Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sporting DB

Naçao Valente, em 15.12.17

 

fernando64.jpg

 

O Sporting Clube de Portugal foi fundado em 1906, no decurso de uma cisão no Campo Grande Futebol Clube. Os fundadores que tiveram como lema "um clube entre os maiores da Europa", criaram desde muito cedo uma colectividade aberta a várias modalidades, embora o futebol se tornasse dominante.

 

Esse clube fundado há mais de um século, passou nesta longa existência por fases diversas, mas mantendo sempre a sua matriz. Hoje está a perdê-la, se já não a perdeu. Foi ao longo da sua história uma colectividade de todos os sportinguistas. Hoje,porém, já não o é.

 

Veja-se a divisão entre sportinguistas de primeira e de segunda, ou sportin+gados, uma espécie de animais indesejáveis, que por não seguirem o rebanho, sob as ordens do moiral, têm de ser ostracizados. E se ainda houvesse a Inquisição, seriam hereges condenados à fogueira. Até porque além de sportingados, são "benfiquistas" infiltrados, e logo merecem condenação às galés.

 

Da retórica e prática brunista, que vem em crescendo, de há uns anos a esta parte, passaram a existir dois clubes: o Sporting anterior a Bruno (AB) e o Sporting depois de Bruno (DB). E se o Sporting AB era de todos, o Sporting DB é daqueles que o Presidente entender. Rui Gomes, num lúcido texto, onde aborda a possível expulsão de um sócio pelo exercício de liberdade individual, chama ao todo poderoso Presidente de figurante. Eu prefiro chamar-lhe de figurão, pela forma como se apoderou do Sporting AB, ou figurinha pelas tristes figuras que teima em fazer, sem ter a mínima percepção que só o desvalorizam.

 

Eu não conheço o senhor que poderá vir a ser "vítima" de expulsão, nem aplaudo, porque não está no meu ADN, o tipo de actos de que é acusado. Mas de duas uma: ou esses actos prejudicaram objectivamente o Sporting e então são passíveis de processo judicial, ou não prejudicaram, e nesse caso, não passam de "fait divers", aos quais um presidente sério não deve dar importância. Descer ao nível dos "Pedros Guerras" ( e não é a primeira vez) deste mundo ou de outro qualquer, não é atitude digna de um Presidente da Instituição Sporting Clube de Portugal, mesmo de um figurão bem pago no cargo que exerce.

 

Valha-nos que o Sporting DB já é outro Sporting. É o Sporting Carvalho de Portugal, do Presidente e dos seus incondicionais. Alíás, é curioso verificar que o defendem sempre, mesmo nas situações mais absurdas, como a que foi referida. E se um dia, a figurinha, resolver vir para a rua, aos pulinhos, nu, com um cascol do Clube ao pescoço, não hesitarão em fantasiar argumentação para o defender. Depois, há os outros, menos incondicionais, que dão uma no cravo e outra na ferradura, e que lá o vão criticando, timidamente, na forma comunicacional. Mas esse não é o ponto fulcral. O ponto fulcral é que o Sporting AB acabou e a sua deriva brunista não sei se vai acabar bem.

 

Resgatar a colectividade deste figurão, que aproveita e utiliza a Instituição e todos os seus eventos, para "malhar" nos opositores, em vez de apelar à unidade na diferença, é um dever dos que se revêm no Sporting centenário e nas suas glórias. Sim, porque o  Sporting AB tem no seu glorioso currículo dezenas de títulos no futebol, e no ecletismo das suas modalidades. Quem conhece a história do clube, porque a viveu ou a aprendeu, lembra-se de épocas áureas no hóquei em patins, no ciclismo, com Leonel Miranda, João Roque e o maior de todos Agostinho, ou no atletismo, com Manuel Oliveira, Mamede, Lopes, entre tantos outros. Sim, as propaladas vitórias nas modalidades não começaram agora. Sim, a sala de grandes troféus está mais assente no passado do que presente recente. Este Sporting DB ganha mais mediatismo nas diatribes da figurinha, do que na glória que Sporting AB  saboreou em tempos idos. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.


47 comentários

Perfil Facebook

De Mike Portugal a 15.12.2017 às 11:07

BdC manter-se-á no SCP se a equipa tiver resultados.
Sairá, se não tiver. Que não haja dúvidas disso.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 15.12.2017 às 11:22

Caro Mike,

Mas que resultados o Sporting tem tido? A verdade é que são muito modestos.
E apesar de quatro anos de mandato sem nenhum campeonato e apenas uma Taça de Portugal e na fase que o clube está mais dividido de sempre (citando o post), a maior votação de sempre dá uma das maiores vitórias de sempre a BdC, numa das piores épocas dos últimos anos.

Porque será ? Essa é a resposta que este post não responde. Reflete-se na importância crescente da figura do presidente no clube, sem reflectir nos motivos que estão por detrás no apoio massivo que ele tem. E isso sim era importante analisar.

SL

Perfil Facebook

De Mike Portugal a 15.12.2017 às 11:45

Não devia ser necessário eu escrever isto (pela enésima vez), mas aqui vai: desde que BdC tomou posse o SCP aproximou-se dos rivais ano após ano. Sendo que no 1º ano de JJ só não foi campeão por um triz (vamos dizer que não houve batota a favor do SLB). Este ano vai bem lançado na competição com possibilidade real de ser campeão, algo que não podíamos dizer há uns anos atrás. Para mim, isto mostra trabalho.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2017 às 11:53

E o investimento mais elevado na história do Sporting, tanto em termos de passes, comissões e salários.

Seria de esperar fazer menos, quando só o treinador ganha muito perto de 10 milhões, se for tudo bem contabilizado ?
Perfil Facebook

De Mike Portugal a 15.12.2017 às 11:55

Mesmo assim abaixo de tudo o que é contas dos rivais, que, pelos vistos têm que gastar mais do que nós só para poder dar luta. Logo, nós fazemos o mesmo com menos.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2017 às 12:02

O que interessa é o que nós gastamos e não os rivais.

Mas também em resposta ao leitor Diogo, a história do Mundo mostra-nos um bom número de líderes que até um determinado ponto dos seus percursos também tiveram "apoio massivo". Não é fenómeno algum, a explicação está à vista de quem quer ver.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 15.12.2017 às 13:35

Caro Rui,

Mas qual a explicação deste apoio massivo em concreto? É isso que não responde.

E certamente que o enorme investimento não é argumento. Tanto o Sporting aumentou o investimento, como o fizeram Benfica e Porto, sustentado, em grande medida, pelo aumento de receitas de todos eles.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2017 às 14:16

Eu não "respondo" porque não vejo esse "apoio massivo" que o Diogo refere. Muito simples!

Eu vejo uma percentagem de sportinguistas, os militantes, que vão atrás de tudo quanto este presidente diz e faz. Vejo, como diz o meu colega Nação Valente uma outra percentagem que o critica com paninhos quentes, dando uma no cravo e outra na ferradura e, por fim, uma outra percentagem, vastamente silenciosa, que não o tolera minimamente.

Para saber as percentagens, teria de ser feita uma sondagem com profundidade. Para agora, sabemos que teve o apoio da facção mais militante que se reflecte na votação de registo.

O Diogo chega à conclusão de "apoio massivo" em termos ideológicos e não necessariamente reais.

Este alegado "apoio massivo" é tão sólido quanto os resultados desportivos e a concorrência de candidatos de certo nível num próximo acto eleitoral.
Sem imagem de perfil

De Diogo a 15.12.2017 às 14:45

Eu chego à conclusão do apoio massivo, tendo presente o número de sócios do último acto eleitoral. Não havendo tal apoio, então nem faz sentido o seu post precedente. Por outro lado, assumindo a ausência de tal apoio, também BdC não será tão marcante na vida do Sporting como é assumido neste post.

Não havendo apoio e caminhando, aparentemente, o Sporting para o abismo, então porque é que a maioria vastamente silenciosa não intervém de forma decisiva para salvar o Sporting, como foi feito em 2013.

SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2017 às 15:15

Meu caro Diogo,

Sabe tão bem como eu, que o acto eleitoral reflecte apenas isso. Este presidente foi eleito democraticamente pelos milhares de registo, uma percentagem presente, sem dúvida, mas não necessariamente representativa dos restantes 100 mil que não votaram, por razões várias.

Isso do "caminhar para o abismo", no que ao Clube diz respeito, são palavras suas, não minhas. Contrário há demagogia em voga, o Sporting não está e nunca esteve à beira do proverbial abismo.

Se de facto há uma maioria silenciosa que não apoia este presidente, a sua inactividade simplesmente reflecte a realidade humana. Sempre foi assim e sempre será. Não quer dizer que seja positivo, mas é real.

Reitero que a sobrevivência deste presidente, e sublinho sobrevivência, depende de dois factores: os resultados do futebol sénior - em 5 anos nada se atingiu, apesar das promessas e do investimento histórico - e a concorrência de um candidato de nível, a exemplo, na minha opinião, de Rogério Alves, embora não exclusivo.
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 15.12.2017 às 12:08

Fizeram mais e os rivais é que são campeões?

Já sei, é a corrupção.

E o Jesus ganha mais do que os treinadores das outras 17 equipas juntas.

Em 5 anos só a 2 épocas ficou próximo dos rivais, a época passada ficou a vários pontos de distância.

Não esquecendo que não ganham a 15 anos e um terço disso já foi com ele na presidência. Os outros 10 anos foi dividido entre 2 presidentes o que faz com que cada um tenha estado sensivelmente o mesmo tempo que ele sem ganhar.

Antes disso foram campeões ?.

A matemática nunca falha se as contas forem bem feitas.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2017 às 12:23

Essa já é outra conversa.

Podem apresentar os argumentos que desejarem mas, não obstante o meu sportinguismo, não acredito e nunca acreditei que o baixo número de títulos do Sporting no futebol de topo deve-se única e exclusivamente ao jogo jogado.

Por muita incompetência que possa ter havido, assente nesse único factor, é uma muito simples realidade!!!
Sem imagem de perfil

De Tecaneles a 15.12.2017 às 13:14

Isso é relativo Rui.
Também no último título do Sporting poderia dizer o mesmo. Quem não se lembra dos 19 penáltis do Jardel.

Cada qual faz a história que quiser.

Atenção que caso apareça uma prova irrefutável de que o Benfica manipula o sistema ou a justiça o condenar eu serei o primeiro a defender uma punição exemplar para os inválidos. Não pactuo com malandros.

Apesar de outros clubes terem passado entre os pingos de chuva.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 15.12.2017 às 14:32

Caro Tecaneles,

Nem sequer faço acusações a A, B ou C. Qualquer pessoa moderadamente sensata concluirá que pelas vias competitivas normais é praticamente uma impossibilidade um clube da dimensão do Sporting estar tantos anos afastado dos títulos. Não acontece por mero acaso. Ponto!

Até não se trata de o Sporting ganhar 1/2 títulos, depois vir o FC Porto ou o Benfica conquistar esse número ou até mais e assim sucessivamente. Há uma realidade no futebol português que indiferente da qualidade das equipas leoninas, algo impede quase sempre e durante largos anos o título. É tudo menos realista e pode acreditar que eu não sou do género de andar a "chorar" estas questões diariamente. Muito por tudo isto, mas também pela actividade interna do meu clube, eu, hoje em dia, consigo assistir aos jogos sem me excitar, sem me enervar, sem ficar até doente, como acontecia em tempos de outrora. Quero que o Sporting vença, sempre, desejo as derrotas dos rivais, mas quando não acontece, não altera o meu estado de espírito minimamente. Isto tem muito a ver com a idade com o número de anos a assistir a tanto do que tem ocorrido no futebol português.

Lamento que Bruno de Carvalho seja um homem sem carácter que está no Sporting mais para beneficiar a ele próprio do que o Clube. Com o seu sentido de militância, se fosse pessoa vertical e digna, teria mesmo o apoio de todos os sportinguistas. Infelizmente não é esse o caso. Ele passa tanto ou mais tempo dos seus dias a atacar sportinguistas e a fomentar divisão do que a confrontar adversários.

Eventualmente haverá um ajuste de contas. Com este tipo de figurante, é inevitável. Mas, tome nota, por ele ser o que é, não faz os outros dois presidentes melhor, pelo contrário. Apenas são mais finórios a trabalhar nas sombras.

Sem imagem de perfil

De Jorge a 15.12.2017 às 15:40

16, se faz favor.
Dos quais 1 mal assinalado.

Alguns deles são anteriores à chegada do Jardel.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2017 às 20:06

É aí, caro Rui, que bate o ponto. Estranho será não ganhar títulos com as condições que refere.
Imagem de perfil

De juliuscoelho a 15.12.2017 às 12:50

E esta epoca podemos ganhar 5 titulos da Liga de uma so vez seria uma extraordinaria alavanca para o clube.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2017 às 18:23

Diogo,
A questão que coloca é pertinente e merece reflexão. Numa análise algo superficial, considero que a reeleição com grande percentagem de votos se deve, entre outras, às seguintes razões: a áurea e salvador que ganhou quando se fez a reestruturação; a equilibrada gestão desportiva durante os primeiros doís anos de mandato, com a conquista da Taça de Portugal; as boas prestações da equipa de futebol, apesar de não ganhar títulos; a introdução de novas modalidades com algum êxito; a construção do Pavilhão; a venda em boas condições de alguns activos; a falta de uma alternativa ganhadora e credível, nas eleições. E muita demagogia na comunicação da situação financeira.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 15.12.2017 às 12:23

Caro Nação Valente,

Gostava de lhe deixar um pergunta, sem qualquer maldade ou segunda intenção: costuma acompanhar presencialmente o Sporting, nos estádios, nos pavilhões?

Sei que muitos aqui neste espaço vão achar ridículo o que vou dizer. Houve poucas fases, desde que me tornei sócio com 8 anos de idade, em que o Sporting foi tão unido como é actualmente. Vozes discordantes, algumas guerrilhas pessoais com meia-dúzia de adeptos/sócios no meio de dezenas de milhares, é algo que sempre vai haver. E eu até concordo que Bruno de Carvalho dá demasiada importância e chega a ser por vezes ridículo como se incomoda com certas coisas. Mas o trabalho e os resultados estão à vista de todos. As guerras que tem travado no futebol e alguns criticavam, tem-se visto agora que tinha razão de ser. Quem vai ao estádio, acompanha as equipas percebe claramente um espírito muito mais saudável neste Sporting, onde quase todos remam na mesma direcção.

É dos razoáveis resultados desportivos? Quando lutávamos pelo título no tempo do Paulo Bento, ganhávamos umas taças, as assistências e o nº de sócios não era nem perto do que temos actualmente.

Este é o tempo de maior divisão entre sportinguistas? Quem não se lembra dos tempos bem conturbados do JEB e GL? Isso sim, era uma divisão completa. E sim, JEB chegou a chamar alguns sportinguistas de terroristas. Para quem quiser relembrar, um vídeo marcante desses tempos negros, felizmente ultrapassados:

https://www.youtube.com/watch?v=6cS-ZCDkppo

É inegável a transformação do clube, para muito melhor, pese algumas atitudes e declarações infelizes do presidente. Quem acompanhava de perto o Sporting antes e acompanha agora vê claramente as diferenças. Quem não o pode fazer, percebo que seja complicado perceber. Mas o clube é o mesmo. Mudaram as pessoas, mas o clube mantém-se e chama-se Sporting Clube de Portugal. E um dia as pessoas mudarão e continuará a ser assim.



Sem imagem de perfil

De António Santos a 15.12.2017 às 14:48

Caro Jorge Miguel, não há pior cego do que aquele que não quer ver.
Não vale a pena gastar o seu latim, infelizmente esta gente não quer saber do Sporting para nada, movem-se única e exclusivamente por questões pessoais e alimentação dos seus próprios egos, no fundo não passam de mais do mesmo daquilo que tanto criticam.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2017 às 18:56

Caro Jorge Miguel,
Neste momento não sou muito frequentador do estádio e do pavilhão, mas já o fui noutro estádio e noutro pavilhão. Mas isso não me parece relevante para poder acompanhar o dia a dia do clube. No entanto, tenho de confessar que acompanho cada vez menos, desde que esta Direcção foi eleita.
Na sua defesa da actual situação, vê imensas virtudes, na prática da Presidência. Vê muito mais unidade, vê melhores resultados e até vê virtudes nas guerras de Bruno. É a sua perspectiva que respeito, mas não é a minha. Não se pode confundir a árvore com a floresta, porque os milhares que vão ao estádio, não representam todo o universo leonino. Quanto a resultados, em seis anos estão à vista de todos, exceptuando os da gestão financeira, em muitos pontos opacos. No que diz respeito às guerras, iniciadas pelo Presidente, em que aspecto é que beneficiaram o Sporting ou melhoraram o futebol em geral? O que se passa é que a situação do futebol nacional, nunca esteve numa situação tão degradante. E se as guerras de Bruno contribuíram para essa realidade, também é verdade que outros grandes dirigentes, têm igualmente culpas no cartório.
Por fim sobre e em relação ao que digo no texto sobre as as modalidades, consulte a história do Sporting e vai encontrar muitas surpresas. E como deve saber, o Sporting não começou com os Presidentes que refere. Quanto à sua conclusão é matéria de opinião apenas, tal e qual como as teses que defendo.
Sem imagem de perfil

De Fernando a 15.12.2017 às 14:50

Não existe um Sporting AB e DB. Existe um Sporting ACroquette e muito graças a Bruno de Carvalho, que existe um Sporting DC.
Quem lê o texto parece que aqueles, diria, 20 anos antes de Bruno de Carvalho foram de uma imensa glória e que caminhávamos para o caminho certo.
Como alguém disse um dia, que tirem fotos a tudo, porque os alemães daqui a uns tempos vão tentar negar a existência holocausto.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2017 às 18:59

Fernando,
Quem lê este comentário fica com a ideia que estes últimos 5 anos de mandato foram de uma glória inaudita, e que foi aí que o Sporting foi fundado.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.12.2017 às 15:18

Era DB
1 Taça de Portugal
1 Super Taça de Portugal

1-->> 2013/14... (L. Jardim)
-Segundo lugar no campeonato a... pontos do campeão.
-Eliminados da Taça de Portugal em Novembro
-Eliminados da Taça da Liga em Janeiro(fase de grupos)

P. S. Claro que sim!!.. Depois de um sétimo lugar inédito na história do Sporting, tudo o que vem à rede é peixe!!

2-->> 2014/15... (M. Silva)
-Terceiro lugar no campeonato a 9 pontos do campeão e 6 do sub-campeão.
-Taçade Portugal.... Finalmenteeeee!! O Jamor é nosso :)))
-Eliminados da Taça da Liga na fase de grupos
-Eliminados da Liga dos Campeões com 7 pontinhos, terceiro do grupo
-Eliminados da Taça Uefa na primeira ronda do bota fora.

P. S. O melhor ano e que os Sportinguistas não gostam de lembrar. LOOOOOLL!!

3-->> 2015/16.... (J. Jesus)
-Super Taça portuguesa
-Segundo lugar no campeonato a 2 pontos do campeão, depois de perder o primeiro lugar com 7 pontos de avanço
-Eliminados da Taça de Portugal em Dezembro por o SC Braga
-Eliminados da Taça da Liga na fase de grupos
-Eliminados da Taça Uefa na primeira ronda do bota fora

P. S. Dizem alguns sportinguistas(a maioria parece ser) que esta época, é que foi!!..
Sinceramente.. Repassem os olhinhos por os numerinhos.
Em Janeiro/Fevereiro já só jogavamos o campeonato e mesmo assim... Uff!. Doeu e muito.

4-->> 2016/17..(J.Jesus)
- Terceiro lugar no campeonato a 12 (doze) pontos do campeão e 6 do sub-campeão
- Eliminados da Taça de Portugal em Janeiro por o Chaves
- Eliminados da Taça da Liga na fase de grupos
- Eliminados da Liga dos Campeões com 1 pontinho

P. S.. Foi, foi, foi pa chorar!!!.. Andamos meia época a jogar pó catano.

5-->> 2017/18...(J. Jesus)
Sem avaliação!!..
No fim é que se fazem as contas.
Contudo, até agora positiva.

Nota: as modalidades sempre estivemos melhor que os adversários, exceptuando aqui e acolá, mas por o geral é a tradição.

Comentário :
Realmente custa acreditar depois de analisar, que ainda haja pessoas que acham que estamos na grande Era.
Aproximação aos rivais??.. Será no bate-boca, nas redes sociais, na confrontação. Pois, campeonatos e Taças !!..
Mais unidade??. Com a atual percepeção!!. 90%, está à vista :)))
A ilusão é uma coisa linda.
Bruno "Copperfield"
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 15.12.2017 às 17:15

Hoje até estou com disposição para argumentar!

1-->> 2013/14... (L. Jardim)
-Segundo lugar no campeonato a... pontos do campeão.
-Eliminados da Taça de Portugal em Novembro
-Eliminados da Taça da Liga em Janeiro(fase de grupos)

- Afastaram-nos da luta no campeonato já a meio da 2a volta em 2 jogos vitais (Nacional em casa e Setúbal fora com arbitragens vergonhosas)
- Eliminados da TP na Luz (4-3 a.p) com arbitragem vergonhosa do Duarte Gomes.
- Eliminados da TL pelo goal average, quando termina o nosso jogo estávamos apurados por 2 golos, até o Porto marcar 2 nos descontos...

Acrescento que foi uma época onde se teve de reduzir o orçamento a metade, como lembra e bem, depois de um 7º lugar.

2-->> 2014/15... (M. Silva)
-Terceiro lugar no campeonato a 9 pontos do campeão e 6 do sub-campeão.
-Taçade Portugal.... Finalmenteeeee!! O Jamor é nosso :)))
-Eliminados da Taça da Liga na fase de grupos
-Eliminados da Liga dos Campeões com 7 pontinhos, terceiro do grupo
-Eliminados da Taça Uefa na primeira ronda do bota fora.

Só não nos qualificámos para os 8os da Champions devido à inenarrável arbitragem na Alemanha contra o Schalke.

3-->> 2015/16.... (J. Jesus)
-Super Taça portuguesa
-Segundo lugar no campeonato a 2 pontos do campeão, depois de perder o primeiro lugar com 7 pontos de avanço
-Eliminados da Taça de Portugal em Dezembro por o SC Braga
-Eliminados da Taça da Liga na fase de grupos
-Eliminados da Taça Uefa na primeira ronda do bota fora

- Um dos melhores campeonatos da História do SCP! De longe a equipa que praticava o melhor futebol. Mesmo sendo muito superiores, perder ou empatar um jogo ou outro que corre menos bem (bola não entra) é normal, como aconteceu em Guimarães, União da Madeira... infelizmente, o benfica perdeu os últimos pontos com pequenos no início de Dezembro. Reforço, não perdeu sequer 1 pontinho, apesar de várias vezes ter estado à beira disso acontecer. Não é normal nem acontece em nenhuma liga do mundo.
- TP eliminados em Braga (4-3 a.p) num grande jogo onde o árbitro anula indevidamente o 4-3 a Slimani.

4-->> 2016/17..(J.Jesus)
- Terceiro lugar no campeonato a 12 (doze) pontos do campeão e 6 do sub-campeão
- Eliminados da Taça de Portugal em Janeiro por o Chaves
- Eliminados da Taça da Liga na fase de grupos
- Eliminados da Liga dos Campeões com 1 pontinho

-Fizemos 3 pontos na CL . Mas foi uma má época, sem dúvida, sem desculpas.

Nota: as modalidades sempre estivemos melhor que os adversários, exceptuando aqui e acolá, mas por o geral é a tradição.

Nem por isso. O futsal é a excepção. Andebol não era campeão há 16 anos, hóquei nem exisitia. Vamos ver como corre o voleibol.

Ilusão? Os factos são evidentes e estão à vista de todos. Desde 2004, o clube cada vez mais perdia sócios, assistências, património, competitividade das equipas de futebol, e ainda acumulava prejuízos atrás de prejuízos. Desde 2013 recuperámos em TODOS esses sectores de forma evidente. É capaz de negar isso, Carlos?



Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.12.2017 às 18:25

Competividade das equipas de futebol
Ahh!! Eu olho para os numerinhos e eles dizem claramente a verdade. Esses não mentem, nem adulteram a verdade.
É só ler e acarditar
Competividade é ganhar titulos! Tudo o resto são "piners".

As modalidades sempre foram assim. Uns anos melhor, outros pior mas, sempre por cima.
Não é só andebol, volei ou hóquei
A propósito, o que aconteceu ao basquete femenino???... Quão fácil esquecemos algumas verdades.

Prejuizos??..
Eu sabia que vocês vinham por aí
Humm!!.. Não me atrevo a entrar por aí, pois estou um pouco assim, para o não acreditar. Não sou economista para uma análise suficientemente coeerente da minha parte
Enquanto aos numeros apresentados!! Custa-me crer quando faço as contas em modo caseiro!!..Tanto gasto e humm!!.
Por alguma razão o JJ esta temporada foi obrigado a meter toda a carne no assador, na liga dos campeões. Ele que sempre está contra.
Por alguma razão querem vender o William.. E parece, repito.. parece que andam a oferecer o Coates em Espanha.

Eu só sei que nos ultimos 4 anos e meio vencemos menos troféus que os nossos mais diretos concorrentes e competições internacionais onde se ganha realmente poder, projecção e euros, "bola"
Verdade!!?.. Ou também não :)))
Pois, competividade real, nada! Ilusão.

P. S... Jorge Miguel,
Contudo, esta época é o tira-teimas.
O nosso Indiana Jones(Julius) diz que vamos vencer 5 titulos..
Na verdade temos um tremendo plantel.. O melhor em Portugal.

Abrazzzo
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 15.12.2017 às 18:45

Carlos, eu sei que em termos de títulos não tem sido nada de extraordinário, mas também não nos podemos cingir apenas aos números! Eles são o centro, concordo, mas temos de ver o que rodeia...

Primeiro, o Sporting em 2013 partia MUITO atrás dos rivais. Vários anos sem sequer incomodar, financeiramente de rastos...

Segundo, se a situação já era complicada por si só, ainda mais quando os "azares" batem quase sempre à mesma porta... tem-se provado que há determinados clubes que gozam de um poder e influência que dão aquele empurrãozinho final e que por vezes faz toda a diferença...

Não quero com isto dizer que iamos ser campeões todos os anos, que não houve erros, que não temos qualquer responsabilidade, mas... estou convencido que em igualdade de circunstâncias já tinhamos mais qualquer coisa ao fim destes 4 anos.

Bem, e não vencemos menos troféus que o FC Porto nestes 4 anos, pelo contrário...

E financeiramente, eu não disse que estamos nas 7 quintas. Estamos a puxar os custos ao limite de risco aceitável. Neste momento temos de fazer receitas extraordinárias com jogadores, sim. Tal como benfica e porto. Mas estamos MUITO melhor que há 4 anos atrás, onde ao fim do mês lá tinha o Godinho Lopes de ir vender mais 50% de um jogador a um fundo qualquer para pagar os ordenados... e dávamos 50M€ de prejuízo todos os anos. Agora, mesmo com os custos a galopar, ainda conseguimos dar lucro.

O basquete feminino acabou é certo. Mas desde que esta direcção entrou, muitas modalidades foram criadas, não sei ao certo o número. O crescimento é inegável. E volto a referir que a única modalidade dentro das mais importantes que dava títulos era o futsal.

SL
Sem imagem de perfil

De Diogo a 15.12.2017 às 19:20

"A propósito, o que aconteceu ao basquete femenino???... Quão fácil esquecemos algumas verdades."

Que desonestidade intelectual. O Sporting recupera dezenas de modalidades, com reconhecido sucesso e não só trata (o evidente) renascer das modalidades com desdém, como o menospreza ao falar... do basquete feminino? Talvez o único exemplo onde o Sporting deu um passo atrás... E deu um passo atrás porque, como é evidente, não há orçamento para tudo e o basquetebol é a modalidade que o Sporting atualmente não aposta.

Se há coisa que não compreendo, é ver um sportinguista desvalorizar os feitos do seu próprio clube. E o Carlos faz isso de uma forma notável, desvalorizando regularmente jogos, jogadores, equipa técnica, direcção e, bom, todas as prestações da equipa de futebol dos últimos cinco anos e todas as prestações de todas as modalidades dos últimos cinco anos.

É evidente que temos o direito a criticar o status quo e a não gostar do presidente. Agora pôr em causa o esforçado sucesso de inúmeras secções do Sporting é desprovido de qualquer razoabilidade.

SL
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.12.2017 às 20:04

Diogo,

Interprete como quiser.. Esteja à vontade LOOOOOOOOOOLL!!
Mas, não desdenhei nada. As modalidades são também a ginástica, o ping-pong, a natação, o atletismo, etc... Quantas vezes foi o Diogo ver essas outras modalidades???..
Só falar nessas que o Bruno recuperou. Ahh!!.. Recuperou??. Já aconteceu várias vezes no Sporting, modalidades irem e virem. Nada de novo!!!
Assim é a minha desonestidade..
Um cliche!! já conhecido. Também aqui, nada de novo.
Desonestidade é criar uma equipa e no ano seguinte mandar-la passear. Foi o tempo que durou o tal basquete femenino e os contornos do desaparecimento parece que foram outros.
Há mais modalidades que também desapareceram.. Agora mesmo não me lembro exatamente qual. Mas, quem quis leu a noticia e as queixas.
Claro, isso não interessa. Desonestidade, nada mal!! :)))

Desvalorizar!!!...O que?? Nada.
Era tão dificil assim fazer melhor que o Godinho ou Soares Franco!?
E se leu os meus outros comentários, sabe o que penso da tal restrutaração..

P. S. O Bruno era o tal sportinguista que torcia para que o Sporting perdesse e lhe corresse tudo mal ao pobre e desastroso Godinho
Desonestidade, a minha!!
Aumentar o seu ordenado depois de prometer.. Lembra_se!?
Sim, eu é que sou o desonesto!
O futuro dirá!!..
A ilusão é uma coisa linda, repito.
Veremos quem tem razão. Não vale a pena mais discutir. Esperemos!!

Nota : eu só quis avivar a memória dos titulos, troféus e a tal competividade!
E como sempre, viram a conversa!

Abrazzzo
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.12.2017 às 20:27

-"Carlos faz isso de uma forma notável desvalorizando regularmente jogos, jogadores, equipa técnica, direcção e, bom, todas as prestações da equipa de futebol dos últimos cinco anos" -
Notável ou não, é pura mentira!!.
É verdade sim, com este treinador. Os numeros só comprovam que tenho razão ao ser uma voz critica!
Não tenho nenhuma agenda própria!!.:)))
Simples cidadão com conhecimentos de e do futebol
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2017 às 19:02

Caro Carlos NT,
Grande conclusão, "a ilusão é uma coisa linda" .
Sem imagem de perfil

De De Franceschi a 15.12.2017 às 18:00

Quando o Sporting era de todos, segundo a narrativa aqui apresentada, Filipe Soares Franco, cooptado para a direcção do Sporting após a saída de Dias da Cunha, afirmou isto: “Sou do Sporting por causa do futebol e não tenho empatia pelo ecletismo. Quero um clube só de futebol, sem sócios mas com adeptos que não se intrometam na gestão nem tenham voto nas eleições dos corpos sociais”. Tudo o que foi o Sporting nesses anos tenebrosos de perda de militância, de ecletismo, de falta de amor-próprio sportinguista, com o clube invadido por demasiada gente que achava ter direito histórico a comandá-lo e que quem achava o contrário, lia eu nessa altura pela blogosfera afecta à situação, "devia mudar-se para os desdentados da 2ª Circular", numa demonstração de classismo penosa para o que é a história do Sporting, clube popular, de todas as camadas sociais; tudo o que foi o Sporting nesses anos de moderado sucesso desportivo, antes da tragédia em dois actos protagonizada por Bettencourt e Godinho Lopes, acaba por estar intimamente ligado a essas declarações e à ideologia por trás dela, responsável pelo afastamento de muitos - o número de sócios baixava de forma preocupante - e pela amargura da paixão de tantos outros. Goste-se ou não de Bruno de Carvalho, a sua chegada significou o fim dessa ideia do que devia ser o Sporting, e que, tivesse sido levada às últimas consequências, significaria uma refundação do clube (aí sim, seguindo o raciocínio de Nação Valente, poderíamos falar de um período antes e depois, passando do período SdS, Sporting dos Sócios, a um SsS, Sporting sem Sócios). Goste-se ou não de Bruno de Carvalho, é inegável que o clube está hoje muito mais unido (não necessariamente em concordância com o presidente, note-se, mas unido na consciência do que é e do que representa o clube) e que é de novo vivido de uma forma mais próxima, mais militante e mais exigente (como o era, de resto, antes daquele perigosos anos de declínio associativo). Por isso mesmo, existe massa crítica. Por isso mesmo, o presidente terá que provar que merece o lugar, caso contrário, os sócios cá estarão para procurar alternativas, certos, porém, que não poderão ceder o lugar a aventureiros desejosos de transformar o Sporting em algo que nunca foi, como aconteceu com Soares Franco - isso é demasiado perigoso e quase feriu de morte um clube centenário.
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 15.12.2017 às 18:26

Completamente de acordo. Estou muito próximo do Sporting desde 1998 (quando me tornei sócio com 8 anos, ainda no velhinho Alvalade), indo a imensos jogos todas as épocas desde aí. Vivi sempre o clube com muita intensidade junto da minha família e particularmente do meu avô, que faleceu há 2 anos. Não me esqueço portanto do estado penoso e a depressão que em que vivia o clube nos 3 anos antes da entrada de Bruno de Carvalho. O meu avô não dormia noites preocupadíssimo com o rumo do clube. Corremos sérios riscos de irmos irremediavelmente ao fundo. Foi um período marcante, pela negativa, por isso não esqueço.

Só quem não acompanha de perto o clube, quem não vai ao estádio, ao pavilhão, aos eventos do clube, não consegue ver a mudança radical que se operou no clube, e como se respira um ar muito mais saudável em Alvalade hoje em dia. Goste-se ou não de Bruno de Carvalho, essa é a realidade.
Sem imagem de perfil

De Carlos N.T. a 15.12.2017 às 18:40

Jorge Miguel,

Sim, eu acredito nas suas palavras. Vive-se um ambiente mais saudável no estádio, nos eventis, etc..
Não será também porque muitos sabem que vão ser enxovalhados e não se atrevem a dizer nada??..
O Bruno, já mostrou como é perigoso LOOOOOOOOOOLL!!
Além do mais foram 90% que votaram a favor. Pois e por isso não me parece nada estranho que assim seja.

Parece-me mais a calmaria antes do Tsunami :)))
Sem imagem de perfil

De Jorge Miguel a 15.12.2017 às 18:57

Carlos, nas eleições esses "muitos" podiam votar no outro candidato, em branco, nulo, o que quisessem, que corriam zero risco de serem enxovalhados. E não foram meia-dúzia a votar, foi a maior votação da história do SCP...

Com esta conversa, eu não quero dizer que não há bastantes sportinguistas que até nem gostem da personalidade de Bruno de Carvalho. Eu a falar com outros sportinguistas também o critico por vezes. Se eu fosse "desenhar" o meu presidente ideal, tinha várias características do actual, mas pode crer que mudava outras tantas. Acontece que aqui o extremismo por vezes é tão grande, que até parece que eu acho BdC perfeito, um Deus, ou algo assim. Está MUITO longe de o ser. Mas não deixo, como a grande maioria dos sportinguistas, de reconhecer o seu mérito na grande recuperação que fez do clube. E isso, muito mais do que as asneiras que diz, é o que mais interessa aos associados: o seu trabalho. E nisso, a minha avaliação é muito positiva. Falta o próximo passo, os títulos.

SL
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 15.12.2017 às 19:47

Caro De Franceschi,
Aprecio o seu contributo para o debate, mas concordando com alguns aspectos da sua argumentação, não posso concordar com com a conclusão a que pretende chegar. Como já escrevi noutro comentário, não se pode confundir a árvore com a floresta. Pegar num mau exemplo de "política" presidencial, não é, na minha opinião, significativo. Se consultar a longa história do Sporting, encontrará bons e maus momentos, "bons e maus" presidentes. E como é uma evidência, não foi por isso que o Sporting acabou. Soares Franco saiu de motu próprio depois de prestar um serviço ao clube. Corrija-me se estou errado, mas não tirou da sua participação qualquer tipo de vantagem, mesmo sendo como defende um mau presidente.
Vieram depois presidentes, eleitos pelos associados, que ao não terem conseguido criar condições para o êxito desportivo, se enredaram num labirinto de contradições, que levou à sua queda. De facto, o que mobiliza os adeptos é a boa prestação da equipa de futebol, e isso verificou-se com a gestão desta Direcção. Muitas vezes elogiei o actual presidente, sobretudo nos primeiros dois anos do seu mandato, mas comecei a criticá-lo desde que começou a confundir o Sporting consigo próprio, como uma espécie de salvador insubstituível.
O clube hoje pode estar mais unido como diz, mas deixará de estar a partir do momento em que as prestações desportivas,no futebol, e nas quais teve o seu mérito, deixem de galvanizar, ou que os títulos continuem sem aparecer. É isso que move o adepto comum. A união não se faz por passes de magia, nem por obra e graça de qualquer eventual iluminado. Por fim, respeitando a sua opinião, deixe-me dizer-lhe que não me parece correcto chamar a Soares Franco aventureiro sem desvirtuar o sentido da palavra. Além disso parece-me excessivamente dramática a expressão "quase feriu de morte um clube centenário". Mau grado as críticas que merece, tal expressão, não me parece casar com a realidade.
Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 16.12.2017 às 08:42

O Sporting AB era um clube falido (ainda é, mas menos) sem eira nem beira, que ninguém respeitava. Havia uma equipa de futebol desvalorizada, passes de jogadores alienados e no fim do campeonato ficou a trinta e tal pontos do campeão... saudades?
SL
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.12.2017 às 14:10

O Sporting AB foi duas vezes campeão ganhou outros títulos, no inicio deste século, foi criada uma das melhores escolas de formação do mundo, um estádio novo. E o Sporting DB o que ganhou? Saudades claro. E não me venha com essas história do falido, nem com uma determinada classificação. Quanto a esta, aconteceu e acontece e continuará a acontecer a todos os clubes. E mesmo aos grandes europeus. São casos episódicos. Nenhum clube consegue e
ser sempre top.
Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 16.12.2017 às 21:33

Nação Valente o Sporting campeão de que fala nada tem a ver com o Sporting AB... é história. O Sporting AB é o Sporting de Godinho Lopes. É preciso má vontade para não reconhecer o extraordinário trabalho feito por Bruno de Carvalho recuperando a competitividade do clube... má vontade ou cegueira. Qual vai ser?
SL
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 16.12.2017 às 21:42

A falar de "cegueira", olhe para o espelho!!!

Que disparate... o histórico e centenário Sporting é o Sporting de Godinho Lopes !?!

Não sei se há cura para a sua condição, mas recomenda-se.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 16.12.2017 às 23:48

Guilherme Rosado,

O Rui já lhe respondeu à letra, mas eu sou mais comedido e vou tentar explicar-lhe. Ou não entendeu o que escrevi no post, ou não quis entender. O Sporting AB que refiro é aquele que existe desde a Fundação. O Sporting do período Godinho Lopes é apenas um episódio nessa longa caminhada. Cometeu muitos erros? Claro que cometeu? Não ganhou nada, incluindo campeonatos em dois anos? Foi o único? Não há quem não tenha ganho campeonatos em muitos mais? Bruno de Carvalho recuperou competitividade com que custos? Isso chega-lhe? "má vontade ou cegueira?". Análise da realidade.
Imagem de perfil

De Rui Gomes a 17.12.2017 às 00:07

Caro Nação Valente,

Desculpe a minha intervenção num comentário dirigido a si, mas não resisti, nomeadamente pela animosidade do leitor.
Imagem de perfil

De Naçao Valente a 17.12.2017 às 16:39

Fez muito bem Rui. A discussão deve ser livre, e não apenas unívoca.
Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 17.12.2017 às 08:09

Temos visões diferentes da mesma realidade. Eu acho que estamos agora mais perto de poder ganhar alguma coisa no futebol. Com que custos? Isso só o futuro dirá.
SL
Sem imagem de perfil

De Guilherme Rosado a 17.12.2017 às 08:00

Não percebeu nada, zero... claro que o Sporting é um clube histórico e centenário, ninguém disse o contrário. Repito o Sporting AB de que fala o Nação Valente é o Sporting de Godinho Lopes. Graças a deus estou muito bem e vejo ainda melhor, obrigado.
SL

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D




Cristiano Ronaldo