Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

O que os sportinguistas querem não é ter ganho o campeonato: é ganhar o campeonato. E isso é que não há maneira.

 

20411729_tZ9D7.jpg

A insistência de Bruno de Carvalho na história dos 22 campeonatos ofereceu a Fernando Gomes uma oportunidade de ouro para dar de si mesmo uma imagem de equidade. Vindo do FC Porto e conotado tantas vezes com os interesses estratégicos do Benfica, o presidente da Federação pôde assim, sem esforço, criar uma comissão (a ver se eu não me engano no eufemismo oficial) para estudar a categorização das competições internas, de cujo trabalho - depreende-se vagamente - pode vir a sair um parecer conveniente às pretensões do Sporting.

 

Naturalmente, nada daqui resultará em favor dos ditos 22 campeonatos. E se resultar, bem vistas as coisas, é pior. Para Fernando Gomes, porque terá levado a FPF a ceder a um argumentário absurdo. Para o Sporting, porque terá queimado um cartucho que ainda lhe podia ser útil numa situação de necessidade a sério. E para os adversários do Sporting porque... pensando bem, porque é que haveria de ser mau para os adversários do Sporting isso de o Sporting ter 22 campeonatos? Quem é que se interessa verdadeiramente se o Sporting tem 18 ou 22 campeonatos?

 

Nem os sportinguistas, e esse é que é o maior equívoco do presidente leonino. Claro: vença o Sporting esta insólita demanda e Bruno de Carvalho pode sempre marcar quatro dias de caravana automóvel até ao Marquês, um por cada campeonato. Talvez deva até agendá-los para fins de semana diferenciados, de modo a fazer render o peixe o mais possível. Quanto aos sportinguistas, não me canso de dizê-lo: reescreverem-se os livros de história é coisa para um aplauso entediado, duas conversetas de café e vamos mas é às aquisições. O que os sportinguistas querem não é ter ganho o campeonato: é ganhar o campeonato. E isso é que não há maneira.

 

Joel Neto, jornal O Jogo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


36 comentários

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 16.12.2017 às 11:43

Os 22 campeonatos não é uma qualquer cartada ... a história não se escreve do presente para o passado.

Trata-se na minha opinião nada mais nada menos que a reposição da verdade histórica e não aquela que foi reescrita em 2006 (salvo erro)!

O SCP naqueles anos não ganhou taça de portugal o SCP foi CAMPEÃO NACIONAL!
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 16.12.2017 às 12:37

Esta gente nem se dá ao trabalho de pesquisar um pouco e tentar compreender. Quem o faz percebe inequivocamente que o Sporting tem toda a razão neste assunto! Das duas uma: ou mantinham a contagem apenas a partir de 1938/39 (data a partir da qual o campeão nacional era apurado em modo liga) como estava até 2006, ou incluem os campeonatos de Portugal que apuravam o Campeão Nacional por eliminatórias, tal como era apurado o Campeão Europeu até ao aparecimento da Liga dos Campeões. E ninguém deixou de dizer que o benfica foi 2 vezes campeão europeu. Facto: O Sporting foi 22 vezes campeão nacional!

Quem quiser realmente compreender, vejam este vídeo onde o assunto está extremamente bem exposto e não deixa dúvidas a ninguém!

https://www.youtube.com/watch?v=X46ckkTVNyY
Sem imagem de perfil

De Manuel Pinto a 17.12.2017 às 20:21

Não... o SCP naqueles tempos foi o campeão, o vencedor, o ganhador de uma prova, de uma competição chamada 'Campeonato de Portugal... que nada, nada tem a ver com o Campeonato Nacional da I Divisão. Campeonato Nacional da I Divisão que já vai na sua 83ª edição e em que o SCP foi campeão 18 vezes e Peyroteo o seu melhor marcador...

Tal e qual o SLV foi campeão 7 vezes de uma competição chamada taça SLS. Ou Caneco da Cerveja Lucília. Sim o SLV foi 7 vezes Campeão dessa prova !!!!

É verdade :-)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.12.2017 às 12:36

Este tipo já vem atrasado, e com análises a cheirar a mofo.
A exigência de reposição da verdade histórica não é de hoje nem é de ontem, tem muitos anos!!
Sem imagem de perfil

De Inocencio a 16.12.2017 às 12:36

Meu comentário
Imagem de perfil

De PSousa a 16.12.2017 às 13:31

É a opinião de Joel Neto.
Mas o que o mesmo Joel Neto não sabe é que o Sporting quer sempre as coisas no verde e branco, ou seja que a verdade seja reposta.
Sabe o que é que interessa aos Sportinguistas Joel? Para além de queremos muito ganhar um campeonato, queremos acima de tudo que nos dêem o que é nosso por direito próprio!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 14:01

Mas o debate é precisamente se aqueles títulos são nossos "por direito próprio", consideração que até entre sportinguistas não é consensual.

E Joel Neto tem razão num sentido. Há muitos sportinguistas que não se preocupam minimamente com esta questão. Querem é ver a bola a rolar e o próximo jogo.
Imagem de perfil

De PSousa a 16.12.2017 às 15:38

Mas nós não ganhámos? Se sim, só podem ser nossos!

Há muitos que podem não se preocupar com a questão, mas na minha opinião a maioria "preocupa-se" e gostava que a verdade fosse reposta!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 15:59

Informe-se meu caro. A disputa não é tão simples como isso.
Sem imagem de perfil

De Pereira a 17.12.2017 às 01:49

Tem Razão Sr. Rui Gomes e sabe porque é que os alguns sportingustas não se interessam nada ? Porque são sportinguistas de aviário como há muitos que poisam neste blog.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.12.2017 às 02:57

Uma afirmação bastante ofensiva, típica deste presidente e dos seus devotos.

Triste e lamentável !!!
Sem imagem de perfil

De Transmontano a 17.12.2017 às 15:21

Não tarda muito para o SCP passar a ser SCB ( B de Brunista) ,primeiro havia só uma categoria de Sportinguistas , mas nos últimos 3 anos passou haver tantas categorias como de malucos que fugiram do João de Lemos..

Eu quero ser Campeão na década de 20 , mas do século XXI e não do inicio do século XX..

Mas já agora vejam o que diz o "suspeito" Rui Tovar em relação aos 22 títulos..

Caro Rui na sexta feira no trabalho falou-se nestes 22 títulos e um colega que é lampião mostrou-nos um blog de um historiador de futebol onde o gajo mostra documentos e jornais dessas época ,onde a ser verdade (o gajo é das galinhas) o que o gajo mostra nesse blog , o Sporting não tem razão nenhuma para reivindicar estes 4 Campeonatos ..

Criticamos os outros por serem desonestos e nos vamos tentar também ganhar na secretaria o que não conseguimos ganhar no campo..
Sem imagem de perfil

De José Sousa a 16.12.2017 às 13:35

Quem é que se interessa verdadeiramente se o Sporting tem 18 ou 22 campeonatos?
Parei de aqui. O senhor não sabe o que diz porque é tão importante o nosso passado, como o presente e o futuro.
É a história do SCP e é tão importante agora como daqui a 100 anos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 13:48

Caro José Sousa,

Consta que Joel Neto é sportinguista, daí que nos possa levar a assumir que tem sentimentos pelo clube e identifica-se com este tema, em geral.

Terá sim, uma opinião diferente da sua.

Decerto que reconhece que esta questão não é consensual mesmo entre sportinguistas.
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 16.12.2017 às 13:37

Só tenho uma pergunta.

E nos anos que existiu o Campeonato de Portugal e a Liga experimental simultaneamente o que pretendem fazer?
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 16.12.2017 às 13:44

Nesses 4 anos, quem apurava o campeão nacional era o Campeonato de Portugal. Isso é comprovado não só por jornais da época, como por registos da FPF. A liga experimental era só e apenas isso: experimental. Onde nesses primeiros 4 anos participavam apenas 4 distritos (Lisboa, Porto, Coimbra e Setúbal), pelo que nem podia ser considerada uma prova nacional.

Considerar como campeoões nacionais os vencedores da liga experimental seria uma falta de respeito para com os atletas que colocavam as fichas na competição mais importante e festejaram os títulos de verdadeiros campeões nacionais: os vencedores do Campeonato de Portugal.
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 16.12.2017 às 14:02

Ok.

Fiquei a saber que o Vídeo Arbitro esta época não conta, é só para experimentar.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 16.12.2017 às 14:31

?? Gostava de compreender o comentário do Tecaneles, mas ou sou muito burro ou então não sei...

Alterações no número, formato das competições sempre houve. Até o Campeonato da Europa inicialmente era disputado só por eliminatórias. Inclusive o campeonato italiano antes era assim. E por isso o Génova tem 1 título de campeão italiano!

Em Portugal era o Campeonato de Portugal que apurava o campeão nacional, não a liga experimental. Não é por passar de eliminatórias para uma liga nos moldes actuais que tem de se apagar os campeões nacionais antes da liga! Não percebo onde está a dúvida...

Se daqui a 100 anos uma competição no formato da Taça da Liga passar a designar o campeão nacional, todos os vencedores da Taça de Liga até hoje tornar-se-iam campeões nacionais? Até daria jeito ao benfica...
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 16.12.2017 às 14:57

O que queres que te responda visto já ter visto que nunca iras mudar a opinião que tens? Apresentas logo certezas e verdades absolutas...

Quando ainda não vi aqui um único argumento valido.

Comecemos pela Liga dos campeões Champions Ligue) que como o nome indica ""Liga= junção de 2 ou mais itens que neste caso são os campeões dos respetivos campeonatos dos países integrantes.""
Muito diferente de ""Campeonato"" dos Campeões que é isso que a UEFA quer criar agora.
Antigamente era a Taça dos Campeões Europeus e continua no sistema a eliminar tal como era.

Depois falam do Campeonato do Mundo de futebol só que ai é que cometem o erro. Não é campeonato do Mundo, é Taça do mundo ( World Cup) ou como os brasileiros dizem Copa do Mundo e por ai a fora. Essa também uma prova a eliminar.

Depois para o cumulo dizes que as Ligas experimentais não contam e o que conta são os Campeonatos de Portugal quando entre 1934 e 1938 existiram as 2 provas em simultâneo, uma todos contra todos (Liga experimental) e outra a eliminar (Campeonato de Portugal) e em 1939 o Governo do Estado novo resolveu em termos de cosmética mudar o nome as 2 competições passando uma a designar-te Campeonato Nacional da Primeira Divisão Portuguesa ( prova disputada todos contra todos a 2 voltas) e a outra a chamar-se Taça de Portugal( em sistema de eliminatórias).
Queres afirmar com certeza que a razão pertence ao Sporting. o que queres que te diga?

Perfil Facebook

De Mike Portugal a 16.12.2017 às 19:11

Tecaneles,

Nos anos em que as 2 provas existiram em conjunto, só foram convidados poucos clubes para participar na Liga Experimental como forma de a testar. Depois em 1938 deixou de se chamar Experimental e passou a Nacional, onde todos os clubes passaram a participar (tal como já faziam no Campeonato de Portugal).

Portanto se queres contar as Ligas Experimentais como títulos oficiais, isso significa que não foi dada hipótese a muitos clubes de serem campeões durante 4 anos. E mesmo os clubes que participaram na Liga Experimental, consideravam que não era tão importante pois, NA ALTURA, não dava título nenhum oficial, logo eles queriam era ganhar a única competição que dava um título oficial.

A palavra chave é: "NA ALTURA".
Volto a repetir o que já disse mil vezes. Alterar a História é grave. As coisas valem o que valem na altura em que são jogadas. Não se pode depois vários anos depois vir dizer que....."ah lembram-se daquela competição que na altura , durante 4 anos não dava títulos? Agora passou a dar. Tomem lá."
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 20:32

É esse o meu ponto de vista, o que estava era para ficar. Ponto!

Nem o Sporting agora nem antes o clube da Luz deviam mexer seja no que for. Claro, a partir do momento que abriram o procedente, deram ensejo à polémica toda.

Puro futebol português !!!
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 16.12.2017 às 20:44

sempre foram mais clubes do que os que participavam no campeonato de Portugal.
vocês querem validar campeonatos em que fizeram 1 jogo.

isso sim é representativo do futebol português.
Imagem de perfil

De PSousa a 16.12.2017 às 15:42

Tecaneles,
Não misture VAR experimental, até porque em Portugal não o é...já é uma certeza!
Experimental foi na Taça de Portugal o ano passado ou na Supertaça!

Mas se esse vai continuar a ser o seu argumento, encerro o caso por aqui!
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 16.12.2017 às 16:20

Concordo plenamente.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 14:06

Ou há aqui dois "Jorge Miguel" a comentar ou, se não estou equivocado, o Jorge Miguel mais acima tem um parecer radicalmente diferente deste Jorge Miguel mais abaixo.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 16.12.2017 às 14:24

Rui, fui eu que comentei ambos. Mas gostava de saber onde está a contradição...

Em cima referi que as únicas duas contagens que fazem sentido são:

1- Contar apenas a partir de 1938/39 onde a liga deixou de ser experimental ao fim de 4 anos e passou a apurar oficialmente o campeão nacional. Isto era o que se fazia até 2006, quando o benfica decidiu acrescentar 3 títulos da liga experimental.

2- A contar desde o príncipio, só faz sentido contabilizar Campeonato de Portugal + Liga após 38/39. Ou seja, nos 4 anos que houve liga experimental e campeonato de portugal, só faz sentido os títulos do Campeonato de Portugal por ser este que apurava o campeão nacional.
Imagem de perfil

De PSousa a 16.12.2017 às 13:45

Tecaneles,

Eu não estou muito por dentro do tema, mas se diz "liga experimental" ou não se dá titulo por essa liga ou tem de se dar 2 titulos esse ano, é uma aberração mas é o nosso Portugal.
Que não se tivesse mexido na história em 2006 e isto tudo estava "tranquilo".
Sem imagem de perfil

De R.Ribeiro a 16.12.2017 às 13:42

Desculpem, mas o facto de se reinvidicar a atribuição de campeonatos em nada interfere com o trabalho que esteja a ser feito no presente para assegurar campeonatos e Europa. Quando dizem as coisas dessa forma, até parece que o homem só consegue fazer uma coisa de cada vez. Aqui, acuso é a FPF por levar tanto tempo a esclarecer um assunto que já de à tanto tempo. Se calhar, é dos órgãos dirigentes da FPF ou da Liga que devemos criticar e não quem anda a tentar restabelecer o orgulho leonino e a lutar para garantir títulos futuros. Não me interpretem mal, não concordo com tudo o que Bruno de Carvalho faz, de todo, mas entre isso e colocar duas palas e começar a criticar tudo o que se faz, não se faz e deixou-se de fazer é um tanto ou quanto limitado. Eu quero ver o Sporting como a potencia desportiva que é, independentemente de quem lá esteja. Se este homem foi reeleito para o cargo que representa, por alguma razão foi. É porque soube dar a volta à difícil situação em que o clube se encontrava. Não temos que concordar nem nos rever em tudo o que ele faz, e nesse sentido, nem em tudo o que todos os que nos rodeiam fazem, mas passar disso a apenas saber criticar tudo proveniente desta fonte soa a mesquinhez. O Sporting pede e merece união, independentemente de quem esteja a representá-lo. Se este presidente estiver a fazer um mau trabalho, sobre o qual os adeptos não se revejam, nas próximas eleições ao órgão isso será reflectido. Quanto ao assunto em debate, acho muito bem que seja reposta a verdade. Se somos os reais detentores de 22 campeonatos, que nos sejam atribuídos oficialmente que com todo o mérito os nossos jogadores lutaram por eles. Realmente, problematizar até esta questão internamente com relações dúbias aos nossos adversários e no que isso representa para o futuro do Sporting é estar a ver tudo ao contrário e algo vai mesmo mal. Se os nossos adversários querem ou não saber, não nos importa. São nossos, se assim se vier a provar. Ponto.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 13:57

Meu caro,

Não vejo que parte central deste debate seja o que os nossos adversários pensam ou deixam de pensar. A questão é bastante complexa e tudo menos consensual, não surpreende portanto que haja dificuldade em determinar o mérito factual e histórico da exigência do Sporting.

O caro Ribeiro fala de união, mas creio que também reconhecerá que essa disposição deve começar de cima, por intermédios dos líderes. A realidade incontestável é que este presidente chegou ao trono fomentando divisão entre sportinguistas e desde essa data nada tem feito salvo aprofundar esse abismo que separa sportinguistas. A tese do figurante, fundamentalmente, é que quem não concorda com tudo o que ele diz e faz não é sportinguista, ou pelo menos um bom sportinguista. Após cinco anos na cadeia da presidência ainda não demonstrou a inteligência para reconhecer que com essa postura nunca haverá união.
Sem imagem de perfil

De Cris Dileo a 16.12.2017 às 16:23

Que opinião mais sem sentido de Joel Neto.

Para alem do desprezo com que trata o Sporting o que mais incrivel disto tudo é que esta é para JN (e não só) uma insólita demanda, mas quando o Benfica acordou numa manhã com mais 3 titulos na contabilidade não ouvi ninguem (nem dos adversarios) a questionar esse procedimento (quase administrativo).

Aliás a maior parte das pessoas nem se apercebeu disso e não fosse agora a discussão sobre os titulos do Sporting, daqui a uns anos corríamos o risco de ninguem se lembrar desse acerto benfiquista na historia.

Na minha opinião e como forma de preservar a historia, não deveriamos juntar titulos nenhuns, mas como Sportinguista também não aceito que haja (mais uma vez) um tratamento completamente diferente para um e outro clube.
Sem imagem de perfil

De MaTic a 16.12.2017 às 16:31

O carcavelinhos e o Olhanense devem ter uma direcção/presidente, mesmo muito incompetentes!!!!
Alguém que os avise que também “foram” campeões nacionais!!!!
Tudo isto é folclore...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 17:26

Pode ser folclore, mas não inferior ao folclore do "glorioso" quando nos corredores do poder obscuro chamou a si mais três títulos!!!
Sem imagem de perfil

De MaTic a 16.12.2017 às 17:56

Não percebi... acha entao que o carcavelinhos não quererá ser também “campeão”???
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 16.12.2017 às 22:45

O Hudderfield de Inglaterra riu-se, em França Standard Athletic Club, Club Françai, Roubaix, RCF Paris, Helvétique Marseille, US Tourcoing e muitos outros riram se.

Entretanto em Espanha o Atlético Aviación em Itália o Pro Vercelli, Casale, Ambrosiana-Inter na Alemanha Union 92 Berlin, Viktoria Berlin, Holstein Kiel, SpVgg Fürth e assim poderíamos continuar com os Carcavelinhos dessa Europa fora onde os vencedores são respeitados como tal e nao pela sua dimensão.

Mas sendo você reconhecidamente um dos lampiões aqui de serviço é normal que nos queira brindar com o folclore encarnado afinal de conta honrar a história nunca foi o você forte!
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 16.12.2017 às 22:46

"você forte!" isto obviamente é devido a influencias de JJ queria escrever *vosso forte!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo