Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quero marcar o momento !

Rui Gomes, em 05.08.14

 


A exibição no Egipto nem merece comentário, mas quero marcar o momento em que Marco Silva se deu a um estranho impulso de generosidade e fez entrar Ryan Gauld aos 85 minutos. Acho que deve ter contribuído imenso para o seu entrosamento na equipa, porque ainda houve tempo para tocar uma vez na bola. Perante esta "luminosidade" do treinador do Sporting, ficamos agora na expectativa de ver o jovem escocês como titular na Taça Teresa Herrera !?? 

Nota: Em vez de responder aos comentários individualmente, como é meu hábito, decidi adicionar esta breve nota ao texto original. Optei por fazer alvo de Ryan Gauld, por dois motivos: o primeiro, porque achei completamente descabido levar um jogador novo na equipa para o Egipto, para um jogo particular, e fazê-lo entrar aos 85 minutos. Reconheço que ele terá de ser integrado gradualmente, mas isto não é integração alguma, poderá até ser contraproducente, especialmente considerando os escassos minutos que ele viu em oito jogos de pré-época. Cada um terá o seu ponto de vista, poderei até estar errado na minha análise, mas é assim que eu penso. Aliás, vou um pouco mais longe para reiterar que não tenho gostado da gestão de jogadores que Marco Silva tem levado a cabo, nesta fase de preparação. Estou a começar a ficar com a ideia de que ele pretende fazer o mesmo que Leonardo Jardim fez na época passada, nomeadamente apostar em 13/14 jogadores até à exaustão, pese ter um plantel mais alargado. O problema é que quase tudo correu às mil maravilhas em 2013/14, mas este ano promete oferecer uma "conversa" diferente", por várias razões.
 
O segundo motivo, porque assisti a uma exibição que não me inspirou, minimamente. Entrámos bem no jogo, João Mário marcou um bom golo aos 6 minutos - a excelente assistência de Tanaka - mantivemos um bom nível durante cerca de 20 minutos e depois desaparecemos. Salvo um ou outro momento, uma ou outra jogada - a exemplo do golo à ponta de lança de Tanaka, ele novamente - foi uma exibição que deixa muito a desejar perante um adversário muito viável. Não obstante o evidente fora de jogo no segundo golo egípcio, foram dois golos consentidíssimos pela defesa, praticamente na pequena área. Erros que têm de ser rapidamente corrigidos.
 
Vale o que vale, esta é a minha análise. Cada um é livre de discordar.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:36

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De FCS a 04.08.2014 às 23:54

Tanta ânsia em ver o miúdo só lhe irá trazer mais dificuldades e aumentar a pressão sobre ele.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 05.08.2014 às 00:53

E estar no banco a ver os outros jogar, em jogos particulares, é que lhe vai fazer bem ? Especialmente a entrar a 5 minutos do fim ? É precisamente nestes jogos de menor pressão e responsabilidade que ele deve ser integrado.
Sem imagem de perfil

De FCS a 05.08.2014 às 01:05

O rapaz tem 18 anos... tem é que se integrar a toda uma nova realidade e acima de tudo tem que treinar.

Não querendo forçosamente comparar os jogadores mas por exemplo o Anderson, nos primeiros largos meses apenas treinava e posteriormente jogava na equipa b. Outro exemplo é o James Rodriguez, percurso semelhante.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 05.08.2014 às 02:37

Amigo FCS isto nada tem haver com a integraçao do atleta Gauld na equipa, o que se discute é o facto em tantos jogos particulares andar atrás da equipa e entrar a 5 minutos do final quando todos já esperam o apito do arbitro é preferível nao entrar fica mais protegido. É quase como um castigo, Repare que 5 minutos de um jogo particular nada tem haver se fossem 5 mt num jogo oficial de campeonato é literalmente diferente no consciente do jogador.
Mais quando se integra um elemento e se dá 2o mt num jogo e ele responde positivamente como até foi o caso deveria dar -lhe de forma progressiva e nao regressiva, o mesmo tempo 15 mt que seja nunca 5 mt isso nao se faz num particular sem importancia.
Sem imagem de perfil

De Tony a 05.08.2014 às 05:48

E se realmente não houver espaço para ser diretamente segunda opção mas mostrar potencial para, quem sabe, ser até titular quando adaptado, quanto tempo se dá nesse caso? zero minutos?
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 05.08.2014 às 10:39

E quanto á pressão que fala no Sporting terá que haver sempre seja nos atletas e treinadores e mesmo no presidente nunca vamos dormir e deixar de exigir resultados ou deixar de emitir opinião no que nos parecer menos bem.
As equipas do Sporting têm que saber lidar com a pressão faz parte da própria evoluçao de uma equipa, de um clube.
Quando deixar de haver pressão todos se acomodam infelismente temos vários exemplos no passado.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds