Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O que dizem eles

Rui Gomes, em 30.12.15

 

agostinhoabade2.jpg

 

«O acordo com a NOS é um excelente negócio para o Sporting e dou os parabéns a quem o negociou. Com uma gestão equilibrada, este negócio pode trazer um aumento no orçamento para a equipa de futebol, ainda esta época. O Sporting pode ir reduzindo o passivo, mas também aumentar a competitividade da equipa.

 

É um negócio que os sportinguistas não estavam habituados, porque coloca o Sporting no mesmo patamar ou até num patamar superior ao Benfica e FC Porto. A duração do contrato não é excessiva tendo em conta que estamos numa época em que a inflação não tem grandes alterações.

 

Os acordos de Sporting, Benfica e FC Porto com as operadoras de telecomunicações são bons para os três clubes, mas levantam questões sobre o que poderá acontecer aos clubes mais pequenos. O fosso entre os grandes e os pequenos clubes aumente.»

 

 

Agostinho Abade - antigo presidente do Conselho Fiscal do Sporting - levanta uma consideração muito importante e que já foi aqui referido em outros escritos: a centralização dos direitos televisivos, tema que foi estandarte na campanha eleitoral de Pedro Proença para a presidência da Liga de Clubes.

 

A realidade, na minha opinião, é muito simples embora seja cruel: a centralização não passa de um mito, muito pela cultura do futebol português e a própria mentalidade de portugueses, em que há quase sempre curta visão, no que ao futuro diz respeito, e muito do proverbial "puxar a brasa à sua sardinha" no imediato.

 

É incontornável o que confronta todos os outros clubes: vão ficar com as migalhas dentro do que ainda pode ser negociado. O fosso entre os "grandes" e os "pequenos", que já é considerável, vai aumentar de forma significativa com o passar de cada época, com a clara consequência de um decréscimo de competitividade no campeonato principal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:22

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De J.Pinto a 30.12.2015 às 11:42

Qualquer um dos clubes pequenos tem pelo menos 3 recepções aos grandes e isso devia significar pelo menos 1/6 do valor - ou seja cerca de 70M de um contrato a 10 anos

será que os valores se aproximam desse valor ?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 30.12.2015 às 12:22

Nunca, nem as operadores fazem as contas desse modo, mas sim ao impacte individual no mercado. Daí, a importância da centralização dos direitos.
Sem imagem de perfil

De m1950 a 30.12.2015 às 13:35

A partir do momento em que a MEO assina com o Porto e agora não se sabe o que vai fazer com esses direitos , é impossível centralizar os direitos.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 30.12.2015 às 15:06

SL
Estou de acordo que deveria ser centralizado e que o "bolo" fosse repartido com mais parcimónia. Assim poderíamos ter um campeonato mais competitivo, mas também teria de haver uma "limpeza" em certos pontos do futebol!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo