Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ponte de ligação aos leitores

Rui Gomes, em 11.08.17

 

18547267_Zq5hz.jpg

 

«No discurso da última AG, quando falou mais de uma hora, eu tive a paciência de ouvir todo o discurso de Bruno Carvalho.

Ele afirmou o seguinte, entre outras coisas:

Que tinha orçamentado em 2016/17, 8M para as modalidades, que era o que esperava receber das quotizações, valor que ficou muito aquém do esperado.

Para 2017/18 aumentou o orçamento para as modalidades para 9M, esperando que esse valor venha das quotizações dos sócios. Justificando desse modo o aumento do orçamento para as modalidades 1M.

Queixou-se que a razão pela qual o orçamento das quotizações não foi atingido teve a ver com o facto do aumento do número de sócios ser devido ao facto da maioria dos novos sócios serem crianças que os pais fizeram sócios. Ora as quotizações dos jovens tem um valor muito abaixo dos adultos. Acham que essa realidade irá mudar para este ano?

Por isso, o que é indicado pelo blogue Dia do Clube tem alguma razão de ser em relação ao despesismo que se observa no orçamento do clube para este ano.

Ao não conseguir atingir os 8M de quotização para as modalidades, ignora esse facto e decide aumentar o valor em 12,5%. Cheira-me mais a desejos do que a exemplo de gestão rigorosa.


Mas isso sou eu a dar minha opinião. Até pode ser que dentro de um ano a realidade mostre que eu estou enganado.

Quanto aos "resultados extremamente positivos não sendo deficitário", não é correcto se quisermos ser rigorosos. Os resultados líquidos são positivos em virtude da vendas de 2 jogadores, mas tem um défice mensal muito elevado de 3M negativos em resultados correntes. Isso cria um buraco de 36M num ano.

Se o que Bruno de Carvalho afirmou na AG for verdade, que aumentou os custos correntes orçamentados para 2017/18, iremos observar dificuldades financeiras durante o ano superiores às que sentiu no ano que passou, quando teve de antecipar receitas de 27M de vários contratos.

Não, as contas não estão bem, e percebe-se que hajam sócios e adeptos preocupados».

 

 

Leitor: João Carvalho

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Balajic a 11.08.2017 às 10:20

E é basicamente isto.

Obrigado João Carvalho pelo poder de síntese e pela clareza de raciocínio.
Sem imagem de perfil

De Inocencio a 11.08.2017 às 12:32

Por ouvir em paciencia perdeu o detalhe e avalia o que poderá/irá acontecer no futuro (ou não!).

Factos, factos e que lhe escaparam, são que os resultados têm sido positivos em toda a linha, principalmente a financeira. E..... na desportiva está apenas a faltar-nos ser Campeões em seniores no futebol .
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 11.08.2017 às 12:42

Isto não é preocupação isto é DESCONFIANÇA e quando assim é nada a fazer cada um fica com a sua feliz e contente.

Financeiramente nunca o SCP esteve tão pujante como agora, estranho no entanto é que isso possa incomodar tanto os nossos adversários como os nossos adeptos.

P.S: Ontem entraram em caixa 0,4M€ peaners como diria o grande JJ ... +20% da transferência do Naldo do Krasnodar para o RCEspanhol.

Sem imagem de perfil

De Diogo a 11.08.2017 às 13:16

O texto começou a falar das contas do Clube e acabou a falar das contas da SAD.

Três questões:
- Qual foi o valor efetivamente recebido a título de quotizações em 2015/2016;
- Qual foi o lucro do Clube o ano passado.
- Tendo os honorários aumentado 284,5% desde 2013, qual foi o valor do aumento das receitas do Clube.

Obrigado!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 11.08.2017 às 13:57

Meu caro Diogo,

Uma simples sugestão: em vez de fazer perguntas devia dar respostas, ou seja, devia dar a informação que solicita ao outro leitor, dado que o seu acesso à informação é idêntico ao dele.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 11.08.2017 às 14:28

As contas do clube não são tão fáceis de se ter acesso, como as da SAD.
Havendo quem as tenha era bom que partilha-se.


Sem imagem de perfil

De Diogo a 11.08.2017 às 15:01

É como disse o Sérgio. As contas do Clube não são públicas. Pela forma como tanto o João Carvalho, como o Trinco falaram, eles têm acesso às contas do Clube, como têm os sócios que participaram na AG.

Consequentemente, estando-me vedado o acesso à informação que os dois postadores trouxeram à discussão, julgo serem mais do que legítimas as minhas questões.

SL
Sem imagem de perfil

De Diogo a 14.08.2017 às 11:27

Não cheguei a ter resposta.
Discutiram-se aqui os gastos irreais do Sporting Clube, sem nunca avaliar as receitas, retirando utilidade à discussão.

SL
Sem imagem de perfil

De M1950 a 11.08.2017 às 16:46

Não me incomoda essa lógica no clube de gestão de investir para cativar , ou seja o Sporting a gastar mais do que o que recebe dos sócios com a finalidade de cativar mais sócios.

Acho que neste caso deve haver um marketing muito específico para vincar e explicitar aos sócios que o que pagam é para o Clube ( modalidades e formação ) e não para o futebol , que é basicamente o gestor de emoção dos sócios que leva a que paguem ou não as quotas.

Não é normal o Clube anunciar 160 mil sócios há dias , quando há 4 meses tinha 45 elegíveis para votos ( sócios maiores de idade com a quotização regularizada ) , mesmo que 50% dos sócios com quotas em dia fossem crianças o Sporting teria à volta de 67 mil sócios num universo de 150 mil.

Portanto deve ser prioritário atacar este problema dos sócios não pagantes e principalmente os sócios que de acordo com os resultados do futebol têm maior ou menor vontade de pagar devem perceber que o pagam é para o Clube.

A iniciativa do regressonumminuto.com é muito boa e as condições que o Sporting criou para recuperar sócios também são ótimas e justas a meu ver , mas falta um marketing mais explicito para os sócios entenderem bem para onde vai o dinheiro que pagam das suas quotas , assim quando estiverem zangados com o futebol não deixam de pagar.

No que toca à SAD eu sou defensor que o Clube não deve gastar acima das receitas ordinárias que tem , isto receitas sem vendas de jogadores , e atualmente o Sporting para ter resultados tem de vender. Isto a curto prazo implicaria uma perda de competitividade do Clube mas a longo prazo garantia estabilidade competitiva e financeira.

Com os recursos humanos que o Sporting a nível da sua formação , toda a política desportiva teria de passar por aqui , o problema é que não há nenhum projeto desportivo , o Clube anda ao sabor dos desejos mercantilistas dos responsáveis em vez de ver definida uma estratégia coerente para colher os frutos a breve prazo.
Sem imagem de perfil

De Rui carlos a 12.08.2017 às 01:00

Concordo com o texto. Eu por acaso não pude estar presente na AG ( também só soube dela quase em cima da hora, vergonhoso..) mas tive acesso ao orçamento e tenho o aqui comigo. No geral acho o orçamento otimista demais. Esta a por metas que quase de certeza não vão ser cumpridas. Já o do ano passado assim foi. Existem despesas que deixam duvidas, pois sofrem aumento não totalmente justificado.. Eu teria me abstido na votação caso tivesse lá estado

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo