Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desperdício negligente !!!

Rui Gomes, em 01.10.16

 

14446222_10153791818311555_6477742189764645750_n.p

 

Negligência é de facto o único termo que me vem à ideia depois de ver o Sporting desperdiçar uma vitória que era merecidamente sua, até ao ponto de decidir complicar as coisas, desnecessariamente.

 

William Carvalho pôs-se a jeito para a falta para a grande penalidade ser "arrancada" pelo avançado vimaranense, um segundo golo consentidíssimo pela defesa e idem aspas para o terceiro, quando Schelotto deixa um homem desmarcado nas suas costas. Tudo isto inadmissível, a este nível, para uma equipa como o Sporting treinada por Jorge Jesus.

 

Tudo o resto que se possa comentar sobre o jogo, tanto em termos individuais como colectivos, acaba por ser pouco ou nada consequente, face ao resultado final.

 

No entanto, ainda mais uma ou duas observações. Jorge Jesus surpreendeu com Markovic no onze inicial e confesso que até gostei dele pela dinâmica ofensiva que ofereceu à equipa. Bom aproveitamento no lance do golo, depois de uma bela jogada de Gelson Martins. Defensivamente a conversa é outra.

 

Elias também esteve bem em substituição do lesionado Adrien Silva (esperamos que a lesão não seja grave) e mérito no golo, apesar do guarda-redes ter sido mal batido.

 

img_FanaticaBig$2016_10_01_21_48_27_1164502.jpg

 

Continuamos com alguns problemas nas laterais. Zeegelaar é muito irregular e Schelotto, como já indiquei em várias ocasiões, não é jogador para um Sporting ambicioso, apesar de alguns bons pormenores. Irritou-me imenso naquela jogada em que prendeu a bola com Gelson Martins desmarcado e em plena corrida. 

 

Veremos como o Sporting vai reagir a este inesperado desfecho em Guimarães, depois de estar a vencer por 3-0.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:11

O "olhómetro" melhorou !

Rui Gomes, em 24.09.16

 

CTEJII1B.jpg

 

Não deu para uma exibição deslumbrante, mas não deixou margem para quaisquer dúvidas quanto ao mérito da vitória do Sporting, num jogo que controlou praticamente do primeiro ao último minuto. Podia-se ter evitado sofrer aquele golo, quase ao cair do pano, na única ocasião em que a baliza de Rui Patrício foi ameaçada.

 

Na realidade, acho que o jogo teve duas partes distintas; a primeira até ao cabeceamento letal de Coates para elevar o marcador para 2-0 e a partir desse ponto até ao apito final. Ao intervalo o Sporting registava 207 passes completos, eficácia de 87%, mas encontrou muitas dificuldades em penetrar a muralha defensiva do Estoril, acabando por marcar na única oportunidade que criou, através de excelente cabeceamento de Bas Dost a cruzamento de Gelson Martins. Em evidência, sobretudo, neste período, a ineficácia do último passe. Acho que foi precisamente essa a ideia de Jorge Jesus ao tirar Alan Ruiz ao intervalo e inserir André. Este acabaria por marcar o quarto golo leonino, já nos descontos.

 

Tudo indica que temos finalizador. Bas Dost com dois belos golos à ponta de lança e muito activo no jogo. Não esperava que fosse tão bom tecnicamente - tem muito bons pés - mas vindo da escola holandesa, talvez não seja surpresa alguma.

 

XS7K0TJC.jpg

Rúben Semedo, apesar de ter estado no golo sofrido, cada vez mais senhor. Vai ser um grande jogador este jovem. Gelson Martins com mais uma exibição ao nível que nos tem vindo a habituar. William Carvalho merecia aquele golo falhado para coroar o seu excelente jogo, constantemente a receber instruções de Jorge Jesus. Adrien Silva igual a si próprio, pura e simplesmente incansável.

 

Por fim, uma palavra para o fantástico apoio dos adeptos. 41 994 presentes em Alvalade a fazer sentir a sua presença a cada minuto. O Sporting regressou ao curso vitorioso e esperamos que possa continuar assim.

 

P.S.: Coisa estranha. Assisti ao golo de André e não ao segundo do Estoril. Daí que quando escrevi a crónica estava convencido que o resultado tinha ficado em 4-1. Decerto que me distraí...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:44

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo