, outra coisa é querer fazer uma análise completamente impossível depois do desastre de ontem. Como equipa nem conseguimos entrar em campo, faltou confiança e faltou tudo. Só deu Benfica, que até quando levou 7 chegou a jogar mais.
Sem imagem de perfil

De L a 12.02.2014 às 17:57


E ainda foram campeões esse ano. Chega a ser uma anedota tão grande alguém poder pensar que esta equipa do Sporting só vale o que não jogou ontem como quem andou a falar no título.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo