Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nero estaria orgulhoso

Drake Wilson, em 19.05.17

 

20437408_FMwZF.jpg

 

“…E depois de uma profunda análise, creio que chegou a hora de abandonar o Facebook (…) Amo-te Sporting, e nada nem ninguém irá mudar isso e com este Amor nem a morte nos separará”.

 

Depois de proceder à leitura integral de um dos mais esquizofrénicos textos que me lembro, algumas dúvidas me restam: Bruno de Carvalho nada mais terá para dar ao Sporting do que uma doentia obsessão – questiono porém, da verdadeira razão desta psiconeurose existir, para além dos seus efeitos contraproducentes para o Clube, a curto prazo. No final da época passada, em muitos de nós ficou um sentimento de esperança – bem diferente da desconfiança no futuro que agora nos assiste. Um dia, Bruno de Carvalho será treinador-jogador, num estádio de Alvalade vazio.

 

A culpa é mesmo dos jornais desportivos?

 

Ser sportinguista, nunca se afigurou um fácil sentimento coexistencial entre a lógica e a razão. Pode ser irracional suportar tanto azar ou incompetência, mas aqui estamos nós para gostar do Clube como sempre! Mas a verdade é que, se procedermos a uma dicotomia entre o corpo e a alma do nosso Sporting, reconhecemos claramente um enclave com diversos anos de existência, já por nós debatido – fantasmas a mais, crises existenciais, teorias conspirativas, interesses bancários, claques que interferem na diaspora, bastidores, etc. Particularmente, não conheço maior saco de gatos do que isto. Sei, isso sim, que é impossível um Clube, Pessoa ou Instituição vencer na vida com tantos problemas por resolver, para além dos que se inventam diariamente.

 

Algo que o Festival da Eurovisão nos ensinou

 

Vejo no Sporting uma espécie de Conde (ou Imperador) ressabiado na presidência, onde qualquer súbdito nunca é bom o suficiente para a dimensão dos seus devaneios – uma espécie de Imperador Nero, na magistral obra Quo Vadis, de 1951. Quer o Sol, quer a Lua, e quer tudo para hoje, tal como o próprio considerava que num ano (o ano da sua chegada) o Sporting recuperava financeira e desportivamente! Para Bruno de Carvalho não existe limite na Humanidade – quer mais do que o “humanamente possível”. Arriscaria mesmo que Bruno de Carvalho ainda não compreendeu que o nível de sucesso que se pretende no Clube depende sim, de muitos outros factores que não apenas um ordenado pago aos seus funcionários. Um desses factores é, como bem sabemos, a sanidade. Outro, é a auto-consciência. Outro, é a paciência. Outro, é aquele que eu chamo com algum humor, “factor Luísa Sobral”* – trata-se da Estrutura que pode e deve existir por trás de uma pessoa ou de uma instituição, afim de a apoiar num objectivo comum concreto. O problema é que para Carvalho nada disto faz sentido. As “Luísas Sobrais” deste mundo estão todas abaixo, ou por debaixo... Para bom entendedor.

 

* Para os que não estão a par, Luísa Sobral foi a compositora do tema "Amar pelos Dois", interpretado pelo irmão Salvador Sobral no Eurofestival da Canção, cujo sucesso se deveu não apenas ao dom vocal de Salvador, como naturalmente a todo o apoio concedido pela irmã na produção e composição da referida canção.

 

Porquê aquela SMS depois do jogo Sporting-Inter Movistar, Presidente?

 

Existem determinadas ambiguidades na vida pessoal de Bruno de Carvalho que, por uma questão de respeitabilidade, decoro e protecção à sua integridade, não devem ser tornadas públicas ou mesmo debatidas através de um Blog ou rede social. Tal como existem questões do nosso Clube que nunca poderiam ficar tão expostas quanto Bruno de Carvalho tornou visível ao longo deste famigerado mandato presidencial. A última missiva que Bruno de Carvalho escreveu através do Facebook, não será a mais grave difusão recente de verborreia. Existe uma sms, difundida após a recente derrota da nossa equipa de Futsal perante o Inter Movistar e dirigida a todos os atletas do Clube – e provavelmente a Dirigentes – na qual Bruno de Carvalho acabrunha não apenas o plantel às ordens de Nuno Dias, como todas as restantes Modalidades! Segundo o texto, o Atletas andam a brincar com o esforço do próprio Presidente. Isto, estimado leitor, é apenas o princípio.

 

Segundo o teor da referida mensagem, a derrota na Final envergonha 1) o "Sporting", 2) o "Presidente" e 3) restantes "Atletas das diversas Modalidades", colocando mais uma vez "o próprio Sporting à mercê do julgamento da Comunicação Social"… Isto é normal? Admira-me sinceramente Nuno Dias não ter colocado (ainda) o lugar à disposição. Já Vicente Moura, não me admira rigorosamente nada.

 

Roma a arder, Nero a recitar poemas, Bruno no Panteão.

 

No Panteão Celestial dos ex ou futuros Presidentes do Sporting, todos serão recordados um dia pelo resultado da sua contribuição ao Clube, ou por alguma medida de maior impacto registada ao longo do mandato. Roquette, que para mim representa parte do que o Sporting actualmente precisa, será recordado – entre melhores ou piores causas – pelo abandono da primitiva gestão de um clube de Futebol face a criação da primeira SAD desportiva em Portugal. Algo que João Rocha, de algum modo, tinha idealizado anos antes. Já Bruno de Carvalho, ao fechar a sua conta no Facebook, será apontado como o primeiro homem moderno a enterrar-se a si como à sua verborreia, qual Deus vivo, num sarcófago virtual. Uma carga dramática de tal dimensão, que nem o próprio Nero se lembraria.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


27 comentários

Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 19.05.2017 às 11:31

Uma coisa é clara.... BdC não tem aprendido com os erros.... acho que está mais do que gasta a sua forma de comunicação... os sócios não querem saber de desculpas aquando das derrotas, nós sabemos que são possíveis os 3 resultados num jogo, o que nós pedimos é profissionalismo, a começar no Presidente que tem faltado nesse mesmo profissionalismo.

Como quer ele criar uma estrutura vencedora, se sempre que há um mau resultado, põe tudo em causa?!? é como o Drake diz, é preciso sanidade, auto-consciência e paciência, para se liderar um clube de futebol como o Sporting.

Acho que BdC precisa claramente de férias... e espero que ele perceba, que esta forma de comunicação de desculpabilização e ataque generalizado aquando das derrotas é contra-producente....
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 19.05.2017 às 11:59

Concordo com o que diz, Schmeichel.

Fica a sensação da constante tendência em metamorfosear aquilo que se poderiam considerar trunfos, em meros devaneios. Nomeadamente num estilo de liderança quase impossível de admirar.

Pode ser triste para alguns de nós percebermos como aos poucos Bruno de Carvalho se vai distanciando do cerne, que seria devolver a estabilidade ao Clube.
Sem imagem de perfil

De Maria a 19.05.2017 às 12:02

Luisa Sobral foi tanto mais do que tudo isso.
Todos sabíamos que, quando chegou o dia da Eurovisão, se algo corresse menos bem com o Salvador havia ali um Plano B com espinha dorsal, talento e charme. Para ajudar ou para pegar no remo...

Preciso mais tempo para ler o seu post mas chegando aí pensei em acrescentar algo que me pareceu não só justo mas vital... nas corridas e nas vitórias.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 19.05.2017 às 12:26

Invariavelmente Maria.
Trata-se de uma estrutura, por mais simples que seja, que para além de acautelar eventualidades, revelou-se vencedora.

A vida é uma coisa simples.
Sem imagem de perfil

De Gonçalo a 19.05.2017 às 12:21

Não sei se é o melhor, se está no top3 ou no top10, mas parece-me indiscutível que Nuno Dias é um dos melhores treinadores de futsal da actualidade.
Mas em lógicas de liderança, o carácter e o respeito adquirido vale tanto quanto o know-how e é aqui que se forma um nó que eu, pessoalmente, já não consigo desatar.
É que, a ser verdade essa SMS (é primeira vez que oiço falar nisso), fico com dúvidas em perceber porque motivo um líder forte se deixa sujeitar a tal tratamento. E aqui se dá o paradoxo: a meu ver, para Nuno Dias continuar a ser o treinador ideal para o futsal do Sporting, terá de apresentar a demissão; caso não o faça, não é o líder respeitado e seguro de si que sempre pareceu ser, até aos olhos dos seus jogadores. Em resumo, só devia ficar se pedir para sair. O que até pode ter feito, não faço ideia.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 19.05.2017 às 12:51

Desconheço o impacto global provocado pela mensagem, nomeadamente na influência do resultado da meia-final da Taça de Portugal (Futsal).

Em alta competição, um atleta competente não oferece anos de carreira em troca de um projecto emocional – ou seja, todo este estado de espírito que leva o presidente a encerrar a sua página de Facebook com missivas dirigidas aos Atletas (ou o próprio envio da referida sms), surge após o período normal de renovações de contratos das diversas modalidades e as contrariedades que se observaram no decorrer desse processo.

Bruno de Carvalho percebeu que poucos estão no Clube dispostos a renovar contratos sem estarem devidamente recompensados, no que ao lado financeiro diz respeito. O que não lhe dá o direito de os julgar.

1) Um jogador chega a Portugal para assinar pelo Sporting.

2) São-lhe dadas uma série de indicações no que respeita a proibições.

3) O jogador fica com a percepção que ao invés de ter assinado por um Clube com um projecto desportivo, assinou com um tipo que pensa que pode chegar à Lua a correr (o Presidente).

4) Durante 4 meses, o Atleta vê o Presidente 1 vez, e o Responsável de Secção apenas 2.

5) É chamado à atenção pelo facto de utilizar, nas indumentárias pessoais, uma pigmentação considerada ofensiva.

6) Pede camisolas ao Clube para enviar para a família, ao que lhe é dito que tem de as pagar. (A Macron não as providencia sem custos, supostamente?)

7) Recebe mensagens de assuntos sobre os quais não se sente responsável, sobre outras Modalidades, com notas de culpa que o incluem.

8) Chega ao período de renovação de contrato, oferecem-lhe um ordenado sensivelmente inferior, pelo dobro da duração anterior.

9) ...

Como se sente esse atleta? Agradecido por estar no Sporting?
Sem imagem de perfil

De Gonçalo a 19.05.2017 às 13:28

Curiosamente no meu comentário falo do paradoxo Nuno Dias e agora a sua resposta - que agradeço - faz-me saltar à vista um outro paradoxo, porventura bem mais grave: esta liderança emocional (que enorme eufemismo este) é a razão pela qual o estádio de Alvalade encheu, os sócios aumentaram em número e a votação presidencial chegou quase à unanimidade. E a razão pela qual estamos a caminhar para o abismo. Porque, diga-se como insulto ou elogio, este é de facto um presidente adepto. E ser adepto é paixão. E o amor é cego, e arde sem se ver. Por isso temos agora imagens como que a usou para tão bem ilustrar a realidade do clube. Está tudo a arder. Tanto que até os 86% já se vão esfumando.

Tudo porque um menino sonhou aos 6 anos ser presidente e, por não ter qualquer currículo ou habilitação para tal, teve de convencer os outros de que habilitações profissionais e académicas, networking, alavancagem financeira e experiência eram afinal carne moída metida num croquete. Agora nem para o palito que segura o croquete vamos ter.
Sem imagem de perfil

De Bruno a 19.05.2017 às 12:31

Férias? O Schmeichel ainda precisa de mais um ano para ver o que nao viu nestes ultinos 4 anos , só bazófia , só promessas em vão e a conta aumentar como tu dizes e bem , o pavilhão foi pago pelos ADEPTOS!! e ainda deram mais uns trocos para custos de manutenção , a unica coisa que Querido lider consegiu devido a tamanho discurso de bazófia e de guerra ao Benfica foi encher a alma dos adeptos, mas ele acha-se o TODO PODEROSO!! mas até contra os adeptos já vai só para nao assumir a culpa de nada e foi assim estes 4 anos , pergunta ao Leonardo Jardim , Ao Marco Silva , ao Adrien e ao WIlliam Carvalho. Pergunta ao Nani o que se passou depois do Jogo em Guimarães. E o ano passado o clube começa a perder o campeonato graças a ideia fabulosa de vender um jogador chamado Montero trocando por um Barcos por 5 milhões de euros quando tinha clausula de 50 milhões , para china , mas tinha uma de 80 milhoes por o slimani que nao vendeu , porque o sporting nao precisava vender . O ano passado o JJ era respeitado , era bicampeao , e era uma forma de ganhar o titulo ferindo o rival entao despediu quem era parte do seu projecto (Inácio) deu todos os poderes a Jorge Jesus ,tinha que ser e regozijar com a derrota do rival , até porque Bruno Carvalho tinha justificar o porquÊ de ter mandado embora da forma mais reles um treinador promissor que muita gente gostava. A partir do momento que essa epoca passou , o balão esvaziou e o que aconteceu o ano passado com o Jorge Jesus e Bruno de Carvalho , nao vai voltar a repetir-se , porque acabou o estado de graça ,o balneário está dividido , e ferido e a pressão para o ano é gigante . E se nao enxergas isto , ve se logo que nunca estiveste dentro de um balneário , já para nao falar da rábula de irem para a Tv pedir desculpas esta epoca , o ultimo que fez isso estava no benfica e chamava se Joao Vieira Pinto , e curiosamente o presidente tambem tinha azevedo no nome. Schmeichel nao duvido que sejas sportinguista mas abre os olhos , está tudo á tua frente.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 19.05.2017 às 13:03

Bruno, não me pareceu que a opinião do leitor Schmeichel seja desajustada ao momento, mais a mais pela forma como a estruturou.
Sem imagem de perfil

De Bruno a 19.05.2017 às 14:38

Drake , nem eu acho desajustada , acho é que o Schmeichel pensa que umas férias vao mudar tudo , e ainda tenta acreditar que as coisas não são bem assim , de uma forma ou de outra anda sempre a fazer contorcionismo.
Sem imagem de perfil

De Paulo Ricardo a 19.05.2017 às 12:39

Quando entrou no Sporting BdC tinha um bom plano, um projecto que apontava a ganhar o campeonato ao fim de alguns anos.

O que o que o "tramou", foi ter contratado o Leonardo Jardim e este ter passado de um 7o para um 2o lugar, acho que esse "avanço" deslumbrou BdC e convenceu-o de que seria fácil ser campeão. Tanto que os problemas começaram logo no ano seguinte quando afirmou, à revelia do Marco Silva, que eram candidatos ao título.

Ou seja, abandonou o plano que tinha quando se candidatou e passou a reagir (quase sempre a quente) ao que ia acontecendo à sua volta.
Sem imagem de perfil

De João Chaves a 19.05.2017 às 13:35

Não venho cá para "picar"; vou contudo usar alguns termos menos simpáticos - mas não são no intuito de achincalhar; peço só um pouco de latitude.

Acho que o sportinguismo pode estar a dar demasiada importância a BdC e não ao seu potencial "governo-sombra" - Ricciardi.

O que é fácil de acontecer, dada a constante exposição mediática do presidente.
BdC será também mais do que um "idiota útil" ou um "testa de ferro". Tem alguma margem para se mexer.

Mas o dinheiro e as VMOCS vêm de algum lado.

Penso também que quem anda lá dentro começa a perceber isso, daí os notáveis relevarem certas atitudes sinceramente impensáveis.

BdC começa a parecer-me mais uma ferramenta, um activo, do que propriamente um líder absoluto.
Sendo assim, ele poderá estar a prazo - mas o projeto (seja ele qual for), não.
Sem imagem de perfil

De Sofia a 19.05.2017 às 14:11

Caro Drake, que saudades dos seus comentários! Apesar deste não abordar os assuntos que mais me permitem aprender, principalmente na vertente financeira, deu-me vontade de comentar, o que já não acontecia há algum tempo.

Em primeiro lugar, assumo-me como eterna optimista, e até ver as coisas a correr mal, acredito sempre que podem correr bem, os erros serem assimilados, rumos corrigidos. Mas isso não me torna cega ao que se passa. Num derradeiro post (esquizofrénico, de facto), com contradições quase de frase para frase, quanto mais de parágrafo para parágrafo (queixas sobre invasão da vida pessoal e afirmações de que não gosta de atenção, quando, e perdoem-me os mais acérrimos defensores de BdC, para qualquer pessoa minimamente imparcial, se trata do maior arrivista social que a nossa praça viu em anos recentes, até insinuações de que a culpa é dos adeptos que apoiam nas derrotas - ?!, não se aplicando tal aparentemente ao futebol profissional), o que mais me incomodou foi o ataque às modalidades.

No fim do dia, temos aquilo que BdC defende - salários pagos e condições = vitórias, versus uma palavra que o Drake usa no seu texto - paciência. Vamos ignorar que do outro lado também existem equipas com salários pagos e condições de trabalho, que querem igualmente vencer. Vamos antes olhar para a forma como as equipas que nos têm levado a melhor foram construídas. O sucesso desportivo muito raramente é alcançado com um grande investimento todo de uma vez. Com a aquisição de vários jogadores de renome, em diferentes modalidades. É preciso paciência para construir uma verdadeira equipa, com líderes, com experiência, com juventude, com mentores, com união e espírito de sacrifício. É necessário construir uma espécie de núcleo de equipa que jogue junto durante muito tempo e que vá assimilando as chegadas de diferentes quadrantes, desde jovens promessas ansiosas a jogadores feitos e cuja fome de vitórias pode estar mais atenuada. E é por esta razão que desde o início do campeonato que, à excepção do futsal, não tinha grandes expectativas no ano desportivo das modalidades, e ainda assim, vimos melhorias ao longo do ano. Não tinha conhecimento da sms que refere, e confesso que me surpreende. É demasiado despropositado. Se perdemos 7-0 foi porque Nuno Dias quis arriscar. Já não seria merecedor de sms se ele tivesse resolvido conceder a derrota e perder por poucos, não sofrendo aqueles golos de baliza aberta? Ter chegado à final, olhando apenas para os orçamentos e poderes das equipas, foi um feito. E é isso que deveria estar numa eventual sms.
Sem imagem de perfil

De Sofia a 19.05.2017 às 14:11

Passando para o futebol profissional, o mesmo raciocínio aplica-se. Colocando de parte factores extra-desportivos, como movimentações de bastidores e colocação na comunicação social (e estou-me a lixar para cartilhas, a fracção de adeptos influenciável por comentadores desportivos ligados a clubes é mínima), a estrutura desportiva é o alicerce das recentes vitórias do Benfica. Que foi formada com muita paciência, culminando em diversos níveis hierárquicos de liderança, motivação e aglutinação. De baixo para cima, passa por ter jogadores experientes no plantel, incluindo alguns de qualidade inferior (e.g. André Almeida) mas que sentem o clube. Vozes de comando que colocam o balneário em sentido (e.g. Luisão). Um director desportivo respeitado pelos jogadores, pelo seu valor futebolístico e ligação ao clube, que não só exerce a sua influência na equipa como é uma mais valia na concretização de contratações (Rui Costa). Tudo isto implicou muita paciência, o reconhecimento do potencial de colocar antigos jogadores e glórias da equipa em lugares chave, e demorou anos a dar frutos. Algo que se via no Porto até há não muitos anos, e que devagar se deteriorou talvez por uma mistura de ganância de algumas pessoas e declínio das faculdades da sua principal figura, Pinto da Costa (isto porque, além das frutas e cafés com leite, o Porto teve grandes equipas e uma união e garra em campo que muitas vitórias conquistou com grande mérito próprio, não tenho problemas em reconhecê-lo).

Não digo que devamos copiar os outros, mas todas as grandes empresas estão permanentemente atentas ao que de bom os seus concorrentes fazem. E, sendo adequado, adaptam-no à sua realidade. Algo que me faz imensa confusão é, sendo o Sporting um clube de matriz formadora, como não conseguimos trazer as nossas velhas glórias para a estrutura? Atraí-los, se necessário dar-lhes formação nas áreas em que as suas valências sejam úteis. E que acontecerá na próxima época, se saírem algumas das poucas referências de garra Sportinguista ainda no plantel? Mas atenção, os problemas da equipa e do balneário dificilmente se resumem a isto. Acredito firmemente que o balneário não está unido em torno do clube e do seu treinador, além do efeito destabilizador do seu Presidente. Como disse no início, eterna optimista. Mas muito tem que mudar. Com paciência. Mas BdC precisa de perceber que não é neste rumo que conquista essa paciência dos adeptos, sócios e investidores.
Imagem de perfil

De Drake Wilson a 20.05.2017 às 03:26

Boa noite Sofia.

Queria agradecer-lhe pela forma como expôs o seu raciocínio. Ler o seu texto, leva-me a pensar no bom que seria a SportingTV poder abrir o expediente a debates claros e despretensiosos, essencialmente com adeptos cuja opinião seja de louvar ou revele este discernimento. Ao contrário do que existe actualmente, que é estar em função dos interesses de uma Direcção.

Contando aqui uma pequena história relacionada com o que referiu a meados do seu texto:

– Existiu um período muito crítico no SL Benfica, aquando decorriam as obras do seu novo estádio, chegando estas efectivamente a um estado de embargo. Na ocasião, apertado pela comunicação social, o Sr. Vilarinho recorreu a um amigo de longa data, um capitalista ligado à construção civil, que por sua vez detinha uma longa lista de contactos ligados à área financeira privada. Não me refiro a Vieira.

Existiu uma reunião secreta com 2 jornais desportivos de Lisboa, afim de "clarificar" alguns pontos – basicamente definiu-se o que se poderia escrever acerca do, já por si, inconveniente assunto – a falta de liquidez e as obras paradas. Não sei que vantagens foram retiradas pelos referidos meios de comunicação, mas a verdade, é que a verdade nunca foi exposta. Passe a redundância.

O que se sabe, é que poucos dias mais tarde toda a situação foi ultrapassada. Determinada entidade bancária desbloqueou uma verba extraordinária, através de uma carta redigida por uma equipa de conhecidos "acessores de fortunas", e inclusivamente com o apoio de um Juiz. Tudo isto, sem qualquer garantia exigida ao nosso rival.

No SL Benfica não existe apenas uma estrutura – existem pelos menos três. Uma delas ligada ao Futebol, outra ligada à expansão e finanças, e finalmente a mais importante, que não obstante de não garantir títulos, proporciona uma espécie de magnetismo à alta finança desta industria – o segredo por trás dos valores transacionados em atletas pelo rival.

Esta terceira estrutura é tão forte e tão sólida, que como simples exemplo, poucas dúvidas existem que será impossível o Sporting ganhar o concurso de qualquer atleta que o nosso rival esteja igualmente interessado. Isto, no que ao lado financeiro se imponha.

Mais depressa o rival pode conquistar 10 campeonatos seguidos, do que o Sporting de Bruno de Carvalho vença 1. É esta estrutura que me preocupa, e é o antídoto a esta estrutura que tenho defendido aqui e além... Bruno de Carvalho ao ter algo desta natureza nas mãos, simplesmente rejeitou-a, porque considerou que sozinho também o fazia. Infelizmente, nestes tantos anos de presidência, o melhor que fez foi assinar um papel com a Traffic...
Sem imagem de perfil

De Paulo a 19.05.2017 às 14:13

Se ele continusasse a gestão dos primeiros anos sem entrar em megalómanias podia ter perdido todos os campeonatos e ninguém se queixava. Quando começou com os allins e o atentado que é a contratação do JJ e o seu vencimento estratoesférico esquecendo que o clube ainda está em recuperação, foi o tiro no pé. O Sporting só ganha se tiver crescimento sustentado. Qual é o clube do mundo que faz allins na pré época e vende metade do entulho em Janeiro? Isto não é gestão, nem navegação à vista, é pura incompetência que se não for parada arruína de vez o clube, tanto financeiramente como em termos humanos pois esses vão todos abandonar o barco. O últmo que feche a porta.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 19.05.2017 às 15:41

“Roma a arder” e ‘Bruno’ a descolar da realidade!
É verdade, caro Drake Wilson, sabe-se que é contraproducente o endeusamento de quem governa. Ao longo do primeiro mandato de Bruno de Carvalho houve bastantes avisos sobre isso mesmo.

Mas, ocorre-me que lhe fizeram mal os 86% de votos que ele obteve nas últimas eleições. Fez uma leitura demasiado superficial da razão desses resultados e entendeu que haveria unanimismo sobre a sua pessoa. Vai daí, descolou da realidade!


Imagem de perfil

De Drake Wilson a 20.05.2017 às 03:37

Estimado Leão Zargo,

com algum humor, arriscaria dizer que Bruno de Carvalho nunca suportou o facto de não ter tido 100% dos votos...

Os 14% em falta, pelos vistos geraram 86% de probabilidades de toda a época acabar mal, pelo teor da fatalidade neste último texto redigido no Facebook.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.05.2017 às 22:55

Eleicoes já !!
O Sporting nao pode, nem deve estar sem Presidente.
Temos um Imperador e uma futura Imperatriz(Parabéns Bruno e Joana), temos uma policia secreta(Ricci&amigos), temos um governo interino que se quer demitir(JJ) etc....

Agora entendemos porque este Sporting nao vai para lado nenhum....
Campeao ?? Quando ??... Ufff!!... Miragem
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.05.2017 às 22:57

A partir de hoje eu sportinguista, quero e desejo que o meu querido clube saia derrotado em todas as competicoes que participar...
Bem, na realidade nao estamos muito longe disso !!!!
Nao será humilhante !!!.....Muito mais humilhante é ter que aturar um puto NERO que nao bate bem da "bola"
Será e parece que é a unica maneira de que esa tal maioiria veja, com olhos de ver.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.05.2017 às 23:02

Por este andamento, qualquer dia não vai ter adjectivos para tudo isto:)

Já faltou mais...
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.05.2017 às 23:10

LOOOOOOOOOOOOOOLL!!
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 19.05.2017 às 23:08

Uma ressalva:
Formacao à parte.. Que ganhem tudo!!
O miúdos nao entendem nem devem ser de estas guerras ..
Deixem-os ser felizes

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo