Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Jogo a lembrar a época passada

Rui Gomes, em 12.08.17

 

sporting-vs-vsetubal-liga-zon-2016.jpg

 

A equipa do Sporting hoje fez-me lembrar a da época passada, porventura apenas com um Bas Dost não tão apurado como nos habituou. De resto, muito previsível nas manobras ofensivas, total ausência de construção de jogo pelo corredor central e preocupante ineficácia de último passe, com o agravante de se ter dois laterais, especialmente Piccini, incapazes de finalizar a vasta maioria de lances pelas alas.

 

Jorge Jesus fez alinhar de início Rui Patrício; Piccini, Coates, Mathieu e Jonathan Silva; Battaglia, Adrien Silva, Gelson Martins e Marcus Acuña; Daniel Podence e Bas Dost.

 

No banco de suplentes estavam Salin, André Pinto, João Palhinha, Bruno Fernandes, Bruno César, Iuri Medeiros e Doumbia estão no banco com Jorge Jesus.

 

Com quase quatro dias de descanso, e sem ter de viajar, a não utilização de Fábio Coentrão é discutível, partindo do princípio que estava apto para jogar. O caso de William é diferente, uma vez que está impedido de alinhar na terça-feira devido a castigo, mas há uma grande diferença entre ele e Battaglia. Que o jogo de hoje servisse para integrar este novo jogador na equipa, compreende-se, mas não sem algumas dúvidas.

 

O Vitória de Setúbal fez o que se esperava; linhas baixas e fechadas e aposta exclusiva no contra-ataque. O controlo de jogo do Sporting e a eficácia da defesa não permitiu qualquer real perigo para a baliza de Rui Patrício.

 

Hoje gostei muito de Jérémy Mathieu, talvez o melhor em campo. Sólido defensivamente, rápido a subir e muito interventivo em zonas ofensivas, até com remates. Começo a acreditar que poderá ser muito influente neste Sporting.

 

Tanto Bas Dost como Doumbia precisam urgentemente de afinar a pontaria e acreditar no golo. Houve oportunidades que noutras circunstâncias teriam um fim mais feliz.

 

Veremos agora o que a equipa faz na Europa e espero que não hajam invenções da parte de Jorge Jesus.

 

P.S.: Não passou despercebido que com Iuri Medeiros no banco, Jorge Jesus optou pelo "indispensável" Bruno César. O "disco" não mudou, por muito riscado que esteja.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:58

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Posts mais comentados



Cristiano Ronaldo