Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Nuno Saraiva.jpg 

 

Desde a eleição de Bruno de Carvalho, o Sporting transformou-se num Clube onde a função presidencial está invulgarmente personalizada. Sucedem-se, com uma frequência insólita, as entrevistas do presidente na recente pose de estadista, o recurso sistemático ao jornal e à televisão do Clube, as dissertações sobre os sonhos de juventude e as ilusões de adulto, as promessas de um futuro leonino resgatado... Até se exibe a marcar pontapés de canto e penalties! O que é afirmado por Bruno de Carvalho torna-se em verdade repetida até à exaustão.

 

A gestão da comunicação da realidade leonina é agora assumida por Nuno Saraiva e, já se percebeu, que polémicas e réplicas são com ele. Compreende-se o propósito de resguardar o presidente do bate boca dia-sim-dia-sim. O problema é que o recente director não possui percurso ou currículo no Clube que lhe permitam ter uma voz própria e autónoma. Por isso, o que se vê em cada novo comunicado é a mão do presidente atrás do arbusto. Agora, entrou em diatribe diária com quem conhece melhor do que ele a pessoa que preside ao Sporting.

 

Existe um outro problema, talvez ainda mais grave. Aquilo que Nuno Saraiva escreve motiva apenas uma parcela do universo leonino por de facto não ser selectivo, nem verdadeiramente contundente. Ao alimentar querelas constantes desvia o foco daquilo que é verdadeiramente importante. Ao abrir sempre novas batalhas não chega a ter tempo e energia para se concentrar e valorizar os próprios pontos fortes. O comportamento pavloviano deu um mau resultado na época anterior. E muitos sportinguistas receiam estar a assistir à sua reedição.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:59


42 comentários

Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 16.09.2016 às 13:43

o conceito de "idiota útil" em qualquer sistema de propaganda é conhecido.

Só nao consegui ainda, e de certeza por falha minha, encontrar a utilidade do saraivadas.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 15:13

Luís Pereira
Nuno Saraiva é um jornalista com muita experiência na área da comunicação. Não é um "idiota útil", mas parece ter enveredado por um caminho nefasto e que o conduzirá a grande decepção profissional.
Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 16.09.2016 às 16:05

Caro LZ,

Um "idiota util" nao tem que ser "idiota". Basta que nao perceba que o seu voluntarismo serve propositos que nao os imediatamente evidentes.

Pode ser o gaijo mais inteligente do mundo mas se seguir o caminho nefasto como diz e eu concordo, certamente nao o faz voluntariamente, ou entao fa-lo e é principescamente pago para nao ter de voltar a trabalhar.

Como disse, ainda só nao percebi qual a utilidade. Sei que vem aí as eleicoes e que o Presidente se está a resguardar a ver se muda a opiniao generalizada sobre os seus metodos de comunicacao e até mais abrangentemente mudando a sua imagem na Liga. (Porque ao contrario dos endoctrinados, o Presidente sabe que nao tem isto ganho. Bastaria aparecer oposicao de nivel.) Mas para isso, e tendo em conta que o saraivadas nao comunica exclusivamente assuntos da SAD, bastaria por um Marta Soares a falar em nome do clube e dos seus interesses, porque a comunicacao tem sido ao nivel de MS.

Eu acho mesmo estranho que num pais com 3.5 milhoes de Sportinguistas o unico com "capacidade" para o cargo de comunicacao da Sporting SAD seja um sub director de um jornal cujo dono é tambem acionista de relevo num dos bancos com quem temos um sarilho para resolver (e já agora familiar do presidente do recreativo de caalá mas por certo serao mais coincidencias, afinal o mundo é pequeno)
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 16:58

Caro Luís Pereira

O director de comunicação Nuno Saraiva não é um “idiota útil” porque a sua acção é deliberada e consciente. Contrataram-no e pagam-lhe para uma determinada tarefa e ele executa-a. É pessoa com experiência e sabe o que faz. A nós, sportinguistas, compete reflectir e avaliar o seu desempenho.

Outra questão é os sportinguistas questionarem o que está por trás de tudo isto e procurarem compreender porque razão é que tantos ficaram pelo caminho na área da comunicação: José Quintela, João Morgado Fernandes, Mário Carneiro, Diogo Bernardo, Luís Bernardo… Agora chegou a vez de Nuno Saraiva!
Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 16.09.2016 às 17:24

OK, á primeira percebi que o LZ achava que eu considerava o saraivadas um idiota. Nao considero.

Aliás dentro do estilo que escolheu passar a mensagem que quer nao é excelente diga-se.

Diz umas quantas atoardas, tenta um estilo provocador sarcastico mas falha em compreender que o estilo escolhido ainda nao tem backup suficiente para tolher. Qualquer menino lhe responde.

A ultima: Falar de museus para ver o campeonato ganho o ano passado de futsal porque saiu uma noticia no jornal que diz que o benfica pondera impugnar um campeonato que está homologado? Sem qualquer accao objectiva deles? Mas isto lembra a alguém? Qualquer menino no facebook aceita e agradece o convite e o convida a ir ver a taca de campeao europeus de futsal que eles tem.

Falar do museu ao abjecto dragoes diários? é lógico que tem de puxar dos troféus das modalidades e é aí que nos querem, a ter de puxar dum activo valiosissimo para nós mas que nao é valorizado e até é gozado pela maioria por ser a unica coisa que podemos falar quando falamos de trofeus.
Se na "guerra" da comunicacao "ganha" quem fala mais aí saraivadas é medalha de ouro, mas o sucesso da comunicacao nao se mede pelo ruido.

Isto sao apenas dois exemplos do que é suficiente para o calar ou o obrigar a berrar mais sobre nao assuntos e fazer papel de burro. isto é conversa básica de tasca, é dos livros mais básicos que se aprende no liceu.

E o problema é mesmo esse, é que quem lhe responde sao os meninos e o homem nao se manca.

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:36

Luís Pereira

Compreendo-o, mas parece que uma parte (grande?) dos sportinguistas gosta desta querela permanente. É um ping-pong, com um final do género: toma lá que já apanhaste.

Mas, Bruno de Carvalho adoptou, desde o primeiro momento, uma estratégia de criar contínuas “cortinas de fumo” com a finalidade de canalizar a atenção, a energia e a emoção dos sportinguistas para determinados assuntos, que nem serão os prioritários em cada momento.

Trata-se de estratégia comunicacional pura e dura. Agora, nesse teatro, chegou a vez de Nuno Saraiva. A utilidade do "saraivadas" talvez seja essa!
Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 16.09.2016 às 17:45

Se calhar é mesmo isso. Pena que o Sporting ganhe tao pouco com o resultado.

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 18:27

Tem razão, o Sporting ganha pouco ou nada. Por vezes parece evidente que existe uma agenda de comunicação planeada e executada de modo a focar o interesse e o ânimo dos sportinguistas naquilo que estrategicamente interessa a Bruno de Carvalho.
Trata-se de uma espécie de navegação de cabotagem que lhe permite ir delineando o curto prazo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.09.2016 às 13:44

Apreciações muito certeiras caro Leão Zargo. Tanto assim é, que se nota a ausência dos usuais devotos em defesa de Saraiva, e por inerência, de Bruno.

A autonomia do director de comunicação é condicionada a bel prazer do presidente, que personaliza na sua pessoa tudo relacionado com o Clube.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 15:16

Sim, tem razão, caro Rui Gomes. Na realidade, todos os directores de comunicação do Sporting na presidência de Bruno de Carvalho saíram pela porta pequena.
Sem imagem de perfil

De smoker a 16.09.2016 às 16:09

Sabe que há temas em que o comportamento pavloviano só faz salivar os usuais devotos contra o Saraiva, e por inerência, de Bruno
Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 16.09.2016 às 14:11

O que a mim me faz confusao é o que levou á contratacao do saraivadas...

Nao tendo curriculo aparente que justifique a unica ligacao que fica a mostra é ser sub director do DN.

DN - Global Media - António Mosquito - Millenium.

Será só impressao minha ou isto comeca a ser tipo um circulo familiar?
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 15:17

Luís Pereira
Trata-se de um círculo cada vez mais estreito de pessoas dispostas a apoiar incondicionalmente.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 16.09.2016 às 14:49

Como ponto prévio, acho que Saraiva tem respondido ou atacado em todas as direcções e quando é assim perde-se o foco.

Também considero que essa postura faz lembrar em demasia BdC, para achar tal mera coincidência.

Por último e mais importante e à imagem do ano passado, o reescrever da história desta guerra comunicacional, será da autoria do futuro vencedor. O do ano passado vendeu uma história da carochinha em que o vilão ( Sporting ) atacou gratuitamente um Benfica inocente e respeitador das regras de relacionamento institucional. História da carochinha, repito.

Só nesta época, aqueles que dizem que o Sporting vive obcecado pelo Benfica e falo de vices presidentes do clube da Luz e directores de empresas associadas, lançaram para a praça pública, à laia de fontes seguras nunca confirmadas, boatos sobre desavenças irresoluveis entre BdC e JJ, entre BdC, JJ e Octávio, um suposto bater da porta do treinador no caso da saída de Adrien, uma recusa de Slimani em jogar em Paços, mentem, desinformando, sobre a reestruturação financeira do Sporting, mentem sobre os salários do presidente, atacam jogadores do Sporting na selecção, desejando que falhem, etc., etc., etc.,

Falo, repito, de pessoas com responsabilidades no Benfica e não de simples comentadeiros, que novamente lêem a cartilha que Vieira não tem coragem de ler.

A questão é, como responder? Ou não responder? Não responder não me parece solução.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 15:23

Lion 73

Tem de se responder. Sobre isso não há qualquer dúvida.
A questão está na finalidade e destino da resposta. Esta finalidade e destino constitui a parte complexa, mas é para isso que se contratam profissionais da área da Comunicação.
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 16:04

Muito bem! Um post coerente com a sua linha de pensamento.
A sublimidade surge no 2º parágrafo! HEHEHEHEHEH!
Queria o quê? Que BdC contratasse um director de comunicação para falar... em nome próprio? Digamos assim... ao estilo provedor do telespectador da RTP!

Já o 3º e último parágrafo é um enigma total! Quer dizer que a pequena parcela que Nun Saraiva motiva é aquela que tem garantido lotações de 40 000 e mais espectadores no Templo Alvalade XXI?! Pois, uma minoria de devotos seguidores do "Bruninho"...
Desconheço se Pavlov gostava de futebol (talvez tenha acompanhado o nascimento do Zenit) mas o único mau resultado que a época passada teve foi terminarmos com menos dois pontos do que uma equipa que comprovadamente jogou menos do que nós, que não mostrou argumentos para ganhar a equipas fortes e, mesmo sem jogar, conseguia estranhas goleadas contra as equipas pequenas.

Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 16:09

Implacável

É inevitável que um Director de Comunicação exprime-se de acordo com a opinião e o interesse do seu “chefe”. Não é isso que está em causa, até porque acontece em todo o lado.
A questão formulada no post está na eficácia da comunicação e no valor que os destinatários lhe dão.
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 16:16

Sinceramente, acho esse cargo de director de comunicação uma grandessíssima treta!
Para mim, o que conta é o que se passa em campo e os títulos que daí resultam.
O resto é conversa para entreter comadres reformadas...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:02

Implacável
Nesse caso há dinheiro mal gasto com duas empresas de comunicação (YoungNetwork e WL Partners) e vários profissionais (João Morgado Fernandes, Mário Carneiro...) que apenas trabalham com empresas e políticos de "topo"!
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 17:47

Calma! Eu falei do cargo de director de comunicação! E, nesses - sim porque existem por outras paragens e não lhes vejo maior utilidade - o dinheiro é mal empregue.
Já quanto a contratar empresas de comunicação, a conversa é outra. E convêm que tenham muita influência nos meios de comunicação social indígenas...
O resultado disso está demasiadamente e descaradamente á vista de todos.
Esta semana tivemos os jornais espanhóis rendidos a um jogador do SCP e os "vendidos" portugueses lá tiveram que ir por arrasto. Mas há muito tempo que Gelson vem rubricando excelentes exibições e nem uma palavra acerca dele.
Se vestisse uma outra camisola - todos sabemos qual - há muito estaria a ser comparado a Messi e a ser alvo de propostas milionárias diariamente.
E o pior é que isso, por vezes, funciona - que o digam os alemães que, para mim, enfiaram um barrete até ao nariz.
Isso, sim, é trabalho de bastidores bem feito...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:54

Implacável

De certa forma, desta vez concordo consigo, pois a comunicação do Sporting ocupa-se mais de polémicas e de réplicas do que a promover e valorizar aquilo que o Clube possui e as suas qualidades.

Foi também por isso que escrevi neste post que “ao alimentar querelas constantes desvia o foco daquilo que é verdadeiramente importante. Ao abrir sempre novas batalhas não chega a ter tempo e energia para se concentrar e valorizar os próprios pontos fortes.”
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 19:06

Correcto o primeiro parágrafo. Quanto ao segundo, quem lhe garante que esses interesses não estejam a ser acautelados e o director de comunicação não passa de uma cortina de ferro para travar as batalhas mais "sujas"?
Ou seja, o Saraiva existe porque andam por aí uns parvalhões gomes da silva e uns palermóides gerra...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 19:58

Gomes da Silva e Pedro Guerra? Mas, essas pessoas têm pouca ou nenhuma credibilidade! Pouca gente os ouve, para além de uns benfiquistas fanáticos e de uns sportinguistas que se alimentam com conversa da treta!!!
Sem imagem de perfil

De Implacável a 16.09.2016 às 20:25

Eu não lhes presto qualquer tipo de atenção mas eles são a voz do dono - passe a expressão grosseira mas adequada - e há muito mais gente a consumir o que eles debitam do que o que possa imaginar.
A esses, juntam-se o diamante falso o gordern e uns quantos outros que povoam as televisões e demonstram ter a lição muito bem estudada e o discurso devidamente coreografado.
Fora os "camuflados" que falam enquanto jornalistas isentos mas trabalham concertadamente em prol da promoção á causa popular...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 21:25

Continuo a pensar que esses comentadores são ouvidos apenas por quem já está convencido e não faz muitas perguntas. Servem apenas para manter as hostes coesas, mas isso é um problema deles e não nos interessa por aí além.
Quanto a jornalistas que servem a voz do dono sempre houve e sempre haverá.

Mas, olhe que os nossos Dolbeth e Pina estão bem para o Guerra e o Gomes da Silva!

O Sporting tem de assumir outro caminho na área da Comunicação e dirigir-se aos sportinguistas e a todos que gostam genuinamente de desporto. É outra “massa” que não vai atrás de histórias da carochinha.
Sem imagem de perfil

De Imlacável a 16.09.2016 às 22:44

Tudo isso é verdade, Leão Zargo!
E não pense que eu gosto dessa "peixeirada". Por vezes sou confundido com um seguidor desta prática mas mais não faço do que tentar fazer perceber que, por vezes, ficarmos calados (o clube, naturalmente) não é opção.
Veja o exemplo das afirmações de BdC aquando da assinatura dos contractos de cedência dos direitos de transmissão televisiva. Achei, inicialmente, ridícula a postura do nosso Presidente mas analisando melhor percebe-se porque o fez.
Os negócios são basicamente iguais e os montantes diferem consoante os produtos vendidos. A questão é que a assinatura do primeiro contracto por parte do clube que, actualmente ( e de certo modo, sempre foi assim) domina os "media" gerou uma histeria nos meios de comunicação social que afirmavam
ser impossível outro clube português igualar aqueles números.
Esse tipo de propaganda ilude adeptos, técnicos, jogadores e, acima de tudo, investidores. Este cenário fictício facilita negócios e transferências a esse clube e dificulta sobremaneira a vida aos restantes.
BdC mais não fez do que desmentir a falácia da "marca" que vende mais do que ninguém e a teoria bacoca dos 6 milhões de adeptos - para nem falar da anedota dos 14 milhões a nível mundial.
É certo que eles têm mais adeptos e que vendem um pouco mais, mas longe do embuste publicitado.
É nosso dever estarmos atentos e criticarmos o que não nos agrada. É salutar e útil.
Mas nem sempre as coisas são tão lineares como, á priori, podem aparentar.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.09.2016 às 15:24

A Comunicação no Sporting é tradicionalmente fraca e pouco criativa. Com Bruno de Carvalho a situação agravou-se no que refere à apresentação das razões que suportam um determinado ponto de vista, mas melhorou na criatividade. Mas, na minha opinião, o balanço é negativo.

Desde 2013 que é uma Comunicação muito virada para o interior do Clube, com a finalidade de manter a coesão entre os sportinguistas. Se resultou parcialmente numa primeira fase, essa estratégia comunicacional está esgotada. Até entre os sportinguistas há sinais de cansaço.

Há uma obsessão com os outros clubes e particularmente o Benfica, por vezes reveladora de mesquinhez ou de sentimento de inferioridade. Em consequência, fora do Clube, há uma grande incompreensão relativamente aos direitos do Sporting. A ironia manhosa é o pão nosso de cada dia e dificulta que determinados sectores de adeptos do futebol encarem com simpatia o Sporting.

Cordialmente
Sem imagem de perfil

De Pedro Miguel a 16.09.2016 às 16:15

Amigos sportinguistas vão me desculpar mas este Nuno Saraiva é execrável!

Coincidência ou não, soa demasiado parecido com o BdC das épocas anteriores.

Parece que o presidente, em vésperas de eleições, quer voltar a parecer um presidente sério e com a pose adequada à função.

Mas, voltando ao Nuno Saraiva, as duas últimas atoardas são bem o exemplo dos resquícios que fazem a ponte com as anteriores épocas do SCP.

Primeiro foram as boas à arbitragem do jogo do Barnabéu... O árbitro, na dúvida, apitou para o RM?? Claro que sim! Acontece sempre que equipas de campeonatos mais periféricos jogam com os mais poderosos da europa.

Um pouco à imagem do cameponato português, quando os 2 grandes jogam com os outros.

E agora, a retórica aplicada pelo SCP após o jogo com o FCP já não serve? Então mas falar de arbitragens não era "conversa de perdedores"?

Depois veio a comunicação de hoje em relação ao campeonato de futsal, corolado com o deselegante convite para visitar a taça no museu do SCP.

Mas para quê este post? Isto trata-se de uma questão jurídica válida e que, a propósito da mesma, um tribunal até deu razão (parcial) ao Benfica.

Então? Para quê o post? Será o juiz benfiquista?

Terá porventura o SCP esquecido que ainda há poucos anos ganhou um campeonato nacional de juniores na secretaria tendo-o perdido no campo?

Isto é uma questão jurícida que em nada envolve o SCP, até à altura em que (se tal acontecer), tirem o título ao SCP. Falem nessa altura!

Todos os adeptos devem repudiar este tipo de comunicações de TODOS os clubes!!!
Sem imagem de perfil

De Pedro Miguel a 16.09.2016 às 16:22

Parágrafo 5: "boas" = bocas

Parágrafo 6: "2 grandes" = 3 grandes
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:09

Pedro Miguel

Se a a comunicação do Sporting continua cheia de “ruído” é porque alguma coisa de importante estará o mal!
Se imitamos o comportamento dos nossos adversários e estamos convencidos que quem gritar mais alto fica a ganhar no final, então é porque não confiamos nas nossas potencialidades. E à cautela vão-se guardando pretensos motivos para justificar o insucesso.

Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 16.09.2016 às 17:29

Deixamos de ser um grupo de bons rapazes. Quando o nosso clube é posto em causa e ele está constantemente a sê-lo temos que nos defender, atacando, era por sermos uns
tipos porreiros que em gíria popular e a minha avó dizia cagavam e mijavam em cima de nós, agora acabou-se quem ataca os interesses do nosso clube,leva resposta.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 17:40

Ângelo Pereira
A questão principal está na eficácia da defesa dos interesses e da imagem do Clube. E pouca defesa é feita se a estratégia é fraca e inconsequente!
Sem imagem de perfil

De Angelo Pereira a 16.09.2016 às 17:53

Claro que a eficácia de termos milhões e Monizes para distribuirmos pelos grupos de
comunicação social é melhor pois logo á partida nunca estamos a ser postos em causa mas como não temos esses argumentos tem que ser a escrevermos a nossa realidade.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 18:14

Ângelo Pereira

O problema que refere é um verdadeiro problema, pois em três anos e alguns meses o Sporting já gastou muito dinheiro em Comunicação e, como o Ângelo refere com razão, com pouco proveito.

Por exemplo, o Gelson teve de partir a louça toda no Santiago Bernabeu para ter direito a grandes primeiras páginas nos jornais.
Afinal, onde anda a Comunicação do Sporting? Fica-se a mandar bocas a uns e a outros? Para isso até eu servia e fazia o trabalho bem mais baratinho!
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 16.09.2016 às 18:24

Sabe perfeitamente que essa não é uma questão de comunicação., por si.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 18:30

Lion 73
É comunicação pura e dura e não está ao alcance de quem pensa que é a gritar muito que leva água ao seu moinho.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 16.09.2016 às 18:37

Não, não é. Ou não é só. É uma questão de dinheiro, é uma questão comercial, de poder e de troca de favores.

E lentamente, penso que a água vai ao moinho. Muito lentamente. Vai demorar anos. Que não é fácil combater o que era um domínio bipartido do nosso futebol e de tudo o que à sua volta gravitava.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 16.09.2016 às 20:03

Lion 73, terá alguma razão. Mas, a verdade é que o Sporting-clube é mal tratado no que é estrategicamente importante. Nesse aspecto é a pior situação dos últimos anos.

No entanto, a pessoa de Bruno de Carvalho não tem grandes razões de queixa. Com grande periodicidade são-lhe oferecidas páginas de jornais com entrevistadores que não fazem perguntas incómodas.
Sem imagem de perfil

De Lion73 a 16.09.2016 às 22:52

É a pior situação porque entrámos numa lógica de confronto.

E porque incomodamos. E porque os rivais vêem o Sporting como um perigo ao seu domínio bicéfalo.

E caro,LZ... depois de vermos a entrevista de Vieira e depois a do BdC, deve estar a brincar com essa das perguntas incómodas... ;)
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.09.2016 às 15:27

Lion 73,

evidentemente que a partir do momento que o Sporting põe em causa o status quo há uma reacção. Mas, isso não surpreende, é da ordem normal das coisas.

Leio com atenção as entrevistas a Bruno de Carvalho. Não me recordo de questões verdadeiramente incómodas. É tudo conversa da treta que ele leva bem, como aquela da independência financeira por ter construído a Quinta do Lambert. E, principalmente às respostas de BdC, pois ele afirma o que entende e não há confronto ou contraditório por parte dos jornalistas.
Mas, com os outros dirigentes passa-se a mesma coisa.
Sem imagem de perfil

De Amaf a 16.09.2016 às 22:57

Acho que o único presidente a quem fazem perguntas incomodas é precisamente a BdC. O problema é que geralmente safa-se bem, embora por vezes com isso entre por caminhos que na minha opinião seriam de evitar.

Dito de outra forma, por vezes responde a perguntas provocatórias disparando para vários alvos ou temas, dispersando o conteúdo das mensagens.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 17.09.2016 às 15:28

Amaf,

olhe que não me recordo de questões impertinentes ou incómodas que foram colocadas nas entrevistas a Bruno de Carvalho. Isso é uma falsa questão. O BdC é que se dispersa nas entrevistas referindo-se ao que lhe dá jeito na ocasião.

Mas, isso não se passa apenas com ele, acontece com Filipe Vieira ou qualquer outro dirigente desportivo.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo