Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

image.jpg

 

«Ganhar um jogo fora é importante na Champions, sobretudo num estádio muito difícil, frente a uma boa equipa. Surpreendemos nos primeiros 45 minutos e fizemos três golos na primeira parte. Podiam ter sido quatro ou cinco. Fizemos um jogo muito fácil na primeira parte pela qualidade da nossa equipa.

 

Na segunda parte não abordámos o jogo como um jogo de Champions, sem intensidade, e sofremos dois golos nos últimos minutos. Não nos podemos pôr a jeito. Podíamos ter saído daqui com um resultado de gala, com quatro ou cinco a zero. Podíamos ter juntado as duas partes. A equipa confiou demasiado.

 

Calámos completamente estes adeptos apaixonados e fervorosos. O facto de estarem a perder 0-3 na primeira parte tirou-lhes o ânimo. O Sporting calou completamente o estádio do Olympiakos.

 

O Sporting está preparado para defrontar seja quem for desde que a equipa tenha um desempenho ao nível da primeira parte, com esta qualidade, durante mais tempo de jogo».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:39

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Imagem de perfil

De Mike Portugal a 13.09.2017 às 08:55

O SCP calou o estádio mas conseguiu acordá-lo nos últimos 5m.
Sem imagem de perfil

De JG a 13.09.2017 às 09:52

Ficará sempre por descobrir a responsabilidade do treinador nas oscilações da equipa e o papel das suas fracassadas e tardia substituições para esses apertos de última hora, que se estão a tornar uma imagem de marca.
Doumbia é excelente. O Sporting pode jogar em ataque continuado e em contra-ataque. Bruno Fernandes é um pequeno génio, que está aparecer em grande. William é um catedrático. Acuna está a ficar cansado, sem descanso, com viagens intercontinentais, talvez o míster pudesse poupá-lo uns bocadinhos, vá lá. Gelson melhora na decisão e em contra-ataque, como ontem, parece que conhece Doumbia desde pequeno. Atacamos bem mas somos incapazes de controlar o jogo, apesar de alguns momentos em que parece que o vamos conseguir.O míster com as suas substituições não ajuda nada. Se o homem tivesse assim tantas qualidades como a gente quer, fosse bom treinador, que é, gostasse do jogador da formação em vez de apenas do jogador JJ, fosse bom a subtstituir os jogadores e a motivá-los, fosse humilde, e reconhecesse uma vez, pelo menos de seis em seis meses, as suas responsabilidades, em vez dele talvez fosse o Cruiff. Agora mais a sério o Jonhathan não tem lugar no Sporting. O risco é elevado. Mostrou ontem que a defender comete os mesmos erros que cometia antes de ter voltado à Argentina. Não estamos melhor que o ano passado do lado esquerdo, já que Coentrão jogará quando ...puder e pelo que se vê pode pouco.
É bom ganhar tanto e tão regularmente. Mas seria possível dar-nos uma vitória descansada, sem apertos, sem termos que estar a olhar par ao relógio? Pode ser já com o Tondela.
Imagem de perfil

De Greenlight a 13.09.2017 às 13:29

Completamente de acordo com o comentário de JG.
Sem imagem de perfil

De Bento Jesus Carvalho a 13.09.2017 às 10:58

Tudo somado e subtraído, foi uma boa vitória, e considerando que a Juventus ontem demonstrou não estar com a força do ano passado, acho que até dá para ter uma esperançazita no apuramento.
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 13.09.2017 às 13:00

Nem em tudo o treinador tem culpa pelo facto da equipa nao saber gerir vantagens confortáveis.
A tendencia quando é hora de gerir o resultado é baixar a guarda , a intensidade , a pressão e a velocidade e fica-se mais perto dos facilitismos, o pior é quando a própria concentração fica afectada e num ápice absorve todos os jogadores da equipa , o adversário percebe e ganha vida.

As causas :
1 - Caída drastica do estado físico dos jogadores ,
2- Substitutos de muito menor qualidade
3- Sinal do treinador nas substituições para recuar
4- Reação a todo o gáz do adversário
5- Falta de voz de comando no relvado de manter a ordem na equipa.


Eu pessoalmente inclino-me mais para a 5 a falta de voz de um capitão que seja respeitado, que reaja e que conheça na perfeição os timings do jogo e faça a boa leitura .
É aqui neste ponto que Adrian nos faz mais falta , os gritos que dava aos colegas para recuperarem as posições ou fazerem a pressão onde tinha que ser feita .

William ainda nao percebeu quando a equipa necessita tambem da sua voz e pode nao conhecer ainda bem os timings em que o tem que fazer.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 13.09.2017 às 13:43

O Sporting fez um grande jogo... mesmo com um final atribulado.

Destaco o William... que patrão!
Sem imagem de perfil

De julius coelho a 13.09.2017 às 13:52

William fez um jogo soberbo , limpou toda a sua area e fez a equipa jogar e ganhar confiança .
Quando assumir a outra função de comando perante os colegas temos parte do problema resolvido , ele é o jogador e personalidade indicada para meter ordem no jogo quando é preciso.
Sem imagem de perfil

De JG a 13.09.2017 às 14:06

Ninguém no seu juízo perfeito acusa JJ de ser o culpado de tudo. Mas acusar William das responsabilidades que cabem ao treinador é surreal. William fez um jogão. Há poucos médios defensivos deste nível no futebol global. Voz de comando mesmo calado. Pelo exemplo e pela classe. Jesus mexeu mal na equipa - tirar Gelson não lembrava ao diabo - e tarde. Não reforçou o centro do campo e tinha Petrovic. Continua a tratar Iuri abaixo de cão. Desta vez nem foi para o banco.
Montou uma estratégia excelente aproveitou bem o espaço mas foi incapaz de controlar o jogo.
Vamos ver contra o Tondela a evolução da coisa.
Sem imagem de perfil

De juliuscoelho a 13.09.2017 às 14:49

Meu caro primeiro ninguem acusa William isso é surreal o que comento é a falta de uma voz de comando que substitua Adrian O caro nao deve entender muito de futebol para nao conhecer a importancia de uma voz de respeito no relvado a por ordem quando é preciso.William é o capitao e ser capitao nao é só passear a braçadeira.

Gelson estava nas lonas e com 3-0 se o treinador nao descansa as suas peças nucleares perto do funal do jogo entao nao pode ser treinador. Agora se a equipa se deixa cair no seu todo nao é um sójogador que vai conseguir mudar o rumo.
Dou um exemplo se Gelson gritar para o Doumbia pressionar à saída do adversario o Doumbia faz-lhe o manguito mas se for Adrian nao tenha duvidas que mesmo esgotando Doumbia acata e vai la.
É disso que falo.

Sem imagem de perfil

De juliuscoelho a 13.09.2017 às 14:51

Os erros no meu comentario peço desculpa mas a conduzir ao mesmo tempo e num teclado inteligente françes nao é de todo facil.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 13.09.2017 às 15:14

Julius,

Vai-me perdoar, decerto, mas já leitores o corrigiram e o Julius continua a insistir em escrever mal o nome de ADRIEN, e não "ADRIAN".

Abraço
Sem imagem de perfil

De juliuscoelho a 13.09.2017 às 16:26

Um erro em que chego à conclusao que sempre o cometi sem me dar conta.
Sem imagem de perfil

De JG a 13.09.2017 às 16:19

De futebol não percebo nada, pelo menos na versão em que o meu caro se especializou.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo