Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

AJUE (2).jpg

 
«Isto é uma eliminatória a dois, não a pontos. É verdade que perdemos por 1-0, mas era o que esperava do Bayer Leverkusen. Uma excelente equipa, com intensidade alta. O Sporting esteve bem, tirando quando passou a jogar com dez, nos últimos 15, 20 minutos, com a expulsão do Rúben Semedo. Aí o Bayer teve mais jogo, criou mais oportunidades junto à área, algo que não fizera até então. Estivemos mais perto do golo do que eles, num jogo equilibrado, onde qualquer uma das equipas estava sujeita a marcar. Foram eles quem marcou...

 

Na segunda parte, com a entrada do Adrien e do Slimani ficamos mais consistentes, mais frescos. Contudo, depois a expulsão de Rúben Semedo deitou tudo a perder. É um miúdo que está a aprender. Por isso é que foi para o Setúbal, cometendo muitos erros. Não é a primeira vez, já no Setúbal o fazia. Em alta competição não se pode ter estas situações. Temos de ser mais controlados. De qualquer maneira, há mais um jogo, é na Alemanha e empatando a zero aqui teríamos de marcar sempre lá. Por isso agora é igual, temos de marcar.

Isto de jogar domingo e quinta feita é uma intensidade muita alta. Ele (Coates) vem de Inglaterra quando não estava a jogar tanto. É um jogador de 1,96 metros... Demora muito a recuperar, por isso espero que não seja muito grave, porque além deste jogo também o de segunda-feira o é.

Jogámos segunda em Guimarães e antes jogámos na quinta. Não há tempo para nada. Mas vamos pensar primeiro no jogo de segunda-feira, com o Boavista. Vamos ver o que acontece. Nesse jogo os jogadores vão dar resposta e indicações para ditar as minhas opções. Hoje senti que era importante ter alguns jogadores prontos para jogar, na segunda-feira, como aqui neste jogo. Isso é que é o mais importante.

 

wdiag.jpg

O Teo fez um excelente jogo. Mas é verdade também que o Sporting anda em primeiro, força da sua qualidade de trabalho, da qualidade individual dos jogadores e da qualidade da massa associativa. É um três em um. Se começarem a arranjar patinhos feios e não tivermos carinho para todos…é natural que se goste mais do Slimani do que outro jogador, porque tem jogado mais e tem sido determinante. Temos de acarinhar todos se queremos voltar a discutir títulos, senão torna-se mais complicado para todos e não vou deixar que as coisas se tornem complicadas para mim", começou por dizer Jorge Jesus sobre o assunto.

 

O Sporting deve muito aos adeptos para estar no primeiro lugar. Para disputar o primeiro lugar até à última jornada, tem que ser com todos e os adeptos têm sido uma peça do nosso motor muito importante, têm dado um empurrão. Hoje surpreendentemente não foi a mesma coisa. Foi meia dúzia de adeptos que marcou a exibição do Teo. Não foi só do Teo, foi também do Mané, do Aquilani. A equipa do Sporting não tem nomes, é Sporting Clube de Portugal. Queremos continuar a contar com os adeptos, acreditando cada vez mais nas nossas qualidades. Quando as coisas não correm bem aos jogadores, têm de os acarinhar para que eles possam fazer as coisas melhor.»

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


13 comentários

Sem imagem de perfil

De Zé Vitor a 19.02.2016 às 07:10

Bom dia,

espero que não levem a mal por dizer isto, o que o JJ vos está a dizer é que -ou se portam bem, ou levam no focinho-

é a lei da rolha....até o treinador já ameça os adeptos...fenomenal...

nada que o presidente não faça....por isso....tudo como dantes....

zé Vitor
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 19.02.2016 às 12:09

É verdade que o exemplo vem de cima.
Sem imagem de perfil

De Marcos Cruz a 19.02.2016 às 12:13

Ao dizer "eu não vou deixar que as coisas se tornem complicadas para mim" ele está a avisar-nos de que ou nos portamos bem ou ele bate com a porta, julgando que isso seria o nosso maior pesadelo. Este homem tem-se numa conta astronómica, acha-se o último fenómeno futebolístico na terra. Pois há uma coisa, entre muitas, que eu gostava de o ver explicar-me: porque é que, enquanto treinador do Carnide, chegou a dizer "eu sei que um dia vou ganhar aqui uma Champions" e, agora, no Sporting, diz "enquanto eu estiver em Portugal estou convicto de que não chegarei a mais nenhuma final europeia". Devo lembrá-lo, a propósito, que o líder da liga inglesa, a mais rica, se chama Leicester e é um clube de província. E, já agora, perguntar-lhe o seguinte: Qual foi o último grande jogo do Sporting? Por favor, não aceito que me diga Nacional da Madeira ou algo assim, que seria um insulto à inteligência dos adeptos. O que eu tenho visto é que, depois de um crescendo que levou a equipa a apresentar-se sólida e articulada, com uma ideia de jogo identificável e até entusiasmante, descambámos para um futebol desgarrado, descosido e sem criatividade. Se o Jesus entrasse agora no SCP diria certamente: "Comigo vamos jogar o dobro". Gargantas há muitas.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 19.02.2016 às 12:27

Não é mais nada do que o JJ... sempre foi assim, sempre o será!
E esqueçam lá os exemplos que vêm de cima... ele sempre foi e será assim, gostemos ou não!
Sem imagem de perfil

De Marcos Cruz a 19.02.2016 às 12:29

Pois, PSousa. Eu não gosto.
Sem imagem de perfil

De PSousa a 19.02.2016 às 12:39

Está no seu direito.
Nunca este tipo de treinador vai agradar a gregos e troianos....
Nem mesmo a ganhar títulos.
Sem imagem de perfil

De Maria Belén a 19.02.2016 às 14:49

Vinha escrever isto. Mas já está...

Como é aquele ditado?! "Pode o leopardo mudar as suas manchas?". Pode. Mas durante algum tenpo. Normalmente quando lhe interessa.

Cada vez é mais notório o pouco carinho que JJ tem pelo Sporting - aí vai o spin doctor inventar algo que comece hoje e se prolongue pelo fim de semana para dizer que não - pela equipa (de quem fala quase com desprezo pelo amadorismo nas horas H) e agora pelos adeptos que sempre tratou como algo de menor importância e agora "começam a chatear" . E torna-se mais notório o enorme carinho que o homem tem por si próprio e já se vê a caminho de um qualquer colosso - não consigo dizer isto sem me rir - para poder ganhar uma Liga Europa.

Apareceram, pois, as manchas. Oxalá a equipa "dê a volta" porque o que se segue é mau e feio...

Este homem não gosta de ninguém. Os braços cruzados do Bruno (ele que é tanto de abraçinhos a torto e direito) na apresentação já indicavam que ele suspeitava disto...


Por mim não gostava antes e continuo sem gostar. Agora que as manchas aparecem ainda bem que não embarquei em histerias colectivas do "bom filho à casa torna"
Sem imagem de perfil

De Luis Vicente a 19.02.2016 às 12:53

A CULPA SEGUNDO JESUS!

Em relação a Jorge Jesus há duas coisas com que todos devemos concordar. Trata-se de um dos melhores treinadores portugueses e as suas conferências de imprensa nunca são iguais às dos outros. Ontem, uma destas permissas voltou a cumprir-se. De facto, a conferência de imprensa voltou a dar-nos excelentes sound-bytes com pano para mangas, do ponto de vista comunicacional. Principalmente a sua declaração em que entrega a responsabilidade da derrota a um jovem central - que, é justo reconhecer, Jesus tem puxado cá para cima - ignorando, como é habitual, a sua própria responsabilidade no resultado e na exibição do Sporting. É um facto que uma expulsão condiciona sempre qualquer equipa, mas esta, em concreto, aconteceu sessenta minutos depois do Sporting ter sido dominado pelo Bayer e de nunca ter conseguido dar a sensação de que conseguiria equilibrar o jogo. Não foi a meia-hora final que deitou tudo a perder, porque o jogo não mudou assim tanto que seja aceitável que um treinador despeje em cima de um jogador a responsabilidade de uma derrota. Se calhar, essa derrota, começou ainda antes do jogo começar, quando se percebeu que dois dos melhores jogadores e actualmente insubstituíveis na equipa, ficariam sentados no banco de suplentes. Mas, para assumir isso, Jesus teria de assumir o erro. E não assumiu. Pelo contrário. Com a soberba habitual - equivalente à competência - preferiu entregar publicamente a responsabilidade do resultado a um míudo que está a tentar afirmar-se na primeira equipa do Sporting.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 19.02.2016 às 16:39

JJ é assim,já no Benfica repreendia os adeptos quando havia assobios.
Como já se disse nunca será um treinador consensual.A pergunta sobre a arrogância teria mais razão de ser no sentido em que por vezes surge num contexto em que sente alguma fragilidade da equipa e a arrogância é uma forma de defesa .
Espero que não seja esta a razão.

O que eu mais critico em Jesus,neste caso ,é este discurso esvaziador de uma competição europeia importante e que se transmite ao público...e aos jogadores.Ontem,meia casa e os nossos jogadores a revelarem uma atitude em campo que de fato não é aceitável.Sejam quais forem os jogadores que entrem,têm que entrar para ganhar e temos jogadores para fazer muito melhor que aquilo que se viu ontem.
Aliás com a entrada de Adrien e Slimani e Slimani pouco alteraram porque o problema era coletivo.

Já no Clube de Carnide tinha várias vezes produzido declarações semelhantes mas não com este ênfase.
No próximo jogo com o Bayer L é para GANHAR seja qual for a equipa.
E é esse discurso que ele deve ter.Não é moralizante para uma equipa fazer jogos destes.

Entre quem entrar ,o Sporting ,como clube grande que é ,entra para ganhar.
Ponto.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 19.02.2016 às 16:41

pouco alteraram->pouco se alterou
Sem imagem de perfil

De Bruno C a 19.02.2016 às 18:54

Sou adepto do Benfica e não me recordo do JJ ter repreendido os adeptos, lembro-me de ele ter defendido um adepto de um policia.Ele quando chegou ao SLB chegou cheio de bazófia e correu bem porque foi campeão, mas ele também perdeu tudo e quando perdeu a taça de Portugal para o Guimarães a subir as escadas foram os adeptos que o "repreenderam", nem tudo foi um mar de rosas para o JJ e a moral dele nem sempre esteve em alta.
Não me parece que tenha existido algo parecido quando ele esteve no Benfica, mas também quando ele foi bicampeão saiu e agora está à procura do tri no SCP.
Sem imagem de perfil

De Leão 1906 a 19.02.2016 às 19:58

Naturalmente não acompanho o seu clube como acompanho o meu.
Mas recordava-me de ter lido e ouvido declarações de JJ no sentido referido no meu comentário.
Pesquisei um pouco... e cá estão.

http://www.zerozero.pt/news.php?id=147937

"Jorge Jesus ficou satisfeito pela conquista dos 3 pontos e mostrou-se descontente com o facto dos adeptos não terem estado sempre ao lado da equipa, nomeadamente nos instantes finais em que se ouviram muitos assobios da bancada.

«Não há jogos fáceis e ainda por cima vínhamos de bons jogos com muita intensidade e hoje os adeptos também puseram a equipa nervosa. Eles têm-nos ajudado em períodos em que não estamos tão bem, mas hoje isso não aconteceu. Para continuarmos em primeiro e revalidarmos o título precisamos de todos os adeptos», afirmou o treinador do Benfica, em declarações à BTV.

"...Hoje, nos últimos minutos, tirando a claque, não ajudaram a que a equipa estivesse tranquila», rematou."


http://www.maisfutebol.iol.pt/benfica/nacional/jorge-jesus-a-equipa-conseguiu-calar-os-assobios

"Os adeptos têm de apoiar-nos quando estamos a ganhar e quando não estamos a ganhar. Felizmente a equipa reagiu bem ao golo do Nacional e conseguiu calar aqueles assobios. Os adeptos têm de apoiar-nos sempre, não é só quando estamos bem. Quando estamos menos bem também.»"


http://www.sabado.pt/ultima_hora/detalhe/jorge_jesus_os_no_name_ajudaram_a_calar_os_assobios.html

"Jorge Jesus mostrou-se pouco satisfeito com o comportamento dos adeptos do Benfica na reta final do encontro, em que a formação encarnada acalmou ligeiramente o ritmo de jogo."É difícil estar-se todo o jogo à mesma velocidade. Sofremos um golo, precisávamos que os adeptos continuassem na mesma e tirando os "No Name", que ajudaram a calar os assobios, isso não aconteceu. Temos de apoiar em todas as situações. A equipa precisa do apoio dos adeptos sempre, não apenas quando está melhor"


http://www.ojogo.pt/Futebol/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=2785052

"O técnico encarnado admitiu, na conferência de imprensa de antevisão com o jogo com a Académica, ter ficado rendido ao "espírito dos adeptos", fazendo uma comparação com os portugueses.

"Aquilo é que são adeptos, o ambiente que eu vivi em Glasgow nunca mais esqueço, aquilo é que é paixão, e não é só quando ganham. Gostava que os adeptos portugueses olhassem para lá porque aquilo sim é de copiar"

Aqui uma indireta,em geral,mas ele treinava o Benfica,portanto...

Claro que aceito que o tom foi um pouco mais forte mas JJ é o manager "de facto" do Sporting e acaba por ter declarações que não cabem totalmente no seu papel de treinador.
E Jesus sendo Jesus...
Imagem de perfil

De Leão Zargo a 19.02.2016 às 17:23

Jorge Jesus pode ser o melhor treinador português em Portugal, até na Europa ou no Mundo como alguns garantem, mas não pode dizer tudo o que lhe convém para resolver problemas que ele próprio criou ou permitiu. Neste momento, está confrontado com uma situação que ele avalizou: a vitória no Campeonato Nacional ou a derrota.
Ontem pretendeu deixar uma ameaça aos adeptos quando se referiu aos problemas que ele nunca permitirá que o afectem. Receio que a frase marque a sua passagem pelo Sporting. Será como que o sinal do fracasso da sua passagem.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo