Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quando pensamos que já vimos tudo...

Rui Gomes, em 09.11.16

 

confusão.jpg

 

... Algo surpreendente, quase chocante, acontece. Quando um aventureiro como Donald Trump, armado com um  pacote de ideias e promessas loucas e irresolúveis, consegue chegar (ou quase chegar) à presidência dos Estados Unidos, não deve ser surpresa alguma que um "anónimo" como Bruno de Carvalho tenha chegado ao "trono" de Alvalade.

 

´´´ A esta hora da madrugada, ainda não há um resultado final absoluto na corrida à presidência americana. Donald Trump está à frente e é possível que venha a vencer, por incrível que pareça.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:30


41 comentários

Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 09.11.2016 às 07:50

Comparação de muito mau gosto Rui!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 10:40

É tudo menos isso Sérgio !
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 09.11.2016 às 09:03

Vamos ver o que é que dá o Trump, isto porque o senado não o vai deixar fazer montes de coisas que ele disse durante a campanha.

Entretanto, isto preocupa-me. A forma como é permitido a um jornalista tratar um diretor do SCP é vergonhosa.
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 09.11.2016 às 09:45

pois mas isso passa ao lado já a indignação do director de comunicação do clube foi amplamente divulgada e explorada pela CS ... business as usual!
Sem imagem de perfil

De Tiago a 09.11.2016 às 12:58

E como é que o diretor do Sporting foi mal tratado?
Imagem de perfil

De Mike Portugal a 09.11.2016 às 14:57

É só ouvir o video que eu linkei.
Sem imagem de perfil

De Zé do boné a 09.11.2016 às 09:08

Comparação estúpida.
Como é possível não conseguir distinguir a imbecilidade natural da maioria dos Norte Americanos com a inteligência natural da maioria dos Sportinguistas?
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 10:43

Reconhece-se a sapiência de um qualquer "boné" ?
Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.11.2016 às 09:12

Bom dia,

Muita ironia, ou talvez não. As semelhanças são mais que muitas. Ambos eram anónimos, ambos são populistas, com um discurso perigoso e fracturante, ambos realizaram ferozes ataques às elites. A ver vamos...
Sem imagem de perfil

De Zé do boné a 09.11.2016 às 09:23

Donald Trump anónimo??? LOLOLOLOLOL
Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.11.2016 às 09:35

Anónimo em termos políticos...sem quaisquer ligações partidárias, militares ou executivas. É o primeiro na história dos Estados Unidos.


Sem imagem de perfil

De Diogo Martins a 09.11.2016 às 09:34

Donald Trump anónimo?

Talvez o estilo agressivo e o facto da eleição de ambos apresentar-se como uma rotura ao status quo apresenta semelhanças.

Mas Bruno de Carvalho candidatou-se a um clube completamente falido e estoirado desportivamente.

Donald Trump candidatou-se a liderar o país mais poderoso do mundo, prometendo acabar com problemas imaginários, e apresentando um discurso sexista, xenófobo, promovendo o ódio contra pobres, muçulmanos, imigrantes e um programa absolutamente irreal e impraticável.

O voto dos sportinguistas foi, na maioria, um voto em consciência pelo Sporting, porquanto o voto dos americanos foi, na maioria, um voto de ódio e raiva contra minorias e direitos.

Portanto, qualquer comparação, para lá de evidentemente ofender a honra de BdC é de muitíssimo mau gosto e insultuosa para os sportinguistas.
Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.11.2016 às 09:38

Eu não gosto do Trump e não gosto do BdC. Estou no meu direito. Não votei nele nas eleições no Sporting, e também não votaria em Trump se fosse norte-americano. A democracia é isto mesmo.

A comparação pode ser feita. O estilo é semelhante. Só não o vê, quem não quer.


Sem imagem de perfil

De José Santos a 09.11.2016 às 09:40

Mas atenção...independentemente do estilo de BdC, também não concordo com a política que vigorava anteriormente no clube.

Acho que não temos sido capazes de ter alguém unificador, pacificador e profissional. A ver vamos o futuro.
Sem imagem de perfil

De Diogo Martins a 09.11.2016 às 12:44

Caro José,

Concordo quando diz que o estilo é semelhante (comparando, portanto, características políticas).
Mas julgo não ser adequado comparar no plano humano os indíviduos, nem comparar os dois contextos eleitorais.
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 09.11.2016 às 09:17

Caro Rui

Tem muita razão nessa associação entre Donald Trump e Bruno de Carvalho. É que ambos alimentam-se do mesmo: frustração e rancor.

E ambos confirmaram a lei de Murphy: “Qualquer coisa que possa correr mal, correrá mal, no pior momento possível".

Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 10:46

Para quem conhece os americanos como eu, continuo estupefacto com esta absurdidade. Mais uma prova que enquanto são capazes do melhor, o pior está sempre ao alcance de um dedo. Incrível !!!
Imagem de perfil

De cure a 09.11.2016 às 09:44

Este post só revela falta de conhecimento da cultura norte-americana. Porque é que terem uma opinião diferente da nossa faz da outra uma coisa errada? Não podem existir pontos de vista diferentes. Nós só conhecemos os EUA da política externa e muito pouco da interna. Mas os americanos, aqueles que votam, que têm a constituição mais antiga do mundo, vivem todos os dias as políticas internas. E atenção, eu nem sou um apreciador do Trump. Entre os dois preferia a Hillary, apesar de ser venha o diabo e escola.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 10:48

Não presume saber o que os outros conhecem ou não dos americanos. O povo norte-americano deu mais uma prova que enquanto é capaz do melhor, ´tem semelhante capacidade para o pior.
Imagem de perfil

De cure a 09.11.2016 às 11:20

Já percebi o seu ponto de vista. Se não concordam comigo é porque estão errados.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 12:11

O meu ponto de vista é assente em pensar pela minha própria cabeça e evitar comentar tudo aquilo de que nada percebo.
Imagem de perfil

De cure a 09.11.2016 às 13:01

Já somos dois. Cumprimentos e SL.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.11.2016 às 10:01

Donald Trump ganhou democraticamente e muito provavelmente vai mudar a América e o mundo..... mas este é apenas o resultado de 8 anos de governação do Obama, que mexeu muito com uma América profunda, uma América racista e anti-globalização.

Torna-se interessante como esta ideia de o diabolizar na Comunicação Social, tanto no caso do Trump como no caso do Brexit, saiu furada aqueles que promoveram só o medo e não a razão do porquê de votar na Clinton ou na manutenção na UE, são situações muito semelhantes.... basicamente Trump defende uma mudança, e a Clinton defendia a manutenção do rumo.... os americanos votaram numa mudança!

Pela primeira vez vamos ter um Presidente americano eleito fora dos partidos.... é esta a grande base de apoio do Trump... a ideia de que não vai ser dominado pelos poderosos lobbys americanos que promovem as várias guerras pelo mundo fora. Veremos se Trump vai cumprir essas promessas...
Eu acredito num Trump mais moderado como Presidente, e no fundo não vai ser assim tão diferente como muita gente possa pensar, porque na América não é fácil para um Presidente aplicar a sua politica já que precisa do acordo do Senado, da Câmara dos Representantes e do Tribunal Constitucional.... que o diga o Obama, que teve muita dificuldade em implementar o seu programa!
Sem imagem de perfil

De Sérgio Palhas a 09.11.2016 às 10:39

Schemeichel o problema é que os Republicanos ganharam em toda a linha:
- Senado:
- Câmara dos Representantes;
- Tribunal Constitucional:
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.11.2016 às 10:55

Mas o problema é que o Trump não é republicano.... pela primeira vez as primárias para a escolha do candidato foram abertas ao publico em geral.... ele não tem o apoio do partido Republicano!

Veremos como o Trump se posiciona.... porque até ao momento creio que o Trump foi só espectáculo, ele ainda não definiu em concreto a sua posição sobre muitas matérias....
Eu tenho uma ideia dele de uma pessoa até bastante liberal. Veremos... creio que poderemos ver uma solução politica para a Siria (um acordo com a Rússia), por outro lado corremos o risco de o Trump criar tensões com antigos aliados como por exemplo os europeus, que poderá ter graves implicações na forma como vemos o mundo ocidental nos dias de hoje... revisão de acordos bilaterais e revisão de acordos ao nível da Nato... para já ainda é muito cedo para percebermos as reais implicações da eleição do Trump.
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.11.2016 às 12:18

Schmeichel, não são só os americanos que são anti globalização, é o mundo inteiro menos... quem dela tira partido.
O problema é que essas elites continuam a encarar as eleições com arrogância e sobranceria e ainda não perceberam que o povo já sabe desse paradigma mundial de empobrecer as populações e canalizar a riqueza mundial para uma reduzidíssima minoria no ocidente...
Sem imagem de perfil

De Luis Pereira a 09.11.2016 às 13:24

Bem isto é fantástico. Quem disser que "Schmeichel só há um é o Schmeichel e mais nenhum" esta redondamente enganado
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.11.2016 às 13:25

Deve haver aí um erro no nick... LOL!

"....não são só os americanos que são anti globalização, é o mundo inteiro menos... quem dela tira partido."

Totalmente de acordo!
A titulo de exemplo, não vejo nada com bons olhos estes novos acordos assinados entre a UE e o Canadá, onde mais uma vez baixam os impostos à circulação de produtos (que só beneficia as multinacionais) e posteriormente vão dizer que houve uma quebra na receita de impostos, e por causa disso têm de aumentar os impostos sobre quem trabalha....
Sem imagem de perfil

De Implacável a 09.11.2016 às 13:54

Sorry! Fui eu! LOL
Até a mim confundi com esta troca no nick!
Copiei o sei nick para não ter de o escrever mas coloquei-o erradamente no lugar do meu.
Sim, concordo, obviamente. Apesar de continuar a haver demasiada ignorância (em Portugal é confrangedora), há muita gente atenta que já não se deixa "papar".
Sem imagem de perfil

De J Alves a 09.11.2016 às 10:03

Entre ganhar o Trump, a Clinton, o Obama, o Marcelo.. que interessa isso?
São apenas meros corta-fitas.

Quem manda, decide, são as Grandes Corporações, os Grandes Grupos Económicos... tal e qual o Bruno Azevedo de Carvalho é um mero empregado da Holdimo !!!

Sem imagem de perfil

De João Gonçalves a 09.11.2016 às 10:45

A diferença é que qualquer asneira que Bruno de Carvalho faça, apenas afecta o Sporting e, talvez colateralmente, o futebol Português.
Donald Trump não afectará apenas os EUA. As suas asneiras poderão estender-se e afectar o mundo inteiro.
Quanto ao estilo, as diferenças não são realmente muitas. Mas isso é comum a maioria dos presidentes de clubes e a bastantes políticos com algum sucesso...

Sem imagem de perfil

De Implacável a 09.11.2016 às 12:09

O que permite este tipo de "surpresas" é o facto de haver pessoas a considerar que quem vota é ignorante e irracional sem perceber os reais motivos que levam milhões a votar numa determinada direcção.
Costumam os políticos dizer por cá que "o povo é soberano" mas, como disse Trump, SE GANHAREM! Porque quando perdem já temos um Paulo Portas a dizer que Portugal é uma vergonha porque um partido Trotskista teve mais votos que um partido democrata cristão - só para citar um exemplo.
Não vejo diferença alguma entre a intervenção de Trump e a de Portas e os votantes também não!
O grande erro dos políticos é pensar que eles são donos da inteligência e instrução e que o eleitorado (para eles a nova plebe) é uma cambada de iletrados.
Ora as pessoas - nos clubes e nos países - estão fartos dos vários sistemas instalados e que em nada os beneficia e, no caso americano, nem sequer os considera na hora de estabelecer políticas de governação - no tocante a política externa existe variadíssima literatura esclarecedora e estou actualmente a ler um livro de Noam Chomsky que é, simplesmente, alarmante.
Não basta entoar teatralmente, quando se discursa numa feira, que "o povo é soberano". É preciso respeita-lo e ouvi-lo SE, como "cantam", o seu objectivo é servi-lo.

PS- antes de ser acusado de seguidismo como sucede em relação a BdC, manifesto, desde já, a minha preocupação em relação á eleição de Trump.
Mas ela tem que servir de exemplo para as pessoas que pensam da mesma forma que o Rui Gomes aqui manifesta.
Que os aspirantes a políticos - na sua maioria, infelizmente, profissionais e sem a mínima noção da vida real de quem trabalha - percebam de uma vez por todas que, aquilo que eles querem e/ou pensam que é o melhor para o seu país, não é necessariamente o que todos - que pagam os seus impostos e sustentam os países - pensam e querem e que o não são uma cambada de burros, como esta madrugada ouvi chamar ao povo americano...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 12:16

Meu caro,

Já disse e repito que o povo americano é capaz do melhor e do pior, e a história ensina-nos isto. Ao fim e ao cabo, quem deu dois termos a George W. Bush, um dos presidentes mais ridículos e desonesto do mosaico político americano, também pode muito bem eleger um aventureiro como Donald Trump. As consequências surgirão mais tarde, para os E.U.A. e potencialmente para o Mundo.
Sem imagem de perfil

De Implacável a 09.11.2016 às 12:26

Nada disso, Rui. As consequências serão as mesmas de sempre. Como alguém aqui comentou - e, infelizmente, vejo-me a repetir as palavras da esquerda radical - quem manda é o capital, o dinheiro.
Mas, tendo em conta o seu comentário, pergunto: também foram os americanos a votar no brexit?
Também são eles que estão a içar a Marine Le Pen para o topo da política francesa?
Também foram eles quem votou em partidos anti UE na Dinamarca e na Holanda?

É preciso saber ler os sinais de alerta. O povo está FARTO!
Ainda não foi assim há tantos anos que um pequeno partido de extrema direita venceu democraticamente as eleições na Alemanha na década de 1930...
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 13:39

Quer mais de extrema direita que os Republicanos, com ou sem Trump ?
Sem imagem de perfil

De Implacável a 09.11.2016 às 13:56

O mundo está cheio de extremismo interesseiro e materialista...
Sem imagem de perfil

De Schmeichel a 09.11.2016 às 14:19

Rui Gomes,

Existe muita gente a colocar a imagem do Trump como um extremista de direita, mas a realidade é que dentro do partido Republicano, existe um movimento muito mais perigoso que o Trump, que é o movimento liderado pelo senador Ted Cruz.... esse sim, de extrema direita religiosa.

Trump nem sequer é religioso, e em muitas matérias é um liberal.... ao contrário de gente como o Tea Party ou os evangélicos que nos EUA são um grupo a ter sempre em conta.... esses sim de extrema direita!
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 09.11.2016 às 14:26

Eu não considero Trump um extremista de direita, até acho que ele nem é Republicano, apenas um aventureiro oportunista. Há, de facto, como indica, os conservadores que são extremistas.

Vai-me levar muito tempo a aceitar este acto eleitoral e nem sequer me afecta directamente. Lamento que o povo americano que é capaz de tanto do melhor que há na humanidade, cometa burrices desta natureza, entre outras, claro.

É óbvio que muitos perderam de vista que tão ou mais importante do que ter a Hillary na Casa Branca era ter o Bill, que, escândalos sexuais não obstante, foi um grande presidente.

Comentar post


Pág. 1/2





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo