Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

24852424_1690232481007203_2181520294175411670_n.jp

 

O Sporting visitou e foi derrotado pelo Benfica, por 3-1, em jogo dos oitavos-de-final da Taça de Portugal em voleibol.

 

No Pavilhão nr. 2 da Luz, a equipa leonina entrou melhor e venceu o primeiro set por 25-21. O Benfica encetou depois uma recuperação e mostrou-se mais forte nos momentos decisivos, vencendo os restantes três sets com os parciais de 25-19, 25-23 e 34-32.

 

Este foi o segundo «derby» da temporada no voleibol. No primeiro jogo, disputado no Pavilhão João Rocha, para o Campeonato, venceu pelo mesmo resultado: 3-1.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:33

E ainda temos o "clássico"...

Rui Gomes, em 02.12.17

 

image.jpg

 

O empate que permite ao Sporting apanhar o líder FC Porto na tabela classificativa. A equipa do Norte somou o terceiro empate no campeonato - o primeiro no Dragão, após seis vitórias - e o segundo consecutivo, e tem agora 33 pontos, os mesmos do Sporting, mas com vantagem na diferença de golos.

 

No entanto, há queixas da arbitragem. Eis Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto:

 

"Isto é uma vergonha. Três erros capitais que fazem deste resultado uma farsa muito, muito grande".

 

E depois temos o treinador "encarnado", Rui Vitória, que terá assistido a um outro jogo:

 

"Foi um jogo intenso, bem disputado, com duas equipas que se equilibraram. Mostrámos que estamos cá. Se calhar, há uma semana pensava-se que aqui seria o enterro do Benfica. Não é de certeza, não vai ser e estamos na luta até ao final."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:57

 

img_797x448$2017_11_28_18_38_38_269825.jpg

 

Um artigo da autoria de Carlos Rodrigues Lima, revista Sábado, em que alega que quatro dias antes de prestar depoimento na Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga sobre o caso dos vouchers, o presidente do clube da Luz, Luís Filipe Vieira, muito provavelmente já saberia o que é que os árbitros testemunharam acerca daquela matéria:

 

Depois da Liga ter aberto um inquérito, em Outubro de 2015, resposta preparada pela APAF para os árbitros chegou a Paulo Gonçalves a 7 de Novembro. Luís Filipe Vieira prestou declarações quatro dias depois.

 

"Quatro dias antes de prestar depoimento na Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga sobre o caso dos vouchers, o presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, muito provavelmente já saberia o que é que os árbitros testemunharam acerca daquela matéria. Tudo porque no mesmo dia em que a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol enviou para os associados uma "resposta-tipo" para ser entregue à CIIL, o documento chegou a Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD do Benfica.

 

De acordo com a reconstituição feita pela SÁBADO, depois de, em Outubro de 2015, a CIIL ter aberto um inquérito ao caso, denunciado pelo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, a APAF enviou, a 7 de Novembro, para árbitros, árbitros assistentes, segunda categoria, estagiários e observadores uma "sugestão de resposta" à CIIL.

 

"Os árbitros e assistentes solicitaram à APAF aconselhamento jurídico, no seguimento de um pedido da Comissão de Inquéritos da Liga", explicou à SÁBADO José Fontelas Gomes, então presidente da associação, actual presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

O referido documento chegou naquele mesmo dia ao email de Paulo Gonçalves, que o reencaminhou para Ricardo Costa, consultor da Abreu Advogados e antigo presidente da Comissão de Disciplina da Liga. No processo dos vouchers, Luís Filipe Vieira prestou declarações na CIIL a 11 de Novembro de 2015.

 

Na passada sexta-feira, a SÁBADO enviou pedidos de esclarecimento a Ricardo Costa e Paulo Gonçalves. O primeiro optou por não responder. O assessor jurídico do Benfica fez saber, segunda-feira à noite através do director de comunicação, Luís Bernardo, que responderia, caso as suas declarações fossem publicadas na íntegra. A SÁBADO comprometeu-se a publicá-las na sua totalidade no site, o que foi recusado por Luís Bernardo".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:09

 

Branding_1-1-1200x565.jpg

 

O caso das e-mails do Benfica tem feito correr muita "tinta" e tudo indica que vai dar para mais. Esta sexta-feira veio-se a saber que a Polícia Judiciária (PJ) esteve na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em Julho, a fim de consultar as classificações dos árbitros das últimas temporada.

 

Ao que foi possível apurar, pelas notícias do dia, os inspectores da Polícia Judiciária levaram alguns documentos, mas não houve buscas, já que o processo foi feito sem mandado, mas pela insistência do próprio Fernando Gomes que contactou a PJ e a Procudoria Geral da República com vista à facultação de total acesso à documentação relativa às nomeações, classificações e relatórios dos árbitros desde Dezembro de 2011, data em que assumiu a liderança do organismo.

 

Estas declarações do líder federativo foram proferidas a 23 de Junho, numa altura que se encontrava na Rússia com a Selecção Nacional, que disputava a Taça das Confederações. A visita da PJ ocorreu semanas depois, já após o regresso da comitiva a Portugal.

 

Como já é do conhecimento público, esta mesma autoridade judicial, há cerca de duas semanas, esteve no Estádio da Luz, bem como nas casas de Luís Filipe Vieira, Paulo Gonçalves e Pedro Guerra, também no âmbito da investigação do caso das e-mails. Neste caso, houve um mandado de busca para o efeito.

 

Depois do que ocorreu com os infâmes processos dos "apitos", um cínico não pode deixar de questionar se este novo processo vai resultar em algo de positivo para o futebol português.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:48

 

mw-320EA8F3VQK.jpg

  

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) explicou aos clubes os motivos para a inperacionalidade do video-árbitro no jogo entre Aves e Benfica, no domingo, da nona jornada da I Liga.

 

Contactada pela agência Lusa, fonte do Conselho de Arbitragem confirmou o envio da missiva à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), dando conta de que a quebra de comunicações entre o videoárbitro e a equipa de arbitragem, a partir dos 66 minutos do encontro, se ficou a dever a uma anomalia na base de interligação, que permite o envio de sinal áudio da equipa de arbitragem para o centro de videoarbitragem.

 

Ainda de acordo com a explicação do Conselho de Arbitragem, após detectada a anomalia, a equipa técnica no centro de videoarbitragem procedeu a tentativas de recuperação do sistema de comunicações, nomeadamente reiniciando-o, sem sucesso, e, posteriormente, reconfigurando-o, igualmente sem resultados.

 

Perante isto, as comunicações ficaram comprometidas até ao final do jogo, sendo que os testes realizados após o encontro, que o Benfica venceu por 3-1, diagnosticaram que a falha se ficou a dever à base de interligação dos sistemas dos rádios utilizados pela equipa de arbitragem, liderada por Nuno Almeida, da associação do Algarve.

 

No domingo, o CA da FPF já tinha confirmado, na sua conta oficial do Twitter, a quebra de comunicações a partir dos 66 minutos do jogo, acrescentando que esta falha impediu o diálogo entre a equipa de videoarbitragem e a equipa de arbitragem no terreno.

 

Entretanto, de acordo com fonte da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o Conselho de Arbitragem ficou chocado por fonte da Liga ter alegadamente revelado conteúdo do relatório do árbitro (Nuno Almeida) do jogo Aves-Benfica, facto que considera gravíssimo, uma vez que o relatório ainda não foi analisado pelo Conselho de Disciplina e poderá conter factos que obriguem o CD a manter-se em sigilo. Tal será o caso, por exemplo, de existir matéria constante do relatório que justifique a abertura de um inquérito ou processo disciplinar.

 

A Liga revelou que pediu esclarecimentos ao Conselho de Disciplina por não ter tomado conhecimento oficial da avaria que impediu as comunicações entre o VAR e o árbitro no dia do jogo, uma vez que a mesma não consta dos relatórios da equipa de arbitragem. A mesma fonte confirmou que a Liga foi informada formalmente pelo Conselho de Arbitragem, mas apenas ontem, tendo solicitado mais esclarecimentos no sentido de perceber a ausência de qualquer referência à avaria nos relatórios apresentados no final da partida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:19

A cronologia do caso das e-mails

Rui Gomes, em 20.10.17

 

luz1 (2).jpg

 

A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL) confirmou, esta quinta-feira, a investigação a um suspeito, no âmbito do caso das e-mails do Benfica, por corrupção passiva e activa.

 

Em comunicado, a PGDL dá conta da emissão de mandados de busca domiciliária e não domiciliária, no âmbito de uma investigação em curso pelos crimes de corrupção passiva e activa, por parte da nona secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

 

O Benfica, recorde-se, está a ser investigado por um alegado esquema de corrupção, na sequencia de denúncias de Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto.

 

Recorde-se como tudo começou:

 

6 de Junho de 2017

 

Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto, denuncia no programa ‘Universo Porto da Bancada’, do Porto Canal, emails que terão sido trocados entre Adão Mendes, antigo árbitro da Associação de Futebol de Braga, e Pedro Guerra, na altura director de conteúdos da Benfica TV, salientando que os mesmos configuram um "esquema de corrupção [na arbitragem] para beneficiar o Benfica".

 
 
 

Francisco J. Marques começa por citar um email de Adão Mendes para Pedro Guerra de 28 de Janeiro de 2014 em que se fala de “padres” para representar árbitros e de “missas” como jogos do Benfica.

 

Num outro email trocado entre Adão Mendes e Pedro Guerra, o director de comunicação dos ‘dragões’ cita um excerto em que são referidos os nomes de oito árbitros (Jorge Ferreira, Nuno Almeida, Manuel Mota, Vasco Santos, Rui Silva, Hugo Pacheco, Bruno Esteves e Paulo Baptista) que, na sua opinião, estão ao serviço do clube ‘encarnado’.

 

7 de Junho de 2017

 

O Benfica reage em comunicado às acusações de Francisco J. Marques, desmentindo “de forma veemente as falsas e absurdas insinuações do director de comunicação do FC Porto” e revelando a intenção de avançar com um “processo crime por difamação e outros processos que que se justifiquem”.

 

No mesmo dia, a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) anuncia a intenção de apresentar “queixa das referidas declarações” de Francisco J. Marques.

 

13 de Junho de 2017

 

Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, é implicado numa troca de emails com Mário Figueiredo, ex-presidente da Liga, e Nuno Cabral, ex-delegado da Liga. O primeiro fala de um pedido do antigo árbitro ao jurista ‘encarnado’, em Outubro de 2014, para interceder a favor do árbitro Manuel Mota devido a uma nota negativa que recebeu num jogo entre o Vitória de Guimarães e o Marítimo. O dirigente benfiquista teria ainda recebido emails de Adão Mendes a pedir que intercedesse a favor do filho Renato Mendes, árbitro da AF Braga.

 

15 de Junho de 2017

 

O Diário de Notícias avança que os emails revelados por Francisco J. Marques estão na posse do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, que os obteve através de uma denúncia anónima.

 

16 de Junho de 2017

 

O Benfica, através do seu director de comunicação Luís Bernardo, afirma que vai avançar com processos-crime contra Pinto da Costa e o FC Porto no âmbito do caso dos emails revelados pelos ‘dragões’. “Se o FC Porto alega ter informação confidencial, terá tido acesso a informação comercial e isso é um crime grave", disse o director de comunicação do Benfica à BTV.

 

22 de Junho de 2017

 

Francisco J. Marques acusa o Benfica de monitorizar as mensagens telefónicas do  actual presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes. O dirigente portista citou alegados emails enviados em 2014 por Carlos Deus Pereira, então presidente da Assembleia-Geral da Liga, a Pedro Guerra, com o conteúdo de centenas de sms’s de Fernando Gomes, na altura presidente da Liga de Clubes.

 

24 de Junho de 2017

 

O Expresso avança que a Polícia Judiciária está a investigar as acusações feitas pelo FC Porto a elementos do Benfica e já terá na sua posse os emails e mensagens que o director de comunicação dos ‘dragões’ tem vindo a revelar. A RTP adianta, por sua vez, que a PJ pretende ouvir os envolvidos no caso, nomeadamente Pedro Guerra, Nuno Cabral e Adão Mendes.

 

28 de Junho de 2017

 

Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria" para conseguir obter resultados desportivos nas últimas temporadas, partilhando no Porto Canal um email a envolver Luís Filipe Vieira, presidente das ‘águias’ e o "General Doutor Armando Nhaga, comissário nacional da polícia da Guiné Bissau". Rui Gomes da Silva, ex-vice dos ‘encarnados’, terá sido o intermediário.

 

9 de Agosto de 2017

 

O director de comunicação do FC Porto revela novos emails, trocados entre Domingos Soares Oliveira, administrador da SAD do Benfica, e dois advogados ligados ao processo que decorre tribunal contra Jorge Jesus, “com conhecimento de Paulo Gonçalves”. Numa mensagem, Domingos Soares Oliveira terá sugerido que se investigasse o computador que Jorge Jesus levou para o Sporting, para benefício em tribunal.

 

29 de Agosto de 2017

 

Francisco J. Marques acusa Bruno Paixão de manter "contactos clandestinos" com o Benfica, através da intermediação de Nuno Cabral, antigo delegado da Liga. O dirigente portista mostrou uma alegada conversa de Facebook, em marro de 2014, entre o árbitro da AF Setúbal e o ex-delegado da Liga, cuja alegada ligação aos ‘encarnados’ por várias vezes foi denunciada por Francisco J. Marques - em que o juiz, após apitar um Tondela-Benfica B, terá mandado "fazer fichas novas" porque no seu entender "não estavam bem preenchidas".

 

12 de Setembro de 2017

 

O Jornal de Notícias avança que o Benfica interpôs uma providência cautelar contra FC Porto, SAD, FC Porto Media, Porto Canal e Francisco J. Marques. Ao Tribunal Cível do Porto, através do advogado Gonçalo Malheiro, o clube pediu a proibição imediata de novas revelações de emails ou mensagens, reclamando o pagamento de um milhão de euros por cada violação da decisão judicial.

 

Em comunicado divulgado no site do clube, o emblema da Luz confirmou e justificou a cação judicial, cujos objectivos serão “impedir, primeiro, a prática continuada de uma conduta ilícita” e garantir, em segundo lugar, “a salvaguarda do bom-nome do Sport Lisboa e Benfica”.

 

13 de Outubro de 2017

 

O Tribunal Cível da Comarca do Porto indefere a providência cautelar intentada pelo Benfica para impedir Francisco J. Marques de continuar a divulgar emails. No documento de 60 páginas, o tribunal considera que não ficou provado que a situação constitua "o instituto da concorrência desleal", argumento utilizado pelos 'encarnados'.

 

*** Entretanto, e no dia em que a Polícia Judiciária (PJ) conduziu buscas no Benfica, o director de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, revelou como teve acesso às e-mails que foi divulgando ao longo dos últimos meses, no Porto Canal:

 

"Ao contrário do que dizia o Adão Mendes, nós não apagamos tudo. O primeiro contacto foi através de um email com a cartilha e eu quis, desde logo, averiguar a veracidade do que tinha à minha frente. Algum tempo depois, recebi novo email, com 'printscreens' com contas de email e aí pensei que não havia volta a dar. As autoridades sabem disso desde sempre. Depois criei uma conta de email, um email encriptado. E foi através dessa conta de email que cheguei à parte das mensagens. Quando o FC Porto olhou para aquilo, constatou o interesse público do que lá estava".

 

Também foi revelado, esta quinta-feira, que além das buscas efectuadas nas instalações do Estádio da Luz e nas residências de Luís Filipe Vieira, Paulo Gonçalves e Pedro Guerra, a Polícia Judiciária (PJ) realizou diligências nas casas de Adão Mendes, ex-árbitro, Ferreira Nunes, antigo responsável pela classificação dos árbitros, e Nuno Cabral, ex-delegado da Liga, todos implicados nas e-mails divulgadas por Francisco J. Marques.

 

Ao todo, foram dez as acções de busca por todo o país, que envolveram 34 inspectores da PH, peritos financeiros, informáticos, quatro procuradores do Ministério Público e resultaram na apreensão de muito material informático e documentos impressos. Apenas Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, foi constituído agredido. A condição de advogado obriga a que assim seja quando é alvo de buscas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:21

 

BenficaSporting1.jpg

 

O Sporting venceu o «derby» com o Benfica (24-27), esta quinta-feira, em jogo em atraso da sétima jornada do Nacional da Primeira Divisão de andebol.

 

O encontro do Pavilhão da Luz revelou-se até equilibrado, com os actuais campeões nacionais a "descolar" do marcador na fase final. Em destaque, para o Sporting, o cubano Pedro Valdés com 7 golos, e ainda o pivô Tiago Rocha, com quatro.

 

Com este triunfo, a equipa verde e branca ascende mesmo à liderança da classificação, com 21 pontos (com um jogo a mais). Já os encarnados, que somaram o primeiro desaire no campeonato e quebraram uma série de seis vitórias consecutivas, partilham o segundo lugar com o ABC (19 pontos). Ainda assim, as águias têm melhor diferença de golos.

 

A próxima jornada disputa-se no Pavilhão João Rocha frente ao Boa Hora (1 de Novembro às 18h00).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:20

Quando o "encarnado" vem ao de cima

Rui Gomes, em 19.10.17

 

ng8865515.jpg

 

Ao ler as declarações de José Mourinho no final do encontro entre o Benfica e Manchester United, quase que fiquei com a ideia que o cidadão de Setúbal é que é na realidade o treinador do clube da Luz. Isso, ou tem aspirações futuras à sua presidência:

 

- " Relativamente à qualidade do Benfica, o Benfica é melhor do que os outros dois. Continuo com essa ideia".

 

- "O Benfica é forte na bola parada mas fomos fortes. É uma vitória que não é brilhante, mas segura".

 

- "Se ganharmos ao CSKA e Basileia, os nove pontos do Benfica podem chegar".

 

- "Os guarda-redes que não são grandes não sofrem este golo porque não saem da baliza".

 

- "As minhas palavras para o Rui foram dar os parabéns. Fui ao balneário e tinha curiosidade em ver o que é um balneário que não podemos ter em Old Trafford".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:04

 

mw-860.jpg

 

Dias de grande regozijo para Francisco J. Marques e FC Porto, após o Tribunal Cível do Porto rejeitar a providência cautelar interposta pelo Benfica, que queria impedir o emblema portista de divulgar e-mails do clube:

 

"O FC Porto sauda a decisão do tribunal. Ficou evidente com a decisão do juiz o interesse público das revelações que temos feito. É uma enorme derrota do Benfica, que teve todo o tempo para preparar a sua providência cautelar, enquanto o FC Porto teve apenas dez dias para responder. Não só respondemos de modo competente como também anulámos toda a argumentação do Benfica".

 

No entender do Tribunal Cível do Porto não ficou provado que a divulgação das e-mails significasse automaticamente "o instituto da concorrência desleal", no fundo o argumento de que o Benfica alegou no sentido de parar a divulgação de emails: "A concorrência desleal pressupõe sempre uma economia de mercado, isto é, a existência de concorrência entre empresas na luta pela captação e fidelização da clientela por forma a poderem expandir a sua atividade e ganhar e manter a quota de mercado, sendo certo que são empresas que disputam a mesma clientela. [...] Manifestamente, não é concebível uma transferência de adeptos ou sócios de um clube para o outro".

 

O Benfica também tinha argumentado de que podia estar suscetível a danos nos acordos de sponsorização mas para o Tribunal Cível do Porto não existe "alegado qualquer facto que indicie, ou de onde se possa retirar a possibilidade, o potencial dano de qualquer dos patrocinadores fazer cessar o seu patrocínio".

 

Diz ainda o director de comunicação portista:

 

"Não vai mudar nada. O FC Porto continuará, sempre que achar importante, relevante e de interesse público, a desmascarar todas estas práticas. E todos já perceberam que não estamos a falar de uma investigação que se baseia num livro escrito pela Leonor Pinhão e assinado pela Carolina Salgado. Estamos a falar de assuntos muitos sérios, que do nosso ponto de vista colocam em causa o normal desenrolar das competições. A esse nível não vai mudar nada. Estamos tranquilos e estamos certos de que a razão acabará por prevalecer".

 

Por muita razão que o FC Porto possa ter neste caso em concreto, não passa despercebida a ironia do seu discurso, para quem não tem memória fraca: "Estamos a falar de assuntos muitos sérios, que do nosso ponto de vista colocam em causa o normal desenrolar das competições".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:17

Iniciados vencem Benfica

Rui Gomes, em 12.10.17

 

img_770x433$2017_10_11_19_28_46_1322324.jpg

 

Em jogo a contar para a 7.ª jornada do Campeonato Nacional de iniciados, Série E, a equipa do Sporting recebeu e venceu o rival da Luz, esta quarta-feira, com dois golos sem resposta da autoria de Adriano Almeida, aos 20 minutos, e Joelson, aos 27 minutos.

 

O Benfica liderava a tabela de classificação com dois pontos de vantagem e, assim, com este resultado, passar a ficar a um ponto do Sporting.

 

As equipas alinharam da seguinte forma:

Sporting


Martim Duarte, Rafael Lopes, João Carvalho, Miguel Ladeiro, Adriano Almeida, Eduardo Barbosa, Lucas Dias, Gonçalo Sabino, Tristan Hammond, Armando Silva e Joelson Fernandes.

Treinador: Pedro Coelho

Benfica


André Mendes, Martim Ferreira, Henrique Abrantes, Rafael Afonso, Guilherme Montoia, Afonso Soares, João Tomé, Gustavo Mendonça, Tiago Morais, Martim Neto e Guilherme Pio

Treinador: Luís Nascimento

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:55

 

 

22 anos depois, o voleibal do Sporting regressou oficialmente de forma estrondosa e com uma série de "primeiros" neste domingo:

 

- O primeiro jogo do Campeonato Nacional em 22 anos;

- O primeiro jogo oficial no Pavilhão João Rocha;

- O primeiro "derby" no Pavilhão João Rocha;

- O primeiro triunfo da época.

 

Neste ano de regresso à modalidade, após a sua extinção em 1995, o Sporting, comandado pelo treinador Hugo Silva, mostrou credenciais de peso para discutir o domínio de Benfica, Sporting de Espinho e Fonte Bastardo. Perante 1.489 espectadores, sob um excelente ambiente no Pavilhão João Rocha, os 'leões' impuseram-se com os parciais de 25-23, 17-25, 30-28 e 25-18.

 

imageQXBINYMZ.jpg

 

A equipa leonina ao apresentou-se muito equilibrada sob a batuta em campo de Miguel Maia e a eficácia de jogadores como Robinho ou Dennis Diaz. Com o controlo do primeiro 'set', o Sporting nunca permitiu a ultrapassagem do rival no marcador, que exibia dificuldades no seu bloco, e ganhou o parcial por 25-23.

 

O campeão nacional - que esta época já perdeu  a Supertaça para o Sporting de Espinho - regressou com uma atitude mais forte no segundo 'set', construindo rapidamente uma vantagem confortável e até a conseguir aumentá-la, com Zélão e Hugo Gaspar a brilharem.

 

Adivinhava-se um terceiro parcial decisivo e as expectativas confirmaram-se, com a decisão a pender para os anfitriões. O equilíbrio foi a nota dominante, passando depois por um ligeiro ascendente do Benfica até se consumar a reviravolta leonina pela primeira vez com o marcador a 25-24, sendo preciso esperar até aos 30-28 para se declarar um vencedor.

 

O moral alcançado com o triunfo no 'set' anterior pesou sobremaneira na história do que viria a ser o derradeiro parcial. O Benfica não se reencontrou com o seu jogo e foi incapaz de travar o ascendente leonino.

 

Parabéns aos "leões" pela sua primeira vitória.

 

Nota: O Benfica agradeceu na sua conta na rede social Twitter ao médico Miguel Costa, do Sporting, “pela ajuda prestada na assistência ao voleibolista Ary Neto”, que saiu do jogo lesionado com gravidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:23

Sporting goleia Benfica por 5-2

Rui Gomes, em 08.10.17

 

futsal-scp_x_slb_13.jpg

 

A equipa de futsal do Sporting voltou a vencer o Benfica este sábado, desta vez a contar para o Campeonato Nacional e por número bem expressivos. Depois dos triunfos tangenciais na Supertaça e na Taça de Honra da AF, os 'leões' receberam os 'encarnados' no terceiro jogo da temporada a garantiram um triunfo por 5-2.

 

A equipa da Luz adiantou-se no marcador aos 3º minuto por Robinho, mas Dieguinho aos 11 minutos restabeleceria a igualdade para o Sporting, e antes do intervalo Pedro Cary colocaria os 'leões' em vantagem pela primeira vez no jogo.

 

O segundo tempo começou praticamente com o golo de Alex Merlim aos 22 minutos, mas o conjunto das 'águias' reduziria pouco depois por Robinho aos 24 minutos.~Com o resultado em 3-2, o Sporting acabaria por aproveitar a expulsão de Diego Roncaglio aos 28 minutos, para dilatar a vantagem aos 29 minutos por intermédio de Caio Japa.

 

Aos 34 minutos, João Matos fixou o resultado final em 5-2 na sequência de um canto no lado esquerdo e remate de primeira do internacional português.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:22

 

Francisco J. Marques - director de comunicação do FC Porto - voltou ao ataque ao Benfica no programa Universo Porto desta semana, abordando o recém-texto de Fernando Gomes - presidente da FPF - assim como um artigo publicado pela revista France Football com foco nas claques:

 

"Mais do que palavras, o futebol português precisa de acções concretas que consigam regular o que não está regulado, ou está regulado mas não é cumprido. Este problema das claques é claríssimo e muito evidente, e hoje mesmo a UEFA abriu um processo disciplinar ao Benfica pelo comportamento dos adeptos em Basileia. Das poucas imagens que vi do jogo, vi que estava pejado de faixas da claque. E nós sabemos que o Benfica está com pena suspensa durante dois anos por causa de problemas muito sérios que aconteceram em Madrid. O que aconteceu frente ao Atlético de Madrid não é diferente daquilo que acontece em Portugal, a diferença é que a UEFA agiu e em Portugal não acontece nada.

 

image.jpg

 

O texto da France Football põe a nu as fragilidades do futebol português. O texto de Fernando Gomes, que aproveito para saudar pela eleição para o Comité Executivo da FIFA, tem um problema grave. De que adianta vir pedir paz quando não se faz nada para que a paz exista? Gostava de lembrar que, neste mesmo programa, não há muitas semanas, revelámos que o anterior presidente da Assembleia Geral da Liga, Sr. Dr. Carlos Pereira, enviou para o Benfica, para Pedro Guerra, um ficheiro com SMS do telefone de Fernando Gomes. Não era uma mensagem, como se andou a dizer. Posso garantir que são mais de 100. E o Dr. Fernando Gomes, sobre isso, não se pronunciou.

 

No futebol português há um clube acima das regras. E o Benfica acha isso natural. Não há nenhum responsável do Benfica que aceite reger-se pelas mesmas regras. João Gabriel disse, em entrevista, que título do FC Porto era tributo aos árbitros. Fernando Gomes não veio, na altura, falar do clima e da linguagem. Quando o Benfica faz "ferozes ataques à arbitragem", está tudo bem. Quando é o FC Porto que faz um ataque ao ambiente e aos comportamentos irregulares do Benfica, já há problema. Estamos perante a denúncia de comportamentos irregulares".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:59

Com o mal alheio estou "eu" bem...

Rui Gomes, em 22.09.17

 

nunosaraiva5.jpg

 

Tudo tem ou pelo menos devia ter os seus limites, mas pela continuada postura dos actuais dirigentes do Sporting, não parece ser esse o caso. Raro é o dia em que a falar de assuntos internos, o eterno rival é inevitavelmente evocado, ora para comparação, ora para crítica. Na realidade, tornou-se numa autêntica obcecação.

 

Seguindo esta fastidiosa regra, Nuno Saraiva, comentando o recém-divulgado relatório de transferências do Sporting, mais uma vez sentiu-se compelido a referir o pagamento de comissões pelo Benfica, como se esse outro componente tivesse qualquer relação com as contas que o Sporting apresentou. Eis o que ele teve para dizer:

 
«O Benfica, quando vendeu o Markovic ao Liverpool, comunicou que o tinha feito por 25 milhões de euros. Quando o Relatório e Contas foi publicado, o que verificámos? Que dos 25 milhões apenas seis entraram nos cofres! Tudo o resto foi para comissões de empresários, custos de intermediação, dispersão de passes e outras despesas. É um exemplo clássico de falta de transparência, de dizer apenas aquilo que dá jeito, com o objectivo de enganar os sócios e accionistas. Esta Direcção do Sporting não o faz, assumimos um compromisso com rigor, transparência e verdade.

O Benfica é o campeão das comissões. Pagou mais de 40 milhões em comissões nos dois últimos anos. O FC Porto pagou aproximadamente 18 milhões. O Sporting pagou 8,9 milhões. Ou seja, o Benfica pagou mais em comissões do que todos os clubes profissionais em Portugal. A pergunta que se deve fazer é esta: é isto uma prática de gestão recomendável?».

 

Mesmo partindo do princípio que os números que Nuno Saraiva refere são factuais, não deixa de ser ilusório minimizar o pagamento de 8,9 milhões de euros em comissões, só porque o clube da Luz pagou muitíssimo mais. Todos estes valores pecam por exagero, permitindo-nos concluir que os clubes andam a sustentar um bom número de empresários através das loucuras do mercado de transferências.

 

Ainda quando se trata de um bom futebolista, os danos tornam-se mais aceitáveis, mas não podemos deixar de questionar quantos milhões foram pagos em comissões pela contratação de flops. E, como bem sabemos, esta época não obstante, o Sporting tem "telhas de vidro" nesse contexto ao longo destes últimos quatro anos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:08

 

img_770x433$2017_09_16_19_00_50_1313129.jpg

 

O Sporting foi ao Seixal derrotar o Benfica (0-2), no derby que marcou a 4.ª jornada da Zona Sul do Campeonato Nacional de juniores.

 

Embora o equilíbrio tenha pautado o jogo e as melhores oportunidades do encontro tenham surgido na primeira parte, foi preciso esperar até aos 75 minutos para o primeiro golo surgir, por intermédio de Rafael Leão. Já perto do apito final (89'), Pedro Mendes fechou o marcador dando o melhor destino a um passe de Elves Baldé.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:25

 

hqdefault.jpg

 

A troca de acusações entre Sporting e Benfica parece estar para durar. Esta quinta-feira, Nuno Saraiva aproveitou a presença no programa Verde e Branco, na Sporting TV, para sublinhar que já "todos" perceberam que "os emails são verdadeiros" e para lançar farpas ao eterno rival, nomeadamente a Luís Bernardo, homólogo do Benfica:

 

«O que é que dirá de um clube ter na sua posse elementos e informações da vida íntima dos árbitros? Isso sim é coação. O que é que dirá de um canal de televisão que, semana após semana, exibe nas transmissões linhas que põe sistematicamente em causa o trabalho dos árbitros? O que é que dirá de um presidente que na tribuna do Estádio da Luz já ofendeu e ameaçou um vice-presidente do Conselho de Arbitragem? Isso é coação.

 

O que é que dirá de um clube que dispõe de mensagens privadas do presidente da Federação Portuguesa de Futebol? Isso é coação. O que é que dirá de um clube que põe e dispõe a seu bel-prazer da avaliação dos árbitros, fazendo-as subir ou descer consoante as conveniências? Isso é que é coação. O que é que dirá de um clube levar para as tribunas do Estádio da Luz aquele que era o responsável máximo das classificações dos árbitros - Ferreira Nunes - como forma de exibição de poder sobre esses mesmos árbitros?».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:46

 

image-5.jpg

 

«Todas as semanas tentam entrar no meu email e no meu Facebook. Podem entrar, porque não vão encontrar padres. Eu não apago nada. Está lá tudo.

 

Os adeptos do Benfica, que têm todo o direito de o ser, estão na fase da negação, não querem acreditar. Faz lembrar a mesma fase de há 15/20 anos, com Vale e Azevedo. E todos sabemos com isso acabou. Estou a deixar aqui um alerta. Os adeptos do Benfica estão a negar uma evidência muito grande.


Sobre a derrota dos encarnados com o CSKA  há uma diferença: em Portugal assinalam penáltis contra o Benfica quando o rei faz anos. E quando assinalaram a nota é baixada. Na Liga dos Campeões assinalam».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:36

 

Publicado no Facebook por Mário Nunes, adjunto de Vítor Oliveira

treinador do Portimonense.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07

 

 

 

 Rui Vitória, instado a comentar o vídeo-árbitro na conferência de imprensa pós-jogo:

 

«Que pergunta é essa? O lance não tem nada, é justo, é correcto. Ponto final. Temos satisfação por ganhar. Não venham com conversas dessas comigo porque não alimento essas coisas».

 

Vítor Oliveira, treinador do Portimonense, comenta o vídeo-árbitro:

 

"Se os critérios forem iguais para toda a gente, o video-árbitro é óptimo. Temos que verificar se os critérios de avaliação são mais ou menos equivalentes ou se são muito diversificados, ou se se faz uma leitura num jogo e outra completamente diferente em outro. Vi agora no balneário. No penálti não me parece que haja qualquer tipo de falta. Há um contacto normal, penso que há uma simulação do Salvio e não há penálti. Acabámos por ser derrotados por um chouriço que apareceu no jogo".

 

Nuno Saraiva comenta vídeo-árbitro no Benfica vs Portimonense:

  

«Depois do que aconteceu esta noite na luz, não voltem a falar-me do penálti claríssimo sobre o Bas Dost no jogo com o Vitória de Setúbal. Tenham vergonha! E alguém que explique como é que, respeitando a lei das probabilidades, o mesmo árbitro, que hoje teve olho de milhafre, pode ser VAR em 3 dos primeiros 5 jogos do mesmo clube. Se calhar, na Luz, é melhor que passem a chamar-lhe VARíssimo».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:50

A "guerra" das queixas e queixinhas

Rui Gomes, em 28.08.17

 

battaglia_sporting534007d5.jpg

 

O Benfica pondera avançar com queixas contra Battaglia (Sporting) e Brahimi (FC Porto). Em causa estão dois lances que envolvem o argentino e o argelino, nos jogos de domingo em Alvalade e em Braga, respectivamente.

 

Os encarnados consideram que Battaglia e Brahimi deveriam ter sido expulsos e por isso podem avançar com participações contra o sportinguista e portista. Aos 35 minutos, Battaglia teve uma entrada dura – de sola – sobre o estorilista Duarte valente e viu o cartão amarelo. Na Pedreira, aos 47 minutos, Brahimi atingiu o tornozelo de Fransérgio sem sanção disciplinar.

 

Esta intenção do Benfica surge como resposta ao processo aberto a Eliseu na semana passada, após falta grosseira cometida sobre Diogo Viana e não sancionada pelo árbitro Rui Costa, após participação do Sporting. A decisão do Conselho de Disciplina será conhecida esta terça-feira.

 

Caso os encarnados avancem para as referidas participações, e estas sejam aceites pela Comissão de Instrutores, Battaglia e Brahimi arriscam suspensão.

 

O futebol português em todo o seu esplendor...

 

 

ADENDA: É notícia recente que o Sporting vai apresentar nova queixa à Comissão de Instrutores (CI) contra o benfiquista Eliseu. Os leões defendem que o lateral-esquerdo dos encarnados deveria ter visto o cartão vermelho em três situações do jogo de sábado com o Rio Ave, todas ocorridas na fase inicial da partida.

 

O primeiro lance ocorreu logo no primeiro minuto de jogo e envolveu também Francisco Geraldes, médio leonino emprestado esta época à equipa de Vila do Conde. Aos 4' e aos 17', o Sporting defende que Eliseu agrediu Nadjack e Barreto, respectivamente.

 

Caso a CI assim o entenda, então será aberto novo processo sumário com base em auto por flagrante delito ao lateral-esquerdo do Benfica. Depois, será o Conselho de Disciplina a decidir se haverá ou não castigo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:19

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo


subscrever feeds