Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

img_770x433$2017_06_17_01_14_47_1278460.jpg

 

No parágrafo de abertura do post As transferências de Bruno César e Alan Ruiz sob investigação...., começo por dizer que "notícia, cuja aparente origem sendo o jornal A Bola, exige, hoje e sempre, uma boa dose de cepticismo".

 

Termino esse mesmo post com uma outra observação "diria um cínico, alguém terá chamado a atenção da redação de o A Bola que há uma necessidade urgente de desviar atenções das já notórias emails. Assunto que tem vindo a preencher as páginas noticiosas e o tempo televisivo já há uns dias".

 

Com tudo isto em mente, vem-se hoje a saber que o empresário Costa Aguiar admite que foi ouvido pela Autoridade Tributária (AT) no âmbito de uma investigação que envolvia as transferências de Alan Ruiz e Bruno César para o Sporting:

 

 «Fui chamado em Junho do ano passado e voltei lá em Julho. O caso foi encerrado há seis meses. Mandaram-me um documento da AT, e eu tenho esse documento, a dizer que estava cessada qualquer tipo de investigação. As comissões que me pagam são minhas. Não dou dinheiro a ninguém, nem por fora nem por dentro. Nunca dei um centavo a ninguém, o Sporting nunca me pediu um centavo, ninguém dentro do Sporting me pediu dinheiro. Todo o dinheiro que entra está nas minhas contas. Só tenho contas em Portugal. As facturas que passo são das minhas empresas. O dinheiro entra na minha conta. Pago os meus impostos. Se ganho muito ou pouco, é problema meu».

 

Informação permanente

 

O Sporting, como outros clubes, faz parte do grupo dos grandes contribuintes e, como tal, está sob permanente acompanhamento do Fisco. A informação prestada à AT é constante. A própria SAD, como é do conhecimento público, apresenta na CMVM e no jornal do Clube o detalhe das comissões.

 

Perante tudo isto e até provas em contrário, só é possível concluir que a intenção do jornal A Bola era mesmo levantar uma "cortina de fumo" para desviar as atenções da polémica em curso com as notórias e-mails. Este diário, demonstra, mais uma vez, que a sua razão de ser não é jornalismo objectivo. Não sendo novidade, sublinha essa obscura realidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:54

 

Notícia, cuja aparente origem sendo o jornal A Bola, exige, hoje e sempre, uma boa dose de cepticismo, muito embora, diga-se, não ser virgem o surgimento de alguma exalação na praça sobre o desempenho de Costa Aguiar, e as respectivas comissões, relativamente à aquisição de activos do Sporting.

 

ruizcesar1.jpg

 

A Procuradoria Geral da República (PGR), o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e a Autoridade Tributária (AT) estão a levar a cabo uma investigação em relação às transferências para o Sporting dos jogadores Bruno César e Alan Ruiz.

Em causa está, sobretudo, o pagamento das comissões ao empresário de jogadores Costa Aguiar, bem como o circuito do dinheiro. Com o avançar das investigações do DCIAP, a AT acabou por ser também chamada de forma a fazer uma inspeção rigorosa a três entidades: Sporting, SAD e duas empresas em nome do agente (Costa Aguiar Sports, Lda e Mundial Sports, Lda).  Estará, pois, tudo a ser passado a pente fino, mas as suspeições maiores recaem sobre os valores alegadamente pagos em comissões.

A BOLA apurou ainda (supostamente) que as diligências podem não ficar apenas por estes dois jogadores, pois também terão surgido dúvidas acerca das transferências de Douglas, Schelotto e Castaignos.

 

E se existe justa causa, tudo deve ser devidamente investigado e esclarecido, disso não temos dúvidas algumas. Dito isto, diria um cínico, alguém terá chamado a atenção da redação de o A Bola que há uma necessidade urgente de desviar atenções das já notórias emails. Assunto que tem vindo a preencher as páginas noticiosas e o tempo televisivo já há uns dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:05

Consideração do Dia

Rui Gomes, em 16.02.16

 

maxresdefault (2).jpg

 

Sporting pagou a Costa Aguiar comissão de 1,3 milhões

de euros por Bruno César, revela Football Leaks.

 

 

O pagamento de comissões não era suposto ser uma prática

da exclusividade de Direcções anteriores ?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:22

 

ng5310148.jpg

 

Além dos milhões de salário e mais uns quantos na forma de prémios, camarote para familiares e amigos e diversas outras contrapartidas, aos poucos vamos ficando com a sensação de que o investimento do Sporting em Jorge Jesus vem associado a regalias e beneficências, até para terceiros, quase ilimitado.

 

Mais uma vez através do Football Leaks, somos informados que a Sporting SAD pagou 140 mil euros de comissão ao empresário Costa Aguiar no âmbito do processo de contratação do treinador Jorge Jesus no passado Verão, segundo os documentos revelados.

No contrato de prestação de serviços é referido que a "Costa Aguiar, Sports - Unipessoal, Lda" é chamada a intervir no diálogo e na negociação com Jesus, ficando estabelecido, a título de contrapartida pelo trabalho referido, o direito a receber 140 mil euros por honorários e despesas.

 

O empresário ficou ainda com direito a cinco "business seats", sem direito a catering, e um lugar de parqueamento, no estádio, enquanto vigorar o contrato assinado pelo treinador - o acordo é válido por três temporadas.

 

Isto chega a um ponto que nos sentimos incomodados por sermos "obrigados" a revisitar um tema que é, na realidade, um facto consumado. Tudo o que já veio a público e decerto algo mais que ainda está por ser revelado, faz parte de uma ideia, quase uma obcecação diriam alguns, e de uma aposta discutivelmente desmesurada na conquista do título. 

 

Para o bem do Clube e do estado de espírito dos seus milhões de adeptos, dentro e fora fronteiras, esperamos que o objectivo seja concretizado, caso contrário, nuvens sombrias ameaçam no horizonte.

 

 

Adenda: Eu já tinha esta informação, mas hesitei quanto à sua publicação. Já que um leitor a comentou, quase como se fosse "peaners", aqui vai:

 

Suposta lista de dívidas da Sporting SAD a empresários:

Gondry Financial Services – 1,087 milhões de euros
Andrea D´Amico - 650 mil euros
Buttonpath Limited - 400 mil euros
Credigold - 30 mil euros
Hency Trading - 300 mil euros
LMP Bomore - 350 mil euros
Interfootball - 350 mil euros
For Gool - 272 mil euros
Alberto Fochi Moreno - 138 mil euros
Creative Sports Agents - 100 mil euros
TeamSport Agenciamento Esportivo - 120 mil euros
Starmon Holding, SA - 2 mil euros
H2C Sport Consulting - 138 mil euros
MRD Investments - 265 mil euros
Proeleven - 381 mil euros
L & M Global Rigths - 121 mil euros
SBASS Ltd. - 140 mil euros
Zoran Stojadinovic - 120 mil euros
Sport Cover - 120 mil euros
Outros – 6,45 milhões de euros

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:26

Comentar

Para comentar, o leitor necessita de se identificar através do seu nome ou de um pseudónimo.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Taça das Taças 1963-64



Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Cristiano Ronaldo