Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Primeira derrota da pré-época

Rui Gomes, em 29.07.14
 

 

 

Apenas assisti aos derradeiros 25 minutos da derrota do Sporting frente ao Twente, por 0-2, pelo que só me é possível escrever um breve comentário para permitir uma troca de impressões entre leitores, caso desejarem. Cheguei a tempo, no entanto, para ver a jogada algo infantil de Mauricio ao tentar marcar um golo com a mão, que resultou na sua expulsão, por acumulação de amarelos.

 

Segundo as informações que me chegaram, foi um Sporting sem grandes ideias que entrou no relvado do "Sportpark Het Midden", em Vriezenveen, para o último particular do estágio na Holanda. Marco Silva efectuou algumas alterações relativamente ao último onze inicial, com André Geraldes no lugar de Cédric Soares, e ainda William Carvalho, Carlos Mané e Junya Tanaka. Pouca profundidade ofensiva e sem qualquer penetração pelo corredor central, uma já conhecida característica do Sporting da época passada que ainda perdura no início da nova temporada.

 

André Carrillo terá sido o "leão" mais dinâmico em campo, mas mal acompanhado neste jogo. William Carvalho ainda muito preso nas movimentações e Tanaka, a ponta de lança, sem oportunidade alguma para ameaçar a baliza adversária. Com a entrada de Rosell, Diego Capel e Fredy Montero na segunda parte, o Sporting apresentou-se mais destemido, mas não o suficiente para fazer a diferença no marcador.

 

Mais um jogo em que o jovem Ryan Gauld não entrou. Cada vez mais estou a ficar com a ideia de que é mais um para fazer estágio de longo prazo em Alvalade, antes de começar a jogar.

 

O Sporting regressa amanhã a Portugal, para se preparar para o jogo de apresentação aos sócios e adeptos, frente à Lazio, no dia 1 de Agosto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:16

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


37 comentários

Imagem de perfil

De juliuscoelho a 28.07.2014 às 21:06

Posso estar a ser injusto a dar a minha opinião ainda numa fase tão prematura da época mas já desespera nao ver qualquer evoluçao ou algo positivo no Paulo Oliveira e André Geraldes, só demonstram uma tremenda falta de qualidade e nao sei o que viram neles para os contratarem para uma equipa como o Sporting. André Geraldes tem muitas dificuldades no posicionamente e é fraco no 1 para 1. Paulo Oliveira péssimo no passe. O Marco tem um grande problema para resolver.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 31.07.2014 às 05:49

O Paulo Oliveira entrou e na primeira intervenção não teve pedalada, e acabou dobrado pelo Rosell (o Jefferson também não estava por perto, mas o lance de relativo perigo nasceu de uma perda de bola nossa...) Mas só falhou um passe para o Rosell, a coisa resolveu-se, mas verdade seja dita, de resto só fez alguns cortes e nada mais.

Salvo erro, dos golos sofridos pelo Sporting nos últimos 5 jogos, só num é que o Geraldes não esteve directamente envolvido. Saídas com bola, com o Geraldes, só se viram na segunda parte, e deve ter sido por ordem do Marco Silva. De outro modo, tanto Maurício como Dier avançaram com bola pelo seu corredor para lançar o ataque. Não me parece opção para concorrer com Cédric. Esgaio é bem melhor, mas acho-o melhor como ala direito que a lateral...

O lance do primeiro golo é um erro defensivo em que me parece haver um excesso de confiança. O lance do segundo golo tem origem num mau alívio do Geraldes. O William Carvalho perdeu uma bola de maneira infantil ainda o jogo não tinha chegado aos 10 minutos, valeu um corte atento do Maurício.

Se a defesa estiver subida, o Carrillo vem e ajuda a defender, caso contrário, esqueçam. O mesmo fez o Mané. Só defendíamos com 6 jogadores de campo. Mais tarde o Martins passou a juntar-se mais ao meio-campo. O Twente sem medo de usar os centrais para mudar o flanco de jogo, foi assim que chegaram ao 1-0.

Na primeira parte, o Sporting só teve duas jogadas de ataque, uma pela esquerda por Jefferson a tentar o cruzamento para Tanaka, valeu o guarda-redes adversário, antes do golo, a outra foi por Carrillo em iniciativa individual, conduzindo pelo corredor central. De resto, mostrou boa organização defensiva depois dos 10 minutos de jogo e tentou circular a bola e criar perigo, mas não houve ocasiões flagrantes de golo.

Nos primeiros 15 minutos da segunda parte, o viu-se o Sporting a entrar melhor e a criar algumas ocasiões de perigo, duas delas pelo corredor central, Adrien numa recuperação quase que isola Martins, mas este com pressão à direita atira fraco para defesa do guarda-redes, num canto salvo erro, Montero chuta "embrulhado" ao lado e depois de um remate forte, o GR do Twente defende incompleto para a frente, está visto que encaixar é coisa que não se ensina aos guarda-redes nos Países Baixos, mas Adrien atirou por alto.

João Mário aparecia atrás e à frente e tal como diante do Achilles '29, é dele a última chance de perigo do Sporting, ao pressionar o defesa, este passa ao GR, este chuta para a frente e Slavchev atira fraco, rasteiro, algo colocado, mas um defesa salva primeiro, que a estirada do GR, que na área de penálti ficou por uns instantes estendido.

Os últimos 10 minutos do jogo foram do Twente, que acabou por chegar ao 2-0. Com uma melhor definição e o Sporting nem teria ficado em branco neste jogo. De resto, o Twente aceitou ser "dominado", enquanto mantinha o controlo do jogo, que só o perdeu por poucos instantes, em algumas ocasiões.
Sem imagem de perfil

De Joao a 28.07.2014 às 21:13

Eu apenas vi o ultimo minuto do jogo, mas se o Andre Geraldes entrou para o lugar do Cedric, William, Mane e Tanaka, nao admira que tenhamos perdido ;)
Sem imagem de perfil

De Marco Silva a 28.07.2014 às 22:47

Não foi a derrota que me preocupou ou que me deixa preocupado nem sequer a forma como se perdeu.
O que me preocupa é o Sporting não conseguir (não sabe) criar desequilíbrios no corredor central sobretudo no último terço e com isso criar claras oportunidades de
golo. E não consegue porque não utiliza um único jogador com essas capacidades ou características
Dum lado Capel, corre, corre e centra normalmente mal e, quando bem, não está lá ninguém.
Do outro lado Carrilo a eterna esperança que não passa disso. De tantas jogadas que inicia, a poucas dá sequência pois as perdas de bola ou passes errados durante
o jogo é de arrepelar os cabelos.
André Martins. Ainda não consegui perceber o que é se vê neste jogador. É uma aflição vê-lo jogar no meio de jogadores com mais de 1,70 de altura. Fazer um jogo
razoável de vez em quando é razão para lhe dar a titularidade?
É uma aflição ver a qualidade do Montero desaproveitada pois nenhum dos jogadores em seu redor tem qualidade ou inteligência para aproveitar e potenciar o seu talento. Já alguém conseguiu ver, por exemplo, uma jogada de envolvimento ou de tabela entre o Montero e qualquer um dos jogadores à sua volta?
No banco o Sporting tem um jogador que lhe custou 3 milhões de euros que na época transacta jogou mais de 35 jogos pelo seu clube no campeonato escocês em
campos muito adversos pelas rigorosas condições climatéricas enfrentando jogadores adversários de grande porte atlético com os resultados que se conhecem. È um jovem de grande valia técnica. Forte no 1 para 1, capaz de criar desequilíbrios e mestre no último passe alguns deles são mais de meio golo. Não joga porquê? Nem sequer meia dúzia de minutos? Por que tem 18 anos? Mas desde quando a idade é factor de exclusão? Ronaldo estreou-se com 17 anos; Futre com 16 anos; Sterling com 18 anos foi titular na selecção inglesa neste último mundial e tantos exemplos que se podem apontar por esse mundo fora.
Depois destes 6 jogos já comecei a preparar-me para uma época de grandes emoções sobretudo nos jogos em tenhamos o azar de sofrer primeiro um golo.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.07.2014 às 23:15

Uma das raras ocasiões em que cordamos, neste caso concreto, na íntegra.

Estava a preparar-me para escrever um post neste sentido, tão irritado que estou precisamente com o que descreve. Irra !
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.07.2014 às 23:18

Perdão, queria dizer "em que concordamos".
Sem imagem de perfil

De Balajic a 28.07.2014 às 23:23

Também concordo.

Creio apenas que se o "mini-Messi" fizesse, realmente, a diferença já teria tido mais minutos de jogos.

E creio também que o Carrillo, nestes jogos da pré-época, até tem mostrado ligeiras melhorias em relação à época passada...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.07.2014 às 23:28

Há jogadores que treinam e há jogadores que jogam. Não sei o valor do jovem, mas quem faz uma época como titular no campeonato escocês - que não é assim tão fraco como isso - em idade tão jovem, tem de ter algum valor.

De qualquer modo, valor ou não, se não jogar na pré-época vai jogar quando ?
Sem imagem de perfil

De Noivo de Verde a 28.07.2014 às 23:35

Também concordo Marco, a única excepção é quando refere o André Martins. Tem feito uma boa pré-epoca, hoje não correu tão bem mas é um bom médio.

Tudo o resto subscrevo.

Também não entendo levar-se jogadores para um estagio fora de portas e não jogarem. Rui Patricio, Stojkovic, e Slimani não fizeram um único minuto, Chaby, Gauld, Wallysson, Iuri, Heldon fizeram meia dúzia de minutos no primeiro jogo.

Pensava que alem de criar automatismos estes jogos serviam para ver jogadores que costumam ser pouco utilizados e ver se têm capacidade para ficar no plantel principal.
Sem imagem de perfil

De Balajic a 28.07.2014 às 23:20

Depois de ter visto os seguintes jogos da pré-época:
- contra o Belenenses;
- contra o Carnide;
- contra o Achilles;
- contra o Utrecht; e
- contra o Twente;

Só me vem à cabeça uma pergunta: Quantos dos seguintes jogadores têm capacidade para fazer parte do 11 titular do Sporting? André Geraldes, Paulo Oliveira, Oriol Rosell, Ryan Gauld, Simeon Slavchev, Junya Tanaka?

Talvez Rosell?

Mais ainda. Da equipa que se perfila como titular (Patrício, Cedric, Maurício, Dier, Jefferson; William, Adrien, A.Martins; Carrillo, Capel e Montero/Slimani), quantos foram contratados por esta direcção? 3. A formação "fornece" 6 e 2 foram contratados pela direcção anterior.

Temos, portanto, quanto a contratações desta direcção (entre a época passada e esta, até agora), e para além dos 6 acima referidos desta época: Welder, Maurício, Jefferson, Piris, Vítor, Gerson Magrão, Hugo Sousa, Shikabala, Montero, Slimani, Heldon, Cissé, Dramé, Sambinha, Lewis Enoh, Jorge "Gazela" Santos, Matias Perez e Everton Tiziu.

Temos, portanto, um plantel contratado, ou seja, 24 contratações (diria, "cirúrgicas") até agora (18+6), das quais apenas 3 são titulares da equipa principal.

Resta o Naby Sarr que apenas tem como efeito elevar estas contas para 25. Vamos ver ainda o que vale...

Daquelas 24, por sua vez, já saíram (ou estão na calha para sair): Welder, Piris, Magrão, Vítor, Cissé, Matias Perez (acho) e Everton Tiziu. Ou seja, 7.

E, pior, quantos destes são realmente superiores a jogadores da formação, sendo que muitos deles tapam os lugares a eles?

Já chega para analisar esta "política" (se é que há alguma) de contratações ou ainda vamos continuar a falar do Freitas?

Aviso já que, para mim, o facto de haver menos dinheiro não torna as pessoas "menos incompetentes". Ainda por cima porque ufanaram-se de que havia que "fazer mais com menos"...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 28.07.2014 às 23:24

Apenas um reparo caro Balajic: será injusto comentar Ryan Gauld porque, na realidade, ainda não o vimos jogar.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 29.07.2014 às 10:47

Muito cedo ainda....O Freitas ainda vai servir de argumento por mais uns tempos. :-)


Sem imagem de perfil

De Gonçalo Catarino a 29.07.2014 às 12:02

No entanto os factos mostram que esta política até agora resulta.

Lamento por si.

Sem imagem de perfil

De FCS a 29.07.2014 às 12:13

Apenas uma época e já chegou a essa conclusão absoluta ? Grande visão...
Sem imagem de perfil

De Gonçalo Catarino a 29.07.2014 às 12:39

Qual foi a minha conclusão absoluta?






Sem imagem de perfil

De Balajic a 29.07.2014 às 21:03

Gonçalo Catarino,

Não lamente.

Explique lá sff, porque eu reconheço que tenho as minhas limitações, quais os factos que demonstram que esta política resulta e, já agora, se não for muito o incómodo, que resultados são (ou foram) esses.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 31.07.2014 às 06:02

Hugo Sousa, Dramé, Sambinha, Lewis Enoh, Jorge "Gazela" Santos, Matias Perez foram contratados para a equipa B, Seejou King também, o Everton Tiziu é um mistério, pois nunca foi convocado por Abel.

Dos contratados neste defeso, André Geraldes parece não ser opção para render Cédric, Paulo Oliveira ainda não mostrou ser melhor que Maurício, Oriol Rosell no global parece ser opção válida para render William Carvalho, o Ryan Gauld é para ser tratado como foi o Mané, o Simeon Slavchev veio de lesão e o Junya Tanaka se tem uma oportunidade para marcar, não perdoa.

O Freitas sozinho, rendeu quase 120 milhões de euros em prejuízo para o Sporting...
Sem imagem de perfil

De J. a 29.07.2014 às 00:08

Ehh lá, já parece que está tudo mal.....

O Sporting fez 3 jogos em 6 dias, juntando mais treinos de pré-epoca e jogadores que acabaram de chegar.
Obviamente que não fizemos um bom jogo hoje, mas acima de tudo vi uma equipa cansada em campo e com as ideias pouco frescas.

E dúvidar já dos reforços, juntando reforços da equipa B, caracterizando o trabalho da SAD como pouco acertado nesta altura é certamente, e volto a repetir, um exercício de má fé.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.07.2014 às 00:27

Falando apenas da equipa e do momento actual, já tinha referido em comentário que o planeamento da pré-época deixa muito a desejar. Mas, mesmo isso à parte, um dos principais motivos do cansaço que refere, é a utilização excessiva do mesmo núcleo de jogadores.

Sobretudo, e já refiro isto desde a época passada, repetidamente, é a ausência de jogo pelo corredor central e o apoio ao ponta de lança. Leonardo Jardim, teve mérito mas foi também muito feliz, porque recordo que escrevi um post em que, salvo erro, realizámos 9 jogos a marcar apenas um golo em cada, for a aqueles que em que não marcámos.

Agora, pelas contratações, é possível que se tenha pelo menos dois jogadores criativos que poderão contribuir no jogo pelo miolo. Ryan Gauld nem o relvado pisa, Shikabala joga aos bocados e sempre a ala. O terceiro, porventura, sera João Mário, muito embora o considere mais um "8" do que um "10".
Sem imagem de perfil

De J. a 29.07.2014 às 00:59

Este Sporting não tem ainda um mês de trabalho e ainda faltam mais 5 jogos de pré-época. Vamos ter calma com análises como estas que vejo aqui.
E falar em Sambinha, Hugo Sousa ou Enoh a sério que só pode ser por má fé.

Posso também concordar que hoje se calhar poderia ser o jogo em que se podia ter dado oportunidades a outros jogadores desde inicio. Não sei qual foi a intenção de Marco Silva, talvez testar os jogadores frente a um rival mais competitivo, não sei...

Seja como for, hoje não estivemos nada bem e todos os jogadores estiveram abaixo do nivel que vinham se exibindo. Acho injusto que se pegue em Geraldes e Oliveira com aquilo que fizeram hoje e dizer que não têm nivel para o SPorting.
Teriamos então que ser mais correctos e ver que quem falha no primeiro golo foi o Dier e que Adrien por exemplo falhou um golo feito.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.07.2014 às 01:14

Não faço referência a essas questões, apenas e tão só à pré-época e a utilização de jogadores. Por exemplo, já realizámos 5/6 jogos e o Ryan Gauld terá jogado pouco mais de 15/20 minutos, se tanto. E quem diz ele diz outros.

Hoje tinha sido uma bela oportunidade de o ter visto entre o núcleo forte, possivelmente no lugar de André Martins que tem jogado todos os jogos, para ver o que vale.

Enfim... são ideias.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 29.07.2014 às 03:56

Desculpe amigo a falha no primeiro golo começa no André Geraldes que deu demasiado espaço ao holandes . deu-lhe (bem) o lado de fora propositadamente mas com mal calculo , o Holandes arrancou o centro como quis e no centro da area a culpa maior é do Jefersson que nao acompanhou a jogada e nao fechou nas costas do avançado holandes.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 29.07.2014 às 10:55

Pois, na minha transmissão também foi isso que aconteceu. Os dois laterais a dormir e os centrais e GR sem hipótese face à força no cruzamento.

Acho incrivel quando se defende qualquer Geraldes ou Oliveira (ja começam a ser muitos jogos maus mesmo para uma pré-época, não?) desta vida e se acusa injustamente um que é nosso desde miudo.
Sem imagem de perfil

De Balajic a 29.07.2014 às 21:12

J.,

Não está tudo mal agora, tal como até segunda-feira, às 17h59, não estava tudo bem.

Não é pelos resultados, nem sequer pela exibição da equipa, que fiz o meu primeiro comentário. Tratou-se apenas de um exercício de constatação factual. E todos aqueles jogadores que referi foram contratações desta direcção.

E sendo a equipa B um escalão ainda considerado de formação, não consigo conceber que sejam feitas determinadas contratações para lá.

E dizer que «falar em Sambinha, Hugo Sousa ou Enoh a sério que só pode ser por má fé» só se for da parte de quem os foi buscar, porque, volto a dizer, eles vieram e andam aí...
Sem imagem de perfil

De RibAs a 29.07.2014 às 00:10

Caros amigos,
Então ontem éramos o melhor plantel de Portugal e depois da primeira derrota já são todos maus? Tenham lá calma. É preferível perderem agora e meterem bem os pés no chão, porque a malta já os estava a meter demasiado lá em cima.
A mim nao me interessa quem é o presidente ou o director ou quem foi no passado, o que me interessa é o Sporting, e que quem lá esteja defenda os interesses do clube. Até agora esta direcção já limpou muita porcaria, podia limpar mais, é verdade que já erraram em algumas contratações, e vão voltar a errar... mas daí a comparar ao Freitas e até ao Duque, epah ainda vai uma grande distância...
Há que esperar e ver os resultados, o Gauld, o Shika, o Slav... tenho esperança que entrem na equipa com alguma regularidade, quanto ao Geraldes e ao Oliveira... também não percebo para quê quando se tem melhores e mais bem ambientados ao clube na equipa B, vamos esperar para ver...
Sem imagem de perfil

De RibAs a 29.07.2014 às 01:14

Não é pegar no Geraldes e no Oliveira... injusto é não se ter dado mais oportunidades ao Esgaio e ao Tobias, por exemplo, esses sim são da casa e tinha-se poupado uns cobres.
Pode ser que me engane, mas até ao momento os primeiros não mostraram NADA de positivo.
Sem imagem de perfil

De Marco Silva a 29.07.2014 às 01:18

Eu não me queixei da qualidade equipa nem sequer mencionei que tinha ficado preocupado com a derrota até porque, que fique bem claro, eu acho que o Sporting tem uma boa equipa, não tem é uma grande equipa e isso é um facto.
Para ser uma grande equipa é preciso mandar no jogo o que o Sporting não faz porque não se preparou nem se está a preparar (ao que observo) nesse sentido, pois para isso precisa de jogadores com técnica, aquilo que no "futebol de rua" chamamos habilidosos, aqueles jogadores que, enfim, são capazes de criar desequilíbrios perfumando a actuação da equipa. E esse tipo de jogadores estão a ser desaproveitados (eu ia dizer, desprezados) no Sporting como são o caso, por exemplo, do Iuri Medeiros e Filipe Chaby, para já não falar do Ryan Gauld e do Shikbala .
O futebol do Sporting é do tipo "corpo a corpo" usando e abusando dos passes sem que, infelizmente, se veja um passe de ruptura, muitos deles longos na sua grande maioria interceptados pelos adversários seja por acção destes seja pelos que lhes são erradamente dirigidos. Já alguém fez a percentagem dos passes errados feitos pelos jogadores do Sporting durante uma partida? Deve ser estarrecedor!
Quanto às novas aquisições sinal mais para Rossel (grande 2ª parte que fez mesmo quando teve que recuar para central após a estúpida expulsão do Maurício) e Slachev . Quando devidamente entrosados, vão ser muito úteis à equipa arriscando mesmo a serem titulares.
Intriga-me que não sejam dadas oportunidades ao Iuri Medeiros e, em particular , ao Filipe Chaby que não tenho dúvidas se devidamente acarinhado e potenciado é jogador para dar muitas alegrias ao Sporting. Intriga-me, também, que não seja dada uma oportunidade ao Drammé o que contrasta com monte de oportunidades que se dá ao Carrillo.
Por fim Eric Dier. Acho que a cabeça dele já não está no Sporting. Os erros que cometeu neste jogo e os cometidos no jogo anterior fazem-me adivinhar que se prepara para ir embora o que é pena, pois acho-o um dos grandes defesas do Sporting
Sem imagem de perfil

De j. a 29.07.2014 às 02:08

Dos jogos que vi de Chaby e Medeiros mostraram um nivel muito insuficiente para jogar no plantel sénior do Sporting. Pode ser que evoluam, mas não sequer os melhores da sua geração. Fosse um Bernadino Silva, Hélder Costa, Ricardo Horta, talvez....Mesmo o Mané, que é muito melhor que esses 2, tem feito uma pré-temporada fraquissima.
No entanto, concordo que Tobias e Esgaio talvez justifiquem mais oportunidades.
Mas também relembro que neste blog, se falava na pouca utilização de Dier e até agora tem jogado sempre.
Se calhar é preciso mais calma.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 29.07.2014 às 02:39

Não se falava, por falar, é um facto, em relação à época passada. Veremos o que acontecerá quando esta começar.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 01.08.2014 às 00:28

Uns breves comentarios, nao se iluda muito ainda com o Yuri Medeiros e o Felipe Chaby sao defacto talentosos mas á uns tempos (de Abel) deixaram de aprender a defender ou a nao quererem defender quando a equipa perde a bola, o Chaby veio de lesão e tem demorado a "voltar" O yuri foi um dos responsáveis do "despedimento" do Abel . Alguns jogadores da B perderam o controle dos seus objectivos e deixaram-se dominar pela vaidade e pensaram que já nao era necessario correr. por isso aqueles péssimos resultados da B numa fase da época. Estes jovens jogadores estão a chegar á idade do sim ou sopas e é o momento de darem o litro e......nao deram. Do Drammé concordo inteiramente consigo mais um mistério desta Direção , do Dier heronia ou não o amigo acertou em cheio.
Sem imagem de perfil

De RRAleixo a 29.07.2014 às 02:25

Hábitos antigos demoram a desaparecer.... (dava um titulo para um post)

O Sportig hoje foi o do LJ e não o que vinha a ser mostrado para 14/15. A questão da lateralização do jogo está a ser tratada, foi visivel nos primeiros jogos sendo este a excepção. Se repararem as linhas de meio campo e da defesa estão sempre bem definidas e mais subidas, o que levou a uma maior posse de bola e circulação da mesma, existiram mais passes de ruptura do q havia antes (ou tentaram pelo menos) e várias foram as vezes em que nas faixas flectiam o jogo para dentro.

O que se passou hoje devido a cansaço mais que notório em todos os que alinharam de inicio, entraram no default mode que tantas vezes mecanizaram o ano passado para alem do referido cansaço a alta pressão do twente complicou a forma de sair a jogar do Sporting com MSilva dai na maior partes das vezes recorrerem á bola no lateral e "bora fazer corredores". Apenas por algumas vezes o central saiu a jogar (nos jogos anteriores era a REGRA).

Eu pelo menos noto bastantes diferenças na forma de jogar e há que encarar o jogo de hoje como um pequeno retrocesso e nada mais que isso.

MSilva poderia ter alinhado com os menos rodados hoje já que os outros estavam muito cansados? Podia mas devia era tê-los feitos alinhar de inicio no jogo anterior já que provavelmente contra a equipa mais forte ele quereria analisar o 11 base mais previsivel, assim não o conseguiu na minha opinião porque falhou no planeamento das equipas que iriam jogar neste estagio ou então tem as suas razões técnicas que não sabemos.

Os jogadores que chgaram:
Geraldes - em adaptação ou não o Esgaio é muito muito melhor e merece estar na A, para mim emprestar;
P.Oliveira - Via nele algum potencial, tou reticente nesta altura e prefiro claramente Tobias para 4º central
Slachev - precisa de integrar-se neste futebol e neste contexto só depois dará para ver qualquer coisa
Rossell - Reforço parece-me muito competente
TAnaka- Precisa de forte apoio do plantel, eq tecnica e clube na integração a TUDO, marcou 4 golos fáceis mas a verdade é que tava sempre lá.....

Gauld - O problema deste jogador é a expectativa e ansiedade que cria á volta dos adeptos, calma e paciência, sim ele jogava no campeonato escocÊs que é duro e tal mas também joga-se com muito espaço e aqui é muito diferente, precisa de algum tempo mas prevejo que a muito curto prazo possa ser opção

Shikabala - é lixado ter uma técnica apurada e não se perceber um cú de futebol eis Shikabala... Estas contratações são assim, alto risco, poderá ainda contribuir se aquela cabeça ainda aceitar evolução.

Heldon / Capel - a vender e emprestar. Heldon deve ser a ultima opção de MSilva e só subiu um lugar porque o Wilson foi embora e isso tá á vista. Capel eh pah não dá, o homem ganha metros, ganha faltas, mas objectividade e levantar a cabeça não é com ele, se lhe prenderem um peso de 5Kg na orelha direita pode ser que pare de correr junto á linha com a bola.

Fiquei com pena de não terem tido mais minutos Esgaio, Tobias, Iury, Chaby, Mica, pois talvez mostrassem que tinham lugar. Convenhamos Esgaio e Iury metem o Heldon e Capel no bolso no futebol a sério.

Não desanimem com um jogo, os bons indicadores estão lá, mas desenganem-se se esperam que este Sporting tenha tacticamente um "10" á antiga.

PS: gostava de ver uma estatistica em particular no jogo de hoje, acho que o William Carvalho hoje falhou mais passes que na época anterior toda :)

SL

Sem imagem de perfil

De RRAleixo a 29.07.2014 às 02:28

Ah e o Mané também tem estado muito em baixo de forma. Se Dier estivesse para sair não era aposta firme de MSilva como tem sido e inclusivamente tem incubida quase a 100% a tarefa de ser ele o defesa a sair a jogar com bola o que aumenta a responsabilidade e reforça a confiança que o treinador tem nele. Bons indicios que será para ficar e tentar a renovação (ou então sou eu a sonhar acordado)
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 29.07.2014 às 04:55

Caro Rui algumas notas para responder á apreensão de todos depois deste resultado menos conseguido.
Foi evidente ver que a equipa apresentou-se neste jogo pesada, cansada sem convicçâo no passe.
É normal acontecer depois de sobrecarga de treinamentos os jogadores perderem frescura física e a própria mente acusa fadiga no descernimento do passe.
O Marco levou 30 jogadores entre eles alguns miudos da B para fazerem numero para as peladinhas dos treinos e poderem completar 2 equipas com alguns subtsitutos por isso o motivo de 4 guarda -redes para os exercicios de 7 contra 7 (4 equipas em simultaneo) muito usuais e necessarios no treinamento ao primeiro toque numa pré-época.
O resultado deste jogo só é empolado pelos adeptos e imprensa mal intensionada porque para os jogadores e tecnicos foi normalíssimo para os objectivos de experiencias que o Marco pretendeu sacar.
Se um dos planos gerais é esconder o mais possível dos rivais as reais capacidades do plantel e os seus principais trunfos (virtudes) por exemplo Schikabala e Ryan Gauld para que nao sintam a necessidade de adquirirem melhores reforços está a ser conseguido.
Schikabala só tem jogados alguns minutos e nunca no melhor grupo, só no declinar das segundas partes quando ja se perdeu a intensidade e fio de jogo.
Ryan Gauld jogou 20 minutos num dos jogos e "só" fez 2 assistencias e uma jogada de golo que acabou nao entrar depois disso nao jogou mais o que então no minimo seria extranho.
Estes jogos servem essencialmente para testar a resposta em termos individuais das novas aquisições e é aí que têm desiludido o André Geraldes e o Paulo Oliveira o primeiro com um desnorte preocupante no posicionamento e numa incapacidade confrangedora nos duelos do 1 para 1. Paulo Oliveira os dois pés parecem 2 cepos até ao momento, mau controle de bola e péssimo no passe.
Nas alas é importante dizer o seguinte desde a época passada quando se decidiu organizar o jogo tactico da equipa no ataque através de extremos rápidos nao foi pensada nem treinada da melhor forma a movimentação da equipa no apoio aos extremos e temo que o Marco Silva caia no mesmo erro, se isso nao fõr feito vamos continuar a acusar e criticar o Capel , o Weldon, o Carrilho, o Mané e todos os que vierem. Nao se pode entregar a bola ao extremo e como que dizer-lhe agora corre e desenrascate numa limitação de chegar á linha e cruzar para ......os defesas contrários. Vejam o caso do Jorge Jesus uma das poucas virtudes que lhe reconheço exactamente nesse trabalho que tão bem faz, no passe para o extremo tem que haver movimentações da equipa coordenadas no apoio para que o extremo tenha sempre 3,4 opções de passe com melhor critério e só cruzar se estivermos no mínimo em igualdade numerica na area ou a defesa contrária estiver em desiquilibro zonal de outra forma os nosso extremos vão continuar a correr e centrar para ....nada. Nao podemos esquecer que quando nao á coordenaçao nos movimentos da equipa na correria do extremo nao é só o extremo que se desgasta são todos os elementos da equipa que acompanharam (mal) a jogada.
É isso que tem afunilado o nosso jogo e limitar as ideias.
Tenho esperança que o Marco perceba isso.
Sem imagem de perfil

De Tywin Lannister a 31.07.2014 às 06:16

O jogo ofensivo do Estoril passava muito pelos pés do Evandro, mas os extremos também tinham um papel importante e diante do Utrecht vimos algumas combinações interessantes. De resto, é como disse, se o portador da bola não tiver os devidos apoios frontais, as equipas do Vitor Pereira também eram boas nesse aspecto, os cruzamentos acabam por ser uma lotaria. Com Slimani em campo, as probabilidades melhoram um pouco, de resto, quer com Montero, quer com Tanaka, é preciso saber jogar pelo chão. Mas como o Mister sabe bem melhor que eu, é muito mais fácil "ensinar" a equipa a defender do que a atacar, neste aspecto é preciso mais tempo, mais trabalho, mais horas de treino...

Pior mesmo foi o Mourinho, a colocar o Chelsea em 2x6 ou 2x8...

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo