Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

ng12CD4956-34AC-4423-B817-85840A72AE1B.jpg

 

A secção não-profissional do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu suspender o antigo vice-presidente do Sporting de toda a actividade desportiva como dirigente nos próximos 15 meses, na sequência do "Caso Cardinal".

 

Além da suspensão, o antigo inspector da Polícia Judiciária foi ainda condenado a pagar uma multa de três mil euros, enquanto que o Sporting terá de pagar dois mil euros.

 

Paulo Pereira Cristóvão foi acusado de sete crimes, pelo Ministério Público, ainda no âmbito do mesmo caso, anunciou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa: um crime de burla qualificada, um crime de branqueamento de capitais (ambos em co-autoria), um crime de devassa por meio de informática, dois crimes de peculato, um crime de acesso ilegítimo qualificado e um crime de denúncia caluniosa qualificada.

 

Recorde-se que este caso foi desencadeado com o envio de uma carta anónima a denunciar um alegado suborno ao árbitro assistente José Cardinal. As autoridades suspeitaram posteriormente que Paulo Pereira Cristóvão terá concebido uma armadilha para afastar José Cardinal do jogo entre o Sporting e o Marítimo.

 

Fundamentalmente, o ex-dirigente leonino é suspeito de ter pensado o caso e mandado depositar dois mil euros na conta bancária do referido árbitro auxiliar, no Funchal.

 

Não estou minimamente interessado em debater os (de) méritos do caso e ainda menos a defesa/acusação de Paulo Pereira Cristóvão, no entanto, há dois aspectos deste processo que me intrigam, porventura, até, por falta de conhecimentos:

 

1.º - Na minha ingenuidade, surpreende-me que o Conselho de Disciplina da FPF tenha decidido deliberar e sentenciar Paulo Pereira Cristóvão - e o Sporting -, dado que é por de mais evidente que não está em poder de todos os factos inerentes ao processo, uma vez que estes se encontram no segredo de justiça, processo que eventualmente poderá chegar a julgamento, e pelos vistos - sem sequer ouvir o acusado. Partindo do princípio - mesmo em Portugal - que o cidadão é inocente até ser provado culpado, é difícil não concluir que os órgãos que superintendem o futebol nacional não aderem a esta consagrada presunção, respeitada em qualquer sociedade democrática no Mundo;

 

2.º A segunda questão, menos importante mas que me intriga há muito, qual o porquê do desaparecimento de José Cardinal do "mapa" futebolístico ?... Fico com a ideia que um cidadão que foi uma "vítima inocente" de uma cilada, deveria poder continuar a exercer a sua actividade profissional, até porque no caso do Sr. Cardinal, se a memória não me falha, o futebol era então o seu único meio de sustento.

 

Isto é apenas uma análise muito superficial ao todo do caso, cujos totais e reais parâmetros ainda não são do conhecimento público.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:29

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorgen Ribeiro a 25.10.2014 às 12:07

A ser verdade, o que é publico do caso do José Cardinal, o que me assusta, é ele ter pertencido aos quadros da PJ durante 16 anos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.10.2014 às 12:29

Concretamente, o que é que se sabe do caso Cardinal ?

De resto, o que ele foi ou não foi na sua carreira, não é pertinente a este caso nem ao Sporting.
Sem imagem de perfil

De Jorgen Ribeiro a 25.10.2014 às 13:34

Só para constatar o que se pode passar nos órgãos de poder neste país. Muita gente ligada ao futebol, devia estar presa, acho que é de senso comum. Tirando Vale e Azevedo e na minha opinião só foi dentro, porque fez mal aos benfas, mais ninguém foi condenado, mesmo com provas ainda mais irrefutáveis que no caso do VA.

Neste caso do Paulo Ribeiro Cristóvão, o que quis dizer foi, como é que um homem ligado a PJ foi capaz de armar uma armadilha destas? (a ser verdade o que vem a publico). Um homem capaz disto, põe todo o seu trabalho profissional em questão. Mais grave se torna, quando esse trabalho é na PJ.

Espero que fique tudo esclarecido, mas duvido que vá dar em alguma coisa.
Quanto ao Cardinal, realmente nada sei e é certo que nunca mais ouvi qualquer assunto sobre ele, o que torna o caso um treiller interessante. Não digo um caso de policia mas seria um caso para Poirot desvendar.

A minha duvida agora é o que é que o Sporting Clube de Portugal, tem com um caso isolado de um dos seus dirigentes? O Sporting Clube de Portugal teve algum beneficio com isso? Teve acção directa no caso? O dinheiro saiu dos cofres de Alvalade?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.10.2014 às 14:00

A realidade do caso é que quase nada de concreto é conhecido na praça pública. Continuo a achar as acções da FPF perplexas, pelas razões que citei, mas admito que em Portugal tudo é possível.

Também me veio à ideia a postura que o Sporting vai assumir perante a decisão. Tendo em conta as pessoas envolvidas, das duas partes, não espero qualquer intervenção.
Sem imagem de perfil

De L a 25.10.2014 às 12:11

Toda a razão caro Rui Gomes, é só o sistema a botar faladura. Não foi à toa que também acabamos de ver o recurso à APAF e ao Sindicato a apadrinhar o regresso ao “Establishment”.

E sobre o visado também é bom que se diga que tem dois capítulos completamente distintos no Sporting. O 1º presidente do Sporting online - que queria construir o pavilhão por cima das piscinas do Campo Grande. E a forma vergonhosa como deixámos a Judiciária do Vieira tramar o Sporting - o princípio do fim do mandato anterior.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.10.2014 às 14:02

Caro L,

Não estou por dentro dos movimentos da "Judiciária do Vieira" nem em que termos terá intervido neste caso que, no todo, é no mínimo estranho.
Sem imagem de perfil

De L a 25.10.2014 às 19:25


http://comunidade.xl.pt/Record/blogs/bolanaarea/archive/2012/10/21/pol-237-cia-judici-225-ria-apoia-lu-237-s-filipe-vieira.aspx

O Cardinal e o canário agora é com o Rogério Alves, quem acabou por pagar a factura mais importante para nós foi o Domingos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 25.10.2014 às 20:19

Desconhecia esta questão. Dá para aproveitar e fazer um post.
Sem imagem de perfil

De RRAleixo a 25.10.2014 às 21:07

Obrigado por esse link L desconhecia esses tentáculos.... Porra nem na policia especializada se pode confiar neste país... que podridão... A Espanha ou um pais capaz que nos anexe que com esta malta não vamos lá.

SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo