Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

20294551_1584802191554521_2717675165835184471_n.jp20292791_1584763894891684_7597189717065552379_n.jp

 

O Sporting revalidou este domingo em Leiria o título de campeão nacional de atletismo em femininos, com vantagem avassaladora sobre o rival Benfica, que por seu lado conservou o cetro de masculinos, com alguma dificuldade.

As leoas ganharam 16 das 25 provas do programa, a que somam cinco segundos lugares, pelo que nunca esteve em causa o heptacampeonato, 22.º título dos últimos 23 anos.

Este domingo, o Sporting só não conseguiu o pleno porque Marta Pen Freitas, do Benfica, confirmou a excelente forma nos 800 metros, que ganhou em 2.06,56 minutos, contra 2.10,08 da sub-23 Salomé Afonso.

No dardo, Sílvia Cruz foi apertada por Cristina Ferreira (Jardim da Serra) mas recompôs-se, para ganhar com 45,12 contra 43,15.

Lorene Bazolo (23,39 nos 200 metros), Sara Moreira (9.10,39 nos 3.000 metros), Olímpia Barbosa (13,71 nos 100 metros barreiras), Vera Barbosa (56,95 nos 400 metros barreiras), Eleonor Tavares (4,30 na vara), Patrícia Mamona (14,12 no triplo), Jessica Inchude (14,95 no peso) e a estafeta 4x400 metros (3.43,33) foram as outras vencedoras da tarde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

 

img_770x433$2017_02_19_21_17_07_1226830.jpg

 

O Sporting conquistou os títulos de campeão português de pista coberta em masculinos e femininos, no campeonato que decorreu este fim de semana em Pombal, relegando o Benfica para o segundo posto.

No sector feminino, a equipa leonina conquistou o seu 22.º título, o sexto consecutivo, com 108 pontos, deixando os 'encarnados' a 21 pontos. No escalão masculino, o Sporting 'roubou' o título ao Benfica, que nos últimos cinco anos ergueu o troféu, conseguindo 104 pontos, mais cinco do que o rival lisboeta.

Nas 14 provas realizadas este domingo, o destaque vai para Patrícia Mamona, do Sporting, que obteve a terceira melhor marca mundial do ano no triplo salto no Campeonato de Clubes, que decorreu em Pombal, ao saltar 14,13 metros.

A campeã nacional da modalidade foi secundada por Susana Costa, do Benfica, com 13,70 metros, e Evelise Veiga, da Juventude Vidigalense, com 12,79 metros.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:07

 

1280X124_atletismo.jpg

 

O Sporting anunciou a contratação de cinco reforços de uma assentada, depois de ir novamente às fileiras do rival, Benfica, "roubar" uma mão-cheia de atletas para as modalidades. Eis a informação disponibilizada no site oficial:

 

Hélio Gomes, Rasul Dabo, Tiago Aperta, Marcos Caldeira e Jorge Paula são os novos reforços da formação leonina de atletismo. Novas caras, todas provenientes do Benfica, que se juntam a Eva Vital, Bruno Costa, Guilherme Pinto, Marco Fortes, Frank Casañas, Rui Pedro Silva, Hélder Santos, Miguel Marques, Nélson Évora e Cláudia Ferreira, já anteriormente apresentados no Clube de Alvalade.

 

O mundo sabe que tinha de regressar a esta casa. Há quatro anos tive de dar outro rumo à minha carreira, mas é muito bom estar de volta. Os meus objectivos são, sobretudo, a nível colectivo para lutarmos pelo título na Taça dos Clubes Campeões Europeus de Corta-Mato e os Campeonatos Nacionais de Pista Coberta e ao Ar Livre”, sublinhou Hélio Gomes, corredor de meio-fundo que na próxima temporada vai apostar nas distâncias mais longas: 3.000 e 5.000 metros.

 

A correr e a saltar, da pista de tartan para a caixa de areia, o gáudio de ter o leão ao peito não tem preço. “Este é o maior salto da minha carreira. É uma aposta que quero retribuir com títulos. O Sporting CP sempre foi um Clube muito forte no atletismo. O Professor Moniz Pereira tinha um grande projecto nesta modalidade e estamos a conseguir honrá-lo”, sublinhou Marcos Caldeira, que tem o objectivo de alcançar os 16,40 metros no Europeu de Pista Coberta. 

 

O sonho comanda a vida e, muitas das vezes, é preciso mudar para ficar mais perto do céu. “Espero finalmente atingir as minhas metas. Nas últimas temporadas tenho ficado aquém das expectativas, mas na próxima época quero ultrapassar a barreira dos 80 metros. Com esta mudança ganhei uma nova vida”, revelou Tiago Aperta, recordista nacional do dardo.

 

Nas barreiras, o Sporting CP também ganhou um novo fôlego com as chegadas de Rasul Dabo e Jorge Paula. “Estou bastante feliz e entusiasmado por representar este Clube. Identifiquei-me muito com este projecto e venho para ser Campeão Nacional”, assumiu Dabo, especialista nos 110 metros barreiras. Para a distância dos 400 metros chegou Jorge Paula: “É uma grande responsabilidade estar num Clube com tanta tradição no atletismo. Vamos atacar o título nacional e depois o Europeu”.

 

Este é um leão de cara lavada, mas também renovada. “Quero ser campeã nacional para ir novamente à Taça dos Clubes Campeões Europeus”, revelou Andreia Crespo, atleta dos 400 metros barreiras, que prolongou esta segunda-feira o seu vínculo contratual com o Sporting CP.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:15

Renovações no atletismo

Rui Gomes, em 26.10.16

 

img_770x433$2016_10_25_22_19_08_1175268.jpg

 

O Sporting anunciou esta terça-feira ter assegurado as renovações contratuais com as atletas Patrícia Mamona, Marta Onofre e Vera Barbosa, assim como com o treinador-atleta Francis Obikwelu. Uma aposta na continuidade de nomes de referência dos últimos anos, num plano de preparação os Jogos de Tóquio 2020.

 

Eis o que Patrícia Mamona teve para dizer:

 

«Esta é a minha casa e o clube que, desde o início da minha carreira, num momento em que talvez o meu potencial não fosse assim tão claro, me deu todas as condições para evoluir e melhorar. Agora quero um clube que me apoie nos próximos quatro anos, no próximo ciclo olímpico, e o Sporting é esse clube.

Quero sempre evoluir e melhorar: bater o recorde nacional, pessoal, competir pelas medalhas nos europeus de pista coberta. Vou trabalhar muito para colocar o Sporting no patamar mais alto.

 

Nelson Évora foi uma boa aquisição. Foi uma bomba de que não estava à espera. Estava num evento e nem queria acreditar quando vi toda a gente a falar nisso nas redes sociais».

 

E... Francis Obikwelu:

 

«O meu sentimento é sempre igual. Este é um grupo que me tratou bem, desde jovem. Agora estamos a apostar na formação, no futuro, e como treinador já estou a ver coisas diferentes do que se via antes. Há um departamento médico, mais fisioterapeutas. O presidente está a apostar no atletismo e no futuro dele.

Estou sempre na luta - daqui a dois ou três anos quero ser o melhor treinador de Portugal. Tenho muita força e, passo a passo, com os cursos necessários, quero ser não o número dois, mas o número um».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:18

Apostas "Fortes" no atletismo leonino

Rui Gomes, em 21.10.16

 

1.jpg

 

Seis anos após ter trocado o Sporting pelo Benfica, Marco Fortes está de regresso a Alvalade, para reforçar a equipa leonina de atletismo.

«É muito bom regressar a um grande clube. Os anos (14) que passei aqui não foram esquecidos. O carinho recebido aqui é espectacular. Sabendo as pessoas que estão à frente deste projecto mais vontade tive de regressar».

O lançador olímpico não é a única novidade do atletismo leonino, que esta quinta-feira também anunciou a contratação de Frank Casanãs, um lançador de disco, nascido em Cuba, que desde 2009 tem representado Espanha nas competições internacionais, com presença nas últimas cinco edições dos Jogos Olímpicos.

«É uma enorme alegria vestir a camisola deste clube. Só penso em ser campeão com o Sporting. Estamos a criar uma grande equipa, temos condições para lutar por um título europeu».

Em dia de grandes novidades no que ao atletismo do Clube diz respeito, nota ainda para as renovações de contrato das atletas Irina Rodrigues e Jéssica Inchude e da lançadora de dardo Cláudia Ferreira, que esta temporada se estreará na categoria sénior.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:08

 

1063036.jpg

 

Depois de conquistar o Campeonato Europeu de Atletismo, o Sporting sagrou-se este domingo Hexacampeão Nacional de Clubes em atletismo feminino ! É o 21º título nos últimos 22 anos e o 46º Campeonato Nacional do Sporting nesta secção. O Sporting impôs-se com 164 pontos, contra 119 da Juventude Vidigalense e 113 do Benfica. 

 

No sector masculino, o Benfica somou 148 pontos, mais dez que o Sporting (138). A Juventude Vidigalense foi terceira, com 106,5 pontos.

Vencedores femininos no Nacional da I Divisão, disputado em Setúbal: 

 

13754661_10153605509696555_546985954305617226_n.pn

 
200 metros (v:-4,3) - Lorène Bazolo (Sporting) 23,74 segundos
800 metros - Cátia Azevedo (Sporting) 2.09,76 minutos
3.000 metros - Jéssica Augusto (Sporting) 9.09,03 minutos
100 metros barreiras (v:-4,2) - Olímpia Barbosa (Sporting) 14,11 segundos
400 metros barreiras - Andreia Crespo (Sporting) 59,79 segundos
Salto com vara - Marta Onofre (Sporting) 4,30 metros
Triplo salto - Patrícia Mamona (Sporting) 14,35 (+3,2) metros
Lançamento do peso - Jéssica Inchude (Sporting) 15,81 metros
Lançamento do dardo - Sílvia Cruz (Sporting) 49,42 metros
4x400 metros - Sporting, 3.41,31 minutos

Classificação final: 1.º Sporting, 164 pontos; 2º Juventude Vidigalense, 119; 3.º Benfica, 113; 4.º Srª Desterro, 94; 5.º Estreito, 75; 6.º Grecas, 67; 7.º J. Serra, 64,5; 8.º Marítimo, 54,5.

 

MASCULINOS:

200 metros (v:-3,9) - David Lima (Sporting) 21,43 segundos
800 metros - Sandy Martins (Sporting) 1.54,89 minutos
3.000 metros - Nuno Lopes (CAS) 8.36,20 minutos
3.000 obstáculos - Fernando Serrão (Sporting) 9.03,35 minutos
110 metros barreiras (v:-3,3) - Rasul Dabo (Benfica) 14,48 segundos
400 metros barreiras - Ricardo Lima (Sporting de Braga) 52,55 segundos
Salto em altura - Paulo Conceição (Benfica) 2,15 metros
Triplo salto - João Alexandre (Vidigalense) 15,85 (+5,5) metros
Lançamento do disco - Jorge Grave (Benfica) 54,17 metros
Lançamento do martelo - António Vital Silva (Benfica) 70,06 metros

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:07

Nem só futebol é "ouro"

Rui Gomes, em 12.07.16

 

sara_moreira_vence_o_ouro_em_amesterdao_foto_olaf_

 

Chegarem segunda-feira à noite a Portugal as atletas medalhadas no Campeonato da Europa de atletismo, que decorreu em Amesterdão.

 

Sara Moreira sagrou-se campeã europeia da meia-maratona. À chegada a Lisboa, com muitos apoiantes à espera, a atleta mostrou-se agradada com a recepção calorosa.

 

«Felizmente tivemos uma recepção digna dos resultados que tivemos, no melhor europeu de sempre do Atletismo. Penso que ninguém esperava resultados tão bons. Pelo facto de estar em Lisboa, e não ser a minha cidade, não estava à espera de tanta gente, estou muito agradecida, orgulhosa e feliz. É um momento muito bom na minha carreira. Só espero que seja um bom presságio para o Rio».

 

ng7284474.jpg

 

Com Sara Moreira chegou também a atleta Patrícia Mamona, campeã de triplo salto. A atleta estava visivelmente emocionada. «Estou super nervosa, mas estou super contente com esta recepção. Estou maravilhada, nas nuvens, nem parece real, foi uma surpresa, mas sempre confiei em mim e que conseguia. Agora quero desfrutar deste momento».

 

O trio ficou completo com Dulce Félix, vice-campeã europeia na categoria dos 10 mil metros, que conseguiu a prata alcançando o novo recorde pessoal. A atleta diz que agora é preciso trabalhar para os Jogos Olímpicos. «Não estávamos à espera desta recepção, é um orgulho e estamos orgulhosas de sermos portuguesas. Também queremos medalhas nos Jogos Olímpicos, temos de trabalhar para elas».

 

ng7284476.jpg

 

Antes, Jéssica Augusto tinha chegado ao aeroporto Francisco Sá Carneiro. A terceira classificada da meia-maratona diz que a medalha de bronze soube a ouro.

 

«Sabe a ouro uma vez que venho de um período em que estive parada um ano por causa da maternidade. Sabe a ouro por isso. Saí de Amesterdão com boas sensações, motivada e preparada para as próximas cinco semanas que se avizinham, de treino intenso. O grande objectivo é a maratona olímpica, e espero sair com um bom lugar».

 

QW8G4HC2.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:07

 

portugalvitorias2186205cb.jpg

 

A Selecção Nacional de futebol sagrou-se campeã europeia de futebol. Horas antes, Sara Moreira foi ouro – e Patrícia Mamona também. Jéssica Augusto recebeu o bronze – tal como Tsanko Arnaudov. No Tour de France, Rui Costa ficou em segundo na etapa do dia.

À segunda (final de um campeonato da Europa de futebol) foi de vez. Portugal venceu este domingo o Euro 2016 com uma vitória por um golo – de Éder – frente à França. Nunca a selecção principal tinha conquistado um troféu tão importante.

 

A vitória no futebol selou um domingo desportivo extraordinário para Portugal. De manhã, o atletismo mostrou o caminho. Sara Moreira conquistou a medalha de ouro na meia maratona do campeonato europeu de atletismo, em Amesterdão, Holanda, com o tempo de 1'10.19.

 

Mas a campeã esteve bem acompanhada no pódio pela sua compatriota Jéssica Augusto, que ficou em terceiro lugar, com mais 36 segundos do que a vencedora. Na prova masculina o português mais bem classificado foi Rui Pinto, que ficou em 35.º lugar.

 

Horas depois, Rui Costa alcançou o segundo lugar na nona etapa da Volta a França, ficando a uns escassos 38 segundos do holandês Tom Dumoulin. No trajecto que ligou Vielha Val d’Aran e Andorra Arcalisla (184,5 quilómetros pelas montanhas dos Pirenéus), Rui Costa integrou a fuga do dia. O segundo lugar da prova permitiu ao português da Lampre-Merida dar um salto de 24 posições na classificação geral (ocupa o 48.º lugar).

 

Antes da final do Euro 2016, ainda haveria mais notícias positivas para o desporto português. Patrícia Mamona conquistou a medalha de ouro em triplo salto nos Europeus de Amesterdão. Com 14.58 metros, Patrícia Mamona bateu também o recorde nacional.

 

A tarde desportiva não ficaria completa sem que Tsanko Arnaudov garantisse a medalha de bronze no lançamento do peso, nos Europeus de Atletismo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:31

 

13310541_10153512696831555_687549656586157425_n.jp

 

Dorcas Bazolo conseguiu hoje mínimos para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 100m e 200m. A atleta ‘leonina’ participou no meeting de Salamanca, tendo alcançado as marcas de 11,21s nos 100m, o que representa um novo recorde nacional, e 23,11s nos 200m.

 

Parabéns !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:01

 

Atletismo1.jpg

Sara Moreira - Dulce Félix - Jéssica Augusto

 

 

Jéssica Augusto está entre as três atletas portuguesas que vão à maratona dos Jogos Olímpicos, apesar de ter apenas o quarto tempo de qualificação. De fora, fica Filomena Costa, da Associação Jardim da Serra, que tinha uma marca de 2h28m, contra as 2h28m52s da atleta do Sporting.

 

Na nota em que divulga os pré-seleccionados para as provas de marcha e atletismo, a Federação Portuguesa de Atletismo relembra os critérios, já antes divulgados pelo organismo:

 

a) No caso de haver mais de três atletas elegíveis nas provas da Maratona, serão seleccionados os atletas com as três melhores marcas obtidas durante o período de qualificação (1 de Janeiro de 2015 a 31 de Maio de 2016);

 

b) Os atletas que obtiveram a sua melhor marca até 30 de Setembro de 2015, terão de demonstrar um bom estado de forma durante a época de 2015-2016.

Ora é precisamente esta alínea b) que explica a escolha de Jéssica Augusto em detrimento de Filomena Costa. É que esta última obteve o registo a 22 de Fevereiro do ano passado, em Sevilha, não tendo voltado a correr os 42,195 kms. Jéssica, por seu lado, fez a sua melhor marca em Londres, a 24 de Abril deste ano.

Sara Moreira, do Sporting, e Dulce Félix, do Benfica, são as outras duas portuguesas que estarão na maratona do Rio de Janeiro. A primeira tem como marca de apuramento 2h24m49, enquanto a segunda fez 2h25m15s. Curiosamente, ambos os registos foram obtidos há mais de um ano, não tendo nenhuma delas voltado a correr maratonas desde então.

Eis todos os pré-seleccionados para os Jogos Olímpicos nas provas de marcha e maratona. A selecção final será divulgada após o Campeonato da Europa, que se disputa em Julho, em Amesterdão.

20 km marcha masculinos
João Vieira – Sporting
Sérgio Vieira – Benfica

20 km marcha femininos
Ana Cabecinha – Clube Oriental de Pechão
Inês Henriques – Clube de Natação de Rio Maior
Daniela Cardoso – Leiria Marcha Atlética
Suplente: Vera Santos – Sporting

50 km marcha masculinos
João Vieira – Sporting
Pedro Isidro – Benfica
Miguel Carvalho – Benfica

Maratona masculina
Ricardo Ribas – Benfica
Rui Pedro Silva – Benfica

Maratona feminina
Sara Moreira – Sporting
Dulce Félix – Benfica
Jessica Augusto – Sporting
Suplente: Filomena Costa – Associação Jardim da Serra

 

A decisão da Federação não foi bem recebida por Filomena Costa, situação que obrigou uma explicação adicional da parte de Jorge Vieira, presidente do organismo:

 

 «A Jéssica foi escolhida com base na alínea b dos critérios, que é muito clara, ao referir que ‘os atletas que obtiveram a sua melhor marca até 30 de setembro de 2015’ [foi o caso de Filomena Costa] ‘terão que demonstrar um bom estado de forma durante a época de 2015/2016’. E o que se verificou é que, enquanto a Jéssica, mesmo tendo sido mãe recentemente, correu a maratona num bom tempo – mesmo com uma indisposição que a obrigou a ir a uma casa de banho, pelo meio -, a Filomena esteve doente e praticamente não competiu. Isso, independentemente de todo o passado atlético da Jéssica, que reforça a escolha feita.

 

A maratona é uma prova muito específica, na qual não é possível verificar a qualquer altura – como acontece na generalidade das restantes especialidades – o momento de forma de um atleta. Esta foi uma pré-seleção e podem acontecer lesões ou más disposições que levem a alterar a escolha e para isso é que são indicados suplentes».

 

No sector masculino, Rui Pedro Silva está selecionado (juntamente com Ricardo Ribas) e também não correu a maratona esta época. "Mas vai ter que demonstrar estar em forma", referiu o presidente federativo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52

Para terminar o dia com um sorriso

Rui Gomes, em 30.05.16

 

13322017_10153502648576555_9118525670124562348_n.j

As "leoas" Campeãs da Europa chegaram a Lisboa...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54

 

img_770x433$2016_05_29_19_45_36_1107517.jpg

 

O Sporting conseguiu hoje o seu primeiro título europeu feminino, ao ganhar a Taça dos Clubes Campeões Europeus realizada em Mersin, na Turquia, 16 anos depois da vitória da formação masculina em Vila Real de Santo António.

 

O Sporting somou 133 pontos, contra 122 pontos da equipa espanhola do Valencia Terra i Mar, que fora campeã em 2015, e 116 pontos da formação turca do Fenerbahçe, terceira classificada.

 

Na segunda jornada, menos favorável à equipa portuguesa, o Sporting juntou mais duas vitórias às sete que havia conseguido no sábado e precisamente nas duas últimas provas do programa.

 

campeas-6-compressor.jpg

Jéssica Augusto não precisou de se empregar a fundo para ganhar os 5.000 metros com dez segundos de vantagem, em 15.52,53 minutos, e na estafeta de 4x400 metros, a equipa 'leonina' triunfou em 3.36,43, novo recorde nacional de clubes.

 

O Sporting foi segundo nos 1.500 metros, através da bielorussa Svietlana Kudzelich, que na véspera ganhou os 3.000 obstáculos, e nos 200 metros, pela recentemente naturalizada Dorcas Bazolo, que ganhara os 100.

 

Parabéns "leoas" campeãs !!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38

 

ECCpC_2015.png

 

A equipa feminina de atletismo do Sporting lidera com uma boa margem no final da primeira jornada da Taça dos Clubes Campeões Europeus, que se está a realizar em Mersin (Turquia), enquanto o Benfica é terceiro em masculinos.

 

Com uma apreciável vantagem de 17 pontos no final da jornada de hoje, o Sporting está em excelente posição para vir a ganhar pela primeira vez a competição no sector feminino, depois de ter sido segundo em 2014 e terceiro em 2011 e 2015.

 

A equipa segue com 79 pontos ao fim de 11 das 20 provas do programa, contra 62 da formação turca do Fenerbahçe e 61 da equipa espanhola do Valencia Terra i Mar, vencedora na época passada.

 

O Sporting ganhou sete das 11 provas. Foi o caso de Dorcas Bazolo nos 100 m (11,70 segundos), Sara Moreira nos 3.000 m (9.07,93 minutos), da bielorussa Svietlana Kudzelich nos 3.000 m obstáculos (9.43,05), Vera Barbosa nos 400 m barreiras (57,48 segundos), Marta Onofre na vara (4,30 metros), Patrícia Mamona no triplo (14,07 metros) e Irina Rodrigues no disco (59,81 metros).

 

Além disso, a equipa não teve quaisquer pontos fracos, já que nas restantes quatro provas se classificou entre os segundo e quarto lugares, na primeira metade entre as oito equipas participantes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:01

Foto do Dia

Rui Gomes, em 21.03.16

 

1930238_10153351035286555_565901966433886509_n.jpg

Os campeões de corta-mato no relvado do Estádio José Alvalade

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:07

Foto do Dia

Rui Gomes, em 08.03.16

 

12799366_10153316107201555_5947879595326152581_n.j

Equipa de atletismo do Sporting, com o sector feminino a somar

o seu 21.º Campeonato Nacional de Clubes

em pista coberta, em 22 possíveis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:16

Sporting e Benfica repartem títulos

Rui Gomes, em 07.03.16

 

NMXTH48Y.jpg

Marta Onofre

 

O Sporting, no sector feminino, e o Benfica, no masculino, confirmaram o favoritismo nos Nacionais de atletismo de pista coberta, que terminaram este domingo em Pombal com recordes nacionais de Paulo Conceição na altura e de Marta Onofre na vara.

 

Em femininos, a superioridade do Sporting, que conquistou o sexto título consecutivo, foi grande, como o comprovam os 18 pontos de vantagem que conseguiu sobre o Benfica (108-90). A Juventude Vidigalense completou o pódio, com 78 pontos.

 

Nos homens, o Benfica, que ganhou pelo quinto ano consecutivo, teve mais dificuldades do que o esperado, mas terminou com 4,5 pontos de vantagem sobre o Sporting (105-100,5). O CA Seia ascendeu pela primeira vez ao pódio, ao conseguir o terceiro lugar, com 65,5 pontos.

A nível individual, há a assinalar a queda de dois recordes nacionais. A sportinguista Marta Onofre passou os 4,51 metros na vara, marca que é mínimo para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e ultrapassa não só os seus 4,45 desta época em pista coberta, mas também o recorde nacional absoluto que estava na posse de Eleonor Tavares, com 4,50 desde 2011.

No salto em altura, o benfiquista Paulo Conceição conseguiu primeiro 2,22 metros e, a seguir, 2,24, marcas que batem por um centímetro os recordes de pista coberta e absoluto (ar livre), respectivamente.

Um terceiro recorde nacional (de pista coberta) foi conseguido pela equipa de 4x400 m do Sporting, que obteve 3.41,54 minutos, contra os anteriores 3.42,60 de outra formação ‘leonina’, em 2009. A equipa foi agora composta por Filipa Martins, Vera Barbosa, Miriam Tavares e Cátia Azevedo.

Na jornada de hoje, conseguiram ainda melhores marcas nacionais do ano Nelson Évora, com 16,71 metros no triplo, e Rivinilda Mentai, com 24,12 segundos nos 200 m.

No triplo-salto feminino, registou-se um muito equilibrado despique entre Patrícia Mamona (13,57) e Susana Costa (13,56), mas ambas ficaram, desta feita, longe da marca de qualificação pedida pela Federação (14,00) para o Mundial de Portland, dentro de duas semanas. A selecção será divulgada esta segunda-feira. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

 

catiaazevedo.jpg

 Cátia Azevedo

 

A atleta do Sporting foi a portuguesa em destaque no meeting internacional de atletismo em pista coberta que decorreu em Madrid, Espanha, ao bater o recorde nacional de sub-23 nos 400 metros.

Cátia Azevedo venceu a corrida com o tempo 53,30 segundos e retirou meio segundo ao recorde que fixara a 14 de Fevereiro, em Pombal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:14

Apresentação da equipa de atletismo

Rui Gomes, em 15.11.15

 

FYKBV888.jpg

 

O Sporting apresentou este sábado a equipa de atletismo no auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, com o objectivo de conquistar todas as competições, após uma aposta muito forte da Direcção na modalidade.

Numa cerimónia em que estiveram presentes muitos dos atletas que compõe a equipa leonina, Bruno de Carvalho teve isto para dizer:

«A minha presença não é inocente aqui, o atletismo é a modalidade que mais títulos deu ao Sporting e tem que haver esse reconhecimento do Sporting (...). É uma aposta muito forte e para mim é muito bom voltar a olhar para o atletismo e ver estes valores a representar o Sporting. O objectivo é sermos campeões em todas as modalidades e o segundo objectivo é a conquista de títulos europeus. Devemos ao atletismo projecção e queremos voltar a conquistar ao nível do atletismo europeu.»

Jéssica Augusto (maratonista e corta mato), atleta que recentemente foi mãe mas que ainda tem a ambição de chegar aos Jogos Olímpicos, mas sempre com "os objectivos do clube em primeiro lugar":

«Não sinto como uma pressão, para mim até uma motivação saber que fui uma grande aposta, uma aposta do presidente e só tenho de estar motivada e corresponder às expectativas dele. A partir de Janeiro começo a preparar a maratona, sem prejudicar os objectivos do clube, que estão em primeiro lugar e penso que se treinar e tudo correr bem, naturalmente farei os mínimos (para os Jogos Olímpicos) em Abril.»

Já Sara Moreira, maratonista que está no Sporting desde 2010 e que já tem lugar confirmado nos Jogos Olímpicos, assumiu que a sua cabeça "está totalmente no Sporting", mas questionada acerca do quarto lugar alcançado na maratona de Nova Iorque, não escondeu o orgulho pela sua prestação:

«É sempre muito bom quando o nosso trabalho é recompensado como foi o meu caso na maratona de Nova Iorque, fiquei muito satisfeita, porque foi muito tempo de trabalho, de abdicar de muita coisa, inclusive da família, e claro que quando as coisas correm bem é altamente motivador, e só assim é que faz sentido para continuar e as coisas correrem bem.»

 

Boa sorte a todos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:33

 

obikwelu1.jpg

 

Muito indica que o atletismo do Sporting está em um estado preocupante, e muito embora Carlos Lopes - Director da Secção - não o admita publicamente, consta que a aposta futura do Clube passará pela equipa feminina - apesar de ter perdido Carla Salomé Rocha e Catarina Ribeiro para o Benfica - e, em masculinos, pelas provas de estrada e crosse em detrimento da pista.

 

Vários atletas masculinos estão preocupados, até revoltados, com a situação e aguardam reunião com a estrutura directiva para ver os seus casos resolvidos:

 

Edi Maia - «Acho inadmissível o Sporting fechar contrato com atletas que nunca estiveram nos Jogos Olímpicos, ou até em Mundiais ou Europeus, e ainda nada me ter edito. Falei com o Carlos Lopes há três semanas e, desde então, não voltei  ser contactado. Gostava que o presidente, Bruno de Carvalho, percebesse o que se passa nesta secção que tantas glórias tem dado ao Clube.»

 

Francis Obikwelu - «Renovei contrato para esta época, mas fiquei com o mesmo subsídio e sem bónus por resultados.»

 

Francisco Belo (lançador de peso e disco) - «Estou preocupado comigo, claro, até porque gosto muito disto, mas o que mais me preocupa é a geração que aí vem. Os clubes gerem os atletas, se não conseguem manter equipas, a Federação perde e Portugal deixa de ter atletas de topo. Vai afectar a visibilidade de um País com tantos sucessos internacionais no atletismo.» 

 

João Pedro Ferreira (400 m barreiras) - «Cansei-me de esperar e contactei o Sporting. Carlos Lopes disse-me que seria difícil continuar no Clube e que seria melhor procurar outro.»

 

João Almeida (recordista nacional 110 m barreiras) - Ainda não foi informado do seu destino. Em Julho correu com a camisola do Sporting do avesso, nos Campeonatos de Portugal, em protesto pelo atraso no pagamento do subsídio.

 

João Ferreira (110 m barreiras) - Recebeu email a informar que poderá permanecer no Sporting, mas sem subsídio. Está de saída.

 

André Marques - Caso idêntico a João Ferreira.

 

Sandy Martins (800 m) - Saiu por opção.

 

Guilherme Pinto (800 metros) - Saiu por opção.

 

João Vieira (marchador recordista) - «Tivemos uma reunião em Junho e não voltaram a falar comigo. Estou muito preocupado... Mas não ando à procura de clube. A intenção é de ficar no Sporting ou, então, inscrevo-me como individual.»

 

Vera Santos (marchadora) - Em situação idêntica à de João Vieira.

 

Ricardo Jaquité (cumprimento e triplo) - Aguarda informações mas a saída é provável.

 

Carlos Veiga - Foi pedido para aguardar.

 

Luís Almeida - (lançador dardo) - Recebeu email na semana passada, convocando-o para "renegociar as condições do contrato.»

 

Uma situação preocupante, sem dúvida. Seria interessante saber o que o prof. Mário Moniz Pereira pensa sobre o estado das coisas com o "seu" atletismo verde-e-branco.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:31

 

 

A equipa feminina do Sporting sagrou-se vice-campeã da Europa de atletismo de pista, na competição que teve lugar este fim de semana em Vila Real de Santo António, com o título a ir para as espanholas do Valência Terra i Mar. O Sporting até chegou a liderar na primeira jornada, no entanto, a desclassificação nos 4x100 metros no segundo dia fizeram a diferença, permitindo 111 pontos às espanholas, perante os 98,5 das "leoas". O Enka, da Turquia, fechou o pódio.

 

O homens não terão competido, porque não os vejo na classificação final, liderada pelos italianos do Fiamme Gialle, que revalidaram o título, seguidos pelo Benfica e o Playas de Castellon.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:41

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo