Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidente fala muito e explica pouco

Rui Gomes, em 06.07.14

 

 

A última coisa que eu pretendia nesta altura era comentar mais um discurso de Bruno de Carvalho, desejo de impossível realização face à apetência do presidente do Sporting pela oratória pública. Mais um discurso com as usuais platitudes, e outras, visando aplacar a plateia, como é seu hábito.

 

Não me vou dar ao trabalho de transcrever tudo o que foi dito - para o efeito pode ser lido aqui - e também não me vou alargar em comentário, salvo sobre esta sua frase:

 

«Muito se fala no Ryan Gauld. Os disparates que foram escritos... têm quase ar de criminoso. Uma coisa é enganar-me, outra coisa é mentir e sem sustento algum. E mentiu-se descaradamente nos valores relacionados com o Ryan Gauld. Mentiu-se nos valores, fingiu-se que havia um problema um problema na formação... Isso para mim não conta. Os sportinguistas vão estar atentos àquela que é uma campanha absolutamente inacreditável de mentira e quase pressão.»

 

Antes de mais, devo admitir que estou um tanto ou quanto no escuro, porque não sei bem ao que o presidente se refere, concretamente. Salvo uma ou outra interrogação - perfeitamente natural até - sobre o mérito de contratar o jovem escocês, ainda não li nenhuma crítica severa nesse sentido. Sem deixar de ponderar os prós e contras desta contratação, até sinto algum entusiasmo e expectativa por ver o denominado "mini-Messi" dentro das quatro linhas, e espero que tenha muito sucesso.

 

Sobre os valores da contratação, se há uma mentira descarada esta originou com a Imprensa britânica, porque tudo o que eu verifiquei nesse sentido surgiu dessas partes. O facto do Sporting não divulgar os valores - e até está no seu direito - leva a conjecturas, ocorrência inevitável. Não deixo de achar curioso, no entanto, que Bruno de Carvalho, mesmo perante tanta indignação pelas alegadas "mentiras", continua a não esclarecer a contenda. Se pelas novas regras o negócio não tem de ser comunicado à CMVM, em detalhe, terá de ser reportado no próximo Relatório e Contas da SAD, ou será que também aí os factos vão ser ocultados ?... A sua referência a escritos com "quase ar de criminoso" é inconsequente, neste contexto. É uma frase que ele gosta muito de utilizar, sem ponderar o seu real significado.

 

Quanto à sua referência a um falso "problema na formação", também não é nada de grande consequência, neste momento. Se há um "problema" real, só o passar do tempo esclarecerá, porque analisado de fora para dentro a especificidade das coisas é complexa e pouco transparente. No que aos adeptos diz respeito, estes têm o pleno direito de comentar a actividade que lhes está ao alcance e nem o presidente do Sporting pode impedir essa liberdade de expressão.

 

Também estou no escuro quanto à alegada "campanha de mentira e quase pressão". Por tudo quanto é possível perceber, esta Direcção tem trabalhado sem qualquer oposição. Se ele se refere à comunicação social cá do burgo, tão "encarnada" que ela é, também não é nada de novo e compete-lhe aprender a contrariar as falsidades que são publicadas. Um dos problemas, na minha opinião, é que Bruno de Carvalho fala muito e nem sempre se explica, já para não evocar o que por vezes afirma, de forma impensada. Neste caso concreto de Ryan Gauld e da formação leonina, ficámos a saber exactamente o mesmo que já sabíamos antes do discurso.

 

Por fim, não posso deixar de questionar quem o presidente pretende motivar com o seu apelo aos sportinguistas, deixando a sensação que só se sente bem em "estado de guerra", com ele próprio no centro do mediatismo. Quanto maior o "barulho", maior o "herói" ele se torna no conceito de alguns.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:09

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


21 comentários

Sem imagem de perfil

De Yannick Charendon a 06.07.2014 às 10:08

A ideia com que fiquei ao ver estas declarações do Presidente foi má.

Ele refere-se a uma "campanha absolutamente inacreditável de mentira e quase pressão" e, sendo difícil de perceber o que significará "quase pressão" (seguramente os apóstolos do Bruno virão esclarecer o que isso significa), fiquei um bocado mal impressionado com a sua indignação perante a "mentira".

É caso para perguntar se, quando afirmou à cara podre que o Leonardo Jardim tinha uma cláusula de 15 milhões de euros, o Bruno de Carvalho aplicou sobre os sportinguistas uma "campanha absolutamente inacreditável". Ou para perguntar se o Bruno de Carvalho se sente muito bem quando a mentira lhe serve, mas muito indignado com a mentira não lhe serve. Ou será um caso em que a mentira só é justificada se for por ele dita? Ou melhor, que uma mentira dita pelo Bruno de Carvalho deve ser considerada verdade?

É que, depois daquele episódio, uma pessoa tem de ficar um bocado perplexa por ver o Bruno todo indignado com uma mentira. É que se a ideia é uma de relativismo moral no futebol, tanto vale para ele como para os outros, ou não?

Felizmente já só teremos de constatar estas incoerências por mais 18 anos e meio, a menos que o Presidente saia a meio de um mandato...

Saudações Leoninas
Sem imagem de perfil

De Mario a 06.07.2014 às 10:25

Caro Yannick,
O Leonardo tinha na realidade uma clausula de 15 Milhões , que renderam 3, com mais 3 codicionados a objectivos.
Por favor confirme no site da CMVM.
Lá eles levam as mentiras a sério.

20/05/2014 20:06
Comunicado sobre a revogação por mútuo acordo do contrato de trabalho entre a Sporting SAD e o treinador da equipa principal de futebol, Leonardo Jardim.
Sem imagem de perfil

De Yannick Charendon a 06.07.2014 às 10:55

Caro Mário,

O comunicado que me refere diz isto: "Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, o Conselho de Administração da Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD vem informar que foi formalizada a revogação por mútuo acordo do contrato de trabalho desportivo entre a Sporting SAD e o treinador da equipa principal de futebol, Leonardo Jardim. Em contrapartida da revogação a Sociedade encaixará um montante fixo de € 3.000.000,00 (três milhões de euros), ao qual acresce um montante variável de até € 3.000.000,00 (três milhões de euros), dependente da obtenção de títulos nacionais e internacionais pelo seu futuro clube."

Ainda fui verificar em 2013 se havia algum comunicado sobre o Leonardo, mas não encontrei nada.

No seu computador aparece alguma referência a uma cláusula de 15 milhões?

É que se calhar é por essa razão (porque temos um acesso à informação diferente) que eu acho que o Bruno estava a mentir descaradamente.
Sem imagem de perfil

De eu vi um sapo a 06.07.2014 às 11:57

Não sei se o yannick esteve em coma mas foi público que LJ tinha uma cláusula de 15M caso saísse para um clube português e uma de 3 se fosse para um clube estrangeiro, como aconteceu!
Sem imagem de perfil

De Yannick Charendon a 06.07.2014 às 12:28

Oh caro sapo, também foi público que o Leonardo Jardim tinha uma cláusula de 15 milhões e que seria necessário batê-la para que ele saísse do Sporting. Ora veja lá a entrevista do Presidente por ocasião da comemoração do seu 1º ano ao comando do Sporting, para ver se ele não diz isso de forma taxativa.

Portanto, entre o que "foi público", já há várias versões contadas pelos mesmos protagonistas.

A 2ª versão, que é aquela que vem desmentir a 1ª versão, curiosamente é contada pela pessoa que contou a 1ª versão. Portanto, teria de acreditar que aquele que me mentiu numa primeira instância, não mentiu na 2ª instância. Eu, como desconfio sempre de um mentiroso, não dou esse salto de fé.

Depois nem aquilo que sugere parece ser verdade. Se o Leonardo Jardim tivesse uma cláusula de 3M para o estrangeiro, por que razão se aprestaria o Mónaco a pagar + 3 por objetivos? Por caridade? É que o comunicado que se refere é que houve uma "revogação por mútuo acordo". Ora, para ter de haver acordo, é porque seguramente não havia uma cláusula de "3 para o estrangeiro", caso em que bastaria ao Leonardo Jardim depositar o montante da cláusula e resolver o contrato unilateralmente, pagando a devida indemnização estabelecida para o incumprimento contratual.

Portanto, se aquilo que é público para justificar a mentira inicial também não faz sentido, do ponto de vista jurídico ou prático, ainda custa mais a acreditar que seja verdade. Portanto o mais provável é que a uma mentira se tenha seguido uma nova mentira, pelo menos para quem não dá saltos de fé.

O que é certo é que o "público" não foi comunicado através da CMVM...

Mas pronto, eu é que estive em coma. Honestamente que admito que o servidor IP aqui em Mons não debite a mesma informação...
Sem imagem de perfil

De Mario a 06.07.2014 às 14:16

Caro Yannick,

Há verdade, há mentira, há meia-verdade, há meia-mentira, há omissão, há insinuação, e ainda há a o que hoje é verdade amanhã é mentira, sobretudo no mundo do futebol.

O Yannick acredita efectivamente que existe alguém que nunca mentiu ?
A mentira é uma circunstância da vida e da sociedade, o contexto da sua utilização é que define verdadeiramente a sua dimensão e o caracter de quem a pratica.

Neste sentido seremos juízes das acções dos outros na medida do nosso interesse.
E daqui é que nunca poderemos sair. Da nossa possibilidade de definirmos o outro como grande ou pequeno mentiroso, relativo ou absoluto, grave ou ligeiro, importante ou nem por isso.

Mas no fim do dia, todos somos mentirosos, seja na acção, seja na avaliação, seja em relação aos outros, seja em relação a nós próprios., quer peçamos perdão, quer não, quer perdoemos os outros, quer não.

Peco-lhe sinceramente, que aceite as minhas desculpas por ter dito uma meia-verdade.
Gostaria que pudesse entender que se o nosso Presidente mentiu relativamente á clausula de 15 Milhões, possa existir alguém que acredite que o fez para proteger e não prejudicar o nosso clube e nesse sentido não releve desse comportamento um acto grave e merecedor de falta de confiança em quem nos comanda.
Peço-lhe que o entenda, não que concorde com ele.

Sobre mentiras e verdades ainda nos havemos de debater aqui imensas vezes, disso tenho a certeza.
Sem imagem de perfil

De Yannick Charendon a 06.07.2014 às 14:35

Caro Mário,

Deixe-me começar por dizer-lhe que não aceito a sua premissa: há quem não minta, mesmo a si próprio. Há quem se engane, mas a mentira implica a adulteração intencional de factos que se crê conhecer. E isso implica uma valoração moral, principalmente quando é feita dirigida a milhões de pessoas. Até lhe digo isto: a mentirola da cláusula do Leonardo Jardim é tanto mais grave pela sua desnecessidade. Até compreendo a mentira com um qualquer propósito útil. Qual foi o propósito daquela mentira?

Esse episódio serviu apenas desmistificar de forma um nada mais evidente a flexibilidade com que o Presidente pode encarar o que ele próprio considera ser "a verdade". Dou muito mais valor a outras coisas do que àquela mentirola, que (pelo menos para mim) tem apenas um valor ilustrativo. E que não retira de nenhuma forma o mérito de ter contratado e negociado o Leonardo Jardim.

Mas porque me irrita a hipocrisia (defeito meu), custa-me um bocado a digerir que uma "mentira descarada" dirigida aos sportinguistas seja justificada, ou não, consoante o autor. E quando o autor da mentira, indignado, sugere que vai ficar mais 20 anos no Sporting, só me apetece dizer isto: se for para continuar a mentir, que não seja apanhado muito mais vezes porque, senão, não me parece que lá chegue...
Sem imagem de perfil

De Mario a 06.07.2014 às 16:07

Ok, compreendido.

Afinal, a mentira neste caso foi apenas uma mentirola para encobrir outras coisas que dá muito mais valor.

Não foi isso que transpareceu no seu primeiro comentário circunscrito a uma mentira específica.

Quanto ao andar a mentir descaradamente aos sócios haverá sempre os que perceberão porque razão acontece essa necessidade e outros que acharão a maior vergonha do mundo.

Já hipocrisia, quanto a mim reside reside na mentira oculta, não na descarada.

São as hipocrisias do mundo em que vivemos e das quais ninguém pode fugir por estarmos rodeados delas, mais ou menos encobertas, mais ao menos descobertas.
Sem imagem de perfil

De Balajic a 06.07.2014 às 17:19

Quando alguém insiste na mentira descarada, então mais do que hipócrita já é um caso patológico, um mentiroso compulsivo...
Sem imagem de perfil

De Mário a 06.07.2014 às 10:11

Ora então vamos lá outra vez esclarecer o obvio...

1. Antes de mais, devo admitir que estou um tanto ou quanto no escuro, porque não sei bem ao que o presidente se refere, concretamente. Salvo uma ou outra interrogação - perfeitamente natural até - sobre o mérito de contratar o jovem escocês, ainda não li nenhuma crítica severa nesse sentido.

O Rui, está um tanto ou quanto às escuras, porque teima em enfiar a cabeça em buracos inventados por sí. Onde é que viu referido alguma coisa sobre o mérito do rapaz ? Não inventou isso, em vez de perceber que o Presidente se referia objetiva e claramente a números ? Depois diz que andamos a defender o homem. Por favor.

2. "Sobre os valores da contratação, se há uma mentira descarada esta originou com a Imprensa britânica, porque tudo o que eu verifiquei nesse sentido surgiu dessas partes. O facto do Sporting não divulgar os valores - e até está no seu direito - leva a conjecturas, ocorrência inevitável. ... A sua referência a escritos com "quase ar de criminoso" é inconsequente, neste contexto. É uma frase que ele gosta muito de utilizar, sem ponderar o seu real significado."

Se os valores estão errados por culpa da imprensa Britânica, foi por culpa da imprensa portuguesa (que os deveria ter validado antes de os por cá fora, como é sua obrigação, mas nuncao faz) que eles chegaram ao seu conhecimento e como tem sido seu apanágio aproveitou-se para os criticar. Enganou-se, reconheça.
Se o direito do Sporting a reserva dos valores dos seus contratos para evitar que andem a ser comentados na praça pública ao contrário do que acontece com os seus rivais, mesmo assim segundo o Rui leva a inevitáveis conjecturas, é porque o Rui as sobrepõe aos interesses legitimos do seu clube. Fique com essa forma de viver Sporting e com a certeza que terá relatório transparente e rigoroso, como nunca teve antes, (excepto o ano passado, já me esquecia ...) logo que termine o defeso e muito antes de Relatórios e Contas da SAD. Mas para sí não chega, tinha que ser quando você precisa. Fique à espera, ... sentado.
Se o Rui não sabe o que são escritos quase ar de criminosos, aconselho-o a ter cuidado com o que publica, pois qualquer dia pode levar com um processo de difamação e isso caso não saiba é crime. Resta saber se alguém na Direcção lê o que por aqui se escreve e, nessa eventualidade, lhe dá importância para tal.

3. "Quanto à sua referência a um falso "problema na formação", também não é nada de grande consequência, neste momento. ... No que aos adeptos diz respeito, estes têm o pleno direito de comentar a actividade que lhes está ao alcance e nem o presidente do Sporting pode impedir essa liberdade de expressão."

Outra confusão, originada no Rascord, que muitos aproveitaram para começar a comentár sem conhecerem o que se passa dentro da Academia. Pois é, dantes era normal saber-se tudo, andar-se por lá. Agora só debaixo da liberdade de expressão. A mesma que tanto vale para noticiar como especular e que uns alambusam-se nela e enchem a barriga de prazer e outros simplesmente vomitam-na só por lhe sentir o odor.

4. "Neste caso concreto de Ryan Gauld e da formação leonina, ficámos a saber exactamente o mesmo que já sabíamos antes .
Quando diz ficámos deve querer dizer fico, pois trata-se de mais um dificuldade de entendimento exclusivamente sua.
Já para o comum adepto, ficou-se a saber muito.
Ficou-se a saber por quem de direito que o Ryan custou menos do que foi publicado, que os problemas na formação são uma invenção (mais uma entre tantas) e que temos um Presidente que dá a cara quando os Manhosos desta vida passam dos limites, qualificando-os exactamente pelo que são: mentirosos ao serviço dos nossos rivais.

5."Por fim, não posso deixar de questionar quem o presidente pretende motivar com o seu apelo aos sportinguistas, deixando a sensação que só se sente bem em "estado de guerra", com ele próprio no centro do mediatismo. Quanto maior o "barulho", maior o "herói" ele se torna no conceito de alguns.

Pretende motivar a nação sportinguista que neste momento critico da nossa existência precisa, mais do que nunca, de espírito de missão.
Eu estou disposto a ir à guerra, o Rui já sabemos que não. Ou será que sim ?
Sem imagem de perfil

De altaia a 06.07.2014 às 12:08

Jovens leoninos revoltados
Por @d20fernandes em 21:10 4 Foras-de-jogo
Os jovens do Sporting estão revoltados com a direção de Bruno de Carvalho por não concretizar as promessas de aposta na equipa B, avança o CM.
Jogadores como Iuri Medeiros, Chaby, Esgaio, Ponde, Wallyson e Semedo tinham a esperança de integrar a equipa principal, mas acabaram por começar os trabalhos na equipa secundária. Entre o plantel da equipa B não se entende a mudança de visão que até aqui assentava numa aposta clara na formação.
Fontes próximas de alguns jogadores contaram ao diário que os atletas têm imensas dúvidas nas contratações feitas em mercados com pouca expressão como são os casos de Gauld (Escócia), Tanaka (Japão) e Slavchev (Bulgária).
As promessas da direção surgiram em 2013/14 quando muitos dos jovens assinaram renovações de longa duração com ordenados que na maior parte dos casos não chegam aos três mil euros. A falta de oportunidades e algum mal-estar com a direção levaram à saída do técnico da equipa B Abel Ferreira (Francisco Barão assumiu o cargo).
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 06.07.2014 às 13:20

Mas tem que se procurar uma forma para que os nossos jovens mantenham a sua evoluçao de forma acelarada e nao facilitarem. Isso aconteceu já na epoca passada quando alguns desses jogadores que citou que após renovarem por 5 anos pensaram que ja nao era necessario mais nada a "via verde" para a equipa principal estava consumada e nao é bem assim.
Acomodaram-se e perderam competividade passearam-se como vedetas em alguns jogos. Quizá foi isso que fez a Direçao procurar soluções para erradiar essa forma de comodismo. Chegar é equipa principal tem que ser "coisa muito séria" tem que se continuar a trabalhar duro para ter a qualidade para chegar lá.
Sem imagem de perfil

De contador de histórias a 06.07.2014 às 10:46

" Ou para perguntar se o Bruno de Carvalho se sente muito bem quando a mentira lhe serve, mas muito indignado com a mentira não lhe serve. Ou será um caso em que a mentira só é justificada se for por ele dita?Ou melhor, que uma mentira dita pelo Bruno de Carvalho deve ser considerada verdade?

É que, depois daquele episódio, uma pessoa tem de ficar um bocado perplexa por ver o Bruno todo indignado com uma mentira. É que se a ideia é uma de relativismo moral no futebol, tanto vale para ele como para os outros, ou não? Ou para perguntar se o Bruno de Carvalho se sente muito bem quando a mentira lhe serve, mas muito indignado com a mentira não lhe serve. Ou será um caso em que a mentira só é justificada se for por ele dita?Ou melhor, que uma mentira dita pelo Bruno de Carvalho deve ser considerada verdade?

É que, depois daquele episódio, uma pessoa tem de ficar um bocado perplexa por ver o Bruno todo indignado com uma mentira. É que se a ideia é uma de relativismo moral no futebol, tanto vale para ele como para os outros, ou não?"

É claro que ele mentiu e mente, é um mentiroso compulsivo, toda a campanha dele foi baseada em falsidades e calúnias.
Não tem educação nem, valores.
Além disso tem assalariados de serviço na blogosfera para vender mentiras.
Em relação a esse ponto em particular, esse indivíduo sabia que o interesse era do estrangeiro.
Sem imagem de perfil

De A. Figueiredo a 06.07.2014 às 11:49

É a estratégia clássica do dirigente desportivo, apontar a uma estratégia concertada sem rosto quando as cosias andam esquisitas. Nisto nem critico o Bruno pois não é o inventor desta opção de comunicação e só quem não quer é que ainda tem ilusões sobre o nosso Presidente trazer uma nova postura ao futebol em vez de ser mais um que segue os mesmos caminhos que os que já cá andam a dar cabo disto há muito tempo.

Não é preciso estar muito atento para já ter descoberto jogadores da casa a fazer críticas mais ou menos veladas ao que se passa (as palavras do mané sobre o escocês por exemplo são fáceis de perceber ainda que indirectas).

Também não terá sido a "campanha de difamação" a decidir substituir o treinador da equipa B já com os trabalhos iniciados em vez de o fazer atempadamente nas longas semanas que houve para o fazer antes da época começar.

Enfim, vamos ver no que isto dá, SL

A. Figueiredo
faxverdeebranco.wordpress.com
Sem imagem de perfil

De Mario a 06.07.2014 às 14:55

Caro A.Figueredo.

Mané preocupado com o apelido de Gauld. - Na Borla
Se tiver capacidade para entender Inglês, deixo-lhe a interrogação, que espero ver esclarecida após a leitura deste texto, em especial o ultimo parágrafo.
A questão é: porque é que o Mané está verdadeiramente preocupado com a alcunha de Gauld ?
Leia, digira e depois revele o seu sportinguismo.

Até lá não tenho, lamento mas não tenho SL para sí.
--------------

Ryan Gauld’s new Sporting Lisbon team-mates have warned the Scots youngster his ‘Baby Messi’ tag will only pile on the pressure.

However, Portuguese hit-kid Carlos Mane reckons that if Gauld (left) turns out to be HALF as good as Argentine maestro Lionel Messi then he’ll be a Scottish sensation.

Mane, a 20-year-old tipped to be the new Cristiano Ronaldo, is the hottest
property in Primeira Liga with Chelsea and Manchester United monitoring his progress.

Ex-Dundee United kid Gauld will now challenge him for a place in Sporting’s starting XI after the 18-year-old sealed a £2.2million move last week.

Mane told MailSport: “I have read about Gauld in the papers. He is a young player and that’s positive for Sporting.

“To play with someone similar to myself is good for me and hopefully he can improve the level in our squad.

“It’s not good for any player to be compared to another, especially
someone like Messi who is unique. But if Gauld reaches 50 per cent of the level of Messi, it will be sensational for us.”

Meanwhile, Sporting Lisbon boss Marco Silva has tipped Gauld to be a success in Portugal – if he can settle into his new environment without delay.

He said: “The reports on Gauld have been excellent. He’s an unpredictable kid with creativity on the pitch. He has an excellent level of passing and is very good in one v one situations.

“Now he needs to work hard and adapt quickly to Portuguese football.”
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 06.07.2014 às 12:58

Numa o Presidente está certo quando diz que a "formaçao não é uma via verde", Os miudos da formaçao têm que se conscienlizar dessa evidente realidade, Na verdade na época finda e durante alguns períodos houve alguns dos nossos jovens da "B" que já se julgavam vedetas provocando alguns problemas na competividade da equipa e de si próprios. A vinda de fora de alguns jovens jogadores de bom nível pode até ter um impacto positivo na Academia para que os nossos atletas se apliquem ainda mais sem facilitivos melhorando as suas capacidades.
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 06.07.2014 às 13:01

Creio que BC se excedeu nas palavras, mas o que é certo é que se está a passar pela CS a ideia de um mau estar entre os jogadores da formação pelas contratações feitas.

Quanto aos valores da compra a salario de Ryan, fala-se muito mas alguem sabe quanto foi ? de onde se tiraram os valores de 2,5M ou 3,8M que já vi escritos ou de 150m/ano ou 400m/ano de vencimento ?

Cada um escreve o que lhe convem para o fim que lhe convem.

Por falar em formação, uma boa noticia - Tobias Figueredo parece ser aposta de Leonardo Jardim - quanto a mim tem muito mais potencial que Semedo por exemplo e gostava muito que ficasse na equipa principal
Sem imagem de perfil

De Pedro51 a 06.07.2014 às 13:07

De Leonardo Jardim ou do Marco ?
Sem imagem de perfil

De iorda9 a 06.07.2014 às 13:45

AH porra :)
Sem imagem de perfil

De Sergio Palhas a 06.07.2014 às 13:45

Relativamente às "noticias" da CS cujo objetivo o Rui compreende mas a indignação do presidente face às mesmas é que naõ, tenho a dizer que:

Todos os anos FCP e SLB gastam milhões em jovens jogadores muitas vezes colocando-os na equipa B, vão buscar treinadores estrangeiros que ignoram por completo os miudos da formação para irem buscar por empréstimo "craques" ao seu pais de origem and so one ... tudo isto não gera nenhum desconforto para a CS apenas nem nos jogadores de formação desses mesmos clubes, a compra do jovem Ryan em Alvalade é que sim, isto seria chamado de hipocrisia não soubemos nós que a CS tem a sua agenda e que este tiuo de noticis tem um fim / proposito vem vincado, destabilizar o clube com sucesso já que temos entre nós sempre gente que gosta de publicitar e empolgar estas "noticias".

Em relações aos valores penso que o presidente ou dava informação ou colocava um comunizado assim sendo vamos ter falatório (a quem goste) até o R&C.

Sem imagem de perfil

De Mario a 06.07.2014 às 15:45

Não foi isso que ele fez o ano passado, pela primeira vez na história do nosso clube?
Se calhar foi mais um acto demagógico para alguns na altura, mas que agora reclamam por ele ...

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo